segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

Singularidades das hienas!...


Matemáticamente, 0 + 2 = 2, noves fora... 3! Pontos, obviamente! Já no campo meramente estatístico, supremacia do Vitória, nomeadamente na posse de bola, ataques, remates à baliza e pontapés de canto, com a inusitada excepção do número de faltas cometidas por cada uma das equipas, que poderá ser interpretado de três maneiras: ou o árbitro Manuel de Oliveira teve uma noite infeliz, ou os "putos" do Sporting são uns sarrafeiros perante gente crescida mas tímida ou, finalmente, os leõezinhos lutaram que se fartaram e jogaram com todas as armas que as 17 leis do futebol permitem. A meu ver, terá estado nesta última hipótese, a chave da vitória leonina. Tudo o resto será matéria para os sujeitos dos "inteligentes, profundos e sérios" comentários televisivos e tablóides.

Para fechar, apenas a constatação do estranho e inusitado recreio de pueris sorrisos que constatei no banco leonino, para lá das costas largas e rosto fechado de Marco Silva, que apenas o "nosso" Paulinho Gama teve artes para suavizar. Tal como a hiena, que come merda e apenas uma vez por ano tem relações sexuais, nunca irei perceber de que ria aquela gente!!!...

Ou a vida sorri-lhes?!...

Leoninamente,
Até à próxima

21 comentários:

  1. Caríssimo Álamo:
    Face ao que se passou, apenas duas coisas um Homem com letra grande podia fazer: ou demitia o treinador, ou demitia-se.
    Como nenhuma das duas coisas aconteceu, nada mais a dizer.
    Um Natalício Abraço,
    JL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amigo JL, aceito e retribuo o abraço natalício! Nada mais a dizer!!!...

      SL

      Eliminar
    2. Não posso esquecer que com todos os defeitos que BC terá certamente, todos nós sportinguistas lhe devemos (e à sua equipa é claro...) um agradecimento...

      Então amigos, lá porque o homem cometeu um erro (refiro-me a esta novela com o treinador...)
      Vamos assim esquecer tudo o que de bom já fez pelo Clube...?
      Então e o "ter-nos" salvado do pior...isso não conta...?

      Não vamos apoiar cegamente e do mesmo modo..."o bom e o mau"...mas também não devemos ser esquecidos ao ponto de trocarmos o treinador pelo Presidente...
      E quando for necessário arranjar dinheiro para os salários...?

      Encarrega-se o treinador...ou isso fica "por conta" do Presidente...?

      Será que teremos ir do oito ao oitenta...?

      Abr e SL

      Eliminar
  2. Como é natural, quando se ganha deve-se chorar, espernear e entrar em pranto.

    ResponderEliminar
  3. Estou contraditoriamente triste, muito triste, apesar da gratificante vitória. Percebi que o grupo de trabalho está solidário com Marco e que este vai ser despedido nos próximos dias. Penso ainda que, na sequência de todos estes irresponsáveis desenvolvimentos, Bruno irá ser afastado na próxima A.G. que o presidente convocou para ter um voto de confiança do Clube para reforçar as suas decisões autocráticas. Tudo isto representa um enorme prejuízo e retrocesso para o nosso Sporting, nos próximos meses, e representará uma época prometedora que será perdida. Estou triste...muito triste...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Racionalmente, comungo a tua tristeza, amigo VItor Cruz! Mas, também contraditoriamente, ainda acredito que, "in extremis", não haverá coragem para fazer o "haraquiri"! Porque é preciso coragem, como sabes! Sem ela, o bambu parte antes de perfurar o ventre!!!...

      Eliminar
    2. De
      Facto foi o que transpareceu, e o riso do presidente contrastado com o semblante do treinador sempre sozinho. Tenho pena porque quem dá cabo do clube são os que andam lá dentro. Porra pensei que o Sporting era diferente dos outros mas pelos vistos só o e nestas coisa.
      João Silva, Braga

      Eliminar
  4. Como em tudo na vida, o azar de uns é a sorte de outros. Mas os jogadores não têm nada a ver com isto, nem têm de estar pelo treinador ou pelo presidente. Isso é ABJECTO! Os jogadores fizeram o seu trabalho, e quando falharam não foi contra ninguém, e por isso mesmo não gostaram que o presidente fosse bufar para o facebook e para as televisões.

    Afinal parece que não fomos passear para a Taça da Liga porque no onze inicial estavam do plantel principal o Boeck, o Tanaka, o Rosell, o Sarr, o Geraldes, o Slavchev e o Heldon. Da equipa B eram o Esgaio, o Tobias, o Podence, e o Gauld (embora este não tenha sido contratado para a equipa B). Mais uma prova de que o que se diz depois não se faz, mas ainda bem que o Sporting ganhou e que ganhe a Taça da Liga, se possível.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vai uma aposta, amigo Jordão, que para o próximo jogo da Taça Lucílio Baptista, não haverá "abébias" para ninguém: JOGAM OS JUNIORES?!...

      Eliminar
    2. Será? Atreviam-se a tanto? Olhe que o jogo é em Alvalade...

      Eliminar
    3. E o meu amigo encontra mais alguma maneira de evitar que sejamos apurados para as meias-finais?!...

