sábado, 13 de dezembro de 2014

Hadi Sacko, arrancada para a equipa A?!...

Arrancada para a equipa A?!...
Decididamente, João de Deus parece ter exorcizado em definitivo os malefícios do major Murphy, que pareciam ter estabelecido arrraiais sobre os céus de Alcochete. Com a vitória de hoje, os leões parecem começar a ser capazes de jogar futebol, marcar golos e alcançar vitórias.

Apesar da maior posse de bola evidenciada pelos azuis e brancos no primeiro tempo, as rápidas transições do leões foram mais demolidoras e eficazes, com Cissé e Sacko a apontarem os dois golos da vantagem com que o Sporting foi para o intervalo.

Na segunda parte, o conjunto de João de Deus partiu para a afirmação de um futebol, muito superior ao adversário, que não foi capaz de encontrar o antídoto necessário para contrariar o ascendente dos leões, com Wallyson imperial à frente da defesa, Ryan Gauld a mostrar inequívocos progressos na sua adaptação ao futebol continental e na evolução do trabalho físico a que desde o início da época tem vindo a ser sujeito, Iuri Medeiros a afirmar-se com a sua técnica e visão de jogo na criação de desequilíbrios determinantes e Hadi Sacko a começar a evidenciar qualidades de rapidez, técnica e poder de fogo, que poderão revelar-se muito úteis em Janeiro, nas ausências de Slimani e Tanaka.

Apesar de os tripeiros terem reduzido de penalti no último minuto, o resultado final nunca esteve em causa, face ao absoluto controle de jogo por parte dos jovens leões. Três pontos que permitem ao Sporting aproximar-se dos lugares cimeiros e garantem a  João de Deus a tranquilidade de que necessita para implementar os processos e a fluidez de jogo, de que a equipa ainda carece.

Parece ter passado o momento menos bom de que o colectivo leonino urgentemente necessitava de se libertar, para prosseguir na busca do cumprimento de objectivos bem mais altos que aqueles que a actual classificação reflecte, sem alguma vez perder de vista que futebol é beleza, espectáculo e... golos, muitos golos!...

Leoninamente,
Até à próxima 

2 comentários:

  1. Coincidência ou não, a proximidade de um jogo (taça da liga) onde normalmente iriam jogar os "mais velhos", parece ter mexido com a cabeça de alguns dos nossos meninos.
    Sobre o jogo de hoje: boa vitória, justa, com uma arbitragem "jeitosa" -mas que, a nós, não fez jeito nenhum. O penalti de que resultou o golo dos fruteiros é forçado e assinalado praticamente em cima do limite do tempo de compensação.
    "Curiosa" a expulsão de Riquicho, se pensar que, pelo menos 2 azuis, mereceram incontestavelmente um 2º amarelo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amigo Liondamaia, como frequentemente aqui defendo, o Sporting terá em cada jogo, de fazer SEMPRE O SUFICIENTE PARA VENCER TODAS AS EQUIPAS QUE TIVER DE DEFRONTAR, ARBITRAGEM INCLUÍDA !!!...

      SL

      Eliminar

PUBLICIDADE