quinta-feira, 27 de julho de 2017

I rest my case!...


Sporting. Assim não vamos lá. Esqueçam, vamos ter mais um ano perdido

«O Sporting perdeu ontem com o Vitória de Guimarães por 3-0 num jogo de preparação para a nova época que, para os leões, arranca no dia 6 de Agosto, na Vila de Aves, o jogo que abre a Liga 2017/18. E o mínimo que se pode dizer é que os sinais foram preocupantes, não pelas experiências que Jorge Jesus fez ou pelas adaptações que foi obrigado a fazer, mas pelas manifestas fragilidades que se estão a tornar evidentes como resultado de uma má política de dispensas e de um sistema táctico que agrava essas fragilidades.

Guarda-redes: o Sporting não pode vender Beto e vender também Rui Patrício. Patrício é o melhor guarda-redes português, um dos melhores a nível mundial e garante vários pontos por época, além de dar uma enorme tranquilidade a quem está à sua frente. Beto colmata bem os jogos em que ele não puder estar presente. Vender os dois será uma desgraça, a não ser que se consiga uma alternativa magnífica.

Defesa: como é possível o Sporting iniciar um jogo com Bruno César a defesa-direito? É possível porque Schelotto foi dispensado, João Pereira foi vendido a meio da época passada e só há um tal Piccini, que já esta lesionado – e que, quando não estiver, não terá concorrência para o lugar. Erro crasso na política de dispensas e contratações. E o responsável chama-se Jorge Jesus. Coates não parece, para já, o jogador da época passada. O erro que ontem cometeu e que lhe valeu a expulsão aos 20 minutos de jogo é inadmissível no jogador de uma equipa que tem pretensões a ganhar títulos. Mas a intranquilidade de Coates resulta também da venda de Ruben Semedo, que colmatava em rapidez o que lhe faltava em serenidade e experiência, bem como a venda de Paulo Oliveira, com quem Jesus nunca foi à bola, mas que era de longe o mais rápido dos defesas sportinguistas e um jogador de grande entrega e muita qualidade. Em contrapartida, veio Mathieu que é pesadão, lento, com rins duros e que, a cereja em cima do bolo, já está lesionado. Se sofremos muitos golos o ano passado, cheira-me que este ano vamos sofrer muitos mais. Basta ver o que tem acontecido na pré-época.

Para a esquerda temos um jogador com problemas emocionais e que estava quase arrumado (Coentrão) e um jovem que precisa de jogar para ganhar confiança, mas que está longe de ser melhor que Jefferson (outro com quem Jesus nunca foi à bola e que, enquanto não despachou, não descansou). Conclusão: temos um enorme problema na defesa por culpa exclusiva de Jesus e das más opções que tem tomado, quer ao nível das dispensas, quer no plano das contratações. Esperemos que André Pinto recupere da lesão para sentar Mathieu.

No meio-campo, temos duas incógnitas fundamentais: Adrien e William Carvalho ficam ou vão? Ficam os dois ou só um? Não fica nenhum? E se ficar um, qual será? Dos contratados, Matheus Oliveira pode ser filho de Bebeto, mas não é jogador para uma equipa que luta pelo título. Vai ser despachado rapidamente ou jogará muito pouco. Palhinha está uns furos acima dele – e é da casa. Petrovic e Battaglia também são melhores e dão mais garantias. Acima da média, contudo, só mesmo Bruno Fernandes, que tem excelentes pés e magnífica capacidade de passe. Mas lá está: sem Adrien e William, este meio-campo é pior do que o que existia com eles.

Finalmente, no ataque, Podence devia ter lugar obrigatório, assim como Bas Dost. Mas o que fazer com Doumbia, que é um avançado possante que pode ser muito importante contra equipas fortes? Iuri Medeiros também merece jogar. Mas o lado direito, onde ontem jogou, não é o seu terreno natural. Acuña voltou a mostrar empenho e combatividade e Gelson Dala tem a alegria dos miúdos que jogam à bola na rua. Devia ser emprestado para rodar e marcar.

