terça-feira, 24 de dezembro de 2013

Como sportinguistas, a linha vermelha deverá estar-nos sempre vedada !...


Bruno de Carvalho passou a linha vermelha

"Declaração de interesses: sou do Sporting, facto que é conhecido de muitos leitores deste jornal. Essa circunstância nunca, mas nunca – sublinho – me impediu de criticar o meu clube. Vinte e cinco anos de jornalismo, alguns no Desporto, e bons professores deram-me o distanciamento suficiente para não confundir as posições. Também aprendi com o meu pai a ver futebol e, torcendo pelo Sporting, cresci num clima de respeito pelo melhor. Sabemos todos que nas últimas décadas o Sporting nem sempre foi o melhor, o que não quer dizer que eu goste menos dele. Dito tudo isto, eu nunca serviria para um desses painéis televisivos (onde está, por exemplo, o meu amigo Jorge Gabriel), porque um dia acabava a dizer mal do Sporting e a elogiar o rival, o que, convenhamos, era aborrecido.

Antes de irmos ao que interessa, escrevo o que escrevo para, se se der o caso de ser aqui insultado nas caixas de comentários ou em fóruns de sportinguistas, ficarem todos a saber que nenhum sente mais o clube do que eu, mas que não vale a pena perder tempo com discussões estéreis como são sempre as discussões de clubite. Bom, onde quero chegar? Sábado estive a ver o jogo com o Nacional. O Sporting podia e devia ter ganho, mas fez das exibições menos conseguidas da temporada. Acontece. O árbitro prejudicou o Sporting no lance do Jefferson e, no golo anulado, embora não tenha tantas certezas, a decisão também cheirou a esturro. Perante isto, o que fez o presidente do clube? Uma lamentável declaração, estilo, eu não sou do futebol, eu nada tenho a ver com isto, eu sou outra gente. Ora, Bruno Carvalho – cuja profissão ou passado desconheço – é do futebol, quis ir para o futebol, foi a eleições e ganhou, adora estar sentado no banco, faz disto a sua vida e passa o tempo a provocar polémicas baratas, copiando, com 30 anos de atraso, o estilo de Pinto da Costa nos seus primórdios, quando o Mundo era outro. Estando a fazer um trabalho globalmente bom no clube e tendo acabado com aquela aristocracia que, não só estava falida, como levou o Sporting à falência, o que se lhe pede é que se concentre no essencial e não perca tempo com fait-divers. Os sportinguistas apreciam, com toda a certeza, um presidente que defenda o clube e que o faça na hora certa, mas dispensam um provocador que, tendo todos os tiques do sistema, apareça com um ar de que não faz parte do dito sistema, tanto mais porque, tendo sido o Sporting prejudicado, também já foi beneficiado esta época. Pior: um provocador que não concretiza as acusações, sendo, até nisso, igual a todos os outros. O ano desportivo está a correr bem. Há um enorme mérito de Leonardo Jardim, os jogadores têm qualidades e têm-se esforçado, mas há também imenso mérito da direção. Bruno de Carvalho tem esse crédito e não há um adepto do Sporting que lho negue. É muito importante que o saiba utilizar em benefício do clube, da sua estabilidade e da sua afirmação."
(Nuno Santos, Ângulo Inverso, in Record)

No sábado à noite depois dos tristes acontecimentos de Alvalade, que fui obrigado a acompanhar, com pena, através da televisão, a revolta que de mim se apoderou, turvou-me o sentido crítico ao ponto de fechar os olhos à carga negativa que a intervenção do Presidente do Sporting Clube de Portugal perante as câmaras me deveria ter provocado.

À medida que as horas foram passando, o pó foi assentando e fui assistindo à óbvia repetição das imagens, em evidente aproveitamento por parte dos sectores do costume do "passo em falso" protagonizado por Bruno de Carvalho, foi-se radicalizando em mim a convicção de que melhor fora que Bruno de Carvalho não tivesse dito o que disse, quando disse e como disse.

