terça-feira, 10 de abril de 2018

E a ninguém desejarei explicar porquê!...


Declarando antes de tudo a minha clara e inequívoca tristeza perante a inusitada e terrífica catadupa de acontecimentos e respectivas consequências que têm envolvido o Sporting Clube de Portugal nos últimos dias, quero por aqui deixar o meu respeito e a minha singela homenagem à corajosa e singular posição assumida pelo doutor Eduardo Barroso.

Foi ele o primeiro e até agora único sportinguista que, sem nunca abdicar dos sobejamente conhecidos afectos que o ligam a Bruno de Carvalho, se recusou a atirar mais achas para a fogueira da inquisição em que, por culpas próprias, mas também por força de invejas e ódios a que há muito tem conduzido a sua atitude de contestação aos males, vícios e crimes instalados na sociedade portuguesa, mormente no Desporto e na Justiça, vai ardendo em lume brando o presidente do Sporting. 

Como quase todos os sportinguistas anteciparam, Eduardo Barroso veio agora, com a autoridade que se lhe reconhece no campo da medicina, confirmar que Bruno de Carvalho está doente. E padecerá de uma enfermidade que para muitos constituirá uma surpresa quase indecifrável: "burnout".

Sem que alguma vez o tivesse suspeitado, terá sido a mesma enfermidade responsável por há quase duas décadas ter ditado de forma abrupta o fim da minha carreira profissional, minando a minha saúde, colocando a minha vida em risco e incapacitando-me com as suas consequências a nível cardiológico, para a vida activa e antecipando de vários anos o programa que estabelecera. 

A síndrome de Burnout (do inglês "to burn out", algo que deverá ser entendido como "queimar por completo"), também chamada de Síndrome do Esgotamento Profissional, terá sido assim denominada pelo psicanalista nova-iorquino Freudenberger, após constatá-la em si mesmo, no início da década de 70 do século passado.

Segundo bibliografia específica que facilmente poderá se encontrada por aí, serão onze os estágios de Burnout:
.Dedicação intensificada - com predominância da necessidade de fazer tudo sozinho e a qualquer hora do dia (imediatismo);
.Descaso com as necessidades pessoais - comer, dormir, sair com os amigos começam a perder o sentido;
.Recalque de conflitos - o portador percebe que algo não vai bem, mas não enfrenta o problema. É quando ocorrem as manifestações físicas;
.Reinterpretação dos valores - isolamento, fuga dos conflitos. O que antes tinha valor sofre desvalorização: lazer, casa, amigos, e a única medida da autoestima é o trabalho;
.Negação de problemas - nessa fase os outros são completamente desvalorizados, tidos como incapazes ou com desempenho abaixo do seu. Os contatos sociais são repelidos, cinismo e agressão são os sinais mais evidentes;
.Recolhimento e aversão a reuniões (recusa à socialização; evitar o diálogo e dar prioridade aos e-mails, mensagens, recados etc);
.Mudanças evidentes de comportamento (dificuldade de aceitar certas brincadeiras com bom senso e bom humor);
.Despersonalização (momentos de confusão mental onde a pessoa não sente seu corpo como habitualmente. Pode se sentir flutuando ao ir ao trabalho, tem a percepção de que não controla o que diz ou que fala, não se reconhece);
.Vazio interior e sensação de que tudo é complicado, difícil e desgastante;
.Depressão - marcas de indiferença, desesperança, exaustão. A vida perde o sentido;
.E, finalmente, a síndrome do esgotamento profissional propriamente dita, que corresponde ao colapso físico e mental. Esse estágio é considerado de emergência e a ajuda médica e psicológica uma urgência.

Ora aos 46 anos, completados há dois meses, será demasiado cedo para que Bruno de Carvalho possa equacionar a solução que, infelizmente, me vi obrigado a adoptar. O estágio que, segundo a opinião do conceituado médico Eduardo Barroso, Bruno de Carvalho terá atingido, deverá ser, pelo contrário, "considerado de emergência e a ajuda médica e psicológica uma urgência"!...

Nesta condição será pura estultícia considerar os terríficos cenários de "apocalipse" que com pressa, inveja e ódio, os seus detractores e inimigos que, "pour cause", alguns também o serão do Sporting Clube de Portugal, têm vindo de forma exuberante a escarrapachar em tudo o que são OCS. Pelo contrário, a questão resumir-se-à, simplesmente, ao estabelecimento do diagnóstico, que Eduardo Barroso até já terá adiantado e que deverá ser confirmado no imediato por especialistas e às concomitantes e urgentes ajudas médicas e psicológicas, resultando como consequência o seu natural afastamento temporário das funções que em cinco anos desgastantes tem exercido no Clube. 

