quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

Fia-te na Virgem e não corras, não!!!...



Fia-te na Virgem e não corras, não!!!...

Leoninamente,
Até à próxima

6 comentários:

  1. Porque é que o ambiente se estragou? E o que fazer para recompor as coisas?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Serão as perguntas que qualquer sportinguista colocará, amigo Jordão, e para as quais necessariamente haverá respostas, mas... Temo que só o tempo as poderá trazer! Espero e desejo que aqueles que as conhecem, tenham o discernimento, a coragem e o amor ao Clube, suficientes, para "recompôr as coisas", antes que a "bola de neve" atinja dimensões incontroláveis...

      Eliminar
  2. Há uma característica que todos partilhamos que é o Sportinguismo. O Sportinguismo tem muitas coisas boas, mas tem algumas falhas que, quando as coisas correm bem não reflectimos sobre elas e quando as coisas correm menos bem estamos demasiadamente empenhados em atirar pedras (figuradas) uns aos outros.
    Entre as coisas boas temos o amor incondicional ao clube, o apoio que faz com que a atmosfera em Alvalade seja única e a consciência de sermos a elite social e cultural do país.
    Entre as coisas menos boas temos a incapacidade de reconhecer mérito aos adversários (atrasados, estupidos, etc), a tendência para a atribuição causal externa (somos tão perfeitos, que se alguma coisa corre mal, só pode ser culpa de terceiros) e os títulos auto-atribuídos (melhores gestores de Portugal, maior potência desportiva nacional, melhor academia do mundo, etc, etc). Algumas destas afirmações até podem ser verdade, mas a necessidade de as estar sempre a repetir é uma espécie de anestesia. Enquanto as repetimos "ad nauseam", não estamos a preparar o terreno para as vitórias que se têm de seguir.
    O pior de tudo é a falta de paciência para compreender que as vitórias se conseguem com tempo. Os artistas que foram agitar o lençol ao Paulo Bento fizeram uma graçola que divertiu muita gente, mas fizeram bem ao Sporting Clube de Portugal?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Leio o correcto comentário de AS, e não me custa nele reconhecer muitas das "nossas verdades", e terei a humildade suficiente para fazer, aqui e agora, a "mea culpa" dos erros a que o meu "fundamentalismo", por vezes obriga. Mas negar evidências nunca foi meu apanágio. Haverá excessos em que um sportinguista não deveria cair, porque sempre serão incompatíveis com o Sporting que todos amamos!

      Bem haja pela oportunidade que me deu de reflectir, sobre muita coisa feia que já fiz!...

      SL

      Eliminar
    2. Caro Álamo. As minhas simples reflexões pretenderam constituir uma forma de auto-crítica. Espero que não tenha lido nelas algo de pessoal. Se venho aqui todos os dias é porque gosto das suas análises e reconheço-me na maior parte delas.
      O que pretendi dizer, por outras palavras, é que a grande força do Sporting que é o incondicional amor que os Sportinguistas têm pelo clube, é também a sua maior fraqueza porque acaba por tirar discernimento.

      Eliminar
    3. Completamente de acordo, amigo AS. Tanto assim, que a minha resposta ao seu comentário, tê-lo-à elucidado sobre a minha reacção. Todos nós nos desviamos, quantas vezes sem que essa seja a intenção, do caminho mais correcto. É por isso que sempre tenho afirmado, que LEONINAMENTE, nunca será obra exclusivamente minha: é obra de todos quantos por aqui passam. Bem haja por estar sempre presente!...

      Abraço e SL

      Eliminar

PUBLICIDADE