Hoje li atentamente o que Nuno Santos escreve sobre o epidódio e, embora me custe, tenho que reconhecer que tem absoluta razão. Sou um admirador confesso do notável trabalho que Bruno de Carvalho vem desenvolvendo no Sporting Clube de Portugal. Como sportinguista, estou-lhe reconhecido por me fazer de novo acreditar e orgulhar num dos grandes amores da minha vida. Mas o pensamento que traduzem as palavras de um jornalista tão sportinguista como eu, estará mil vezes mais próximo da verdade, que a voluntariedade e os excessos que o Presidente do nosso Clube terá exibido.

Leoninamente,
Até à próxima

15 comentários:

  1. Eu gostei da intervenção do nosso Presidente! Fez questão de afirmar que está atento e que vai fazer barulho qd assim tiver que ser! É bom lembrar que no penalti, que toda CS fez lembrar durante a semana toda, esqueceu-se de mencionar no penalti sobre o montero no mesmo jogo q dava expulsão, do golo fora de jogo do lima e do jackson! Faz lembrar um amigo meu q disse que o Presidente deveria ter falado noutra altura, pq senão pode cair no vazio, eu perguntei qd era a altura certa, qd estivermos a 20 pontos do primeiro?

    ResponderEliminar
  2. O que Nuno Santos, tal como muitos sportinguistas ainda não entenderam é que o Bruno de Carvalho, com esse tipo de intervenções e exposição perante a CS, não está a procurar protagonismo mas o que está a fazer é dar o corpo às balas, protegendo o grupo de trabalho duma exposição e pressão maior! Reparem: Após o jogo e as suas declarações: Para onde foram virados os holofótes da CS? Para a equipa ou para o presidente? Ainda não vos veio à mente que será uma medida estratégica? Ou eu é que serei parvo?...

    SL

    ResponderEliminar
  3. Também a mim me parece, simpatizante anónimo, que nas alturas menos boas o nosso Presidente pretende concentrar em si todas as atenções, preservando o grupo de trabalho da influência de todas as energias negativas...
    SL

    ResponderEliminar
  4. Permito-me discordar do Nuno Santos, que até com essa de que o Sporting também já foi beneficiado etecetera e tal...não nos trouxe nada de novo, e o que fica no fim...é uma ideia de que todos são prejudicados e todos são beneficiados, mas contas feitas...: o Benfica e o Porto acabam sempre por ser (e não é de agora...) muito mais beneficiados do que prejudicados e o Sporting em relação a eles fica sempre com um saldo tremendamente negativo...

    Note-se que o quer um bom sportinguista deseja, é nems er beneficiado nem prejudicado...
    O Nuno Santos tem os tiques da maior parte dos que se dizem sportinguistas e "carregam" sempre mais no seu Clube, para "não deixar aberta" a possibilidade de serem acusados de estarem a "puxar a brasa à nossa sardinha"...
    É um panorama demasiado visto e revisto que nunca nos trouxe nada de posisitvo, a não sermos estar sempre de pé atrás com essa espécie de sportinguistas...que apenas conseguem que sejamos sempre e cada vez mais gozados pelo pagode...
    Meus amigos, "os bois têm nome" e não há que os andar a mascarar de pais Natal, mesmo que em tons de verde...!!

    Em relação ao que disse o Bruno de Carvalho, concordo plenamente com o que disse, eu te-lo-ia dito, talvez não usando as mesmas palavras, mas não deixaria de "despedir tudo a coice a pontapé"...

    Para mim, o Presidente apenas errou numa coisa...: repisou demasiado as situações, aquilo era dito uma vez e chegava...
    Mas caramba, não exijam ao homem que seja cego, surdo e mudo...eu quase tenho a certeza de que ao Bruno Carvalho nem lhe apetecia ter dito o que disse...
    Mas uma pessoa que é Presidente (de carne e osso e não um boneco feito de loiça das Caldas...) de um Clube como o Sporting...
    Uma pessoa que sofre como qualquer outro adepto "doente" pelo seu Clube de coração e consegue estar no banco 90 minutos a assistir a um sucessivo sorrilho de asneiras de um árbitro, que é o campeão dos cartões por dá cá a aquela palha e os "segura no bolso para deixar fluir o futebol", coisa com que nunca se preocupou noutras ocasiões...
    Um homem que assiste, ainda por cima num jogo não muito conseguido do "seu grande amor"...à anulação de um golo limpo, que "não engana ninguém" que é uma situação encomendada (só que apesar de haver "muito valente" a achar que ele devia dizer os nomes, coisa que todos sabemos não ser possível...)...e consegue apesar disso, chegar junto do árbitro e não lhe dar no minimo um murro num olho (o que seria uma tragédia...e estou a falar a sério...) e em vez disso consegue (apenas) descarregar a raiva, dizendo o que talvez Maomé não tenha dito do toucinho...é um presidente que se deve compreender...!!

