quarta-feira, 27 de novembro de 2019

Obviamente!...


Assembleia destitutiva

«A comunicação social tem feito eco da iniciativa de um conjunto de sócios do Sporting, visando pedir ao presidente da Mesa da Assembleia Geral a convocação de uma reunião para a destituição da actual direcção, com fundamento em justa causa.

Não conheço os factos integradores dessa invocada justa causa; quer-me parecer, contudo, que não incluirão qualquer violação grosseira e dolosa dos estatutos, porquanto, se tal tivesse ocorrido, já se saberia seguramente. que anda em permanente clima de guerra civil.

Em segundo lugar, repito, não estão em causa violações frontais dos estatutos, como aconteceu com a destituição do anterior elenco; sendo assim, parece que não faz sentido, pedir a saída de uma direcção porque se não concorda com ela, ou porque os resultados ficaram aquém do esperado. Se a moda pega, poderá ser o caminho da ingovernabilidade e do descrédito.

Em terceiro lugar, será sempre um salto no abismo. O Sporting padece de um crónico problema financeiro, o clube está descapitalizado e depauperado (não é ironia) com o bolivarismo brunista. A questão não é dos protagonistas, outrossim dos seus programas e, sobretudo, da capacidade que tenham em inverter o ciclo do definhamento competitivo. Por tudo isto, destituir por destituir parece-me um exercício gratuito de bota-abaixismo, que nada adiantará.

Estamos todos de acordo que o Sporting não está no lugar que merece e a que tem legítimo direito. Mas não é assim que chegamos lá.»
(Carlos Barbosa da Cruz, O Canto do Morais, in Record, hoje)




Obviamente!...

Leoninamente,
Até à próxima

9 comentários:

  1. Há tanto para dizer... Ainda que concorde com alguns dos pontos, há coisas que não podemos deixar de apontar:
    - A incompetência e amadorismo que tem pautado a actuação desta direcção merece ser discutida pelos sócios, relembrando que, esta direcção nunca teve a maioria dos sócios do seu lado.
    - Para slogan de campanha foi escolhido "unir o Sporting". Não estaria na altura de o sr. presidente explicar aos sócios como as suas acções têm contribuído para tal? É que aparenta ser exactamente o contrário...
    - Se a situação financeira é assim tão má (o que não duvido que seja), faz sentido ser votado um aumento de vencimento dos administradores?
    - Com tanta e tão visível contestação, não seria uma boa forma de acabar de vez com tudo isto, sujeitar-se ao referendo de uma assembleia? De preferência não a um dia de semana, à noite, entre dias úteis... uma originalidade desta direcção.
    - Não seria altura da direcção começar a cumprir as promessas eleitorais? Não era altura de o sr. presidente dizer então tudo o que sabe sobre o ataque à academia? sobre o campeonato 15/16?

    Não era esta direcção que prometeu aparecer nas alturas difíceis?

    Só não entendo porque raio parece só haver os que apoiam a direcção ou os "brunistas"! Garantidamente não me enquadro nem numa coisa nem noutra! Acho mesmo que esta é das piores direcções que já tivemos no nosso clube (e não é fácil com tantos maus exemplos que temos), mas de todo quero um regresso ao passado!

    RR

    ResponderEliminar
  2. Eu nem consigo ver nem ouvir este cavalheiro!! Um conformista e um apoiante da falta de exigência!!
    É por pessoas como este senhor que o SCP está como está!! Um Clube aburguesado, conformado e apático!!
    Lá está, um croquete requentado!!

    ResponderEliminar
  3. Mais uma vez, não estou a entender o que é aplaudido, aqui. Nem vejo nada, especialmente louvável no texto, que, para além de ter uma prosa anémica, não revela qualquer tipo de tentativa, sequer, de sustentação, nem base para nada do que (de um modo sobejamente enviesado) alega.
    O autor tem alguma base ou fundamento para tanta alegação oblíqua e extravagante?

    ResponderEliminar
  4. Essa Assembleia dita destituitiva não tem pés nem cabeça.
    Vai ser uma massada ir lá outra vez e chumbar.
    Se alguém tem dúvidas anda no mundo da lua tal como Lage que sonhou passar a fase de grupos da LC.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já reparei que quando os comentários são do seu agrado, não faz reparos aos erros ortográficos!! É pena, podia dar umas aulas ao Varandas, e poupava-nos a "massada" de o ouvir a dar pontapés sistemáticos na gramática, o que é sempre uma enorme "estristeza"!!!

      Eliminar
    2. Por uma vez terei de concordar com a "massada" que o Rinaudo teve em fazer o reparo ao comentário do João que, por lapso certamente, teria merecido uma severa palmatoada que eu terei 'perdoado', jamais com a suposta intenção que refere. Obviamente que apenas existe na língua portuguesa um verbo aplicável à expressão, que é 'maçar'!...
      Quanto aos pontapés de Varandas, serão sempre menos graves que as "bardamerdas" a que estávamos habituados. E se nunca o corrigi, tal se deverá, em primeiro lugar, ao facto de nunca por aqui ter deixado qualquer comentário e depois, por já me ser suficiente o trabalho e o respeito pela nossa língua, que este blog me exige...

      Eliminar
  5. Tem, porque fez parte de uns órgãos sociais onde foram campeões em alienar património imobiliário... Mas são os tais bem falantes e mui corteses... E perdedores inveterados. E ele que estude a história da américa Latina e do papel de Simón Bolívar na mesma... É que só chamar os outros de boliverianos por psitacismo é bom para persuadir acéfalos... Dizer que o Sporting está depauperado devido a um regime boliveriano é de grande má fé e uma grande mentira. A gente sabe como é que o clube estava antes do alegado Bolívar. Porventura, com todos os seus defeitos, esse alegado Bolívar, quis libertar o clube duma colonização de croquetes e inimigos desportivos. E o porvir ainda vir a fazer desse alegado Bolívar um grande mártire! E quem contribuiu grandemente para esse facto?

    ResponderEliminar

PUBLICIDADE