sábado, 28 de dezembro de 2013

Quando se choca de frente com a realidade !...



Ainda voltando ao tema abordado por Bruno de Carvalho na sua mais recente mensagem aos sportinguistas, deparei hoje com a crónica de José Ribeiro no jornal Record, cuja opinião não confundo com a de grande parte dos seus companheiros de projecto, por razões que se prendem com a sua forma de fazer jornalismo e estar no desporto e no futebol em particular, a que não será estranha aquela que será uma simpatia clubística que julgo conhecer.

E permitam-me que destaque a frontalidade com que o articulista aborda a problemática suscitada por Bruno de Carvalho em torno da insipiente adesão da nação leonina ao novo desafio que lhe vem sendo colocado, por me parecer eivada de um realismo que, por muito que doa a quem sente e vive o Sporting com paixão sem peso ou medida, não deixa de constituir uma verdade incontornável:

"... O Sporting ganhou 6 mil sócios desde as últimas eleições. Bruno de Carvalho considera que o número fica aquém das expectativas. Já eu leio esse aumento como muito positivo. A aquisição das Gamebox não foi o que o líder leonino esperava. Olho para o número de adeptos em Alvalade e fico positivamente surpreendido. As Gamebox das modalidades não venderam mais de 200 unidades, lamenta. Os sócios, desde sempre, reclamam o ecletismo, mas não o praticam. Querem modalidades para encher a boca, não os recintos. É aborrecido quando se choca de frente com a realidade. Mas é a vida.".

Ainda que para  muitos de nós seja incompreensível, haverá porventura uma grande diferença entre os sonhos de Bruno de Carvalho e a dura realidade que as palavras de José Ribeiro, talvez deixem a descoberto.

"É aborrecido quando se choca de frente com a realidade. Mas é a vida."!...

Leoninamente,
Até à próxima

2 comentários:

  1. Isto faz-me lembrar uma situação passada há muitos e muitos anos...
    Era eu presidente da direcção de uma pequena Colectividade de aldeia, que tinha (e ainda tem e de muito boa qualidade...pois continua a haver carolas...) uma Banda de Música com a respectiva escola e muitas dificuldades para manter as actividades...
    Uma direcção anterior tinha comprado uma máquina de projectar filmes que estava no sotão sem uso e eu de acordo com os outros elementos, meti mãos à obra e comecei a alugar uns filmes que juntamente com outros que pedia a diversas Embaixadas, me permitiam dar de 15 em 15 dias uma sessão de cinema para os sócios, aos quais era pedida a importancia de 50 centavos por sessão (tendo em conta que já pagavam uma quoata mensal de 1 escudo...), para tentar arranjar algum dinheiro para manter a Colectividade...
    Em cada sessão semanal, eu ainda ia a mais duas terriolas do concelho, passar os mesmo filmes a troco de 1 escudo por pessoa e só assim conseguia rentabilizar o aluguer...
    Pois havia um sócio (que até nem era dos mais necessitados...) que de todas as vezes regateava comigo os 50 centavos da entrada, argumentando que já era sócio...que pagava 1 escudo por mês e eu ainda lhe estava a exigir o pagamento do bilhete...
    Por mais que eu lhe dissesse...: o ti Luís, então você não vê que tudo isto é para a ajudar a Banda...?
    Você já viu que eu ainda vou a duas terras no meu carro, à minha custa...para tentar arranjar algum dinheiro...?
    E invariavelmente me dizia o bom do homem...mas você está a esquecer-se que eu já pago dez tostões...e não recebo nada en troca...

    Há quem não consiga "descobrir" que somos sócios para ajudar...e não para sermos ajudados...
    As nossas compensações...são as vitórias suadas...!!

    Note-se que há muitos que querem e não podem é claro...e também por isso, havia quem visse os filmes sem pagar mais...!

    No caso do nosso Sporting é um dilema...
    Somos na verdade um Clube eclético, mas vão longe os tempos em que os atletas "quase" pagavam para poderem vestir a camisola do Sporting...!!

    Já agora e porque lembrei a Banda da terra, referir que havia aqui um sportinguista já falecido (sócio e com lugar cativo), que quando esteve na Direcção da Banda, ao tempo em que era Presidente do Sporting o Sousa Cintra, conseguiu que fosse autorizada a deslocação da mesma, ao antigo Estádio José de Alvalade...
    Recordo-me de eu estar na Cabeceira Sul, todo orgulhoso por ver e ouvir a "minha" Banda, a dar a volta à pista de tartan, tocando para os milhares de sportinguistas presentes no Estádio...
    Foi certamente o melhor dia do meu amigo Zeca...a sua grande vitória...!!

    Sporting Sempre...!!

    SL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estimado amigo Max, é muito difícil ser prior da freguesia... SOLIDARIEDADE ! Muito difícil!...

      A sua história, passa em cada dia em milhares e milhares de colectividades. Porque ninguém parece ter prestado atenção a J.F. Kennedy, quando disse:

      Nunca questiones o que o teu país pode fazer por ti. Questiona-te antes sobre o que poderás fazer por ele...

      Abraço e SL

      Eliminar

PUBLICIDADE