terça-feira, 8 de dezembro de 2015

Ah homens d'um raio, até o tricampeão do Vaticano se curvará perante tamanha coragem!!!...




Os direitos TV sem deveres TV

«Portugal é um país estranho. Durante anos foi deprimente a facilidade com que Mário Figueiredo, ex-presidente da Liga, pôs dirigentes, adeptos, jornalistas e até políticos - ou seja, pessoas, em princípio, inteligentes - a pensar que o maior estorvo à centralização dos direitos televisivos do futebol não seriam Benfica, Porto e Sporting. Eram bem conhecidas, e até contemporâneas, as guerras civis de Espanha, Itália e vários outros países por causa do tema, mas em Portugal não seria assim, porque, além do mais, esses três clubes estavam (estão) ligados por fortes laços de amizade e mútua compreensão, sem falar na sincera inquietação com o bem-estar dos irmãozinhos mais pequenos e mais pobres. Entretanto mudou o presidente e mudaram os estatutos. Os clubes voltaram à Direcção da Liga, entre eles Benfica, Porto e Sporting; e os três assinaram um papelinho que estabelecia a negociação centralizada dos direitos TV como objectivo comum para o mandato. Até que o Benfica vendeu a parte dele, por conta própria, pelos próximos dez anos, descentralizando o que era suposto centralizar. Como se vê, é justificadíssima e na "mouche" a ira dos clubes da II Liga contra Pedro Proença, presidente da Liga, porque não há missão mais simples em Portugal do que impedir os três grandes de fazerem o que lhes der na real gana. De uma vez por todas, talvez fosse útil aos pequenos perceberem quem é que precisam de convencer.

Nota: como é evidente, nenhum clube recusaria uma proposta como a da NOS. Nem o Redemptoris Mater, tricampeão do Vaticano.»
(José Manuel Ribeiro, Opinião, in O Jogo)

"... E os três assinaram um papelinho que estabelecia a negociação centralizada dos direitos TV como objectivo comum para o mandato. Até que o Benfica vendeu a parte dele, por conta própria, pelos próximos dez anos, descentralizando o que era suposto centralizar."

Aqui no meu canto, plantado cá no Norte deste "estranho país que é Portugal", vou-me sentar à espera de outro importante papelinho: um papelinho assinado pelos presidentes dos outros 17 clubes da I Liga e por mais 19 da II Liga, em que se comprometem a partir do arranque da próxima época, a não comparecer no estádio da Luz ou no Campus da CGD do Seixal, seja qual for a competição em que lhes calhe em sorteio defrontar, em casa, o clube que "descentralizou o que era suposto centralizar"!...

Ah homens d'um raio, até o tricampeão do Vaticano se curvará perante tamanha coragem!!!...

Leoninamente, 
Até à próxima

3 comentários:

  1. Por morrer uma andorinha nao acaba a primavera. Por que esperam os restantes clubes da primeira e segunda liga para centralizar os direitos de transmissao, deixando o Benfica só, isolado, entregue á sua sorte?
    Por que esperam?
    Todos sabemos a resposta: Vocês queriam e esperavam continuar a mamar á boleia do Benfica. Esse tempo acabou. Façam-se á vida!

    ResponderEliminar
  2. Ahahahahah! Eu gosto honestamente de ler este blog tal como outros dr outros clubes rivais, gosto de tentar ver futebol (como tudo na vida) de varios pontos de vista diferentes e muitas vezes percebo que se estivesse do outro lado da "barricada" pensaria da mesma forma. Agora esta ideia de boicotar os jogos do benfica? So pode ser brincadeira ou azia epica!! Mas alguém julga q se scp ou fcp tivessem a oportunidade de fazer algo semelhante, iriam recusar e confiar em gente como pedro proenca, pdc, bdc ou lfv para garantir um acordo justo para eles mesmos???? Apartir do momento em qtodo o respeito entre clubes foi ao ar nao podem esperar mais do q a politica do salve se quem puder... e isto e culpa dos adeptos, todos eles q apoiam este tipo de populismo de extremar de posicoes, somos todos tds responsaveis por eleger estes presidentes miopes e irresponsáveis...

    ResponderEliminar

PUBLICIDADE