quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

Oxalá nenhum benfas entenda a crónica!...



"Memento mori", míster Rui Vitória

Comprar a tese de que defendeu bem, como os comentadores adeptos, será o maior erro do Benfica

«"Memento mori" era a frase, em latim, que, enquanto lhes segurava a coroa de louros acima da calva, um escravo sussurrava ao ouvido dos generais romanos recebidos em apoteose quando voltavam de uma guerra vencida: "Lembra-te de que és mortal." Foi o que me veio ao pensamento ontem, no fim da taquicardia com o Borússia, ao ouvir o comentador da Sport TV concluir que o Benfica tinha defendido bem.

Não, o Benfica não defendeu bem e deve reclamar o direito a que lho digam com franqueza, por muitas vantagens que tenha embrulhar a mais insípida batalha numa capa de glória, para efeitos de narcotização colectiva. E escrevo-o sem tirar um grama ao mérito de um jogo ganho ao Borússia de Dortmund; não é o conteúdo, é a forma. Quatro bolas de golo cristalinas, entre meia dúzia de outras aflições, um penálti e o guarda-redes Ederson posto na estratosfera não existem quando se defende bem. Isto é importante porque não haverá dois "resultados ridículos", como lhe chamou o treinador do Borússia: se o Benfica conseguiu interromper uma série de 18 jogos dos alemães sempre a marcar não foi porque tenha, de facto, encontrado maneira de os segurar. Encontrou maneira de lhes fazer um golo, que também é importante e que está no genoma da equipa. Na Alemanha, será preciso rentabilizá-lo, fazendo outros e/ou calafetando as frinchas (um eufemismo) por onde o Dortmund, e o ponta de lança Aubameyang, tiveram via directa às barbas de Ederson. "Memento mori", Benfica. Não tens de quê.»


Quando acabei a primeira leitura desta crónica, deixei que um assobio baixinho me saísse por entre os lábios, enquanto um fugaz pensamento me assaltou a mente: quantos benfas a entenderão?! Se calhar o próprio mister Vitória, ultimamente disposto e decidido a afagar o seu umbigo com energia que nada ficará a dever àquela que ordinariamente exibe o seu "odiozinho de estimação", também não entenderá, tão distraído andará em busca do melhor elixir para a beleza umbilical!...

Oxalá nenhum benfas entenda a crónica!...

Leoninamente,
Até à próxima

15 comentários:

  1. Bom dia, caríssimo:
    Este cronista sabe pouco de história de Roma, mas quis armar ao pingarelho.
    O que os escravos diziam ao ouvido dos triunfadores era: "sicctransot gloria mundi", ou seja, que toda a glória do mundo é transitória", o que até se aplica melhor à crónica. Se mudarmos glória por vitória então, até temos mais que um sentido.
    Grande Abraço
    José Lopes

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Meu caríssimo amigo, há muitas histórias de escravos e triunfadores. Por acaso a sua versão era a que eu conhecia. Mas a curiosidade levou-me a ir mais longe e a história de JMR também está referenciada. De qualquer modo, tal como eu suspeitava e desejava, eles vão para Dortmund sem perceber a crónica e isso é bom!...

      Grande abraço

      Eliminar
    2. "eles" vão humildemente a Dortmunt com as suas armas tentar fazer algo que o seu grande clube não conseguiu...quem sabe até contribuir com pontos para limpar a pessima prestação do seu clube para o ranking do nosso paós, embora me pareça que aqui há mais alemaes que portugueses.

      Eliminar
    3. Eis um "labirinto" ainda mais indecifrável que a crónica do JMR! Quiçá um bom exemplo de táctica para o Rui Derrotas em Dortmund!...

      Eliminar
  2. No lumiar se calhar diriam que a culpa era dos "benfas" ou dos árbitros. No Benfica a maioria das pessoas percebeu que muita coisa falhou e que só se salvou o resultado... Vou dar só uns exemplos do que já se percebeu:
    a) Um meio campo Fedja-Pizzi é insuficiente para jogar a este nível;
    b) Pizzi quando pressionado perde imensas bolas, junto à área do Benfica, que se transformam imediatamente em lances de perigo para o adversário
    c) O Lindeloff rende muito mais na posição do Luisão

    podia continuar, mas depois ficaria a saber mais do que eu :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, 'tá bem! Continuem assim até à segunda mão, que o "cântaro" pode ser que perca a asa em Dortmund!...

      Eliminar
    2. Diz o anónimo que se fosse noutros lados...
      Possivelmente diriam que a culpa era do árbitro...

      Mas olhe que não fica sem resposta...possivelmente também, lá pelos lados de Dortmund...ainda estarão a pensar se o árbitro não devia ter marcado mais dois penaltis a seu favor...

