quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

A leucotomia pré-frontal, ainda não terá alternativa...



É com um aperto no meu coração de sportinguista, que continuo a assistir na blogosfera leonina, à triste exibição de um obscuro "plagiador pessoano", que lançando mão de heterónimos leoninos, ora obrigando o mesmo desgraçado leão a percorrer as ruas mais escuras da cidade, ora fazendo-o coabitar nas dunas de árido deserto como os mais nojentos répteis, vai pretendendo pintar o céu de Alvalade, com as cores mais ignóbeis do seu deformado carácter.

Umas vezes pincelando nuvens negras de raiva e de despeito, outras vezes carregando de cores tenebrosas, imagens de terríficas tempestades, cuja iminência anuncia com presumido sentido de profeta carregado de ódio. Pelo meio aparece "pessoa", ele próprio, qual chacal envergando a pele de cordeiro, armado em descendente de um qualquer visconde, defensor da "leonina grei".

Tive o privilégio de alguns leões como eu, me levarem à fonte onde terá nascido este "mondeguinho" de ódio, raiva e despeito e por quem, para onde e porquê, se viu obrigado a fazer desaguar o seu "rio de sórdida mesquinhez". Tenho por isso perfeitamente identificado, este "pessoa-de-trazer-por-casa", mas tenho continuado atento às suas escabrosas diatribes, porque melhor que confrontar a víbora, será nunca lhe virar as costas.

Hoje o coração apertou-se-me, quando deparei com a hedionda analogia que lhe escorregou entre os dedos, já que apenas pude imaginar a bilis que lhe escorria por entre os lábios, quando entendeu configurar o ano de 2013 como o ano do 25 de Abril do Sporting e adivinha o novo ano de 2014 que aí está a rebentar, como o do emergente e incontornável 25 de Novembro do Sporting, clamando no meio do deserto das suas ideias, pelo aparecimento na grande nação leonina, de novos jaimes neves e ramalhos eanes.

Nenhum ser vivo está livre de ver invadido o seu tecido cerebral de forma tão violenta e destruidora. Nem os progressos da farmacologia ainda conseguiram descortinar um caminho que seja capaz de superar aquele que deu o Nobel a António Egas Moniz, no longínquo ano de 1949. A leucotomia pré-frontal, em casos muito graves, ainda não terá alternativa...

Leoninamente,
Até à próxima

6 comentários:

  1. Também não consigo entender tal posição...mas há "dores" que custam a passar...
    Raios partam...que teria o BC feito ao homem...?

    SL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amigo e estimado Max, o nosso Presidente, se calhar, descuidou-se e colocou areia na vaselina...

      Abraço e SL

      Eliminar
  2. Quem este personagem City lion???já cheira mal esta quase "perseguição"ao presidente!!!!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Até que me sejam apresentadas provas fotográficas e digitais inequívocas, ninguém me tira da cabeça que City Lion, Desert Lion e o autor do blog, vivem todos debaixo do mesmo chapéu de heterónimos pessoanos e corresponderão a uma tripla personalidade que deveria merecer a atenção e o estudo da psiquiatria...

      Eliminar
  3. Caro Álamo, este artista, só merece a indiferença. Comprendo a sua indignação, mas ao colocar links no seu blog para aquele esgoto está a dar-lhe tempo de antena e visitas, que a ratazana não merece. O que ele quer é atenção. Não lha dêem.

    ResponderEliminar
  4. Compreendo em absoluto o ponto de vista do "anónimo das 18.12" e, noutras circunstâncias, costumo seguir esse caminho.

    Mas quando se trata do nosso Sporting, "tenho continuado atento às suas escabrosas diatribes, porque melhor que confrontar a víbora, será nunca lhe virar as costas."

    As "ratazanas" precisam que lhes demos caça feroz e sem contemplações...

    ResponderEliminar

PUBLICIDADE