quarta-feira, 6 de setembro de 2017

Nem todos os admiradores se prestam a ser "yes men"!...


BRUNO ENTRE O ESSENCIAL E O ACESSÓRIO

«O estilo de Bruno de Carvalho é o melhor? Não, já o escrevi noutras ocasiões, mas o próprio já fez saber que é esta a sua natureza. É pena porque seria possível ser tão incisivo e acutilante com outra sofisticação e elegância. Não digo inteligência. E sem perder tempo com situações marginais ou remoques laterais que desfocam o discurso. A sua longa entrevista, na verdade um monólogo, na Sporting TV, é uma peça antológica que deve ser vista com atenção. Não porque nos revele algo sobre o personagem que já não se soubesse, mas porque sobre os casos em concreto – do castigo no ‘caso Vítor Pereira’ ao ‘caso do túnel’ – se ouve pela primeira vez a sua versão. E ela é convincente, designadamente no caso do confronto com o presidente do Arouca.

Também, mesmo que os críticos não apreciem, teve de ser Bruno de Carvalho a lembrar que foi ele o detonador de algumas questões centrais do nosso futebol sistematicamente ignoradas pelos opinion makers. A mais importante está relacionada com a arbitragem. Muitas das alterações, dos relatórios ao VAR, foram efectivamente lançadas por BdC de maneira informal ou nos órgãos próprios do futebol português. Bruno de Carvalho apresentou-se como uma vítima do sistema. Fez mal, mesmo tendo efectivas razões de queixa. Foi um sinal de fraqueza. Fez mal, mas, note-se, não o conseguindo calar, nem lhe dando razão mesmo quando a tem, o que o establishment burocrático faz é castigá-lo tentando, dessa forma, silenciá-lo.

Outro ponto que decorre do estilo, é o facto de conviver mal com a crítica. Ora, ele pode discordar do jornalista ou do comentador A ou B, pode até ter fundadas razões. Pode escolher para e com quem fala. Mas a liberdade que reclama, é a liberdade de que todos dispomos. O presidente do Sporting acharia que estava acima da crítica? Acharia que todos os media podem ser uma imensa Sporting TV? Uma televisão de clube cumpre o seu papel, os órgãos de informação, nem sempre de forma limpa, aceitemo-lo, fazem a sua função. O líder do clube deve, primeiro, entender isso, segundo respeitar e, discordando, contestar. Dentro das regras e sem um tom ofensivo.

Já a referência ao "meu estádio" ou "à minha casa" pode não ser feliz, mas não vem daí mal ao mundo. Ver nisso uma apropriação ou visão majestática é um erro. Trata se de uma liberdade de linguagem, nada mais. O Sporting teve, em especial nos últimos anos, presidentes muito pomposos, mas que fizeram pouco pelo clube e muito pelas suas vidas. Esse pecado ninguém pode atribuir a Bruno de Carvalho. Nem o rigor ou o compromisso que sistematicamente tem exigido dos sportinguistas. Não é coisa pouca.

A vítima do sistema

A BBC contou ontem que o Leicester se atrasou em 14 segundos a fechar o processo de Adrien. Estes segundos fatais, apesar do recurso estar em marcha, devem custar ao até agora capitão do Sporting uma espécie de hibernação até Janeiro. A FIFA não tem fama de se comover com estes assuntos e 14 segundos, sendo um tempo ridículo, significa estar para lá do limite. É o que conta. Há dois anos, muitos se recordam, Real Madrid e Manchester United – com a responsabilidade do lado espanhol – estiveram envolvidos numa trapalhada semelhante e que envolveu David de Gea. Na altura foi um fax em Madrid que não funcionou. O guarda-redes ficou em Inglaterra, a situação fez as manchetes durante dias. Tudo isto é caricato porque organizações de topo, como o Real Madrid, ou altamente profissionais como presumo seja o Leicester, deixam literalmente para o fim os negócios, por vezes relacionam-nos com outros e colocam os jogadores em risco. Com certeza que para o clube nada disto é bom. Para o jogador é péssimo. E pode ter consequências...»
(Nuno Santos, Ângulo Inverso, in Record)


Nem todos os admiradores se prestam a ser "yes men"!...


Leoninamente,
Até à próxima

1 comentário:

  1. São conhecidas.... (como se eu fosse alguém a que alguém dá ouvidos......!!! :)))) ) as minhas..., vá..., diferenças com as 'comuns'opiniões de NS... Porém, desta vez..., até tenho de concordar com...., quase, tudo o que diz... e o meu problema, agora como noutras vezes, é o quase..., que se traduz em mais uma defesa da sua 'dama' que é o jornalismo... Ora... o problema, o meu pelo menos, e presumo que o de BdC também..., não é a opinião, ou critica, à sua atuação... mas sim o alinhamento, ou pior, a concertação, do tema Sporting e BdC... sempre para o mau... e sempre com segundas intenções, vulgo CARTILHA...!!! É essa atitude persecutória que está, repito, pelo menos para mim, em causa... particularmente quando vemos que noutras paragens... happenings, esses sim, GRAVES e CONDENÁVEIS passam 'entre os pingos da chuva' como que... "Que passou-se...?"

    Imagino o que seria de LFV ou de PC se algum deles tivesse estado na origem das discussões que hoje TODOS tomam como certas e boas... Definições que vão toldar o jogo para niveis de equidade e certificação nunca antes atingidos... Seriam 'estatuáveis' em qualquer cantinho deste nosso Portugal...zinho... É certo, que esta visão, mais ou menos utópica, do que ai virá..., em termos de jogo, será sempre subvertida pelas diferenças de andam€€€nto de uns e outros... mas também ai, quiçá, o futuro nos reserve algo mais justo... e honesto...!!! (nota: para mim o Benfica pode já embarcar na Super Liga Europeia - tanto se me dá a fama deles ou a envolvência diplomática que o, agora, vice da AEC procura - desde que ABANDONE o campeonato português... tornando-o, desde logo, muito mais honesto...)

    Resumindo...!!! Gostei da forma de BdC...??? Não não gostei...
    Percebo-a...? À luz daquilo que nós já sabemos, e conhecemos, dele... Seria expectável... (eu também partiria já para um 'partir de fuças' - mas isso sou eu... :(
    O Conteúdo...??? Está lá TODO... No Doubt!!!

    p.s. hoje já vimos no que se vai tornar a novela - que já nem é nossa - da saída do Adrien... A culpa...??? Pois tá claro... É de BdC... (novidades só mesmo naquela superficie comercial cujo nome começa por C.... acaba em E... e no meio tem a palavra 'ontinent', que à falta de melhor definição poderia ser mais uma adjectivação ofensiva ao presidente do nosso clube...)

    No limite teremos sempre de pensar... O que seria hoje do 'nosso' SPORTING se este gajo (sim o gajo é BdC) não nos tivesse aparecido à frente...!!!

    SAUDAÇÕES LEONINAS

    ResponderEliminar

PUBLICIDADE