domingo, 29 de setembro de 2019

Ele merece a nossa confiança!..



Jorge Silas e a resposta de um treinador que Frederico Varandas convidou para o Sporting: «Sou o mais maluco de todos»

Técnico do Sporting fala num "clube cheio de títulos" (LINK)


«Sou o mais maluco de todos (sorriso). Acho que ninguém no seu perfeito juízo daria uma resposta dessas. Estamos a falar de um clube cheio de títulos, se calhar o mais laureado de Portugal ao nível de títulos de todas as modalidades. Maluco foi quem respondeu assim, se respondeu, porque honestamente não acredito. [...]

Isso foi antes de mim (a conversa privada de Bruno Fernandes de que foram divulgados alguns excertos). Não fui perguntar ao balneário como é que as críticas tinham caído. O que vejo é que o Bruno Fernandes é uma pessoa muito querida no grupo, muito brincalhão, é frontal e é capitão e tem a responsabilidade de ser fontal. Também já fui capitão. Capitão é o que chama a atenção, não é o que passa sempre a mão pela cabeça do colega. O que é que eu vi? Vi um Bruno brincalhão, os outros jogadores a brincarem com ele. Há certas hierarquias que têm de ser respeitadas. Não sei muito mais do que se passou mas, pelo ambiente que vejo, não deve ter havido ondas de choque nenhumas. [...]

Duas coisas importantes: sou sócio (da ANTF) com quotas em dia da associação que o senhor José Pereira preside e joguei futebol durante 30 anos, pelo que tirei o 2º nível do curso quando foi possível. O 3.º ainda não consegui porque era preciso treinar durante dois anos no Campeonato Nacional para poder inscrever-me. Se troco um mês de jogador por todos os cursos do Mundo? Não! Vou preocupar-me com o quê? Quando deixarem tirar tiro. O problema não é eu não querer, mas sim o facto de não me deixarem formar. O José Pereira já se tinha manifestado sobre isso quando fui para o Belenenses. Eu contrapus com os argumentos que estou a apresentar agora. Ele já anda a falar nisto há muito tempo e é preciso ter cuidado porque sou sócio pagante de uma associação que está também para me defender. Nunca pensei acabar a carreira e poucos meses depois estar a treinar na 1ª Liga. E 20 meses depois tenho uma oportunidade num clube como o Sporting, sinto que as coisas são muito rápidas. Se estou preparado? Estou, disso não tenho dúvidas nenhumas. Nenhum treinador passou pelo que passei no Belenenses e pelo desafio que foi. Acho que nos saímos bastante bem, gostamos de desafios e acho que aqui também nos vamos sair bem. [...]

Os últimos dois dias, foram 48 horas sempre a andar, nem se dorme, o tempo é curto. Aquilo que esperava, ao nível de qualidade individual, um plantel muito forte, comparativamente àquilo que tenho apanhado, e tenho apanhado jogadores muito bons tecnicamente, mas estes são ligeiramente superiores. Ao nível coletivo é cedo para falar disso, praticamente não treinámos coisas muito táticas. Só deu para ver a qualidade individual dos jogadores. [...]

Eu sempre disse que é preciso acreditar na nossa maneira de jogar. Acho que aqui dentro, interessa-nos os que estão aqui, todos remamos para o mesmo lado. A nossa maneira de jogar é arrojada, arriscada. Algum jogador que em algum momento não acredite nisto pode deitar tudo por água abaixo. Vamos pedir coisas arrojadas, vamos entrar sempre para mandar no jogo, seja com que adversário for. É preciso acreditar que temos qualidade para o fazer. O que vamos pedir é algo que acreditamos que eles conseguem fazer. Não sei o que lhes pediram antes. [...]

Quando jogarmos contra o Benfica ou contra o FC Porto vamos estar preparados para disputar os três pontos, de certeza. Mas nem o Benfica nem o FC Porto estão à frente. Vamos ver. Nós neste momento estamos com algum atraso, mas faltam imensos jogos. Em todos os jogos vamos estar capacitados para ganhar, seja com o Aves, com o Benfica ou com o FC Porto. Acredito que podemos ganhar todos os jogos, mas vai depender de várias situações, lesões, castigos... Vamos entrar para ganhar, com este plantel podemos pensar em ganhar todos os jogos. Sabemos que amanhã vamos defrontar uma equipa muito boa, que tem um treinador campeão nacional como treinador e como jogador, sabemos que vamos ter problemas, até porque já o defrontei e perdi. Sei bem o que vou defrontar. A nossa ideia futebolística não se prende a um sistema. No Belenenses usávamos muitas vezes uma linha de três porque se adequava aos jogadores que tínhamos. Mas preparem-se para várias alterações a esse nível. A nossa ideia é atacar, criar situações de golo, as dinâmicas que vamos criar vão nesse sentido. Depende dos adversários que vamos apanhar. No ano passado (D. Aves) fizeram uma grande recuperação, depois sofreram alterações no plantel, este ano ainda mais e agora vão precisar de tempo. Acho que ainda estão à procura do melhor sistema para adequar aos jogadores que têm. É uma equipa muito versátil, mas estamos preparados para isso. Espero uma equipa perigosa, muito forte no contra-ataque, não vou ensinar nada ao Inácio, só vou aprender com ele....»


Eu gosto do discurso de Jorge Silas! Sobre as obras, só um cego, louco ou fanático deixará de lhe dar o tempo de que, racionalmente, precisar, começando por compreender esta sua primeira convocatória, para a Vila das Aves. Para já e muito para além da despretensiosa, porém sublime e exemplar, 'lição de comunicação' que deveria servir de bússula ao seu Presidente...

Ele merece a nossa confiança!...

Leoninamente,
Até à próxima

Sem comentários:

Publicar um comentário

PUBLICIDADE