      Eliminar
    4. Pois, tem razão, até porque as outras equipas também poupam jogadores nesta competição. Mesmo a jogar com os suplentes e com jogadores da equipa B, o Sporting pode perfeitamente chegar às meias-finais. Como é que dizia o outro? O que hoje é verdade, amanhã é mentira, ou seja, o que ontem não interessava para nada, amanhã pode vir a ser uma grande conquista...

      Convinha era que não se esticassem, porque a Taça da Liga é a Taça da Liga e o Liga é a Liga. Senão qualquer dia ainda pensam que podemos trocar as equipas e ganhar no campeonato à mesma...

      Eliminar
    5. Eu sinceramente não sei se jogam os júniores ou os habituais titulares. Não consigo compreender como é que jogamos sob protesto e o Presidente festeja um golo como se da Final da Liga dos Campeões se trata-se.

      Até aqui tenho sido um acérrimo defensor do Presidente, talvez, porque na ingenuidade dos meus 26 anos, quisesse acreditar que pela primeira vez (não me recordo de João Rocha) tinha alguém que ia elevar o Sporting áquilo que eu idealizo. Julgo que entre muitos erros, o Sporting estava no caminho correcto. Para além disso, costumava dizer entre amigos, que me sentia descansado ao perceber que quando o Sporting não ganhava, o Presidente ficava tão ou mais chateado que eu. Coisa que com anteriores Direções nunca senti.

      Agora à uma coisa que eu não posso deixar passar, este ou qualquer outro Presidente eleito, tem toda a legitimidade para contratar/despedir o treinador da equipa principal, agora uma coisa eu não admito enquanto Sportinguista, achincalharmos um colaborador (seja ele qual for) para podermos despedir o mesmo através de expedientes.

      O jogo de ontem, a meu ver, trouxe apenas uma coisa de positivo, a flash interview de Marco Silva.
      Marco Silva não nasceu certamente Sportinguista, mas ontem deu uma lição de Sportinguismo ao vincar que o Sporting são os seus adeptos, ao elevar o discurso e ao predispor-se a acabar com esta guerra.

      E agora Bruno? A bola está do teu lado, e como se costuma dizer, só os burros é que não mudam...

      Eliminar
  5. Eu se fosse sportinguista também estaria triste, muito triste e apreensivo, com tamanha demonstração de personalidade!
    Quem o ano passado estrebuchou tanto por causa de uns meros 3 minutos... e este ano aplaude, pula e salta com a vitória num jogo que tudo indicava querer perder...

    ResponderEliminar
  6. Gostei do texto, apoiado! Cambada de hienas....

    ResponderEliminar
  7. Amigo Álamo, deixe que lhe diga que muito lamento a sua mudança "editorial".Habituei-me a encontrar em Leoninamente um covil seguro de Sportinguismo e este seu afinar de nota pelos "camarotes" muito me entristece.Estou no entanto seguro de que muito em breve regressará ao registo habitual.Votos de um bom ano e VIVA O SPORTING!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amigo Leão de Leiria, permita-me corrigir aquilo que afirma ser a minha "mudança editorial", por não corresponder de todo à realidade. A minha linha editorial em Leoninamente, sempre foi, é e vai continuar a ser, com absoluta certeza, reflexo do meu quase irracional amor ao Sporting. E olhe que em toda a minha vida, sempre franzi o sobrolho ao "absoluto", por me parecer impossível de atingir.

      Lutei, através da palavra, pelo fim da "dinastia roquettista", pelo Sporting! Apoiei Bruno de Carvalho nas duas eleições a que se candidatou, por julgá-lo com o perfil adequado, - enxertado em corno de cabra, como por aqui defendi! - para levantar o Clube e combater os seus inimigos internos e externos, pelo Sporting! E continuei a apoiá-lo na primeira fase do seu mandato, contra tudo e contra todos, enquanto colocou os interesses do Clube acima de tudo, pelo Sporting!

      Agora que os processos de "reestruturação financeira" e "reorganização interna" entraram em velocidade de cruzeiro, Bruno de Carvalho, parece ter partido para uma "intolerável cruzada narcisista" que afronta e choca com todos os meus princípios e valores, e vai coleccionando erros sobre erros, à medida quase insultuosa do seu ego. Sei que nada posso fazer para o impedir. Mas tenho o legítimo direito de recusar o caminho que parece pretender percorrer.

      Por favor, não me compare com "camaroteiros"! Eu apenas me sinto decepcionado, porque os sonhos que alimentei estarão a sofrer um colossal desvio! Essa gente de que fala, apenas merece a definição de... ressabiada! É gente a quem foram retirados privilégios e que aproveita os erros de BdC, apenas com o propósito de reaver aquilo que perdeu. Eu lutarei apenas pela grandeza do SPORTING, que coloco acima de tudo e de todos!...

      Votos de um bom ano e VIVA O SPORTING!

      Eliminar
    2. As lutas, ainda que legítimas, nunca devem ser travadas de conluio com os inimigos, porque estes lutam pequenez do SPORTING, não pela grandeza do SPORTING.

      Eliminar

PUBLICIDADE