terça-feira, 26 de novembro de 2019

Uma muito perigosa brincadeira!...

Miguel Fonseca, ao centro, numa assembleia-geral do Sporting - Foto retirada do Correio da Manhã


A sessão da manhã de ontem, a quarta do julgamento do ataque à Academia Sporting, a decorrer no Tribunal de Monsanto, terá ficado marcada por um episódio, no mínimo burlesco, mas bem definidor dos atropelos a que alguns tribunais em Portugal são sujeitos na mais degradante permissividade por parte de quem os dirige, protagonizado por Miguel Fonseca, advogado que actualmente representa o destituído ex-presidente do Sporting, perante a testemunha João Matos, militar da Unidade de Investigação Criminal da GNR.

Terá declarado João Matos ao tribunal aquilo que viu no interior da Academia no dia do ataque. Quando o tribunal concedeu a Miguel Fonseca a prerrogativa de interrogar a testemunha, o advogado terá insistido no pormenor de saber se esta tinha visto alguém a assistir os jogadores leoninos agredidos, ao que João Matos terá respondido que não, não havia reconhecido ninguém.

Perante a declaração da testemunha, ter-se-à o 'ilustre causídico' permitido, perante a passividade e tão perigosa quanto inadmissível permissividade da juíza Sílvia Pires, afirmar perante o tribunal, em tom descortês, desrespeitoso e desafiador: "Vimos que um estava bem como director de cinema, mas como médico não vimos!"

Apenas a senhora juíza saberá porque permitiu ao advogado Miguel Fonseca produzir tamanha monstruosidade em pleno tribunal, antecipando extemporaneamente 'alegações finais', numa situação em que apenas lhe deveria ser permitido colocar, exclusivamente e sem jamais partir para conclusões ou comentários, questões à testemunha e porque este advogado, assim como outros supostos advogados do mesmo género que por Monsanto têm passado neste julgamento, não terá sido severamente admoestado, até por ser reincidente no desrespeito que já lhe valera em sessão anterior, o seriíssimo(?) aviso de que "o tribunal não é o telejornal"! 

Com toda a certeza que se a senhora juíza Sílvia Pires lesse jornais e fosse conhecedora dos antecedentes com que o jornal Correio da Manhã faz acompanhar a foto acima publicada e linkada, se visse obrigada a ser mais firme e actuante, em defesa da honra e da dignidade da instituição que representa...

Perante factos desta natureza, qualquer cidadão comum, mesmo leigo na matéria em causa, mas minimamente conhecedor dos caminhos e do decoro e respeito que sempre deverão ser exigidos em qualquer tribunal, facilmente concluirá que este julgamento não estará a passar de uma mera brincadeira... 

Uma muito perigosa brincadeira!...

Leoninamente,
Até à próxima

12 comentários:

  1. Respostas
    1. O texto já o refere, caro "conana": burlesco!...

      Eliminar
    2. A sério "conana"?! Não me digais semelhantice, se o que me digais fora impossível, a menos que o "conana" também tenha decidido entrar na "brincadeira", facto em que, decididamente, não acredito. Por aquilo que escreve por aqui, não será criatura para "brincadeiras"! Ou estarei enganado e, afinal, pela-se por brinquedos!...

      Eliminar
  2. Quero chamar a atenção que é, por vezes, difícil controlar o que dizem os advogados que, mesmo advertidos, prosseguem na aleivosia, e se tornam difíceis de evitar.

    Os instrumentos ao dispor de quem dirige a audiência, relativamente a advogados, são escassos, pelo que, por vezes, é preferível ignorar a aleivosia que nada pesa na decisão e para nada serve a não ser dar protagonismo ao idiota. O idiota falou a segue em frente, ficando a falar sozinho, sendo mandado calar se prosseguir, com a certeza que perde o efeito que ele quer e nada pesa na decisão final, para além do exibicionismo bacoco e na pouca importância, se prosseguir com o mesmo estilo nas alegações que, para nada servem.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Embora seja do meu conhecimento que a alguns juízes - poucos, infelizmente! - não lhes tremeriam as pernas para ir bem mais longe na dimensão do quadro que descreve, nunca me permitiria contestar a racionalidade e assertividade do comentário do caro FMDP! As excepções mais não farão do que confirmar a regra e a regra foi magistralmente desenhada no comentário. Esperemos que todos estes 'jogos florais' contribuam, apenas, como agravantes para a decisão final!...
      Obrigado pelo comentário e SL

      Eliminar
  3. só vais descansar quando te puserem a mamar na 5ª pata de um cavalo do josé cid aí em mogofores.

    palhaço.

    calma que o que é para ti está guardado.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Com as calças do teu pai incógnito, ó "bananas", até o teu espelho enganas! Mas repara que o pobre do espelho será o único enganado!...

      Eliminar

PUBLICIDADE