sábado, 8 de junho de 2013

Presidente Bruno de Carvalho, tenha piedade !!!...

 
 

Presidente Bruno de Carvalho, acho que chegou a hora de lhe dizer, que vão sendo horas de redigir um comunicado à sua maneira, a destroçar por completo todas as "estórias" com que os pasquins habituais  enchem as primeiras páginas de papel e  as "homes" das suas "pilecas digitais", sobre o Tiago Ilori! É que já não dá para aguentar mais! Isto está a ficar insuportável! Olhe, repare bem no que lhe vou dizer: apreciar as asneiras do Capela na Luz foi mais fácil!...
 
Caramba, o rapaz tem mais dois anos de contrato, o senhor já disse o que disse sobre o judeu e esta gente continua a martelar, a martelar... Está visto, isto só se resolve com um comunicado à sua maneira, publicado no site do Sporting. Tenha piedade da nossa inteligência!!!...
 
Leoninamente,
Até á próxima

16 comentários:

  1. É isso mesmo...!

    Se o rapaz ainda tem duas épocas pela frente, porque não pura e simplesmente dizer...:
    Sim, estamos em conversações e só sairá pela cláusula de rescisão..., ou...
    Não...não estamos abertos a largar de mão esta pérola...a não ser que... (são 30 milhões não são...?)...

    Eu tenho muitas dúvidas que a maior parte dessas notícias tenham origem em Alvalade (ou então, se tiverem, talvez que o não desejável, mas ao que parece inevitável despedimento colectivo...acabe por fechar algumas fontes informativas à revelia da Direcção...)e face ao caudal das mesmas, quase se torna impossível a Direcção andar sempre a dizer que sim ou que não...
    Mas a verdade é que os adeptos, não podem andar assim nesta indefinição de notícias...

    Há ainda uma outra hipótese...: devido à necessidade da entrada de dinheiro em Alvalade, podemos ser obrigados a vender abaixo do valor real algum jogador que verdadeiramente interesse a alguma equipa de topo. pois daqueles "pesos mortos" caríssimos que pululam na equipa, não sairá nenhum a dar-nos por pouco que seja, algum rendimento ...
    E o mais triste será até, que o dinheiro gerado na venda de um qualquer jogador com futuro, acabe por servir para despejarmos borda fora...esses "pesos mortos" a que me refiro...

    Não é fácil a tarefa de Bruno Carvalho...!!

    É difícil ser adepto sportinguista, numa conjuntura destas...!!

    Porém, não podemos esquecer... que a Esperança é Verde...!!

    Força Sporting...!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro MaximinoMartins,

      Continuo a pensar que para os "casos bicudos" que terão de ser resolvidos, serão encontradas soluções. O que me revolta é esta pressão diária da CS. Em relação a outros clubes, são tudo actos de boa gestão, bons negócios, os mais desejados paraísos! Com o Sporting, apenas esta conspurcação diária. Já não há paciência...

      Se vejo esta abertura de mercado fechada, até penso que será mentira! Não queria estar na pele de Bruno de Carvalho!...

      Força Sporting!...

      SL

      Eliminar
  2. Já depois de colocar o meu comentário e perante um formigueiro nos mesmos, descobri que realmente...
    Sou mesmo alérgico a essa cor colocada no post...!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Foi intencional a escolha da cor!...
      O objectivo foi mesmo provocar alergia... muito particularmente aos intérpretes da campanha vermelha que vegetam pelos pasquins do costume...

      SL

      Eliminar
  3. Compreendo que a falta de comunicados oficiais seja desconcertante para alguns adeptos.

    Para mim significa apenas aquilo que BdC já disse: nao acreditem em nada antes de ser confirmado pelos orgaos oficiais do clube. E como escreve o Maximino, nao me admiraria nada que de facto estes despedimentos sirvam para bloquear o fluxo de informacao e contra-informacao que aparentemente jorra de Alvalade...

    Saudacoes Leoninas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Petinga,

      Concordarei com o seu comentário, em tudo. E não veja no meu post, qualquer crítica a BdC, muito antes pelo contrário.

      Sobre a tese do Maximino, também concordarei! Tenho indicadores seguros de muitas dessas "fontes" que vão secar! Temos pena, naturalmente, que na enxurrada seja apanhada muita gente inocente. Mas é dos livros que qualquer "revolução" causa sempre sofrimento. A história está repleta de gente inocente que foi sacrificada em nome da esperança e do futuro...

