sexta-feira, 21 de junho de 2013

De nobreza duvidosa, já temos mais que a nossa conta!...

Esta casa, será sempre nossa !...
 
 
Está em marcha a tão desejada e quiçá redentora, Assembleia Geral Comum, convocada para o próximo dia 30 de Junho, por Jaime Marta Soares. Recebida com satisfação pela grande maioria dos sportinguistas e com indisfarçável azedume por aquela franja que persiste na visão retrógrada e revanchista de pretender enviar para a prisão o novo rumo escolhido pela grande maioria dos sócios, haja ou não cão, seja ou não a solução encontrada, a única que poderá salvar o Sporting Clube de Portugal.
 
Como sportinguista que odeio armar-me aos cágados, venho aqui perante todos, assumir a minha posição e colocar tudo em pratos limpos. Não tenho conhecimentos específicos suficientes para poder influenciar ninguém sobre as virtualidades da proposta contida na convocatória. Mas estou com o Sporting Clube de Portugal, estou com Bruno de Carvalho e com toda a sua equipa, confio no trabalho que estão a desenvolver e votarei favoravelmente as suas propostas. Ponto final.
 
Poderei no futuro, discordar em matérias que estejam dentro de minha compreensão, que eu tenha capacidade para analisar. Mas sempre que me aconteça o salto ser maior que a minha perna, confiarei em quem votei e que cada um proceda como melhor entender.
 
Não preciso que ninguém me explique, como se eu fosse uma criança de 5 anos, as razões porque o Sporting Clube de Portugal chegou a esta lamentável e desgraçada situação. Ao longo de quase duas décadas, fui enganado como todos os sportinguistas que hoje se julgam mais espertos que aqueles que decidiram estar unidos em torno de quem elegeram. Foram todos "comidos" como eu fui, sem nunca ter votado em qualquer deles. Não reconheço a nenhum deles a mais pequena réstia de moral para virem aqui ao meu cantinho despejar o seu vómito. Vão "bugiar" e vender a sua "banha de cobra" para outro lado. Quando eu sentir necessidade de auscultar sentimentos comandados por excelsas inteligências ou sentir atracção por uma pequena sessão de má língua, conheço muito bem os endereços que na blogosfera ocupam os três primeiros lugares do pódio.
 
Agora o que eu gostava mesmo, era de deparar amanhã ao fundo deste post - ou mesmo no endereço que está ao fundo do blog! - com um comentário tão exaustivo quanto necessário, de quem porventura tenha os atributos e o conhecimento que eu e muitos milhares de sportinguistas, não terão sobre esta tão importante e decisiva matéria. Um comentário de um grande sportinguista, que com humildade e isenção nos viesse explicar as virtudes e os defeitos que porventura possam estar vertidos na proposta que será levada à Assembleia Geral. Isso sim, isso seria uma contribuição importante para o formidável universo leonino. Deixo o desafio. Porque de outras atitudes de nobreza duvidosa, já teremos muito mais que a nossa conta!...
 
Leoninamente,
Até à próxima 
 

4 comentários:

  1. Caro Álamo, também eu tive dificuldade em perceber todo este plano de reestruturação, mas entretanto encontrei uma análise que, julgo estar correta, e que me ajudou a perceber melhor tudo isto.

    Pode ler a análise aqui (realizada por um membro do FórumSCP): http://www.forumscp.com/index.php?topic=53054.msg2579424#msg2579424

    E fica aqui o texto retirado de lá:

    "Analisando e calculando os impactos passo a passo:


    1º) - Fusão da SPM.

    A SPM e todo o seu Patrimonio irão ser fundidos na SAD. No 1º Passo, entra o Activo da SPM (Integrando já o valor de + 33 anos de concessão do Estadio de Alvalade) no Activo da SAD, e entra o Passivo da SPM no Passivo da SAD. Esta fusão terá um impacto de 8 Milhões de €uros nos capitais Proprios da Sporting SAD, e capitalizará o Activo da SAD.

    2º) - AC da Holdimo. (20 Milhões)

    A Holdimo entrará no Capital da SAD por via da conversão de creditos da Holdimo com a Sporting SAD. Ou seja, 20 Milhões € de passivo da Sporting SAD com a Holdimo serão convertidos em capital. O Passivo neste caso diminui 20 Milhões, e o Capital Proprio aumenta 20 Milhões, via entrada destes 20 Milhões no Capital.

