domingo, 19 de junho de 2016

Será Fernando Santos sádico, masoquista ou não percebe nada de mecânica?!...



Qualquer entendido em competição automóvel saberá que muitos factores concorrerão para o êxito numa qualquer corrida: o talento, a inteligência, a perícia, o sangue frio e a sorte ou felicidade do piloto serão "quase sempre" decisivos. Mas para além dessa condicionante humana, das "performances" conseguidas pelo construtor do "chassis" e de todas as estratégias melhor ou pior concebidas pelo responsável da equipa nas "boxes", ninguém negará a importância do motor no escalonamento final de cada corrida. Sem um motor fiável, potente, resistente, infatigável e com consumo adequado, dificilmente a melhor escuderia e o melhor piloto conseguirão o êxito. 

Numa equipa de futebol, o seu êxito também dependerá obviamente de muitos factores que terão a ver com o talento, a inteligência, a perícia, o sangue frio e a sorte ou a felicidade dos seus atletas, com as "performances" que resultam do treino e das condições em que este é ministrado, com as estratégias e tácticas idealizadas pelos seus treinadores, mas haverá dentro do campo e em cada partida, um elemento essencial, um jogador que vulgarmente os adeptos e a crítica designam como o "motor da equipa", o homem que será por assim dizer, o coração, o cérebro e o músculo do colectivo, que equilibra, que defende, que ataca, que orienta e galvaniza os seus companheiros e os empurra para o assalto à baliza adversária, porque é lá que se marcam os golos e se alcançam as vitórias.

Parece que só Fernando Santos ainda não se terá apercebido que a sua selecção está sem motor. Ou melhor dizendo, a selecção tem esse motor. Com provas dadas. Mas, esse tal coração, cérebro e músculo, foi relegado para o banco, numa operação inclassificável por parte dos poderes obscuros que fazem da Federação um mero instrumento de interesses alheios ao interesse da selecção de todos nós. E, mais grave ainda, terá no seleccionador nacional, um acólito privilegiado que dá cobertura a esses objectivos espúrios.

No jogo de ontem, quando Nicola Rizzoli mandou toda a gente para o balneário ao intervalo, muitos adeptos pensaram que da cabine viria um motor novo e fresco, para substituir a "geringonça cansada e débil" e a precisar urgentemente de férias e revisão geral, que tinha funcionado(?) nos primeiros 45 minutos. E não valerá a pena estar com subterfúgios politicamente correctos. O motor com rendimento deficiente era obviamente João Moutinho. E o motor que talvez nos pudesse conduzir à vitória, de modo idêntico àquele que usou ao longo de toda uma época e que quase lograva fazer do Sporting campeão era, de forma límpida e cristalina, o experiente, talentoso, incansável e imprescindível para Jorge Jesus,  nº 23 do Sporting e também da selecção: Adrien Silva.

E o que vimos nós?! Fernando Santos a coçar a caspa da cabeça, repetindo tiques e trejeitos nervosos e a esbracejar virado para os emigrantes lusos nas bancadas, como que a dizer que a culpa seria de todas aquelas "avantesmas" que andavam a passear no relvado sem ao menos marcarem um mísero golinho que fosse e nunca, jamais, em tempo algum, seria dele Fernando Santos! E só quando o relógio anunciava 18 minutos para a "débacle" se lembrou à pressa de começar a fazer substituições que nem a crítica nem os adeptos alguma vez hão-de compreender, mantendo o mesmo motor, cada vez a exibir mais "rateres", convulsões e baixo índice de rendimento no funcionamento.

Depois, como um azar nunca vem só, Cristiano Ronaldo deu-lhe para coçar o umbigo e garantir aos deuses que afinal o deus era ele. E levou com a fúria dos deuses nas trombas, que foi para aprender!...

Mas Fernando Santos ainda não terá aprendido e, por certo, na 4ª feira continuará sem mudar de motor!...

Será Fernando Santos sádico, masoquista ou não percebe nada de mecânica?!...

