sábado, 9 de setembro de 2017

Mas que culpa tem o rapaz de gostar de picanha?!...



Mas que culpa tem o rapaz de gostar de picanha?!...

Leoninamente,
Até à próxima

9 comentários:

  1. Huuuum! Aquele ar anafadinho... ou será apicanhado?

    ResponderEliminar
  2. Pensei que isto ia ser um post sobre o Eliseu.
    Alguém que diga a quem postou isto que o Alan Ruiz é jogador do Sporting.
    Criticar um jogador construtivamente é salutar e desejável. Esta estúpida necessidade de mandar abaixo os nossos gratuitamente é incompreensível.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Digam ao autor do comentário que nem todos terão a sua capacidade intelectual, o seu sportinguismo e a sua concepção única e absoluta do mundo que nos rodeia, mas que o mundo continuará a pular e a avançar mesmo sem o ter como omnisciente guia espiritual!...

      Eliminar
  3. Caríssimo Álamo:
    Reproduzo aqui, com a devida vénia, as palavras do Dr. Manuel Eugénio Dias Ferreira, na sua coluna de ontem do em tempos antigos e saudosos chamado Jornal A Bola, agora chamado O Pravda de Carnide: "Bruno de Carvalho, perante as reacções à sua actuação esta semana na Sporting TV, veio dizer que não mudará no seu estilo e na sua forma de comunicar, e que se o quiserem de outra maneira terão de o retirar do lugar pela via eleitoral. Está no pleno direito de usar como quiser a recente esmagadora vitória eleitoral, mas, em minha opinião, e com o devido respeito, a humildade na interpretação do resultado deveria ser directamente proporcional à grandeza desse mesmo resultado.»

    «Contudo, também acho que tenho o direito (e o dever) de dizer que não gosto da forma, nem do estilo, que retira o foco do conteúdo essencial da sua mensagem, que é aquilo que perturba o sistema, na sua nova e velha roupagem. E é pena, digo-o convictamente, porque um discurso mais sereno, menos ruidoso e, por vezes, silencioso, seria mais assustador e, sobretudo, demolidor.»

    «Na sua reacção para o interior, não pode Bruno de Carvalho acusar tudo e todos de falta de militância. Militante é aquele que combate e luta por algo, designadamente, por uma causa, neste caso, o Sporting. Nós estamos na mesma causa, mas podemos ter uma maneira diferente de estar nessa luta. Não podemos é estar contra uma cartilha elaborada por alguns militantes que é seguida cegamente por todos, incluindo o chefe e, ao mesmo tempo, dentro de casa, seguir acefalamente a cartilha do chefe.»

    José Dias Ferreira, ontem, no seu espaço de opinião do jornal A Bola

    O meu comentário, além da concordância absoluta com as palavras, é:
    - terá Bruno de Carvalho descaramento suficiente para, pelas suas ejaculações precoces habituais nas redes sociais, chamar pseudo-sportinguista ao Dr. Dias Ferreira?
    - Bruno de Carvalho já nos mostrou que se confunde com o Clube, e que considera quem o critica como falso sportinguista, infiltrado, croquete, etc. Vamos ver se diz o mesmo do Dr. Dias Ferreira.
    Aproveito para dizer ao Dr. Bruno de Carvalho ( embora Drs. no tempo em que me licenciei fossem só os médicos e os advogados, portanto já lhe estando a dar um estatuto de consideração) que subscrevo as palavras do enorme sportinguista que é o Dr. Dias Ferreira, a quem saúdo pela habitual verticalidade e coragem, e que, quando o Dr. Bruno de Carvalho foi concebido, já eu era sócio do Sporting, e meu Pai, que foi Cinquentenário, mas não era Almirante, tinha 25 anos de associado.
    Como tal, nem me dá lições de Sportinguismo, nem de Democracia nem, lamentavelmente, de educação.
    Declaro, também, que em próximas eleições, mesmo que seja campeão nos próximos três anos, não contará, pela primeira vez, com o meu voto.
    Sabe, Dr. Bruno, para competir e bater o Porto e o Benfica, não tem que descer nem ao nível de um filho mau de uma família boa, nem ao de um trafulha ex-mecânico aldrabão de uma garagem do Lumiar.
    Mas creio que o sabe, não tem é, nem a humildade de o reconhecer, nem a vontade para o fazer.
    Um Abraço, caro Álamo,
    José Lopes

