sexta-feira, 3 de junho de 2016

Eu gostava de não ser tão agreste, mas o António põe-se a jeito!...


O GRANDE DESAFIO LEONINO

«Manter jogadores-chave foi sempre factor decisivo para garantir ciclos de sucesso. Assim foi nos tempos áureos do Porto e assim tem sido no ciclo virtuoso que o Benfica construiu. Perante a cobiça de um mercado devorador, Porto e Benfica fizeram negócios de milhões mas não deixaram de assegurar a permanência de pilares essenciais à sustentabilidade de projectos que se traduziram em êxitos.

Que o Sporting tem hoje uma equipa de grande qualidade é uma evidência que entra pelos olhos dentro. Um excelente guarda-redes (ainda ontem se comprovou isso no jogo da Selecção em Wembley); uma dupla de centrais autoritária e que se complementa; um meio-campo onde é muito difícil alguém entrar; um ataque que tem na figura do seu ponta-de-lança (Slimani) o homem capaz de transformar em ouro a produção colectiva. 

Compreende-se que Jesus esteja satisfeito com o que tem e que as suas expectativas em relação à próxima época se fundamentem nos alicerces que estão construídos. Mas há uma coisa que Jesus não pode controlar: o mercado. Aí, serão os milhões a ‘falar’ e, nesse campo, terá de ser Bruno de Carvalho a ‘mexer-se’. Só que compatibilizar os grandes objectivos desportivos e os superiores interesses financeiros não é tarefa fácil. Conseguir esse equilíbrio pode obrigar a fazer cedências ou cometer excessos. E isso poderá comprometer uma coisa ou outra. A capacidade de resistência do Sporting perante ataques mais agressivos do mercado será determinante para o futuro dos leões...»
(António Magalhães, Entrada em Campo, in Record)

Também António Magalhães estará com muita dificuldade em "compatibilizar os grandes objectivos jornalísticos com os superiores interesses financeiros"! E a sua "capacidade de resistência perante os ataques mais agressivos do 'mercado'" talvez seja ainda mais determinate para o seu futuro do que para o futuro dos leões!...

Eu gostava de não ser tão agreste, mas o António põe-se a jeito!...

Leoninamente,
Até à próxima

1 comentário:

  1. Acho que este parágrafo "ficaria melhor" assim...:

    "Compreende-se que Jesus esteja satisfeito com o que tem e que as suas expectativas em relação à próxima época se fundamentem nos alicerces que estão construídos. Mas há uma coisa que Jesus não pode controlar: A ARBITRAGEM...!"

    Tal como na história daquela aldeia da Gália em que o chefe Abraracourcix, apenas tinha medo que lhe caisse o céu em cima...!

    Nós no Sporting..."apenas temos medo" do conselho de arbitragem...mas esperamos que nem mesmo "esse"...seja capaz de nos travar..!

    SL

    ResponderEliminar

PUBLICIDADE