sexta-feira, 21 de julho de 2017

Salvam-se aqueles do "chapéus há muitos, seu palerma"!...



O filme "L'enfant terrible" já vinha sendo anunciado há dois ou três dias e eu, como bom e confiante leão, sentei-me ontem, pontualmente, no sofá às 21:28 e ordenei ao MEO comando que me levasse para Alvalade. Em termos de televisão o MEO comando é obediente e vai funcionando. Assim fosse na internet: pago 100 megas e ele apenas me oferece - pelo teste de hoje - 2,84! E a NOS que nunca mais estende a fibra óptica até ao meu "condado"! Uma pena, ter de continuar a ser roubado sem nada poder fazer!...

Às 21:30 prefixas e, infelizmente, sem aquele rugido de "leão da Metro" de que tanto me falam as saudades do antigamente, o filme começou. Logo pelas primeiras imagens, fiquei com a sensação de já ter visto aquele filme, mas aguentei, como um leão!...

Mas ainda não seriam 22:00, tive a certeza! De facto já tinha visto aquela fita uma boa dúzia de vezes nos últimos quatro anos! E, pedindo desculpa pelo incómodo, ordenei ao MEO comando que me fizesse regressar a casa!... 

Não sei se será da idade ou de uma qualquer patalogia que me estará a invadir. Mas depois de já constar dos meus hábitos ordenar ao MEO comando a mudança de canal sempre que na "pantalla" aparecem o Passos Coelho ou outras quaisquer "cristas empinadas", agora também se me esgotou a paciência para ver "réprises" de filmes antigos!...

Salvam-se aqueles do "chapéus há muitos, seu palerma"!...

Leoninamente,
Até à próxima

5 comentários:

  1. Caríssimo Álamo:
    Pois é, quando olhei para o relógio, tinha passado a primeira meia hora, e o presidente só tinha falado dos seus castigos e dito mal de Octávio Machado. Além do caso dos delegados da Liga, que resumiu bem, pouco interesse teve este "Monólogo do Presidente" ( não lhe chamem entrevista, parece mais uma daquelas " conversas em família" doutros tempos).
    Deixo daqui umas sugestões ao senhor presidente:
    - se critica um funcionário por "cuspir no prato", não deve responder da mesma moeda, falando em "terceira escolha" ( ainda por cima dizendo que a segunda foi o Sr. Janela, o que só mostra fraco critério de quem escolhe);
    - se tinha tão fraca opinião de Octávio, porque o manteve tanto tempo? Passar-se-à o mesmo com outros funcionários? Afinal, parece que ele terá razão ao dizer que não teve coragem de lhe dizer o que pensava, é o senhor que o prova com o que disse ontem;
    Para terminar, perdeu a oportunidade de esclarecer coisas importantes, como sejam quem planeou esta trapalhona viagem à Suiça, se tem plano B se sairem jogadores cruciais, como pretende continuar a desenvolver a Cidade Sporting, etc.
    Preferiu falar muito de si, com muitas queixinhas, e muita fixação no Vítor Pereira ( proponha lá a irradiação, a ver se passa! Será giro explicar porque quer irradiar um sócio cinquentenário, parece o Krustchev a livrar-se do Beria e do Lemontov). Mais valia falar do porquê d apoiar o seu amigo Pedro Proença, e dar no que deu. Ah, mas aí teria que reconhecer que errou, e o Senhor nunca erra, e raramente tem dúvidas, verdade?
    Um Abraço, Álamo,
    José Lopes

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É com infinita tristeza que o reconheço, mas Bruno de Carvalho continua a demonstrar ser incapaz de corrigir trajectórias profundamente erradas em termos comunicacionais, conseguindo o que muitos de nós julgávamos impossível e que será talvez o mais dramático deste seu segundo mandato: a indiferença de muitos milhares de sportinguistas!...

      Grande abraço, amigo José Lopes.

      Eliminar
    2. O torneio da suiça não foi da responsabilidade do SCP.Foi um torneio internacional em que o SCP apenas foi convidado e aceitou..Não foi organizador.
      Acho que BDC sabendo da C.social que temos devia de se proteger mais.
      Em relação ao Octávio entendi BDC ter falado agora pois toda a gente na altura ficou a pensar que tinha sido BDC e pelos vistos não.
      Octávio Machado foi um erro ter entrado,para mim Augusto Inácio estava bem no lugar.
      SL

      Eliminar
    3. Balakov,

      Parece-me que a aceitação ou não do convite é da inteira responsabilidade do Sporting... a menos que fossem obrigados. Como não acredito nesta última hipótese, ao aceitar, a direcção sabia ou não do formato do torneio?

      Julgo que seja menos grave dizer que sabiam, e que este era mesmo o plano original.

      SL

      Eliminar
  2. Muito BdC e pouco Sporting, como nos tem habituado. Quem entrevistou, por falta de vontade, autorização ou capacidade, também pouco fez para mudar o rumo da conversa para o que realmente interessa.

    Este ano pelo menos (ainda) não levámos com a bazófia da pole position. Há razões pra ter esperança?

    Abraço SL

    ResponderEliminar

PUBLICIDADE