sexta-feira, 2 de junho de 2017

Quem sabe se Luís Figo não seria uma boa solução?!...


Numa feliz imagem da autoria do fotógrafo Paulo Calado publicada hoje no jornal Record, Luís Figo como que parece emergir do recato da pacata floresta onde inteligente, humilde e serenamente se refugiou após o dia em que decidiu pôr termo à sua fantástica carreira, para surgir associado a algumas questões colocadas pela jornalista Cláudia Marques (LINK) que, de forma natural e directa abordou uma possibilidade que há muito baila no pensamento de uma considerável franja de sportinguistas para quem a estrutura do futebol leonino parece navegar sem solução, por um mar de dúvidas e incertezas, demasiado enferma e carente do "know-how" e do prestígio interno e sobretudo externo, de alguém que a pudesse catapultar para um patamar mais próximo do êxito que a grande nação leonina tanto deseja e merece.

Permanecendo ainda por diluir completamente no grande universo leonino alguns "anti-corpos", que só o tempo provavelmente será capaz de apagar, determinados por gestos de difícil explicação por parte de Luís Figo no seu relacionamento com o Sporting após a saída de Alvalade e, muito particularmente, quando do seu regresso ao serviço de outros clubes, creio que a minha intuição não resultará disparatada se os entender como insignificantes e desprezíveis se colocados no outro prato da balança todo o conjunto de benefícios que uma figura com o conhecimento, a experiência e o prestígio de Luís Figo poderia fazer aportar ao Sporting.

Por há muito entender como "coxa" a estrutura do futebol leonino, já por aqui abordei esta delicada temática, confesso que de forma subreptícia e camuflando naturalmente o nome da única alternativa que me parecia satisfatória, embora envolvendo uma razoável quantidade de "sapos vivos" que necessariamente teriam de ser engolidos por quem de direito. E suscitei na ocasião as minhas profundas reservas sobre a existência a nível interno de outro alguém com o perfil adequado, exactamente porque ainda digerindo os "anti-corpos" atrás citados, nem pela cabeça me passou o nome de Luís Figo. O trabalho da jornalista do Record, se outras virtudes não teve, acabou afinal por contribuir para a rectificação do meu pensamento, assim como terá acontecido com o pensamento de muitos mais sportinguistas como eu.

Será sempre extremamente difícil e complexo analisar à distância todo o contexto que poderá estar ligado à "notícia" do Record, ou mesmo negar que não possa tratar-se de um aparente e inócuo - ou nem tanto assim! - "balão de ensaio". Seja como for, entendo que a indiferença não ficará bem aos sportinguistas que se têm vindo a revelar mais exigentes e, quer a delicadeza da situação de debilidade da estrutura leonina, quer a abertura desta franca possibilidade, deveriam ser colectivamente reflectidas e, sem tergiversações ou pruridos por aqui deixo a minha interrogação de que, para uma boa parte dos muitos males do leão...

Quem sabe se Luís Figo não seria uma boa solução?!...

Leoninamente,
Até à próxima 

16 comentários:

  1. Partilho completamente da sua opinião; não tenho dúvida que Luis Figo poderia trazer ao Sporting tudo aquilo que Rui Costa trouxe para o Benfica e que foi muito e não é mera coincidência que foi a partir da sua chegada que os Lampiões começaram paulatinamente a fortalecer-se até conseguirem chegar à actual hegemonia do futebol português.

    Para quem os conhece sabe bem que ambos são pessoas inteligentes e que souberam ao longo dos anos aprender o mais que podiam com a vivência e as experiências que cada um deles viveu durante a sua carreira desportiva. Ambas ao serviço de clubes de Topo europeu como Barcelona, Real Madrid e Milan.

    O único senão de Luis Figo é precisamente a sua conhecida costela Benfiquista que o levou na minha opinião a ter comportamentos menos respeitosos com o Sporting o que deu origem aos reconhecidos anti-corpos que ele criou no universo Sportinguista.

    Mas por aquilo que conheço dele, essa costela não é impeditiva para ele se dedicar com toda a dedicação e profissionalismo a um clube que ele aprendeu amar e ao qual lhe reconhece os méritos de o ter formado e projectado.

    João Tavares

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ...e não é mera coincidência que foi a partir da sua chegada que os Lampiões começaram paulatinamente a fortalecer-se até conseguirem chegar à actual hegemonia do futebol português...". Não estou nada de acordo, porque penso que essa hegemonia inicia-se a partir do momento em que o mentor lampiónico defende que é mais importante colocar as pessoas certas, nos lugares certos das decisões, do que contratar jogadores e depois uma coisa vem com a outra: boas decisões a nível da Justiça Desportiva, da Arbitragem, das estruturas superiores da FPF e da convocação de jogadores para as diversas seleções, domínio nos órgãos de comunicação social e por fim contratar bons jogadores.
      Rui Costa não sei o que faz, além de ser um reconhecido elemento a pressionar árbitros quando as coisas não estão a correr de feição...

