segunda-feira, 21 de dezembro de 2015

Nada mais do que isso, esta "apregoada" vitória da Doyen!...



Hoje é um dia muito triste para o futebol.

Como sempre disse tudo é possível quando se trata de futebol.

Um mundo com o qual não me identifico e que cada vez mais me envergonha.

O futebol não tem a mínima condição de se auto regular, com a sua disciplina e justiça a demonstrarem, constantemente, uma debilidade e uma permeabilidade perante um "sistema" que teima em se querer manter vivo. Próxima fase recurso. Próximo passo a manutenção acérrima pela luta por um futebol digno e credível.

Quanto ao Sporting Clube de Portugal cá estaremos para resolver os vários obstáculos que têm surgido e os outros que teimam em nos colocar pela frente.

Num subsistema (futebol) onde tudo vale e os "bandidos" reinam, a nossa resposta será dada em 2016: manter o foco, manter o rumo e manter a identidade!

Que os nossos adeptos saibam manter o seu apoio, fundamental para se demonstrar a coesão do Clube e com isso a sua força e perseverança em torno de valores, ideais e objectivos.

Que os nossos inimigos nunca subestimem a força da razão e da perseverança. São estes momentos que nos redobram as forças e que ainda consolidam mais as nossas convicções.

Que não entremos em depressões inúteis e que quem hoje vier "cantar de galo" não se esqueça que quando não se tem razão e se tem tantos telhados de vidro mais cedo ou mais tarde verá as suas acções estilhaçadas pois a verdade acaba sempre por se fazer mostrar.

O futebol não pode nem deve ser tomado de assalto e os governos do mundo e a justiça comum já perceberam que tem de se colocar um fim num futebol que se transformou num subsistema opaco, cheio de negociatas, corrupção e onde a criminalidade, nomeadamente pagamento de luvas, apostas ilegais e lavagem de dinheiro, são acções a combater de imediato.

Todas as histórias tem um fim. Neste caso estamos ainda no princípio.
(Bruno de Carvalho, na sua página do FB)

Quando assistimos às reacções de Joseph Blatter e Michel Platini após a suspensão de oito anos de todas as actividades ligadas ao futebol, decretada pela Comissão de Ética da FIFA, afirmando a sua intenção de recorrerem para o TAS, poucas dúvidas subsistirão sobre a idoneidade e isenção desta instância internacional arbitral, assim como fica clara e inequívoca a sua índole corporativista, neste terrível submundo de interesses ligados ao futebol. 

Nesta condição, a ninguém de boa fé terá surpreendido a decisão hoje vinda a público e muito menos os dirigentes e corpo jurídico sportinguistas, liderados por Bruno de Carvalho. A próxima fase, o recurso desta decisão, há muito que estará a ser preparada, sem que isso signifique a certeza de que possa vir alcançada a vitória que agora não foi possível. Apenas significará que não haverá bandejas em Alvalade para entregar, sem luta, qualquer causa que nos surja pela frente, acautelando sempre, em termos económicos e financeiros, a eventualidade de a vitória voltar a não nos sorrir. Porque, todos saberemos que, "enquanto o pau vai e vem, folgam as costas"!...

Nada mais do que isso, esta "apregoada" vitória da Doyen!...

Leoninamente,
Até à próxima

4 comentários:

  1. Amigo Álamo, a mim não me surpreendeu esta decisão, afinal nos meandros do futebol a corrupção é raínha,condenam-se os inocentes e ilibam-se os corruptos, quase aposto que se blater e platini chegarem a recorrer, que vão ser inocentados, afinal não é só em Portugal que se verificam estas vergonhas, vai ser uma festarola agora nas tvs, eu esta semana ainda não liguei a tv nas notícias e apenas tenho visto a Sporting TV e filmes e assim vou continuar até haver uma limpeza geral em toda esta porcaria, não posso com os paineleiros, qd se referem ao Sporting, simplesmente dão-me vómitos, ando sempre a procurar saber novidades aqui no "Leoninamente" e outros blogs Sportinguistas benéficos, como o Artista do Dia, Leão de Plástico a Tasca do Cherba e mais alguns.
    Esta semana que passou foi terrível para nós, mas vamos continuar sempre em frente apoiando o Sporting sempre unidos, pois é esta união que faz a força...

    Abraço e SL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Leoa Maria tenha calma
      vou explicar com um exemplo comparativo

      A e B fazem uma sociedade para jogarem na lotaria
      A entra com 70% do valot do bilhete
      B entra com os restantes 30%da cautela

      B guarda o bilhete em sua casa

      sai a lotaria e a taluda vai para o bilhete dos dois socios A e B

      o B fica com o premio que sao milhoes e devolve ao A os poucos euros que ele investiu no bilhete.

      acha justo???

      A deveria receber a percentagem a que tinha direito

      tudo que nao fr assim sera sempre aldrabice

      Eliminar
    2. Se o processo do Sporting vs Doyen fosse tão "inocente" como o exemplo que o anónimo da 01:50 descreve em cima de certeza que eu não achava justo, mas a verdade é que no caso em questão houve coacção sobre o jogador e sobre o clube, vá ao blog das Redes do Damas e leia o post "Doyen for dummies" é exactamente essa a minha opinião, não quero com isso dizer que todos são obrigados a ter a mesma opinião, respeito mto a liberdade de expressão..

      SL

      Eliminar
  2. JUNTOS Bruno
    ESTAMOS JUNTOS...!!!

    SL

    ResponderEliminar

PUBLICIDADE