segunda-feira, 28 de março de 2016

Quem tem medo do futuro do futebol português?!...



Hoje não estamos chateados! E não o estaremos, apenas porque não perdemos e até despachámos com goleada a equipa que guarda orgulhosamente a medalha de ouro das olimpíadas de Londres! Nada disso. A razão porque não estanos chateados e exibimos até um sorriso de satisfação e muita esperança, resulta de muitas outros factores que demonstram à evidência que Johan Cruijff tinha razão quando defendia que "jogar futebol é muito simples, mas jogar futebol simples é a coisa mais difícil que há"!...

E na realidade, a nossa alegria e optimismo resultam da forma como o jovem seleccionador dos nossos aspirantes a vedetas do futebol europeu e mundial, interpreta o futebol e incute no espírito dos seus jovens comandados, a mentalidade suficiente para serem capazes de ser felizes e terem prazer, jogando futebol simples, mesmo sendo a coisa mais difícil que há!...

É um regalo para a vista assistir a um jogo de toda esta nossa jovem gente. Com Rui Jorge não há lugar a vedetismos instalados e muito menos em modo precoce de fabrico. Não há estrelas, nem cometas: escutaram os hinos onze valorosas, orgulhosas e jovens promessas e outras onze viriam a ocupar o seu lugar ao longo do encontro, com o mesmo empenho, a mesma motivação, a mesma arte para fazerem do futebol uma coisa simples e simultaneamente difícil. E com dois golos em cada parte, foram capazes de vergar a campeã olímpica!...

A selecção de Rui Jorge fez da solidez defensiva, de uma pressão asfixiante sobre o meio campo adversário e de fantástico sentido e eficácia atacantes, as suas grandes armas, numa exibição imaculada de abnegado e solidário colectivismo, que bem desejaríamos ver repetida no escalão sénior.

Com toda esta gente, desde a área técnica até cada centímetro  quadrado do relvado, a interpretar o futebol como a todos nós esta tarde foi dado ver...

Quem tem medo do futuro do futebol português?!...

Leoninamente,
Até à próxima

Sem comentários:

Enviar um comentário

PUBLICIDADE