segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

E quem vier atrás que feche a porta!...



A quadra festiva prestes a terminar no Dia de Reis, por deveres e afectos naturais e para mim incontornáveis, afastaram-me da rotina quotidiana da leitura dos jornais e da blogosfera como nem os cataclismos à escala global normalmente conseguem. Todos os anos por esta ocasião decreto "vacanças" de que depois, muito lentamente, me vou libertando para voltar ao acompanhamento e à rotina habituais...

Hoje ao iniciar o "reset" , comecei  a passar em revista, cronologicamente e segundo o meu gosto pessoal, toda a "escrita atrasada" e deparou-se-me no blog "A insustentável leveza de Liedson" a resposta mais adequada a uma questão que há muito me vinha afligindo: o que será que vem faltando ao Sporting para conseguir a sua "carta de alforria" sobre a mediania que de há largos tempos a esta parte vem evidenciando e que o tem impedido de dar o salto para o êxito?!...

"Um 'danoninho' de qualquer coisa"!... Sem grande surpresa, porque Rui Monteiro já me habituou a fugir dos trivais "lugares comuns" que todos revelamos ser capazes de inventar. Ele é capaz de ultrapassar o Cabral e descobrir montes de "brasis" com uma perna às costas!...

Claro que o contexto se referia ao último e pobre jogo que realizámos para a "taça do lucílio", vulgo da Liga/CTT, mas sei que ele não levará a mal o alargamento que o "danoninho" acabou por me sugerir.

Ainda com a última crónica que por aqui citei de Daniel Oliveira a martelar-me o juízo, lembrei-me que também um "danoninho" faltará ao Sporting para avançar unilateralmente e com um encolher de ombros de desprezo absoluto pela maquiavélica "entourage" que nos cerca, para a posição que consegui traduzir na imagem que acima apresento, depois do sério e multifacetado estudo na mesma incluído.

Não, o "danoninho" que falta ao Sporting e em especial a Bruno de Carvalho, não será uma questão menor e circunscrita ao umbigo dos sportinguistas. A coisa é muito mais abrangente e poderá significar o "grito do Ipiranga" em relação às amarras com que a "desonestidade intelectual" que por aí campeia, julga poder amordaçar-nos.

Em tudo na vida e muito especial em todas as modalidades desportivas, um simples e despretensioso "danoninho" pode vir a representar o alcançar do almejado "ouro olímpico" com que "Citius, Altius, Fortius" vem desafiando o Sporting CP.

Oh Bruno, porque nos exasperas?! Avança homem! Revolucionariamente, pôrra!...

E quem vier atrás que feche a porta!...

Leoninamente,
Até à próxima

5 comentários:

  1. No outro dia cheguei ao trabalho e disse, eu agora ganho o dobro do salario. Todos me disseram que não merecia e que não tinha feito nada por isso. O patrão disse que ia ganhar o mesmo. O que eu fiz? Não exasperei avancei revolucionariamente com o que tinha decretado e quem viesse atrás que fechasse a porta. Resultado? Ganhei o mesmo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ao "anónimo das 10:00" recomendo a leitura do "Livro da Ensinança de bem cavalgar toda a sela", do nosso rei D. Duarte I, porque coloca muito mal os pés nos estribos e um dia destes rebenta com os joelhos! Em alternativa, que tal começar a fazer equitação com um cavalicoque "Kuda" originário de Timor?! É que com um animal desses, vai chegar com os pés ao chão e já não necessitará de estribos...

      Eliminar
  2. Esta dos 22 títulos é boa! Continuem pode ser que pegue. Porque será que haverá tantos deficientes mentais neste sportem?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E porque será que os benfas lampiões serão estúpidos na sua grande maioria?! Tão estúpidos que julgam ser capazes de fazer os outros estúpidos!...

      Eliminar
    2. Uma resposta do mesmo nivel é sempre a melhor solução.

      Eliminar

PUBLICIDADE