    ResponderEliminar
  4. O problema dos "gordos" não é o apetite, mas sim o mesmo não ser correspondente com o apetite pelo trabalho..Alan Ruiz precisa de jogar para se soltar e voltar á forma da epoca passada de forma a continuar a sua evolução.2 jogos por semana e fica transformado numa semana.Passa de gasóleo para gasolina.
    Caso contrário, será um desperdicio o seu talento e o seu investimento pelo SCP.


    SL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Do alto do meu 1,81 e com 50 e poucos anos cheguei a pesar 95 kgs. Recorri a vários métodos para perder os 20 kgs que a saúde do meu coração exigia, entre muitos deles, o exercício físico. Nada resultou! Apenas no dia em que decidi limitar corajosa e inflexivelmente a quantidade de alimentos ingeridos consegui atingir o objectivo de reduzir exactamente os 20 kgs que a minha saúde exigia. Com o devido respeito por todas as opiniões que apontem para outras soluções, penso convictamente que estará sempre e apenas na boca o segredo do equilíbrio. Para todas as pessoas e, muito particularmente para os desportistas!...

      Chegar ao início de cada pré-época com quase uma dezena de quilos em excesso, diz muito sobre a possibilidade de alguma vez essa pessoa poder vir a ser um atleta de eleição. Por maior que seja o seu talento...

      SL

      Eliminar
  5. BdC com todos os seus defeitos de forma, já fez mais em 4 anos do que Dias Ferreira nas dezenas de anos que anda a ziguezaguear no Sporting. Alguns sportinguistas preocupam-se demasiado com o acessório. Na verdade, a forma dá força ou enfraquece a substância, disso deveria ter consciência BdC, no entanto, as suas obras ainda vão sendo muito superiores a essa deficiência, que erradamente e teimosamente não quer ou não pode alterar.

    ResponderEliminar
  6. Alamo,
    Já todos sabemos que o JJ tem um historial de posicionar jogadores onde eles nunca jogaram ou o fizeram raras vezes. Isto tudo é fantástico..quando corre bem. Vejemos o que se pede a um jogador que jogue como médio de pendor ofensivo no sistema dele, ter bom posicionamento entre linhas, rápida capacidade de recepção-passe,rapida resposta à perca da bola dando equilibrio defensivo, saber cair nos flancos para criar desiquilibrios com a dupla extremo-lateral, presença na área e para finalizar veia goleadora.
    Digam-me lá sinceramente, vêm estas características em AR?
    Alan Ruiz é para mim um 8, o seu futebol precisa de mais espaço,poder respirar mais para desiquilibrar em potência e passe.
    Para mim mais uma invenção do mister, mas vou usar um eufemismo, um equívoco.
    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não sei meu amigo João Antunes. Admito que tenhas razão, mas serão muito raros os argentinos que explodem logo na primeira época! Eles parecem ter muita dificuldade em deixar de "brincar na areia" e, salvo raríssimas excepções, sempre dão um toque a mais em todas as bolas que lhe são endossadas e... acabam sempre por estragar a jogada: os defesas na Europa não lhes dão o espaço e o tempo a que estão habituados lá na terra deles...

      Para além disso e desde que chegou, nunca o vi seco, leve e escorreito e a fama de ser um bom garfo já chegou cá ao Norte pelos canais habituais! É que essa gente ainda não encontrou restaurantes em Lisboa onde esteja a salvo de olhares indiscretos e bisbilhoteirices e... tudo se sabe!...
      Grande abraço.

      Eliminar

PUBLICIDADE