quinta-feira, 2 de junho de 2016

Ou não!...




O monograma da editora do livro de Pirandello que por estes dias adormece comigo sobre a mesa de cabeceira, foi o mote para este post que hoje vos deixo. E a imagem que escolhi julgo que será facilmente decifrada, poupando-me ao exercício de utilizar outros subterfúgios para negar o culto de personalidade de que eventualmente serei acusado por quem se ilude com aparências e julga fiável a balança que utiliza sem qualquer preocupação de aferimento minimamente credenciado.

Parafraseando o saudoso António Silva, às vezes apetecer-me-ia "dessincronizar" as trombas ao gajo, com tanta, narcísica e assaz pueril postura, quantas vezes próxima de uma quase inclassificável idiotice. Mas não resisto ao apelo da minha incorrigível "corujice" e, praguejando furibundo, amaldiçoando os deuses, decepcionado e atirando até por aqui a "albarda ao ar"... acabo a relevar todo esse meu desencanto!...

O gajo é um "cavalo de ferro", caramba! O gajo leva "porrada de criar bicho" de todo o "gato sapato": dos "dâmasos salcedes" da corte instalada, dos "escribas à jorna que engolem com sorrisos o pão que o diabo lhes empurra pelas goelas abaixo", de "morsas de água doce em arfar verborreico de arrepiante dispneia", de "gagos, estúpidos, vesgos e comprometidos brases", de rafeiros inválidos e senis do chuto na bola, de garnizés de crista postiça que para surpresa de Lopetegui conseguiram não só chegar a ministros como aos punhos dos vingadores... e toda essa porrada resvala na férrea e brilhante carapaça que lhe envolve a personalidade, sem alguma vez conseguir a almejada prostração! Jamais precisará de se levantar e continuar, porque está para aparecer o primeiro que seja capaz de o tombar e obrigar a mastigar o pó e a merda do caminho!...

E lá vai o "cavalo de ferro" de lança em riste, montado no seu D. Quixote! E por muito que a turba continue a berrar que o estupor do rei vai nu... O Sporting está em cada dia mais vivo e pujante de força, despoletando receios, medos, pavores, ódios, raivas, desesperos, impotências, eu sei lá...

Talvez um dia triunfe o "admirável mundo novo" e o cavalo deixe a armadura no museu das nossas recordações!...

Ou não!...

Leoninamente,
Até à próxima

8 comentários:

  1. Disse há dias o nosso presidente que o nosso clube estava muito bem desportivamente e financeiramente

    vai-se a ver e o que é que se vê???????????

    BOLA no futebol e ALTO PREJUIZO nas contas

    Às vezes o silêncio é de ouro. Mais vale estar calado do que
    tentar tapar o sol com a peneira

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Epá, desculpa que te diga mas tens palas e nada pequenas!
      Muda lá o nick para "leão com palas" e não te armes em burro.

      Eliminar
  2. Amigo Álamo, que o "admirável mundo novo" vai triunfar acredito que sim, agora que o cavalo deixe a armadura no museu das nossas recordações, já me é mais difícil acreditar, pois além do espírito guerreiro e sangue quente do cavalo, o tal "admirável mundo novo" vai precisar sempre de um "puxão" para se ir mantendo à tona impedindo o afogamento, não o deixando virar "mundo velho"....

    SL

    ResponderEliminar
  3. Aquele outrora apelidado de carneiro, vem agora na sua habitual e "mui cara" prosa, apelidar o "agressor" de cavalo. Síndrome de Estocolmo. Está estudado.

    Victor Mendes

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que a água benta caiu em redução gradativa e lógico desaparecimento é um facto que sabemos, mesmo que, em alguns locais ainda tenha peso, e de que maneira.O problema é que temos de ser nós, e não contra ninguém. Temos de largar de vez a ideia que lutar contra todos e ao mesmo tempo nos leva a derrotar todos os moinhos do mundo. Que o nosso destino é ganhar é óbvio. Façamos por isso. Dentro do campo.

      Victor Ferreira

      P.s. Obsolescência

      Eliminar
    2. Oh Victor Mendes, "nuncatemetasnumcaniço"! A água benta caiu em desusança por manifesta obsolescência, arrastando consigo a presunção comum aos candidatos ao reino dos céus!...

      Eliminar
    3. Subscrevo o comentário de Victor Ferreira, cujo filosofia tantas vezes tenho defendido. Obrigado pela elegante correcção do descuido, já reparado.

      Eliminar
  4. O que me leva aqui todos os dias, é o sportinguismo que se respira em cada crónica que nos é dada a ler. A independência do responsável, por este espaço, e pela certeza que não vou encarar, facilmente, com boifiquistas, lampiursos, lampiões, porkistas e outras animalárias do género. Agora, deparar com um "leão sem palas" que não justifica, com ou sem bola, o que afirma, também não faz o meu género, parecendo-me que o síndrome "Camarote Leonino" também anda por aí.
    Quanto ao nosso Presidente, apenas peço que continue a sua acção, no engrandecimento do nosso clube e que haja alegrias como aquela que nos foi proporcionado pelas nossas atletas, com O título de campeãs da europa de atletismo de pista, por equipas. ESSE É O DESTINO DO SPORTING!

    ResponderEliminar

PUBLICIDADE