Tratar-se-à então, no meu modesto entender, de uma situação que cabe perfeitamente no alinhamento estatutário do Clube, como o seria em qualquer outra instituição pública ou privada, a começar na Presidência da República e a terminar na mais modesta Junta de Freguesia deste país: no impedimento temporário de qualquer líder, caberão as responsabilidades que lhe estavam cometidas ao nº 2 da hierarquia e a vida continuará sem sobressaltos, até que a razão do impedimento desapareça ou se torne irreversível. Só então deverão ser admitidos e considerados os cenários que a inveja e o ódio agora se apressaram a trazer, capciosamente, à luz do dia.

Carlos Vieira será sem sombra de qualquer dúvida, durante todo o tempo que for preciso, um excelente, insuspeito e incontroverso Presidente Interino do Sporting Clube de Portugal!...

E a ninguém desejarei explicar porquê!...

Leoninamente,
Até à próxima 

22 comentários:

  1. Venho aqui prestar a minha solidariedade com o autor deste blog e desejar, se possível, que o dia de amanha seja sempre melhor que o de hoje. Apesar de nem sempre concordar com que se escreve por aqui, tenho-o como extremo defensor da grande instituição que nos une neste blog.
    Foi aqui que li pela primeira vez o que realmente se sucedeu com o nosso presidente... E realmente começo a compreender muita coisa.
    O nº2 estará com certeza à altura... Saúde Presidente! Volte mais forte!

    P.A.

    ResponderEliminar
  2. Peço desculpa de contestar tão douta personalidade (que eu saiba ele é hepatologista e de psiquiatria percebe pouco; a não ser que tenha ligado ao Daniel Sampaio), mas este parece um caso mais simples. BdC é simplesmente alguém bastante parvo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas olha que tu pareces precisar muito de quem te trate essa vesícula -escusas de procurar o Professor Doutor Eduardo Barroso porque ele não trata asininos, só seres humanos.

      Eliminar
    2. ahahah gostei da piada.
      Peço desculpa, mas não o sabia tão admirador das qualidades desta ilustre personagem. Por ventura acreditará que foi o Professor Doutor Barroso, com a sua mão que não treme, que abriu a barriga do Professor Marcelo lhe corou a hérnia e lhe coseu o ventre em ponto cruz.

      Quanto a BdC, não vou ter uma atitude condescendente e dizer que coitado, não está em si. Isso é fugir em frente, não querer encarar a realidade e a meu ver é até bastante mais ofensivo para BdC do que qualquer outra coisa que possam dizer dele. É que isto não é de agora, foram cinco anos nisto. A insultar tudo e todos inclusivamente treinadores e jogadores do hóquei e do andebol. Mais legitimado se sentiu com a golpada da última AG. O que ele não contava era que os da equipa de futebol lhe respondessem e o tiro saísse pela culatra.

      Eliminar
  3. O Dr. Carlos Vieira na gestão e área financeira, e André Geraldes na pasta do futebol, poderão ser a melhor resposta de imediato para o Sporting. Conhecem de perto os dossiers e já deram provas de competência. Neste momento garantiriam a estabilidade administrativa até os sócios decidirem o que querem para o futuro do Clube.

    ResponderEliminar
  4. Ao que chega a demência. Já há brunecos com a mesma doença do querido líder. Olha que ele é só aldrabão Alamo. E o Burroso, dependendo das horas, ou é maluco ou é um maluco bêbado.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se este é aldrabão o que haveria a dizer dos aldrabões que montaram um esquema mafioso para dominar o futebol em Portugal. Mas a esses os vitores não os atacam.

      Eliminar
  5. Os sportinguistas só vão acordar quando os outros atletas do clube chegarem á conclusão que os regulamentos são para mandar para o lixo.
    È que se as regras não forem iguais para todos,o SCP arrisca se depois a ser acusado de discriminação e perseguição quando quiser aplicar esse mesmo regulamento a outro atleta..

    Os sportinguistas ao colocarem-se ao lado de mercenários que comportam se como divas e nunca na vida serão campeões de algo,porque para isso era preciso humildade e saber estar estão a cometer um erro épico!
    Esse Coates,não foi o mesmo que marcou um auto golo contra o SCBarcelona em que perdemos 0-1?Just Checking..
    Se BDC não os tivesse criticado é que eu ficava chateado porque são estes jogadores que em 7 jogos contra fcp,sbraga e slb nem 1 jogo ganharam..só sabem perder e empatar.Já para nem falar de jogos como o Braga,Estoril,Setubal,Moreirense em que perderam.
    Taça da liga em penaltis?Fica tu com ela..
    Resumindo,BDC não devia ter feito o post a criticar publicamente os jogadores-dou essa de barato-mas quem errou mais foram os jogadores ao desafiarem o Presidente,ou seja desafiaram os sócios.
    Aquela volta olímpica e os agradecimentos soaram tanto a fingimento e hipocrisia e admiro me como os sportinguistas criticam quem deve ser defendido apesar de ter errado e protegem quem ganha milhões e em campo são uns incompetentes.
    Simplesmente inacreditável.

