segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

As saudades de um Sporting campeão...



A tradição já não é o que era! Quando o meu filho era miúdo, nesta quadra linda e de significado familiar tão profundo, lá íamos os dois para a mata, em busca de um pinheiro manso, pequenino e redondinho. O puto corria à minha frente e todos lhe pareciam bonitos. Olha este papá, e aquele e ainda o outro lá mais à frente!

Entretanto outros valores foram surgindo. A preservação da floresta, o advento das árvores de plástico, a meninice perdida do rapaz e os anos que em mim se foram somando, roubaram-nos essa alegria imensa da escolha e recolha da árvore de Natal. E o nosso Sporting, acabou também por nos trazer todos os anos, em vez da alegria natalícia, uma tristeza e uma decepção que em cada ano se tornaram mais difíceis.

Mas não há mal que sempre dure e o meu Sporting este ano parece disposto a devolver-nos a alegria do Natal. E como o filho já não é mais menino, está a nascer em mim o sonho de ver a minha casa inundada pela alegria infantil de um neto, ou uma neta, tanto faz. Para tornar a ir até à mata, com a traquinice de um neto, e aproveitando qualquer distracção dos guardas florestais, roubar um bonito pinheirinho e trazê-lo para casa! Tenho tantas saudades desse ritual...

Leoninamente,
Até à próxima

  

3 comentários:

  1. Oh amigo Álamo e ainda por cima...um pinheiro manso, que "não faz mal" a ninguém...!!
    Sportinguista que se prese apanha um pinheiro "bravo"...daqueles sificeis de domar...!!
    Estou a brincar já se vê...eu por acaso devido à "minha doença" de defensor da Natureza, desde sempre fui muito selectivo nas árvores que apanhava com os meus filhos e nem sempre escolhia a mais bonita...mas sempre escolhia a que estava a dificultar o crescimento de outras...
    Pois é amigo Álamo os filhos também já são crescidos...mas eu já tenho a alegria de ter 4 netos...!!
    E como a tradição já não é o que foi...o nosso Sporting este ano vai dar-nos um Natal cheio de alegria...!!

    No próximo jogo se Deus quiser também vou estar em Alvalade "a fazer o meu papel"...

    Que pena aquele malfadado penalti (que talvez até tenha sido em cima da linha...) que o fiscal de linha se lembrou de marcar a nosso favor...
    Lá vamos agora ter de andar a aturar os lampes e os dragons até ao fim dos tempos...
    Certamente nem vai haver quem lembre, de que tanto o Benfica como o Porto...foram beneficiados por golos marcados fora de jogo...
    Pois é...disso ninguém vai falar...

    Bem vamos lá mas é a continuar a fazer a nossa obrigação...e vamos ganhar o próximo, para depois nos atirarmos ao que vem a seguir...!!

    Para todos os...desejos de Boas Festas...!!

    Sporting Sempre...!!

    SL

    ResponderEliminar
  2. Amigo Max, aqui na minha região, para as árvores de Natal, sempre usámos os pinheiros mansos, por serem mais elegantes e redondinhos. E não havia problemas na preservação da floresta, porque a época de Natal permitia fazer a monda que a proliferação de milhares e milhares de pequenos pinheiros nascidos espontaneamente exigia. Hoje isso está proibido e a floresta, quase impenetrável, todos os anos é pasto das chamas, que vão fazendo de forma abrupta e destruidora, a monda que o Natal fazia quase naturalmente e sem a destruição de hoje.

    Sobre a realidade do futebol, em que o nosso Sporting vai sendo rei e senhor, as vozes de certos animais, tanto de penas como mitológicos, já não chegam aos céus. Coitados, que vão tendo capacidade de visão para analisarem os argueiros nos olhos dos outros e não são capazes de ver o barrote colocado à frente dos seus. Mas que outros argumentos eles terão para esconderem o triste futebol que as suas equipas apresentam?!...

    Desta vez, contra o Nacional, o meu amigo estará presente, ao contrário de mim, que vi erguerem-se à minha frente, outros valores a que não poderei escusar-me. Mas não tenho a mais pequena dúvida de que os processos, a mente limpa e a convicção dos nossos leões serão suficientes para nos oferecerem a tranquilidade que eu vivi em Alvalade no passado sábado.

    Que a semana decorra e termine para o meu amigo, com muitas alegrias e satisfação.

    Um grande abraço e o agradecimento e retribuição de Boas Festas.

    SL

    ResponderEliminar
  3. in jornal online


    Aquilo que um jornalista hopnesto põe em destaque...e que os "verbos de encher" não são capazes de fazer...


    Mais do mesmo
    Ribeiro Cristóvão
    Jornalista
    A jornada 13, a do azar, mas só para alguns, não trouxe grandes
    novidades em relação àquilo que nos tem sido proporcionado
    nos últimos tempos, sobretudo pelos três grandes. Ou seja, o
    Sporting voltou a vencer e manteve a liderança da classificação,
    Benfica e Porto também venceram é certo, mas as exibições
    de ambos voltaram a não convencer plenamente.

    Antes de mais convirá ainda dizer que alguns árbitros resolveram
    também, nalguns casos, distribuir boas-festas antecipadamente
    não vá o Natal chegar depressa de mais e já não haver
    tempo para esse gesto tão marcante desta quadra.
    E foi assim que aconteceu a oferta de uma grande penalidade
    ao Sporting a abrir a vitória sobre o Belenenses, tal como
    a subtracção de outro idêntico castigo, um golo em posição
    irregular ao Benfica, que lhe permitiu chegar pela primeira
    vez ao empate frente ao Olhanense havendo, para encerrar
    esta capítulo, fortes dúvidas na legalidade do segundo golo dos
    portistas em Vila do Conde, que os levou a adiantarem-se no
    marcador frente ao Rio Ave.

    Casos naturais, entre os muitos que já fazem parte da história
    dos erros deste campeonato, e de outros que ainda vêem a
    caminho, tanto em benefício como a prejudicar aqueles que
    se perfilam como maiores candidatos à conquista do título da
    grande competição.

    Independentemente destes casos que ficam para a história mas
    não fazem a história, o registo maior vai para a exibição registada
    pelo Sporting em Alvalade, a confirmar que não são fruto
    do acaso os proveitos alcançados até aqui.
    Além de praticar futebol de qualidade durante uma considerável
    parte do jogo frente ao Belenenses, a equipa comandada
    por Leonardo Jardim manteve reiterada solidez enquanto grupo,
    com alguns dos seus jogadores portugueses a demonstrarem
    que não acontecerá por acaso a sua próxima chamada à
    selecção nacional.

    Das imagens do fim-de-semana é também de reter e com muita
    atenção, aquela que nos mostrou, à excepção de Alvalade, estádios
    quase desertos nos desafios em que estiveram em acção
    dois dos emblemas mais prestigiados do nosso futebol.
    Trata-se, tudo indica, da resposta à fraca qualidade do futebol
    que têm oferecido, e da pouca motivação exibida, que não entusiasma
    os seus apaniguados.
    Estádios vazios é umas piores coisas que podem acvontecer ao futebol...

    *****

    Uma coisa é certa...: o Sporting é a única equipa em Portugal que está a fazer tudo para que o futebol sobreviva...!!

    Sporting Sempre...!!

    SL

    ResponderEliminar

PUBLICIDADE