Conclusão: o nosso calcanhar de Aquiles está, para já, na defesa – e, já agora, no sistema táctico que, pelos vistos, Jesus, quer implementar, um 3-4-3 que pode ser útil para jogos com equipas fraquinhas, mas que é um perigo contra equipas boas ou excelentes – como se viu ontem, em que a defesa foi manteiga a ser cortada por faca aquecida.

Com quem está neste momento no plantel, o melhor seria mesmo voltar ao 4-3-3, assim escalonado: Patrício; Piccini (que remédio), Coates, Mathieu (ai, ai… - mete o André Pinto, Jesus!) e Coentrão (ai, ai, ai!); William, Adrien e Bruno Fernandes; Podence (Iuri Medeiros), Doumbia (Acunã) e Bas Dost. E precisamos de ir rapidamente ao mercado comprar um defesa direito.

Mas, de qualquer modo, deixem-me ser tremendista: com estes desequilíbrios na equipa, como resultado de más opções nas compras e vendas, sobretudo para a defesa (Jesus tem um problema com os defesas esquerdos desde o tempo em que esteve no Benfica…), vamos ter mais um ano perdido. É melhor Bruno Carvalho e Jorge Jesus começarem a preparar desde já os discursos que vão fazer aos sócios no final da época.»
(Nicolau Santos, Director-Adjunto, in Tribuna Expresso)

I rest my case!...

Leoninamente,
Até à próxima

16 comentários:

  1. Pronto, então se já está decidido não se fala mais nisso. É fechar as portas.
    Ou então colocar os onze mil seiscentos e vinte e quatro treinadores muitíssimo melhores, evidentemente, e mais baratos, seguramente, que o que lá temos e então sim, podemos ter alguma esperança nisto. É é avisado reservar-lhes uma bancada inteira. E toca de mandar fazer braçadeiras. I also rest my case.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oxalá os "onze mil seiscentos e vinte e quatro treinadores" estejamos todos enganados, caro "conana"! Serei o primeiro de todos a vir aqui, com alegria, dar a mão à palmatória!...

      Eliminar
    2. Olhe, obrigadinho! nessas condições mal seria se não a desse com alegria! isto da presença de espírito com ausência de corpo é do mais seguro que há...

      Eliminar
    3. Não percebi de que corpo referiu a ausência, mas tudo bem, invejo-lhe o seu optimismo que gostaria de partilhar mas, neste momento, não me acho capaz.

      Eliminar
  2. Lamentavelmente, infelizmente, mais uma vez, a realidade confirma todas as minhas considerações e receios, anteriormente manifestados. Prevejo uma época tão ou mais desastrosa que a anterior. Mais uma mão cheia de "flops" e as dispensas de valores como F. Geraldes e Paulo Oliveira que para muitos como eu seriam indiscutíveis no plantel...Nada de positivo espero de J.J. e gostava muito de estar enganado...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também eu grande e velho amigo, também eu!...

      Abraço e SL

      Eliminar
  3. Caro Álamo

    Julgo que será a primeira vez que não concordo consigo. Este senhor sempre que fala ou escreve sobre o Sporting incorre quase sempre em erro. Recordo-me uma vez creio que na Abola Tv tentar "defender" o Sporting e quase morri de vergonha alheia. Lembro-me que Bagão Felix nesse mesmo programa encheu o peito falando das taças europeias do benfica e esse senhor respondeu envergonhadamente dizendo que o Sporting tinha uma ou assim em atletismo, mas adiante...

    Vamos lá a este artigo:

    Coentrão "aiaiai e quase arrumado"? - sem comentários

    Gelson - Parece que o homem se esqueceu dele. (lá está fez mal o tpc)

    "Jefferson melhor que Jonathan" - Rir? E hoje vi o AIK vs Braga. Continua um verdadeiro desastre.

    "Mas lá está: sem Adrien e William, este meio-campo é pior do que o que existia com eles." - La Palice não diria melhor.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amigo, oxalá se concretize o seu optimismo! Oxalá Coentrão faça uma época em alta rotação e sem lesões. Oxalá Gelson continue motivado e sempre desequilibrador. Oxalá Jonhatan supere o mau desempenho que que Jefferson teve na última época. Oxalá Adrien, William e até Patrício fiquem connosco. Oxalá JJ consiga deixar de ser caravento. Oxalá o Sporting consiga interiorizar a cultura de vitória que parece estar a perder!...

