segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

Manuel Fernandes, se tu fores à praia... vê lá não te descaias!...



"O Benfica e o Porto ainda se vão defrontar duas vezes e terão de perder pontos. O Sporting tem de se preocupar em não desperdiçar pontos nos jogos contra equipas mais pequenas. Uma boa segunda volta do Sporting pode possibilitar uma ultrapassagem, na classificação, aos seus adversários. Tudo ainda é possível...".
(Manuel Fernandes, in A Bola)

Ah grande Manel, nosso "eterno Capitão"! Esta sim, esta é a tua praia, um imenso areal de estranhas mas sempre lindas areias verdes e onde serás eterno, nunca te enganarás e muito menos terás a mais pequena réstia de dúvida.

Às vezes Manel, aventuras-te por outras praias, quantas vezes com más companhias, sem que dês conta, na tua pura e bondosa ingenuidade, das "leves cargas de ombro", que te desviam do caminho da única praia em que serás... GRANDE PARA SEMPRE!...

Não nasceste para calcorrear essas praias, Manel! Mas se a vida a isso te obrigar, vai pois então, mas prevenido, Manel! Com cuidado, para que não te descaia o teu pé, para o óleo sujo à beiramar! Lembra-te do que o também grande e eterno Fausto, um dia disse a Rosalinda:

"Rosalinda se tu fores à praia

se tu fores ver o mar
cuidado não te descaia
o teu pé de catraia
em óleo sujo à beira-mar

a branca areia de ontem
está cheinha de alcatrão
as dunas de vento batidas
são de plástico e carvão
e cheiram mal como avenidas
vieram para aqui fugidas
a lama a putrefacção
as aves já voam feridas
e outras caem ao chão

Mas na verdade Rosalinda
nas fábricas que ali vês 
o operário respira ainda envenenado a desmaiar
 o que mais há desta aridez 

pois os que mandam no mundo 
só vivem querendo ganhar 
mesmo matando aquele que morrendo
 vive a trabalhar 

tem cuidado...

Rosalinda se tu fores à praia
se tu fores ver o mar
cuidado não te descaia
o teu pé de catraia
em óleo sujo à beira-mar

Em Ferrel lá p´ra Peniche
vão fazer uma central
que para alguns é nuclear
mas para muitos é mortal

os peixes hão-de vir à mão
um doente outro sem vida
não tem vida o pescador
morre o sável e o salmão
isto é civilização
assim falou um senhor


tem cuidado..."


Leoninamente,
Até à próxima

Sem comentários:

Enviar um comentário

PUBLICIDADE