segunda-feira, 22 de agosto de 2011

O que te falta Sporting ?!...

Adicionei hoje à minha colecção de decepções que esta época tenho recolhido em Alvalade, esta, ainda fresquinha, que trouxe do Mário Duarte, aqui ao pé da porta de casa.
Tenho exigido a mim próprio uma paciência manifestamente superior à minha capacidade de sofrimento. E tenho contribuido filantropicamente para o peditório de tempo que Domingos Paciência e muitos sportinguistas repetidamente têm afirmado ser imperioso e necessário conceder. Mas a cada jogo que passa, às dúvidas antigas somam-se outras e este avolumar progressivo e desesperante é bem capaz de começar a minar o dique que o meu amor ao Sporting me obrigou a construir.
Caramba, vejo as equipas que o Sporting defronta a exibir as limitações próprias dos meios humanos e materiais ao seu dispor. Reparo nos expedientes de que se valem para tentar lograr os seus modestos objectivos. Constato as maquinações arbitrais que envolvem esta actividade de desporto profissional e as implicações que determinam nos resultados de todas as instituições que connosco disputam as provas em que estamos inseridos. Mas não vejo nenhum dos nossos adversários exibir uma tal pobreza de produção, uma tão limitada capacidade competitiva e semelhante nível de perdulário (des)aproveitamento de oportunidades. E quantas dessas equipas têm técnicos novos e sofreram revoluções nos planteis tão ou mais profundas que o Sporting?!... Contudo, quando as vemos jogar, já se evidenciam processos de jogo, sedimentação de hábitos e rotinas, conhecimento mútuo dos intérpretes e um amadurecimento técnico-táctico que não descortinamos no Sporting.
Olho para Domingos Paciência e vejo um técnico em sofrimento, quase perdido no monte de dúvidas que o assaltam... Nota-se com toda a clareza a força com que deseja inverter situações, corrigir o que lhe parece menos bem, encontrar novas soluções para problemas antigos e recentes, mas paralelamente exibe um semblante triste e desapareceu o brilho do seu olhar.
Olho para os jogadores com tarimba leonina ou recentemente chegados a Alvalade a percorrerem todas as zonas do terreno com determinação e vontade, com garra e com evidente desejo de acertar. Mas nos primeiros, os defeitos que outrora exibiam continuam latentes e porventura mais refinados. Nos outros, notam-se aqui ou ali lampejos de classe, de uma vontade tremenda de vencer e de galvanizar os adeptos, mas receio bem que paralelamente estejamos a assistir ao evidenciar claro e triste dos tremendos flops que as suas contratações representaram.
Que maldição aterradora se instalou no nosso Sporting, para que ano após ano, época após época, jogadores após jogadores, dirigentes após dirigentes, a esperança e a fé dos adeptos se veja submergida nesta atroz mediocridade?!...
Hoje vi desaguar no Mário Duarte uma autêntica romaria de gente nortenha, de dezenas e dezenas de procedências, em autocarros ou viaturas próprias, vestida a rigor com as suas - nossas! - camisolas verde e brancas, cachecois, bonés e multicórneos leoninos, com a alegria e a esperança reflectidas nos rostos. Vi toda essa enorme mole leonina receber, vitoriar, incentivar ao longo de todo o jogo e de braço dado com as claques, a equipa do Sporting e perguntei a mim próprio, o que falta a esta equipa do Sporting para impedir que todo aquele enorme movimento sportinguista regressasse às suas terras, em silêncio arripiante e com o desapontamento estampado em todos so seus rostos?!...
Não sei responder! Mas juro que o meu desapontamento e a minha tristeza são iguais, exactamente iguais ao desapontamento e tristeza que vi espelhadas em todos e em cada um dos que estiveram em Aveiro neste Domingo triste de Agosto!!!...
Leoninamente,
Até à próxima

7 comentários:

  1. Estimado Alamo,
    Mais uma vez, fez-se presente. Desta feita em Aveiro. Uma vez que nao faz parte de qualquer grupo organizado com ligacoes a actividades criminosas (nao que todos o sejam); uma vez que nao lhe e oferecido bilhete, pagando-o ... comecar por dizer o obvio: esta o Sporting em divida para consigo e para com todos os milhares que neste arranque de temporada continuam a acompanhar a equipa.

