sexta-feira, 11 de dezembro de 2015

Como terá dito Voltaire, "le mieux est l'ennemi du bien"!...



AS SETE VIDAS DO LEÃO

O Sporting de Jorge Jesus não tem primado pela nota artística. O futebol praticado pelos leões é muito menos atractivo em relação àquele que o treinador conseguiu, por exemplo, imprimir no Benfica 2009/10 ou, em períodos mais curtos, ao que foi produzido por outras equipas dos encarnados. Ao longo do tempo, o técnico, embora fiel a um sistema táctico, reduziu o risco, tornando-se mais pragmático.

Não temos um Sporting espectacular, mas temos um Sporting extremamente eficaz e competente, capaz de resolver o jogo num golpe de asa ou de operar a reviravolta mais surpreendente, mediante uma (aparentemente) simples substituição ou troca de posicionamento de um jogador. 

Uma equipa que tem habitualmente Naldo, Aquilani, Gelson, Matheus Pereira e Montero no banco e que está a reforçar-se bem no mercado de Inverno pode apostar perfeitamente na Liga Europa em simultâneo com o Campeonato Nacional. A prioridade é óbvia, mas a hipótese de projectar de novo o Sporting no plano internacional não pode ser descartada.»
(Luís Pedro Sousa, Opinião, Record)

Gostei francamente desta crónica de LPS, dentro de uma linha de permanente atenção e isenção ao fenómeno do futebol em Portugal na actualidade. Julgo que não será fácil consegui-lo na actual conjuntura, se bem que no jornal Record se respirem outros ares, menos carregados de nárcóticos estupidificantes.

Porque só os tolos e os pobres de espírito preferem a bajulação permanente a que assistimos noutros orgãos de informação desportiva, talvez habituado aos bons tempos do jornal Record, ele lá vai continuando a concitar a minha atenção e preferência, pese embora por vezes me veja obrigado a curar as feridas com pelo do mesmo cão, mas...


Como terá dito Voltaire, "le mieux est l'ennemi du bien"!...


Leoninamente,
Até à próxima

Sem comentários:

Enviar um comentário

PUBLICIDADE