    SL

    ResponderEliminar
  6. Muito sinceramente lamento o sucedido e o seu completo restabelecimento -demore o tempo que demorar.
    Nunca tinha ouvido falar desta doença e agradeço-lhe, amigo Álamo, a síntese que nos facultou -percebe-se, agora bem melhor, a evolução do comportamento do Presidente e só posso lamentar que ninguém tenha sido capaz de o fazer parar a tempo -mas a explicação dessa dificuldade está aí.

    Confesso que ao ver as imagens de BdC a levantar-se do banco, ao ver o súbito esgar de dor e a mão sobre o rim do lado direito, pensei numa (apesar de tudo) bem mais "simpática" dor ciática (que, no meu caso, me obrigou a estar deitado, de costas no chão, durante 18 dias).

    Não faço a mínima ideia de quanto tempo será preciso para que o Presidente recupere -tudo irá depender muito da sua colaboração- mas antevejo um cenário complicado e bem prolongado.
    Ele que recupere e perceba que o Sporting Clube de Portugal não parará de crescer!

    Amigo Álamo, desconhecia os motivos que o forçaram a deixar a vida profissional. Fica o abraço solidário de quem igualmente parou bem mais cedo do que pretendia -mas quando o coração obriga...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Um grato abraço e a minha solidariedade ao amigo Liondamaia.

      Eliminar
    2. Nada que um emplastro LEÃO não resolva.

      Eliminar
  7. O vitor, tu deves andar muito confuso, também, confundes a tua boca com a tua testa, e daí quando comes alguma lambarice, ficas tido besuntado, preocupa-te com o presidente do teu clube, que não deve tardar,vai parar à carregueira, e aí, ao contrario de bruno de carvalho, nao há nenhum patologista que lhe valha.

    ResponderEliminar
  8. No meio de tanta coisa que tem sido escrita/dita nos ultimos dias, um post informativo.
    Obrigado caro Alamo.

    Estimo que no seu caso, apesar da vida profissional acabada, se tenha recuperado fisicamente pois intelectualmente nao ha manifestamente motivos de preocupacao.
    SL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado David. Já passaram 18 anos e com esse episódio ultrapassado, embora com lenta recuperação e algumas naturais sequelas, posso felizmente afirmar hoje, ter recuperado para um nível normal de um pessoa com a minha idade, sem que a capacidade intelectual de algum modo tenha sido prejudicada. Um forte abraço e SL.

      Eliminar
  9. Embora comente pouco e por vezes não partilhe ideologias em alguns posts, sou um frequentador habitual deste blog.
    Admiro muito o anfitrião deste sítio e depois deste post essa admiração saiu ainda mais reforçada.
    Obrigado pela disponibilidade e orgulho por partilharmos o amor pela mesma causa.

    Grande abraço e muita saúde.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado José Monteiro. O orgulho também me assiste, pelo privilégio de leitores assim. Um abraço e a retribuição dos desejos de excelente saúde.

      Eliminar
  10. Folgo saber que tem recuperado bem da "maleita" de há 18 anos o que para mim não era uma completa novidade. Também não é um puro acaso que eu conhecesse já essa maleita (burnout) até por lhe conhecer bem os sintomas. Mas isso o meu caro Álamo também já o sabia.

    Como já aqui escrevi vi ontem o Dr Eduardo Barroso na RTPi respondendo a questões lampiónicas do João Adelino Faria nome que ontem escrevi erradamente.
    Não foi nessa curta intervenção que EB revelou o estado de saude de BdC e foi por este post que o fiquei a saber. Não sou médico mas quase o tinha adivinhado já. O BdC vai ter de se curar o que nem sempre é coisa rápida e espero que se restabeleça para bem de todos.
    A razão deste meu comentário é essencialmente pedir desculpa ao Álamo pelo texto muito confuso que escrevi às 0:53 (1:53 para mim) e que de tão mal escrito pode deixar no ar uma interpretação que não era meu propósito (nessa "gente que devia aprender a falar" de forma alguma eu queria incluír o meu Amigo Álamo. Espero estar desculpado.

    Um abraço

    ResponderEliminar
  11. Lamentavelmente, esta eventual patologia de BdC vai servir para que os seus inimigos façam disso chacota.

    ResponderEliminar
  12. Caro Álamo, se me permitir é a primeira vez que aqui comento. Esta é a primeira página que abro no meu telefone todos os dias a caminho do trabalho (... commuting, como lhe chamam aqui). Só para lhe agradecer os posts com que nos brinda todos os dias e dizer que também percebo. Graças a Deus tive o apoio necessário a tempo para não ter de parar. Grande abraço GRANDE LEÃO!

    ResponderEliminar
  13. Prezado Álamo,
    Um abraço solidário e que continue a brindar-nos com os seus escritos.
    SL

    ResponderEliminar

PUBLICIDADE