    Esperar que la mais para a frente - antes cedo, que tarde - exista retorno, e que ele "pague" a dedicacao que (o Alamo e outros) exemplifica(m).
    Nao porque seja requisito mas, porque ele e necessaria.

    Eu fiz ao contrario, Alamo. Vi a primeira parte, e escolhi nao ver a segunda. Durante 45 minutos, imaginei - nao obstante a falta de indicios - que dali a pouco leria num sitio qualquer de noticias manchetes de uma vitoria por 0-1. Ela nao aconteceu. Perdemos mais 2 pontos, e continuamos na praia. Nao desembarcamos todos, sequer. Ainda.

    Sobre o jogo, e apesar de tudo o que mais uma vez nao vimos, ter esperanca que a capacidade que evidenciamos de nao sofrer sustos aliada a capacidade que vamos tendo de criar 2 ou 3 flagrantes, mais 1 ou 2 nao tao flagrantes ocasioes de golo, nos permita - assim exista mais acerto - comecar a ganhar jogos. Ainda que nao joguemos muito futebol.
    Essa e em concreto, para ja, a minha esperanca.

    Um abraco, e lamento mais uma vez pela sofridao que o clube fe-lo sentir.

    ResponderEliminar
  2. Estimado Manuel Humberto,
    Obrigado pelo encorajamento. Bem preciso dele. Bem precisamos todos. Até Domingos Paciência!
    Tenho pena dele, quando o vejo a olhar para o banco. Os flops que lá vê sentados e que vai rodando à procura de um milagre, de uma explosão, devem deprimi-lo cada vez mais. Apenas Rinaudo, Capel e Jeffren o vão animando. Dos outros, está visto que pouca ou nenhuma ajuda virá e os miúdos precisam de tempo. Tempo, tempo e ainda mais tempo e nós sem tempo nenhum!...
    Estou carregado de dúvidas sobre se deva ir ou não na 5ª feira a Alvalade... São decepções a mais...
    De qualquer modo, obrigado pelo estímulo das suas palavras. A amizade é uma coisa tão linda!
    Um forte e amigo abraço

    ResponderEliminar
  3. Boas!

    Ontem, ainda em Aveiro, comentei através das novas tecnologias (sms bem entendido) se esta maldição de empates não se deveria à minha presença nos jogos do clube, em Alvalade com o Olhanense e agora em Aveiro... Isto porque não consigo encontrar outra "desculpa" racional para este facto...

    No último sábado, jogamos, dominamos, rematamos, mas fomos expoliados em casa o que ainda assimm me fez regressar a casa não tão triste com a ineficácia da equipa. Ontem, embora sempre "em cima" do adversário, fomos mais meigos, nada assertivos e mesmo assim regressei sem grande amuos. A verdade é que este ano somos uma equipa!

    Quanto a flops, devo confessar que à primeira vista Van Wolfswinkel se afigura como tal, mas tenho medo desses rótulos. Aqui bem perto de casa também o foram Fabiano e Diego, com as devidas distâncias, mas com os resultados que se conhecessem. Never the less, como dizem os "bifes", entre Ricky e o famigerado Pongolle, foram gastos 12, sim, 12Milhões...

    De referir ainda, que a minha passividade, dirão alguns amigos leões, perante três empates consecutivos, deve-se ao facto de, não só mas também, no inicio da segunda parte de Aveiro termos exactamente a mesma defesa do ano passado e mesmo assim não ter sofrido nenhum sobressalto devido a tal facto...

    No fundo, sinto um sem fim de emoções face ao nosso clube, temendo que já ontem se tenha perdido o elãn com os adeptos, principalmente com os nortenhos, os, na minha modesta opinião, mais fervorosos sportinguistas. Paços, Vila do Conde, Guimarães e Feira podem ter ficado comprometidos, infelizmente.