      Eliminar
  2. Boa solução até talvez fosse, resta saber se o próprio Figo estaria interessado nela. Eventualmente se o salário se assemelhasse ao do JJ ...
    No entanto desde há muito que existe um rumorzito de que para o bom do Figo, no SCP, só a presidência... o que cilindraria a hipotética boa solução...

    ResponderEliminar
  3. Nunca vou perceber a fixação com o Fogo. Por mim, dispenso a sua hipotética contribuição para o Sporting. Haverá mais Malta e com mais alma e coração, algo que sempre faltou a este senhor.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Do mesmo modo será difícil de perceber o "odiozinho de estimação" do caro Madeira ao Figo! Assim como só o caro será capaz de ver "mais Malta e com mais alma e coração" que ele! Serão por certo opiniões respeitáveis e legítimas, mas de cuja consistência, pessoalmente, duvido muito. Quantos Bolas d'Ouro teremos com 45 anos em Portugal, com o saber, a experiência e os contactos privilegiados em todo o mundo do futebol como ele? Ou julga o caro Madeira que um Director Geral de Futebol pode ser encontrado no meio da multidão de malta que apregoa? Ou julga que o patrão do PSG veio a Portugal buscar o Antero Henriques, porque era o que tinha olhos mais bonitos no meio dessa tal malta que tanto parece seduzi-lo? Meu caro, a competência não se encontra no meio da malta! A competência é escassa e tem os olhos do mundo em cima dela! Um Director Desportiva não precisa de alma e coração! Precisa apenas de ser competente, profundo conhecedor do mercado e do que é o futebol! Exemplos de bons Directores Desportivos em Portugal, tivemos Antero Henriques no Porto e temos Rui Costa no Benfica! Luís Figo poderá muito bem ser outro! Só saberemos depois de experimentar!...

      Tente, se for capaz disso e por breves segundos que sejam, imaginar Luís Figo a negociar com António Salvador a contratação de Rodrigo Bataglia, ou se preferir, a negociar com o Real Madrid a vinda de Fábio Coentrão para Alvalade! Será que o Sporting sairia prejudicado pelo impacto proporcionado pelo prestígio, conhecimento, desenvoltura no meio e "know-how" de Figo?! Meu caro Madeira, não se julgue detentor da verdade, quando as pernas da sua verdade aparentam ser tão curtas!...

      Agora mude de campo e tente desta vez, se for capaz disso e de novo por breves segundos que sejam, imaginar Jorge Jesus a apresentar a lista de "flops" que apresentou há um ano a Bruno de Carvalho, mas desta vez a Luís Figo. Acha que o Figo apararia os golpes e devaneios que Bruno de Carvalho aparou ao nosso treinador e que acabaram por desgraçar toda uma época? Acha que a areia que JJ atirou para os olhos de BdC, conseguiria cegar os olhos de Luís Figo, farto de calcorrear mundo e de conhecer pessoalmente centenas e centenas de jogadores como JJ nunca há-de conhecer?!...

      É este o papel do Director Geral para o Futebol que o Sporting precisa para se colocar ao nível do Benfica e poder almejar a ser campeão! Com Bruno de Carvalho e Jorge Jesus, sem que entre os dois se coloque um catalizador competente e prestigiado não iremos a parte nenhuma!...

      Dir-me-à que BdC e JJ talvez não queiram esse "catalizador/inspector" a intrometer-se com os "umbigos" de ambos, bem grandes por sinal! Bom, isso será uma conversa completamente diferente, que não valerá a pena estarmos aqui e agora os dois a discutir! Fiquemo-nos apenas em Luís Figo que seria, a meu ver, porventura uma "milagrosa" solução!...

      Eliminar
  4. Aos caros João Tavares e "conana", permitam-me recordar-lhes que o meu texto partiu das conclusões a que cheguei depois de ler o trabalho da jornalista do Record Cláudia Marques e das afirmações do próprio LF. Nessa condição a "costela benfiquista" e a "presidência" ficam eliminadas!...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Álamo, como escrevi, estou totalmente de acordo consigo em relação há mais valia que Luis Figo poderia ser para o nosso Sporting. Eu daquilo que conheço e reconheço na pessoa de Luis Figo, a sua costeleta Benfiquista não me incomoda, pois sei que não iria interferir com o seu profissionalismo e muito menos com a sua reconhecida competência em termos do conhecimento que ele tem como poucos o que é gerir uma equipa de futebol... sim e estamos de acordo que essa mais valia ainda teria mais expressão quando temos dois enormes umbigos a gerir o nosso futebol.

