sexta-feira, 11 de dezembro de 2015

E agora Jorge? Será possível evitar a vitória do Moreirense?!...


Ontem às 20:05 e perante os turcos do Besiktas começou o período louco e diabólico deste difícil "everest" que é Dezembro para o Sporting Clube de Portugal e que há muito nos vinha preocupando. Mas Jorge Jesus, pese embora o "complicado problema" que a vitória em Moscovo lhe terá, "alegadamente", trazido, ter-se-á lembrado das palavras do grande escritor e dramaturgo brasileiro Dias Gomes, de que "há um mínimo de dignidade que um homem não pode negociar, nem mesmo em troca do Sol"! E apresentou-se em Alvalade sem permitir a si próprio qualquer "negociação".

E esse profundo respeito que revelou pela dignidade da instituição que representa, haveria de ser correspondido com dividendos cuja importância só o futuro confirmará mas, para já, Jorge Jesus reduziu a pó todas as especulações e rasgou as vestes dos fantasmas que, escondidos em cada esquina, já se preparavam para cantar hossanas a quem, antes e depois do salto, o declarou "persona non grata".

Andou bem Jorge Jesus. E aqueles 90 minutos difíceis, confirmaram-no, perante quem ainda tivesse dúvidas. Porque o que virá a seguir, será sempre o "pássaro" que nunca ninguém conseguirá saber se pode ou não apanhar, porém, este já cá canta... sempre valeu mais um pássaro na mão que dois a voar! E o que vier depois, cá estaremos para o resolver...

É certo que menos de três dias depois, precisamente 70 horas e 50 minutos, Jorge Jesus encontrará pela frente uma equipa liderada por quem, de "cabeça levantada e pés bem assentes no chão", já vai acenando com o "espantalho" que todos os treinadores cá do burgo adoptam em idênticas circunstâncias:

"A expectativa é trazer pontos. Sabemos que vamos encontrar um adversário muito motivado, mas com as nossas armas tentaremos contrariar o favoritismo do Sporting. Sabemos que vamos ter de sofrer muito. A nossa estratégia passará por defender bem, de forma organizada, e tentar aproveitar as oportunidades para atacar e fazer golos(LINK)

Ora pontos, no plural, significa que Miguel Leal vem a Alvalade com a expectativa da vitória. Terá toda a legitimidade para o afirmar. O que escusava era de dizer o resto que disse depois. Mas esperar um tipo de "mind games" de craveira intelectual superior a estes jargões utilizados pela grande maioria destes "treinadores tugas de aviário", será o mesmo que oferecer pérolas a porcos. Como se Jorge Jesus e, vá lá, todos nós, não os conhecessemos de ginjeira e não soubéssemos que há clubes perante os quais jamais usarão tamanhos despautérios...

E agora Jorge? Será possível evitar a vitória do Moreirense?!...

Leoninamente,
Até à próxima

Sem comentários:

Enviar um comentário

PUBLICIDADE