    Respondendo à sua pergunta inicial, acho que faltou, sim já aconteceu, ao Sporting ter sido campeão e vencer a UEFA naquele famigerado ano de 2004!!!

    Cumprimentos

    ResponderEliminar
  4. Caríssimo Rui Fiel,
    Obrigado pelo comentário. E pela fidelidade. Nem outra coisa era de esperar. O nome diz tudo!
    Quizera eu ter a sua "forma de ver e sentir" o Sporting actual. Mas provavelmente deixei crescer demasiado as minhas espectativas e agora ando para aqui pior que um chapéu de um pobre.
    Eu comungo da sua ideia de sentir o Sporting mais equipa. Mas é uma equipa sem comandante dentro do terreno de jogo! Ainda pensei que Schaars seria esse jogador, mas, decididamente, não é. Rinaudo dá uns safanões de vez em quando e Matias tem pés para isso, mas não tem estaleca, nem garra!... E não temos mais nada, a menos que Izmailov recupere o joelho - duvido muito! - e o Domingos o coloque e o habitue a esse lugar, em vez de colocar nas alas. Jeffren é muito bom e quando recuperar ajudará, mas também não é esse armador, que desde Balakov nunca mais tivemos. Vem desta constatação a minha desilusão após estes três jgos oficiais e o reduzido optimismo para o futuro.
    De novo estou de acordo consigo quando refere o fervor dos adeptos nortenhos. E nem estou a defender a minha dama. Como nortenho que sou também, sei que é bem mais fácil ser sportinguista em Lisboa. Oh, se é !... Não menosprezo nem menorizo o sportinguismo das gentes do Sul. Sportinguistas seremos todos, cada um à sua maneira. Mas gostava que me dissessem quantos sportinguistas a sul do Lis, comprariam "game-boxes" para uma época inteira e fariam 500, 600 ou 700 quilómetros para de 15 em 15 dias irem a Alvalade, se vivessem a Norte do Mondego. E será esse "elán" que se pode extinguir lentamente se o Sporting continuar a pregar-lhes as partidas dos últimos anos.
    Um abraço amigo e leonino

    ResponderEliminar
  5. Boas!

    Devo dizer que gosto imenso deste blogue!

    Podem adicionar os meus aos vossos links? Eu prometo que retribuo :p

    http://davidjosepereira.blogspot.com/

    Saudosos cumprimentos!

    ResponderEliminar
  6. Caro David,
    Obrigado por apreciar "Leoninamente!!!...".
    O meu blog é uma tribuna sportinguista e o lema que para ele escolhi, define-o com clareza.
    Após a primeira resposta que há algum tempo lhe dei sobre a mesma intenção, passei a acompanhar mais de perto o seu blog e não vejo mal nenhum em adicionar o seu link, se e enquanto ali o Sporting Clube de Portugal for respeitado.
    A isenção que revela nas análises que faz, favorecem-no. Porém quero dizer-lhe com toda a frontalidade, que não hesitarei em retirá-lo se o respeito que exijo para o meu Sporting, alguma vez for adulterado.
    Não o julgo sportinguista, mas no nosso universo leonino acolhemos todos os que, mesmo não colocando o leão no peito, nos saibam respeitar e ser merecedores da nossa estima. Enquanto assim for, o seu link passará a estar em "Leoninamente!!!...". Tudo dependerá de si próprio. Eu serei sempre e sempre reagirei como o leão que sou!...
    Saudações Leoninas

    ResponderEliminar
  7. Caro Álamo, aí é que você se engane, sou um sportinguista desde pequenino, é caso duvide, pode ver o número de postes maioritários que coloco sobre o clube em comparação a outros.

    Faço análises a outros clubes, e aí sim, respeito-os e tento ser isento, e daí até ficar satisfeito pelo meu "clubismo" não ser notório.

    Já adicionei o Leoninamente aos meus links.

    Um forte abraço

    Saudações Leoninas

    ResponderEliminar

PUBLICIDADE