quinta-feira, 5 de setembro de 2019

Só Leonel Pontes poderá responder!...


O fundo da imagem acima reflectirá porventura a pesada herança recebida por Leonel Pontes por estes dias: uma equipa arrasada psicologicamente por um tão acidentado quanto inusitado trajecto e completamente à deriva em termos de funcionamento, rendimento e eficácia dos seus diversos compartimentos!...

Ainda na imagem, surge-nos o novo treinador leonino com um eloquente e significativo gesto, como que a garantir aos seus comandados que, a partir de agora, tudo o que ficou para trás deverá ser rapidamente esquecido e servir apenas como lição do que nunca mais deverá ou poderá voltar a ser feito...

Alcançada tão depressa quanto possível a necessária - e imprescindível a qualquer equipa! -, estabilidade emocional, Leonel Pontes será inexoravelmente empurrado para a realidade que lhe colocaram nas mãos, consubstanciada no facto arrepiante de o colectivo agora por si liderado, ter 'desaprendido', de há largos e longos meses, os princípios básicos do jogo e, "pour cause", terem perdido completamente todos aqueles que o integram, a noção do princípio, meio e fim de todo o seu trabalho...

Leonel Pontes terá rapidamente - e duas semanas a qualquer se afigurará muito pouco! - de começar pelo princípio e 'ensinar de novo' a equipa a defender, articulando com rigor e eficácia em termos de posicionamento e movimentação, os seis elementos nucleares dessa função - quatro defesas e dois médios -, aquilo que há quase um ano todos víamos completa e decepcionantemente desarticulado...

Depois e só depois, poderá então pensar no 'terceiro passo' e passar à construção, para finalmente se debruçar sobre o 'último passo', o objectivo fundamental do jogo e corolário de todas as acções anteriores.

Será um tarefa ciclópica, agravada com a carga de jogos que a curto prazo se abaterá sobre a equipa: Boavista 15/09, PSV 19/09, Famalicão 22/09, Rio Ave 25/09, D.Aves 29/09, LASK 03/10 e Gil Vicente 05/10, a que se seguirá novo interregno de três semanas, que permitirá, enfim, um novo espaço de reflexão e correcção do que houver a corrigir.

Entretanto, Leonel Pontes terá de se debruçar seriamente sobre as razões que estarão na origem do facto de todo um colectivo, 'estourar' positiva, inexplicável e inapelavelmente, ao fim de uma hora de jogo, em todos os jogos.

Missão impossível?!... 

Só Leonel Pontes poderá responder!...

Leoninamente,
Até à próxima

Sem comentários:

Enviar um comentário

PUBLICIDADE