      SL

      Eliminar
    2. Caro Álamo

      Nao precisa de escrever em tom apologético, seja crítica ou nao seja crítica. Criticar é saudável. Tenho reparado que há um comeco de divisao na família sportinguista muito motivado por uma falange de apoio a BdC que descambou para o extremismo (e à qual o caro obviamente nao pertence) e para o insulto em relacao a quem, numa fase inicial, ousasse colocar em causa os propósitos da actual Direccao.

      Sucede que isso levou também a um extremar de posicoes dos dois "campos". O campo da "oposicao" considera que os demais apenas fazem "amen" a tudo o que vem do Sporting desde a tomada de posse. Nao confiam nem um segundo na figura do Presidente, consideram imperdoável este ter minado o caminho na 2a temporada de Godinho Lopes (e ainda nao ter apresentado os investidores...), e tecem todo o tipo de consideracoes maquiavélicas e (por vezes...) dignas de conspiracoes à la Hitchcock. Um bocadinho como o que o comentador Vítor Ribeiro refere em termos de "saneamento puro e duro à La PREC".

      Nao sei em que é que isto desembocará. Mas sei que é importante manter o espírito crítico e avaliar as coisas como elas sao. Confesso que gosto de trocar palavras e opinioes com quem tem opinioes diferentes da minha, desde que as substancie e apresente argumentos claros.

      Do que nao gosto é do extremar de posicoes e desta reaccao defensiva. Vítor Ribeiro (que me parece, pela forma como escreve, uma pessoa bem-formada) nao tinha necessidade nenhuma de escrever no tom em que escreveu e muito menos de explodir naquele segundo parágrafo.

      Acho que precisamos todos de manter a calma e de nos lembrarmos que estamos todos unidos pelo amor ao nosso Sporting. Desejo-lhe a si, caro Álamo, a frontalidade para continuar a ser tao isento como possível nas suas análises ao Sporting (é difícil quando se tem entusiasmo renovado e uma sensacao de que as coisas estao finalmente a mudar como deveriam há mais de 15 anos atrás...) e a calma para responder a quem o acusar de ser nada mais do que um "Bruneco", uma "brunette" ou um "acólito da seita" com o respeito que se pede entre sportinguistas.

      Espero que este texto nao incomode. Continue com o blogue, que muito me agrada visitar.

      Saudacoes Leoninas

      Eliminar
  4. Meu caro o seu apelo faria todo o sentido se muitas noticias que vemos diariamente não saíssem do interior do próprio Sporting. Basta para isso estar atento a algumas manchetes e à sua confirmação posterior. O que diz o seu leitor Petinga não passa de um generoso wishfull thinking, o que se está a fazer em Alvalade é alguns casos uma necessidade e em muitos outros saneamento puro e duro à La PREC.

    Uma nota final. Uma das razões pelas quais o Sporting se tornou num clube nacional e não apenas do bairro ou da cidade de LX foi ter sabido sempre estar acima de questões partidárias de raças e credos religiosos. A forma como aqui vem escrevendo a palavra judeu tem o mesmo sentido de preto, escarumba, monhé, e outras com o mesmo caracter depreciativo. O Sporting conta no seu registo de sócios por exemplo os descendentes de Moisés Ayash e que, tal como ele, são judeus. Embrulhe-se como quiser nas justificações do seu guia e mentor mas quando escreve com o nome do Sporting em pano de fundo não o arraste para essas lamas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro senhor Vitor Ribeiro,

      Dir-lhe-ei apenas que sou agnóstico, culturalmente emancipado e civilizado. O judaísmo, como qualquer outra religião, não passa, para mim, de uma invenção humana. Chamo judeu a uma pessoa a ele ligada, como budista, católico, ou muçulmano a uma qualquer pessoa ligada a essas religiões, sem alguma vez lhe colocar a mínima carga pejorativa. Essa carga, que repudio e será perfeitamente incompatível com a minha formação cultural e intelectual, foi encontrada e utilizada apenas por si. Em si estarão as deficiências culturais e educacionais que pretendeu atribuir-me. Fará porventura parte daquela casta, presumidamente superior, que em 1739, garrotou e queimou, António José da Silva, ironicamente apelidado de "O Judeu",

