quinta-feira, 31 de março de 2016

Será assim tão difícil colocar vidros foscos em Alvalade?!...


CONTRATAR É UMA AVENTURA

«Segundo a imprensa de Santa Fé (Argentina), o Porto também estará interessado em contratar o médio-ofensivo Alan Ruiz ao Colón. A ser verdade, uma vez mais os dragões iriam colocar-se no caminho do Sporting, dificultando (ou não) um negócio que tinha tudo para ser tranquilo, depois do assessor da SAD, Sancho Freitas, ter acertado os primeiros detalhes com os representantes do jogador e do clube argentino. Não tenho dados que me permitam escrever que o Porto quer ou não Ruiz. Mas conheço o historial de desvios de última hora que os portistas conseguiram na cara dos sportinguistas só na temporada em curso.

Começou com Danilo, prolongou-se por Suk e acabou na dupla Marega/José Sá. Em termos práticos, pode dizer-se que o Sporting perdeu nesta ‘guerra’ um grande jogador: Danilo. Para Jesus, foi apenas o prolongar de uma história que já vinha de há uns anos. Vira fugir Falcão, James Rodríguez, Mangala, Alex Sandro e Danilo para o Porto, quando estava no Benfica.

Na Argentina, jogadores com características semelhantes às de Alan Ruiz, e dentro da mesma faixa etária, nem são raros. Já vi alguns melhores, outros até com maior potencial para o jogo europeu, talvez um pouco mais caros, é certo. Razão pela qual desconfio do real interesse do Porto, a não ser que a ideia passe por inflaccionar a transferência. Mas, seja como for, a verdade é que o Sporting já teve de enviar um segundo representante à Argentina para tentar fechar um negócio que anda há duas semanas nas páginas dos jornais. Ou seja, os leões podem voltar a colocar-se a jeito da concorrência (como se colocaram com Franco Cervi), porque ainda não conseguiram encontrar a fórmula que permita a identificação do reforço sem que isso seja do conhecimento público; nem têm mostrado capacidade para fechar negócios de forma célere. Todos nos lembramos bem das ‘novelas’ montadas em torno de Bryan Ruiz, Teo Gutiérrez ou Mitroglou. Como nenhum outro clube quis os dois primeiros… Em Alvalade, contratar ainda é uma aventura.

Este foi um ano em que se ouviu muito "a minha estrutura é melhor que a tua". Uma estrutura não se apregoa, impõem-se pela competência.»
(José Ribeiro, Contas Feitas, in Record)

Haverá que reconhecer que quando " não se consegue encontrar a fórmula que permita a identificação do reforço sem que isso seja do conhecimento público, nem mostrar capacidade para fechar negócios de forma célere", acabamos por assistir a extensas e maçadoras novelas que a única coisa que conseguirão será o prejuíxo, o ridículo, a saturação e... a desmotivação!...

Será assim tão difícil colocar vidros foscos em Alvalade?!...

Leoninamente,
Até à próxima

2 comentários:

  1. Creio ser impossível ao Sporting fugir a estas situações...
    É que quem quer vender, quererá normalmente arrecadar a maior importancia possível...
    Dai que devam ser os próprios clubes vendedores que se deverão "dar ao trabalho" de apregoar o produto...para infalacionar o negócio...

    Para mim não há nada a fazer, a não ser...
    Não entrar em negócios inflacionados ...
    É que se não vier um...acabará sempre por poder ser encontrado uma outra opção...e por menor dispendio...
    É claro que não fugiremos à ideia de que mais uma vez "fomos levados" pelo "porco"...

    Por mim...que lhes faça bom proveito...!!

    SL

    ResponderEliminar
  2. gostei principalmente da frase "Bryan Ruiz, Teo Gutiérrez ou Mitroglou. Como nenhum outro clube quis os dois primeiros…". Principalmente o primeiro pelo que já mostrou demonstra que os outros clubes andam a dormir. Mesmo o segundo custando 1/4 do valor do mega ponta de lança que veio do At Madrid e não jogando 2 meses mesmo assim mostra melhores numeros que este #este

    ResponderEliminar

PUBLICIDADE