      João Tavares

      Eliminar
  5. Permita-me ainda o caro João Tavares corroborar plenamente a analogia que fez com Rui Costa: a "estrutura" do Sporting está completamente orfã de um elemento de ligação entre os relvados e os gabinetes dirigentes, por muito que BdC pense que a sua voluntariedade e omnipresença sejam suficientes! Estará a ser o seu maior e profundo erro!!!...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Digo-lhe ainda mais caro Álamo, daquilo que conheço do Rui e do Luis, penso que a nossa aliança ao clube da fruta deixaria de fazer qualquer sentido, pois tenho a certeza que a visão que ambos tem do futebol em geral e do nosso em particular, finalmente haveria sintonia para acabar de vez com os jogos de influência e de bastidores.
      Até porque Pinto da Costa não quer com o Sporting somente derrubar o poder do Benfica, mas sim voltar a ser o detentor desse poder. Para Pinto da Costa, Bruno de Carvalho e o Sporting servem somente para o ajudar nos seus propósitos, mas mal os consiga, vai fazer o que já fez em outras ocasiões... passam a ser descartáveis.

      João Tavares

      Eliminar
  6. Impressionante como, a propósito de Figo e o hipotético regresso deste ao Sporting, o Álamo finalmente põe o dedo na ferida.

    Bem mais importante que o patrocinio expresso do regresso de Figo é o diagnóstico correcto de várias enfermidades do Sporting.

    Não sei se as vantagens do dito regresso contrabalançariam as suas desvantagens. Não sei que riscos o regresso agora encerraria. Alguém sabe? Por exemplo, os 3 umbigos coexistiriam pacificamente? O que julgo saber é que Figo, mesmo que seja uma boa opção, está longe de ser a única solução.

    Há várias terapias para combater os males a que o Álamo alude explicita ou implicitamente (falta de capacidades para actuar no mercado, organizar, gerir, liderar ...). Até porque o doente é uma pessoa colectiva fortíssima. Mais que na doença em si, o problema está em aceitar o diagnóstico e a correspondente medicação.

    ResponderEliminar
  7. Por mim...embora não tenha gostado de algumas atitudes dele, não sou assim tão radical contra...
    Há quem fale de uma costela lampiã, não me lembro de ter visto o Figo "a fazer "campanha pelo galinheiro...
    Também acho que o seu prestígio internacional poderia ser uma mais valia...
    Só não sei é quanto essa posição "pesaria"nos cofres do Sporting...
    SL

    ResponderEliminar
  8. qual é a relação entre luis figo e Jorge Mendes?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. José Veiga foi sempre o empresário de Figo até à rotura em 2004. A partir daí, suponho que terá abdicado de empresários e a sua passagem para o Inter de Milão julgo ter sido negociada directamente. Não lhe conheço qualquer ligação a Jorge Mendes...

      Eliminar
  9. Temo... que o interesse possa ser circunstancial mediante outros interesses futuros... Rui Costa teve a grandeza de vir terminar a carreira no 'seu' clube, algo que Figo (como outro(s)...) nunca equacionou - os contratos.não são argumento - O COMPROMISSO DE SANGUE SIM...

    Por outro lado, é óbvio que a sua experiência e status internacional aportariam um know-how importante, se militante... e não politicamente correto... como é seu apanágio...

    Por fim a inteligência emocional de BdC poderia colidir com o modus operandi de LF...

    São, para mim, mais dúvidas que certezas... Fosse Luís Figo um indefectível LEÃO, assim tipo Beto, p.ex, e não tinha dúvidas da sua mais valia..., assim... pouco sangue na guelra verde e demasiado fairplay institucional... deixa-me assim-assim...

    SAUDAÇÕES LEONINAS

    ResponderEliminar
  10. O prestígio nacional e internacional que Figo tem só pode ser considerada uma mais-valia. Não lembro de alguma atitude menos condiguena para com o Sporting e se há adeptos que o criticam, algo que não entendo, provavelmente, preferiam voltar a ter um Janela, Duque ou Freitas como diretor desportivo. Com o Luís Figo a coordenar as negociações com jogadores, empresários ou Clubes certamente iríamos ficar a ganhar, excepto com o Barcelona, mas como acho que o Messi, Neymar ou o Sanchez não jogadores para o Sporting também não chateia.
    SL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A questão tem a ver com a sua transferência para o Barcelona e como não foi capaz, nessa situação, de ter um procedimento tipo Simão Sabrosa, um conhecido benfiquista, que teve a clarividência de ser grato ao Sporting Clube de Portugal, renovando o seu contrato e depois em que se transfere para o Barcelona. Ou então não festejar, no banco, um golo sofrido pelo Sporting, como tivesse ganho a liga dos campeões. Ou como nos tempos negros do Sporting se ter afastado do nosso clube, sendo o embaixador do Inter de Milão.

      Eliminar

PUBLICIDADE