sexta-feira, 19 de agosto de 2011

O "sistema" no seu melhor !!!...

O que pensar da renúncia do sr. João Ferreira de arbitrar o próximo jogo Beira Mar - Sporting?!... Entre os vários cenários passíveis de sustentabilidade, penso que apenas um me parece ter pernas para andar: estaremos a assistir a uma campanha corporativa, engendrada, planeada e executada pelos habituais próceres do sistema que domina o futebol português, com o objectivo único de levar o leão a encolher as garras que muito justamente exibiu, depois do "roubo de igreja" de que foi vítima na primeira jornada da Liga Zon/Sagres. João Ferreira não será mais que um actorzeco barato, escolhido para protagonizar o arranque dessa campanha e que terá dado o seu assentimento, porque lhe sobram as qualidades necessárias e suficientes para o desempenho de tal papel, expressas numa carreira exemplar, onde sempre sobraram os atributos de todos conhecidos e faltaram a competência, o rigor, a imparcialidade e a integridade que deveria ser apanágio de um verdadeiro juíz.
Não acredito em assomos descabidos de dignidade, como não acredito em medos ou cobardias que no passado nunca exibiu. Antes de ser árbitro é militar e a cobardia e o medo não se ajustam a essa figura. Já a dignidade e a honradez, podem perfeitamente andar arredias de muitos militares, como o comprovam milhares de exemplos universais.
O responsável máximo pela arbitragem da Liga, com a inteligência parola que há muito manifesta, não se encontra no país. Qual Pilatos, estará a lavar as mãos! Como sempre!... Alguém agora irá substituí-lo na missão de nomear uma outra qualquer equipa de arbitragem. Para que toda esta novela não assuma proporções de uma greve, que a corporação e o sistema não pretendem de modo algum. Para que a arbitragem saia "lavada" e o mau da fita seja, como pretendem os "al capones" do sistema, o Sporting Clube de Portugal. Precisamente hoje, sexta-feira, dia em que o Sporting Clube de Portugal apresentou um documento que poderá revestir-se de importância fundamental para o futuro da arbitragem portuguesa. Como já habituei aqueles que me lêem, "no creo en las brujas, pero que las hay, las hay" !... Aguardemos o desenrolar da novela...
Leoninamente
Até à próxima

Sem comentários:

Publicar um comentário

PUBLICIDADE