terça-feira, 11 de julho de 2017

Será que vem aí um 3x5x2 à JJ?!...


Quando do recente jogo que colocou frente a frente no Estádio do Algarve as equipas do Sporting e Belenenses e, já no decorrer da segunda parte, Jorge Jesus avançou para a utilização de um sistema de três centrais, pensei para com os meus botões que poderia muito bem estar ali a génese de um novo caminho táctico a que eventualmente terá conduzido a necessariamente profunda reflexão empreendida pelo treinador do Sporting, face ao miserabilismo exibicional e à modestíssima obtenção de resultados da sua equipa ao longo de quase todo o campeonato da época passada. 

De facto e recorrendo ao sublime léxico que viu a luz do dia depois de utilizado de forma exuberante por uma loura ex-presidente da nossa Assembleia da República, o paradigmático "amarramento" táctico a que Domingos Paciência - leitor impenitente da "cartilha do pontinho" seguida pelos inúmeros e medíocres treinadores que cá na nossa praça vão governando tristemente a sua vidinha! -, entendeu recorrer para sujeitar o Sporting ao "inconseguimento" a que nos habituou ao longo de toda a temporada passada, vinha ditando o não menos habitual resultado negativo de 0-1, obtido à semelhança e imagem daquilo a que tantas vezes assistimos no passado recente, na única vez em que os azuis do Restelo foram à nossa área, face a uma fastidiosa, repetitiva e previsível mas inócua posse de bola dos leões. E talvez fruto da tal reflexão que antes admiti, JJ poderá ter decidido avançar para um rápido e inovador ensaio que, ironicamente, parece ter provocado o completo "baralhamento" táctico dos azuis e acabou por traduzir-se no golo do empate bem trabalhado por Petrovic e melhor alcançado por Leonardo Ruiz.

E veio-me na circunstância à memória um excelente texto que Honoris publicou, estarão a perfazer-se três anos, no seu interessante blog Domínio Táctico, sob o título "Bayern versão 3x5x2". (LINK1) Mas quase de imediato, dei por mim a recordar o que Luís Freitas Lobo entendeu afirmar, do alto da sua cátedra, estarão prestes a concluir-se quinze anos (15), quando surpreendeu muita gente com o que na altura terá sido considerado um presumido jargão sobre o sistema 3x5x2: "um esquema impossível de universalizar"! (LINK2) 

Julgo descortinar nas oito (8) "cirúrgicas" contratações "exigidas" por Jorge Jesus e na "decisiva" (Acuña/Pity Martinez) que ainda faltará ser concretizada, qualquer coisa que me faz "desconfiar" que o técnico leonino andará com "ela ferrada". Não me admirará portanto, se tiver escolhido a Suiça para, longe de olhares indiscretos, começar a dar forma à "maldade" com que estará na disposição de surpreender por cá os seus congéneres, sempre com "blocos baixos", com "linhas recuadíssimas" e muito "arrumadérrimos" lá atrás, vício de que nem o Vitória do "tetra" se conseguiu livrar, mas que lhe permitiu ser considerado o melhor treinador cá do pântano!...

Será que vem aí um 3x5x2 à JJ?!...

Leoninamente,
Até à próxima

2 comentários:

  1. Seria uma óptima ideia de JJ para refrescar um sistema 4-4-2 algo previsível, pelo menos com as opções que havia o ano passado, e um modelo desta natureza daria mais hipótese de jogo a jogadores como Francisco Geraldes (essencial ser titular pela sua qualidade técnico/táctica e visão jogo), Iuri Medeiros ou Bruno Fernandes. Penso que assim também se justificaria ter o número de centrais que temos actualmente, gosto bastante da ideia de ter 3 armários (Coates, Mathieu e André Pinto) a cerrar lá atrás mas todos com liderança na atitude, posicionamento, altura e saída a jogar. No ataque creio que Gelson Dala vai surpreender quem não anda atento, jogador com potencial muito grande! Esperemos por algo mais desta feita na Suiça. SL

    ResponderEliminar
  2. Shiuuuu...
    Convém não levantar a lebre.

    :)

    Abç.
    EG

    ResponderEliminar

PUBLICIDADE