quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

Na-na-na Bas Dost, na-na-na Bas Dost, na-na-na Bas Dost!...


«(O futebol que JJ idealizou para o Sporting) É diferente e bem diferente. Dost tem uma característica, está muito adaptado a um futebol em que não participa muito nas acções de ligação do jogo. Está muito habituado a participar só na finalização. Joga muito distante do portador da bola e nós, durante estes meses, temos vindo a criar nele novos hábitos de posição, de ligação com a equipa, melhorando como fizemos com o Slimani, melhorando a sua capacidade a jogar de costas para a baliza e as suas decisões, reforçando aquilo que ele tem de bom: é um grande finalizador. [...]

Por isso é que hoje é o melhor marcador do campeonato e também está mais fácil para ele. Quando chegou não sabia dizer uma palavra em português. Fala inglês e, portanto, tornou-se mais fácil, mas não é a mesma coisa, explicar ao pormenor o que tem de ser feito. Ele também está a evoluir nesse capítulo. É aquilo que os treinadores não sabem quando contratam os jogadores. Olhas para ele técnica e tacticamente, mas não sabes o que está dentro do jogador. E o Dost é um autêntico profissional, que todos os dias me pede para ficar a trabalhar com ele, quer aprender sempre mais e a valorização dele tem sido por esse motivo...»
(Jorge Jesus, em entrevista à SportingTV, in Record)

Bem pensada e ainda melhor levada à prática a entrevista de Jorge Jesus à SportingTV! Tanto no tempo, quanto no modo!...

O universo leonino estava a precisar de ver lavar com calma, água morna e sabão, a imagem que o seu técnico, por vicissitudes várias e entre estas algumas resultantes de pecados próprios, ultimamente vinha a cunhar com uma inusitada tendência "murphyana"!...

E quando na sua extensa e detalhada análise foi sagazmente empurrado para se debruçar sobre Bas Dost, desfiou um tão sublime "rosário de vários terços", que nenhum sportinguista terá ficado indiferente à "pérola de talento e profissionalismo" que quase dissipa a tristeza que nos trouxe a dúzia de flops que vimos chegar a Alvalade no último Verão.

Agora talvez seja a hora de não dar a mínima hipótese a mais ninguém e arrebatar o título que está mais à mão! De pé, de cabeça, de barriga, de cu, com a canela, o ombro ou mesmo, disfarçadamente, com os braços ou as mãos! Para sacanas, sacana e meio!...

Na-na-na Bas Dost, na-na-na Bas Dost, na-na-na Bas Dost!...

Leoninamente,
Até á próxima

4 comentários:

  1. Ainda quanto ao seu estilo de liderança, Madeira Rodrigues vinca que não irá mudar nem um centímetro naquilo que são os seus valores, nem que isso signifique uma derrota nas urnas.

    "Não faço as coisas por calculismo, faço consoante princípios e valores. Se isto me 'tirar' as eleições, que seja. Os sportinguistas vão voltar a ter orgulho no presidente que têm, não é esta postura do atual presidente que envergonha constantemente os associados. O que me dizem nas ruas é que este presidente já nos envergonhou o suficiente. Comigo não vão haver casos de balneários, não vai haver nenhum 'caso Marco Silva'", frisou.

    Ó Alamozinho, meu querido,
    Já viste a diferença?
    Mas o que eu espero é que ganhe o carroceiro do teu candidato e de mais uns quantos atrasados mentais que por aqui andam.
    Com a vitória de PMR já ficarei preocupado com o vosso sucesso. Com o vosso excelso candidato abrirei uma champanhada.

    Benfiquista de Ílhavo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "Também tu Brutus, filho meu"?!...

      Eliminar
    2. O amigo Álamo como bom protector de animais menores...
      A permitir galinhas no quintal...
      Espero que não apanhemos alguma gripe das aves...

      Tenho que lhe oferecer um bom cutelo...
      Para lhes tratar da saude
      SL

      Eliminar
  2. Esta entrevista serviu essencialmente para dizer que ele e BC estão em sintonia ( e não se riu), e que os culpados foram os jogadores Adrien e WC, e ate disse algo que tive de ir rever para ter a certeza - o Dost e o Ruiz foram reforços, o resto foi para compor o plantel - WTF!!! que moral que ele deu ao adrien, ao WC e ao "resto".
    O homem cada vez se enterra mais...

    ResponderEliminar

PUBLICIDADE