    3º) - AC via novo Investidor. (18 Milhões)

    Será realizado um aumento de capital no valor de 18 Milhões de €. Essa será uma entrada directa de Capital de um novo investidor e aumentará os capitais Proprios em 18 Milhões de €, e tendo que não está prevista nenhuma entrada de Activo, este valor poderá/deverá ser abatido no passivo, cumprindo a regra ACT = CP + PAS. Este AC tem implicações de 18 Milhões no Capital Proprio, e uma "redução" de 18 Milhões € no Passivo. Com a conclusão deste e dos outros passos, mantemos a maioria da SAD com uma % de 50,4% como o @Marinho descreveu. Os capitais Proprios após este passo ainda se situarão em cerca de -60 Milhões €.

    4º) -Conversão de Passivo Financeiro em VMOC's. (80 Milhões)

    Este 4º Passo, será o passo decisivo para se atingir a solvabilidade e o equilibrio da SAD. Com a conversão de 80 Milhões € de Passivo Financeiro em VMOC's, a Sporting SAD passa de uma situação de capitais Proprios Negativos de cerca de 60 Milhões €, para uma situação positiva de capitais Proprios de + 20 Milhões de €. Nesta conversão, são abatidos 80 Milhões ao Passivo Financeiro, transformando-se estes 80 Milhões em VMOC's que passarão para o Capital Proprio. A Banca ao Invés de ter 80 Milhões de Credito na Sporting SAD, passa a ter 80 Milhões de Valores Moveis que podem ser convertidos em Capital da SAD.




    No Final desta Reestruturação, a Sporting SAD terá um activo de cerca de 320 Milhões €, terá um passivo de cerca de 300 Milhões (Ao qual teremos de Juntar o prejuizo referente a este semestre), e capitais Proprios Positivos. Manterá a Maioria do Capital da SAD com esta distribuição entre as diversas partes:

    http://www.forumscp.com/index.php?action=dlattach;topic=53054.0;attach=27853;image


    Terá ainda VMOC's Bancarios no Total de 127 Milhões €, que podem ser convertidos em capital Bancario. Sobre isto, há mais algumas considerações que deveremos ter, mas em privado e sede propria na AG de 30 de Junho.


    PS: Isto é meramente uma analise pessoal atendendo aos dados conhecidos, podendo não corresponder totalmente à realidade."

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro José Duarte,

      Em primeiro lugar, o meu obrigado e reconhecimento, pela contribuição que aqui trouxe para o esclarecimento que tanto eu como milhares de sportinguistas desejarão.

      Mesmo depois desta sua clarificação, não terei a pretensão de afirmar que estarei agora perfeitamente esclarecido. Esta matéria é muito complexa e se, como leigo, quisesse definir o meu pensamento sobre esta "operação", diria que ela não passará de um complicado exercício de engenharia financeira, tendente a transformar as cores negras das contas do Sporting, numa imagem menos agressiva e porventura compatível com os critérios de "fair-play" exigidos pela UEFA.

      Direi também que, paralelamente, e a fazer fé naquilo que se vai descortinando na CS, de que o crédito de 20 Milhões da Holdimo se deveria à sua participação em fundos da "palete" de jogadores que Godinho Lopes estupidamente trouxe para o Sporting, será conseguida a libertação dos passes desses jogadores, o que permitirá um outro tipo de negociação dos mesmos, bem mais vantajosa no mercado.

      Interpretei também que a guilhotina anual que as VMOCS detidas pela banca significavam, se transformou num alargamento do prazo do seu pagamento para 12 anos e... enquanto o pau vai e vem, folgam as costas.

      Acrescentarei que a hipoteca dos direitos de superfície - bem diferente de "hipoteca do Estádio" - não me causa o menor engulho, já que há milhões de portugueses a viverem sob tectos que estarão exactamente nas mesmas condições. Se os compromissos assumidos forem regularmente satisfeitos, não virá nenhum mal ao mundo.

      Concluirei que na generalidade e face ao "delicado presente" que Godinho Lopes entregou a Bruno de Carvalho, as propostas que serão levadas à AG, significarão tão só, a alternativa única que restará ao Sporting, que lhe permitirá "levantar a cabeça" e encetar, lentamente, muito lentamente, a recuperação que todos desejamos.

      Reforcei por isso, com a gentileza da sua explicação, a minha convicção de que aos sportinguistas, apoiantes ou não da linha que Bruno de Carvalho parece perseguir, apenas restará apoiar esta alternativa que me parece única e incontestável, e esperar que ela possa contribuir para a recuperação do Clube.

      Reitero o meu agradecimento pela sua contribuição para o meu e provavelmente dos sportinguistas que por aqui passarem.

      Fortes e reconhecidas Saudações Leoninas

      Eliminar
    2. Estou totalmente de acordo com o seu comentário, e não precisa de agradecer. Os Sportinguistas têm o dever e a obrigação de se ajudarem uns aos outros, porque assim estão também a ajudar o Sporting.

      SL

      Eliminar

PUBLICIDADE