Leoninamente,
Até à próxima

7 comentários:

  1. Plenamente de acordo com o pensar do amigo Álamo...
    Na verdade, o FS é engº mas não deve perceber grande coisa "desta mecánica" da selecção...!
    Em primiro lugar, desta teimosia sai prejudicada a própria selecção, mas depois... também não é minimamente decente o que estão a fazer ao Adrien...

    Se não estou em erro, o J Mendes já foi empresário do Adrien, já foi...mas já não é...
    E "esse" ...deve ser mesmo o grande "problema"...Adrien teve o arrojo de mandar de "frosques" o JM e agora "vai ganhando raízes" no banco...

    É triste constatar que o seleccionador não tem a coragem de dizer...: tenham paciencia, mas em primeiro lugar, estão os interesses da selecção e nunca os dos privados...
    Quarta-feira o FS vai tirar "um coelho da cartola"...o "sanches das tranças", pois possivelmente já lhe "sopraram" ao ouvido que o rapaz tem muita força e pode empurrar a "caranguejola"...

    Só não houve foi ninguém que fosse capaz de convencer o FS...que a caranguejola necessitava mesmo era do tal "motor" ...que está sentado no banco...!

    SL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amigo Max, se estiver com o FS, faça o favor de lhe apresentar as minhas sentidas condolências. Paz à sua alma de seleccionador!...

      SL

      Eliminar
  2. Completamente de acordo consigo.
    É mau demais ver um seleccionador olhar lá para dentro e não saber o que tem nem saber nem uma simples substituição para mexer com o jogo.
    No 1º jogo desperdiçou uma substituição quando colocou o Renato. É bom jogador mas ainda é fresquinho.
    O Adrien sabe mexer na bola e é um despedicio ver um jogador do seu valor sentado no banco quando se trata tão mal a bola lá dentro.
    Já agora sou só eu que vejo no Vieirinha uma nulidade?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amigo Rui Cerdeira Fernandes, eu não diria que Vieirinha é uma nulidade. Não vejo outro em Portugal para ser suplente de Cedric Soares. Mas titular da nossa selecção?! Os deuses de Fernando Santos devem estar loucos!...

      SL

      Eliminar
  3. Quando do sorteio do europeu,disse ,perante a euforia generalizada,que punha a hipótese de não conseguirmos ganhar um jogo.Todos se riram.Até agora ,acertei em 2/3 do que disse.
    Não sou o bruxo de fafe nem sabia os escolhidos.Baseei-me simplesmente na pobreza franciscana geral dos pseudo-craques que nos são vendidos pela cs.
    Já agora,vou acrescentar:A hungria é a melhor das 3 selecções que nos couberam.Os únicos que jogam futebol e não são toscos individualmente.
    Espero que o rui patricio não se lembre de falhar nesse jogo,porque sendo o gr mais competente,por vezes tem paragens cerebrais.
    O fernando santos disse que irá ser recebido em festa em Portugal.Só espero que não seja a festa do tomate podre.

    ResponderEliminar
  4. Caríssimos Amigos, Estimado Álamo:
    Usem a box das vossas tvs e vejam o play-off da sic notícias desta noite. Louve-se o desassombro de Rui Santos que não teve medo de mandar com um pedregulho para o charco: culpa de Fernando Gomes e de Fernando Santos: Ronaldo manda na Selecção, tem lá o agente, o treinador pessoal, a família... ESÓ JOGA QUEM É AMIGO DELE!
    Já tinha ouvido algumas queixas de antigos jogadores que diziam assim ser, agora ficou público!
    Um Abraço,
    José Lopes

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Até cá pelo Norte, a milhares de quilómetros de distância de Marcoussis, chega o cheiro nauseabundo do cadáver em que se transformou a Federação!...

      O "desassombro" de Rui Santos já não é de agora! Ainda bem que vamos tendo por cá alguns JORNALISTAS A SÉRIO! Pena serem apenas meia dúzia!...

      Um abraço ao amigo José Lopes

      Eliminar

PUBLICIDADE