      http://pt.wikipedia.org/wiki/Ant%C3%B3nio_Jos%C3%A9_da_Silva

      Finalizo, corrigindo a sua afirmação de que escreverei "...com o nome do Sporting em pano de fundo não o arraste para essas lamas.", porque o que aqui escrevo sempre foi, é e continuará a ser, APENAS, escrito em meu nome, num espaço que é meu e de todos o que, identificando-se com o meu pensamento, no âmbito cultural, intelectual e muito particularmente no desportivo, estiverem interessados em partilhá-lo e compreendê-lo, o que parece não ser o seu caso. Nesta condição, restar-lhe-ão apenas duas alternativas: continuar ou abandonar! Sendo que não lhe reconheço capacidade, a julgar pelo comentário que deixou, para alguma vez se arrogar o direito de pretender indicar-me o caminho que devo seguir, ou mostrar-me o "caminho da luz", seja em que campo pretenda: intelectual, cultural, literário, religioso, desportivo...

      Eliminar
    2. Engracado, o racista e anti-semita, e' apanhado com as calcas na mao e devolve a acusacao.

      Tipico do cobarde que e' e da falta de caracter que tem.

      Esteja a vontade para nao publicar ou para devolver a acusacao com argumentos que o caracterizacao: de uma crianca da segunda classe.

      Eliminar
    3. Sob a capa de um anonimato "corajoso", este envergonhado João "ninguém", ou "ratão", ou mesmo "nada", resolveu invadir a casa alheia e provocar o proprietário...

      Pois muito bem, usando de um cinismo que muito raramente utilizei ao longo de uma vida inteira - apenas com pessoas de igual jaez - vou submetê-lo, a si, a um dramático teste: ou se envergonha do que escreveu e elimina o comentário, ou ele ficará aqui, "ad eternum", para julgamento dos milhares de sportinguistas que terão oportunidade de o analisar.

      Eliminar
    4. Olha, perante este virar do bico ao prego só posso fazer um comentário: lata é coisa que não te falta!

      Eliminar
    5. Vitor Ribeiro,

      O caro terá de comprar uns óculos adequados, apurar o seu sentido crítico, evoluir bastante na compreensão do seu semelhante e da língua materna e antes de falar na lata dos outros, olhar-se bem ao espelho."Diz o rôto ao nu" será uma expressão que não lhe diz nada?!..

      Eliminar
  5. Uma palavra de explicação...
    Eu já tenho usado o termo judeu e até o coloco normalmente entre aspas e já tenho referido que não o faço com qualquer intuito de ofender um povo, não disse mas digo-o agora...por quem tenho uma simpatia muito grande...

    Diz-se vulgarmente que os judeus têm uma aptidão muito grande para fazer dinheiro com os seus negócios (e como acontece com todas as raças...), uns serão honestos nos negócios e outros não...
    A ideia que tenho do Zahavi é que ele incarna precisamente aquela costela de "judeu" não recomendável para quem com ele estabeleça relações negociais...

    Há quem diga que os portugueses são vigaristas, ou que são oportunistas e eu que me orgulho mesmo muito de ser português, não me sinto minimamente atingido com esses "mimos", precisamente porque posso ter (e terei certamente...) outros defeitos, mas não esses...

    E já agora dizer também, que por acaso nunca usei aqui o termo "preto" porque não veio a propósito, porque para mim são o são os indivíduos dessa raça...: são pretos e porquê então chamar-lhes "negros"...

    Eu sou branco (por acaso com sangue de preto a correr-me nas veias há umas quantas gerações...) e ninguém me classifica de "claro"...

    Por isso, já sabe o meu amigo... se acaso numa referência futura ao empresário Zahavi eu o chamar de "judeu"...quero apenas dizer que ele não é confiável (aparte não recomendável...) como representante de uma parte substancial dos nossos jogadores da Academia...

    Já agora e durante muitos anos, o termo "judeu" era tido como um individuo mau (por conotação com a morte de Cristo...)...
    E a mim que em miúdo sempre fui muito traquina, não é que diziam que eu era muito "judeu..."...?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro MaximinoMartins,

      Assim pensam as pessoas que conquistaram o privilégio de serem consideradas grandes! Não os que apenas o presumem!...


      Eliminar
    2. Caro MaximinoMartins,

      Quantas vezes me interrogo se valerá a pena "gastar cera com semelhantes defuntos"?!...

      SL

      Eliminar

PUBLICIDADE