domingo, 8 de janeiro de 2017

Por mim, a minha trincheira é o Sporting!...


SPORTING, ÉPOCA PERDIDA?

«O presidente fez e faz promessas, garantiu e garante vitórias e mais vitórias, mas no campo o Sporting arrasta-se e soma derrotas. Na época passada o insucesso foi absoluto e nesta o cheiro a vencidos já é intenso. A Europa foi-se, a Taça da Liga foi-se, a ver-se por um canudo está o campeonato e não é preciso ser bruxo para adivinhar que a Taça de Portugal, se a equipa não sair da letargia em que navega, há-de ter um vencedor que não o Leão.

O título desta minha crónica, que é " Bilhar grande", nasceu quando José Eduardo Bettencourt era presidente do Sporting que, nessa altura, declarou " ...se as vitórias não chegarem terei de ir dar uma volta ao bilhar grande" . Como é sabido, as vitórias nunca chegaram e eu fui um dos que o convidei a cumprir a promessa, convite que valeu o que valeu, como é óbvio. Bettencourt cumpriu o prometido. E devido ao simbolismo, nunca mudei o título da crónica, até hoje.

Gosto de jogar bilhar, gosto do bilhar grande e de todos que têm a coragem de "ir dar a volta ao bilhar grande" quando se apresentam com projectos que asseguram realizar e falham. O projecto desportivo tanto apregoado pelo presidente do Sporting para este mandato foi um significativo falhanço e está a terminar ao som dos assobios e do agitar de lenços brancos, como se constatou mais uma vez em Setúbal, na passada quarta-feira. Ainda deve estar lá, perto de Alvalade, o mesmo bilhar grande que José Eduardo Bittencourt foi voltear.

O Sporting continua a ser dos sócios, não tem um dono. Logo, deve ser dirigido, em todas as suas vertentes, no sentido do orgulho dos adeptos e que assegure condições para que a equipa de futebol ganhe troféus de facto. Sem as velhas desculpas dos perdedores.»
(Alberto do Rosário, Bilhar Grande, in Record)


Só eu sei quanto lamento o desconforto que me causa a leitura de uma crónica destas, vinda de um sportinguista...

Acho-a extemporânea e no momento actual não me atreveria a publicá-la, mas cada um sabe de si e os deuses saberão de todos!...

Acresce que todos saberemos que a campanha eleitoral já arrancou e que assiste a cada um de nós a plena e indiscutível legitimidade de escolher trincheiras...

Por mim, a minha trincheira é o Sporting!...

Leoninamente,
Até à próxima

7 comentários:

  1. Realmente parece estar ao serviço de outrem. Trabalho encomendado, pois se pediu a outros para dar uma volta ao bilhar grande, admito q então estiveste insatisfeito com a realidade. Deduzo tratar se de alguém com ligação emocional ao clube. Podem pedir o mesmo para o actual presidente, com uma obra ENORME, só demonstra a deseja uma mudanca, vide outro presidente.
    Como se neste preciso momento houvesse alguma, por mínima seja, de justificar o insucesso desportivo desta ou de qq outra direcção com projectos internos. Ou é uma versão de avestruz ou quer fazer dis sportiguistas idiotas.
    O Alberto vai ver o sinonimo de corrupção e depois se não for pedir muito, procura algumas semelhanças com o actual estado do foro futebol tuga... agradecido, j.lemos

    ResponderEliminar
  2. Adeptos destes podem e devem ir dar uma volta ao bilhar grande e deixar o Sporting em paz. O botabaixismo é próprio de "sportingunses" e não de sportinguistas. A.A. SL

    ResponderEliminar
  3. A História documentará o futuro... Agora como noutros tempos, mais que 'enforcar' o meliante, interessa saber as razões do seu crime... Neste caso particular, mais as causas que as consequências... é nesse ponto que, em minha opinião, deverá estar o foco... Temos 35 anos de análise de consequências e todos sabemos até onde isso nos tem levado...

    SAUDAÇÕES LEONINAS

    ResponderEliminar
  4. Cada sportinguista é livre de pensar e dizer o que lhe apetecer...
    Sem nunca esquecer ( seria grave se acontecesse) os altos interesses do Sporting...

    Não vou mandar este sportinguista dar uma volta ao bilhar grande...
    Mas porque tenho memória...digo- lhe apenas...: vai dançar tangos p' rá tua rua...

    Para mim em primeiro lugar os altos interesses do Sporting e " esses dizem-me"... que ainda não é tempo de " voltar aos fritos...
    " croquetes não obrigado"...

    SL

    ResponderEliminar
  5. Estes sportinguenses falam em ser campeões como o Sporting, nas últimas décadas, tivesse se fartado de o ser! Provavelmente, só na década de noventa, ná época do auge do apito dourado, foi, para nós, tão difícil ser campeões como agora. Quanto à qualidade do nosso jogo, esso ´e conversa para outro post. No entanto, estou convencido, que mesmo com grande qualidade de jogo, o sistema rubro não nos deixaria vencer. é só ver as pontuações que eles vêm obtendo! Eles praticamente não perdem pontos. Assim, torna-se quase impossível concorrer com eles.

    ResponderEliminar
  6. Obra enorme? Que obra enorme?!...
    Promessas!

    ResponderEliminar
  7. Também eu estranhei, e muito, o conteúdo da crónica assinada pelo Alberto... Mas pelos vistos isso são contas de outro Rosário... Afinal, há que 'por pão na mesa', nem que para tal se tenha que rastejar no PÂNTANO em que a comunicação social desportiva cá do burgo se tornou...

    Oh Alberto vai dar uma volta ao Bilhar Grande, pode ser que te faça bem e que regresses com as ideias mais arejadas...

    Aquele Abraço ao Amigo Álamo

    ResponderEliminar

PUBLICIDADE