    Por isso Nuno Santos, continua lá a fazer as tuas crónicas, referindo o que diz o Pinto da Costa ("coisa" nunca li ...)...
    O que diz Vieira (também nunca vi uma palavra...)
    E depois talvez ganhes um capital de moralidade...para sem medo, dizeres o que tens a dizer do Sporting e não apenas..."falar" para agradar a gregos e a troianos...!!

    Arre gaita que é demais...estou farto deles...!!

    Sporting Sempre..!!

    SL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Subscrevo!

      Creio que a atitude do Presidente nos últimos meses tem sido sempre de tentar retirar a pressão da equipa. Aliás todas as "novelas" à volta do Presidente não tem sido mais que fait-divers (a historia da bandeira, do mal-recebidos, etc) e não me surpreende que estas reacções se insiram na mesma estratégia. MAS também tenho a dizer que, se todos nós ficamos revoltados com aquilo que se passou, imagine-se quem trabalha diariamente no duro para que as coisas aconteçam (sabe-se lá com que sacrifícios a nível pessoal) e depois assiste a uma sabotagem daquelas.
      O Presidente está no direito de mostrar a sua indignação e sobretudo de se mostrar solidário com a equipa.

      Confesso que não me revejo num estilo incendiário ou de guerrilha, mas nesta altura não dá para comer e calar.

      Eliminar
    2. "estou farto deles...!!"

      Se abanares a cabeça com força, talvez eles te caiam, ou então manda-os cortar, digo eu...!!

      Eliminar
  5. Concordo Com o Maximino & anónimos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ao meu estimado e próximo amigo Max, e a todos os amigos sportinguistas que muito prezo, Juba, Kawir e anónimos, eu direi que partilho inteiramente a sua indignação e que sempre compreenderei e aplaudirei a defesa do Sporting Clube de Portugal, venha ela de onde vier, desde o Presidente até ao sócio mais recente. Neste caso particular, a minha indignação é igual à de qualquer sportinguista que cultive um amor tão grande como o que o Sporting nos merece.

      Mas a minha concordância com Nuno Santos, refere-se tão só e apenas, à ultrapassagem da citada "linha vermelha", que jamais fará parte da nossa forma de estar, dos nossos valores. dos nossos princípios...

      Sempre haverá forma de chamar "os bois pelos nomes", escolhendo sagaz e parcimoniosamente o discurso, sem incorrer de forma fácil e pouco reflectida na provocação barata e até susceptível de ser penalizada pelas instâncias competentes, para já não falar no anátema que sobre o Sporting sempre será lançado por todos aqueles que se desdobram quotidianamente em declarações de "amor" ao Sporting!

      Concluindo, penso que será tremenda a responsabilidade de Bruno Carvalho, admitindo e estando convicto de que estará correcto em termos estratégicos, no sentido de evitar cair na superficialidade com que abordou esta sua última comunicação. Quer-me parecer e salvo melhor opinião, que Bruno de Carvalho deverá recolher deste episódio um ensinamento fundamental: nunca por nunca poderá confundir o discurso de adepto, cuja legitimidade ninguém deverá discutir, com o discurso institucional que sempre lhe estará imposto, pelas altas responsabilidades em que está investido.

      Grande abraço a todos e Saudações Leoninas.

      Eliminar
  6. Eu compreendo perfeitamente o seu ponto de vista meu amigo, mas o que acontece é que ao longo dos anos, sucessivos presidentes (melhor ou pior...) se foram queixando da indocorosa maneira como nos têm tratado e o que conseguiram...?

