terça-feira, 4 de julho de 2017

Por uma vez, concordo com Octávio Ribeiro!...


VIEIRA E A FARSA DO BRUXO

«O Porto conseguiu – resta ainda saber como e a que custo – importante material digitalizado sobre a vida interna do Benfica. O tempo da comunicação foi magistral. Retirou os holofotes de cima de um Dragão quase falido e condicionou o ambiente em que arranca a nova época. O Porto provou que a hegemonia do Benfica não está consolidada, uma vez que assenta em gente sem valores nem princípios de verdade desportiva.

Alguns dos mails já dissecados são muito graves e retiram brilho aos títulos conquistados sobre a relva. Quer por comandados de Jorge Jesus, quer de Rui Vitória.

Aí, figuras que gravitam em torno de Luís Filipe Vieira alimentam conversas desportivamente indecorosas com gente que, junto com os primeiros, deveria ser banida do futebol.

Depois da tragédia das trocas de favores e dos meninos queridos, veio a comédia do bruxo guineense. Estes mails, a serem verdadeiros, não têm qualquer gravidade, no plano da justiça desportiva, mas revelam as mais sombrias entranhas de um grande clube.

Do que conheço de Luís Filipe Vieira, e conheço bastante, estou mesmo a vê-lo a cofiar o bigode com um riso maroto enquanto escreve para o bruxo. Vieira pode ter outros defeitos, mas não vai em bruxarias.

Assim, a serem estes mails verdadeiros, há grandes mistérios ainda sem resposta: saiu mesmo do Benfica dinheiro para pagar a um bruxo guineense? Que papel teve um ex-ministro, deputado, e brilhante jurista, como Gomes da Silva, nesta farsa? O próprio diz que nenhum. Será mesmo assim?

O mais estranho é que a bruxaria, ou outro tipo de actos rituais, para ter alguma eficácia terrena, terá de ser do conhecimento dos que vão agir no mundo dos vivos. Logo, só se os jogadores tivessem conhecimento da coisa, esta poderia ter eficácia.

Vários técnicos, alguns com sólida formação académica, apostam forte neste tipo de métodos. A lógica é simples: se os jogadores acreditam estar protegidos vão jogar mais forte e melhor. E isso é um facto. Como muito bem sabe Pinto da Costa.»
(Octávio Ribeiro, De olhos na bola, in Record)


Só a "chica-espertice misturada com uma alienada e consabida ambliopia escarlate" têm concorrido para que a quase totalidade dos jornalistas da nossa praça persista, por cegos afectos ou submissões inconfessáveis, em fazer crer que o rei está civilizadamente vestido, fugindo como o diabo da cruz de publicamente assumirem aquilo que com as maiores tranquilidade e lucidez Octávio Ribeiro vem hoje afirmar na sua crónica.

Por uma vez, concordo com Octávio Ribeiro!...

Leoninamente,
Até á próxima

8 comentários:

  1. Mesmo se a fotografia não me seja estranha (creio que o Álamo já a publicou mais de uma vez) a verdade é que não conheço o OR de parte nenhuma e também não do Record que nunca visito (nem compro). Pela leitura da crónica deduzo que se trata de mais um benfiquista que até considera Gomes da Silva como um "brilhante jurista"!
    Quem eu gostaria de ler para conhecer as suas opiniões sobre o tema seria gente como RAP, Júlio Machado Vaz e até o cineasta Vasconcelos, ou seja, benfiquistas conhecidos do grande público e que eu respeito.
    Lamento não me lembrar do nome do blog onde hoje li umas palavras atribuidas ao RAP. A serem mesmo dele essas palavras fiquei com a impressão que ele não se sente na sua zona de conforto com tudo o que se diz sobre o Benfica. Também eu me sentiria envergonhado se algo semelhante fosse dito do Sporting.

    SL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amigo, OR é o director do jornal mais sensacionalista cá do burgo e naturalmente campeão de vendas, que dá pelo nome de Correio da Manhã do mesmo grupo, Cofina, a que pertence o Record!...

      SL

      Eliminar
  2. A "protecção" dos lampiões não vem dos bruxos..."vem da protecção dada pelo colinho"...
    O que se tem passado com "essa protecção". .não pode ficar "sem consequências"...
    SL

    ResponderEliminar
  3. Desde a primeira hora, que acho que esta treta dissimula marosca da grossa... Que tal investigar o tema das apostas e a sua relação com a Guiné?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E que tal investigar-se a passagem de divisa para um "paraíso fiscal-ó-militar"... Se calhar dava-se com uns belos sacos de... 'farinha' da boa...

      Quanto ao escarlate ribeiro... Só pode ter inserido umas 'linhas' pela cana do nariz adentro... ou isso, ou alguma estratégia previamente encartilhada... só para confundir o mais incauto... Daquele 'saco de veneno' NÃO VEM COISA QUE... SE CHEIRE...!!! NUNCA...

      SAUDAÇÕES LEONINAS

      Eliminar
  4. "Do que conheço de Luís Filipe Vieira, e conheço bastante"...
    Acredito nestas singelas palavras, mais não fosse, por ter cruzado com este cavalheiro na Etar carnidense num dia da semana por volta das 11 da manhã. Certamente tinha ido ao beija mão, porque estava com ar de ter saído a correr do gabinete que fica do outro lado da rua. Isto de um diretor de um meio de comunicação andar de camisa e gravata nos corredores da Luz fica mal e é um pouco banal como diria o polícia da moda da CMTV.
    Aí cartilha, cartilha a quanto obrigado.

    ResponderEliminar
  5. estou a ver que muitos lagartos acreditam na inocência do benfica, por amor de deus a carochinha só pega nas criancinhas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olhe que não doutora, olhe que não!...
      Volte a reler o meu postal e veja o que assinalei em letras gordas na crónica do Octávio. Estava distraída a caríssima Paula Carneiro. Tem de se habituar a ler com mais calma os meus postais! E nunca vá pelas aparências, que muitas vezes iludem...

      Eliminar

PUBLICIDADE