      É claro que o guarda redes também faz parte da equipa e a ele se deve em parte o terem conseguido "aquele coice" da vaca que vos deu o golito suficiente...

      Mas é como diz o mentor do espaço (que continua com uma paciencia de Job para vos aturar...)...algum dia o cantaro acaba por perder a asa...

      Eliminar
    3. Tens a cereza que és do Benfica? Cá para mim estás a enganara-nos...

      Eliminar
  3. Claro que não percebem!
    Porque os benfas são seres inferiores e não percebem nada de nada e comem gelados com a testa.

    Quanto ao jornalista, acho que devia ser bem pago pelo Rui Vitória que é quem mais ganha com a lição do jornalista.
    Quem dá conselhos tão úteis e valiosos como este senhor não pode ficar por um simples "não tens de quê".
    Pela lição de futebol deveria o "arrogante e ordinário" mister Vitória desembolsar uma boa maquia.
    Já a lição de história romana, a acreditar no comentário das 9:11, deve ficar de borla, pela falta de exactidão.

    Saudações leoninas,
    H. C.

    ResponderEliminar
  4. O caro Euentendi provavelmente não entendeu - assim como 99% dos benfiquistas sócios e dos me(r)dia - que esses a) b) e c) são apenas evidentes... contra equipas que lhes queiram ganhar, ou seja, apenas 3 ou 4 da nossa Liga.

    Se a vaca lampiónica normalmente triunfa sobre adversários como o Sporting ou o porto, com meia-bola em força, golos aos trambolhões e 14 na retranca, apenas quando jogam com equipas estrangeiras conseguem ter alguma ponta de humildade para entender a equipa banal que têm (tirando Ederson, Jonas Piscinas ou Mitrogulu). Ainda assim, raramente o conseguem admitir.

    ResponderEliminar
  5. Eufóricos como andam e arrogantes como são, querem eles lá saber. Se não sofreram golos de um ataque como o do Dortmund, é porque defenderam bem!

    É claro que alguns, mais avisados, à cautela lá (re)nomearam o Tiago Martins (sim, esse que expulsou o Vitória há bem pouco tempo) para Braga, o homem bem que precisa de uma 2ª oportunidade, agora "para se limpar"...

    ResponderEliminar
  6. E o Sporting? Quando e com quê voltará a preocupar-se na Champions? Se calhar é nesse sentido que devemos "olhar", abrindo bem os olhos para ver os obstáculos que temos pela frente.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os nossos (maiores) obstáculos, continuam a ser os mesmos.

      Eliminar
  7. Caro Alamo, na flash interview que Rui Vitória deu à Sporttv, foi assumido pelo mesmo que a equipa, apesar do resultado positivo, tinha cometido vários erros. Enunciou até esses erros, coisa pouco vista em treinadores nacionais (como saberá tão bem ou melhor que eu), muito menos depois duma vitória.
    Esperemos, nós Benfiquistas, que a assunção desses seja o 1o passo para melhorar a exibição na Alemanha. O que mesmo acontecendo não garantirá por si só um resultado satisfatório.
    Li nos comentários várias menções a arrogância e euforia, pois não sei a que adeptos se referem. Passando pelas tvs, jornais e redes sociais é evidente a constatação por todos de que o resultado foi conseguido com muita sorte. Sendo a felicidade um estado perfeitamente normal perante um resultado conseguido nestas condições.

    Saudações desportivas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O seu comentário, caro Sérgio Brito, ao contrário do diapasão pelo qual afina a grande maioria dos adeptos do Benfica, é equilibrado e, coisa singular, humilde. Nunca da minha parte haveria coragem para críticas, se essa fosse a postura de quase todos os seus correlegionários.

      De qualquer modo, permita-me o reparo de provavelmente ter estado distraído com as declarações de Rui Vitória, já que ele, para além de ter reconhecido o óbvio, acrescentou com aquela "segurança" que o vem caracterizando ultimamente, leia-se presunção, que já sabia, direi eu "de cor e salteado", a táctica para ultrapassar o Dortmund na segunda mão, coisa que nem aqueles que o caro proclama não serem capazes de "coisa tão pouco vista em treinadores nacionais" alguma vez teriam a coragem de afirmar! Para mim, adepto de outro clube e por tal com isenção suficiente para avaliar tais declarações, apenas direi que, tal como na política, Rui Vitória não será aquilo que aparenta, porque das suas palavras se poderá facilmente concluir que... "o que parece, é"! E nem um camião de lixívia conseguirá amenizar a nódoa!...

      Quanto à sua felicidade, compreendo-a como natural e aceitável.Também eu já vivi essa felicidade sem merecimento, com prestações arrepiantes do meu Clube, coadjuvadas por inexplicável fortuna!...

      Saudações desportivas e aplauso para a sua elevação.

      Eliminar

PUBLICIDADE