    Que nos chamassem "calimeros" e nos gozassem nos jornais, nas redes sociais, nas televisões e em todo o lado onde o futebol é discutido...
    Roubam-nos em casa. roubam-nos fora...roubam-nos com os grandes, com os médios, com os meia-lecas...somos os bombos da festa...!

    Nós apenas servimos, mas encher os cofres aos clubes adversários enchendo os campos com sportinguistas que dão o seu apoio nunca regateado ao "seu grande amor", mesmo conscientes de que na sua própria cara, os vão gozando e rindo, não baixinho, não escondendo a fuça...mas com a maior desfaçatez que se possa imaginar...
    E depois são os jornalistas, que ainda por cima têm o cuidado de avisar que são da nossa cor, que "nos malham" e são sempre tão macios para os nossos adversários...
    Vão para o raio que os parta...já chega de gozarem connosco...

    Afinal está provado, que se o BC actuar diplomáticamente...somos lixados...!
    Se actuar "à bruta", somos lixados na mesma...ao menos, falando não rebenta...porque deita cá para fora o que lhe vai na alma...!!

    Continuo a achar apenas...que podia ter dito tudo...falando menos...!!

    Abraço e continuação de Boas Festas...!!

    SL

    ResponderEliminar
  7. mas como poderia ser golo se no lance há duas faltas???

    uma do montero sobre um defesa
    e outra do marcador do golo que impede com um
    pequeno toque que o defesa recue para cabecear
    e tambem para ele o marcador do golo melhor cabecear a bola

    ontem ficou clarinho na sic noticias

    assim como entradas ditas violentas não atingiram
    com pitons os adversários

    MAS CONCORDO QUE SEJA ESTRATÉGIA
    PARA PREPARAR JÁ O PRÓXIMO JOGO COM O PORTO
    PARA A TAÇA DA LIGA

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olhe desejo-lhe Boas Festas e boa saúde...e fico-me por aqui...!!

      É Natal...!!

      Eliminar
    2. Meu caro Anónimo, como é Natal, desfrute-as, divirta-se e tome algum Rennie. Deixo-lhe este link de ABola (se é que ainda não viu):
      https://drive.google.com/folderview?id=0BwXwKN_WxOuAS0VmemMwSlVmRXc&usp=sharing
      Leva-o a "O golo anulado 21 Dez" e mostra...muitas coisas:
      1 - Por entre as pernas do guarda-redes, a posição do árbitro;
      2 - A atitude doe um central, que estava ao lado do colega que sofreu falta do Montero e do guarda-redes, que viu de frente a falta de Slimani;
      3 - à esquerda do poste esquerdo, o aparecimento do jogador que sofreu a tal falta do Montero;
      4 -A acção do defesa que tentou chegar à bola, falhando o tempo e o impulso (o homem já estava em queda, quando o avançado chegou lá acima com a cabeça):
      5 - Tente perceber se o árbitro aponta ou não para o meio campo e, depois, virgem arrependida, apita...para falta.

      Se estivéssemos no Carnaval...enfim, ninguém levaria a mal; sendo época natalícia, olhe, aproveite a prenda, divirta-se porque "o resultado está feito", que os sportinguistas continuarão o seu caminho rumo aos objetivos inicialmente traçados.

      Eliminar
  8. O anonimo das 15.54 h deve ser tripeiro so pode ,em guimaraes o Martinez tambem nao fez falta ou barcelos ja nao me recordo ai sim falta mas nos e q somos os calimeiros

    ResponderEliminar
  9. Estes cromos so veem boifica e tripas nao consegem ver o que e realmente pq e lixado dar o braco a torcer e dizer a realidade aquilo e um simples contato assim tb haveria de ser marcado um penalty em cada canto de qualquer jogo

    ResponderEliminar
  10. Aqui está o que destingue um porc e um benfas dum sportinguista:
    Quando tem oportunidade de ser honesto, mente e mesmo que se comprove o contrário, continua a mentir! Satisfazendo assim o prazer de dizer mal quando tem uma excelente oportunidade de expressar o que de bom tem no seu íntimo...mas não, prefere alimentar o seu ódio clubístico!

    O porc porque acha que o norte é melhor que o sul, o benfas porque acha que é o melhor do mundo! Imbecis!




    ResponderEliminar

PUBLICIDADE