      Mas confesso-lhe meu amigo: pelo que tenho visto estou muito preocupado!...

      Sobre Nicolau Santos é um sportinguista ferrenho que estará a sofrer tanto ou mais que nós. E ninguém em sofrimento é capaz de dizer tudo bem dito. O meu "I rest my case" pretendeu significar apenas isso, que o meu sofrimento é igual ao dele...

      Grande abraço.

      Eliminar
  4. Álamo

    O meu comentário não foi completo pq sempre que envio do meu telefone acontece isto :)

    Sinceramente achei este artigo muito superficial. Concordo que precisamos de um lateral direito para fazer concorrência a Piccini. Como não conheço o André Pinto não consigo afirmar se necessitamos de mais um central.

    Forte abraço

    ResponderEliminar
  5. Alamo,
    Leio o Nicolau à anos na sua coluna de economia do expresso. Temos agora a sua versão futeboleira e confesso que prefiro a sua escrita "Natural".
    Todos sabemos que o ano passado a nossa prestação defensiva nos trouxe enormes problemas e que condicionou totalmente o resultado final,época perdida. De forma simplista podemos acusar os defesas desse problema, mas essa leitura no futebol atual é superficial,todos são responsáveis pela prestação defensiva da nomeadamente os médios ala e o trinco.
    Não sabemos o que vai dar este ano,mas pelo menos houve mudança nas laterais,aguardemos.
    Mathieu é lento?? Discordo. Coates como atleta alto e pesado está a precisar de mais tempo para ficar mais leve e solto, isso é básico nas pré épocas.
    William tem o seu ponto fraco a defender, acho que ficaremos melhor com as opções que temos e Acuna vai ser importantissimo no processo.
    Na frente é unânime que estamos pelo menos com mais soluções.
    Não estou tão pessimista. Este Sporting vai precisar de tempo e que as lesões não atrapalhem o Coentrao e o Mathieu pode correr bem.
    Vai ser importantissimo o arranque, serão jogos em que o importante é ganhar meio a zero.
    Resumindo, olho para este Sporting como um melão, depois de aberto veremos se é bom.
    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vamos então esperar que o melão amadureça! Cá por mim vou apalpando e cheirando, mas não vejo melhoras. Até parece que foi colhido verde de mais o danado do melão!...
      Abraço

      Eliminar
  6. Caro Álamo,

    Também concordo que esta pré-época está a dar muitos sinais preocupantes, mas não o acompanho tão longe na apreensão.
    Se me permite a publicidade, deixo aqui um post do Sporting com Filtro que disseca este artigo do Nicolau Santos:
    http://sporting.filtro.pt/nicolau-santos-e-sportinguista-mas-neste-artigo-esta-bem-engando/

    No entanto, também penso que esta pré-época com jogos com equipas fortes, demasiado próximos e sem tempo para a cabeça e os músculos digerirem o jogo anterior, deve causar tanta estranheza aos jogadores como aos adeptos.
    Esperemos que tudo corra bem, embora nada aponte para isso.

    Saudações Leoninas!

    ResponderEliminar
  7. Não sei se as ligações familiares ao famigerado Godinho (pior presidente da história do SCP) toldam o comentário do jornalista, Ainda que... Acerta nalgumas coisas... Eu, há muito que não acredito no modelo de JJ. E esse ceticismo já vem do tempo em que tinha a proteção dos "meninos queridos" e ganhava via "e-mail". E não me conformo com a horrível rentabilidade que ele apresenta: salário vezes resultados...

    ResponderEliminar
  8. Caríssimo Álamo:
    Não tencionava comentar este seu post, nem me pronunciar mais até decorrida parte significativa da época, as escolhas da dupla Bruno & Jorge. O Sporting Clube de Portugal é hoje gerido como uma empresa profissional, com funcionários que auferem vencimentos muito superiores ao da grande maioria da população do País. Como tal devem ter avaliações periódicas, a meio do ano e no final, e sofrerem as respectivas penalizações ou ganharem os respectivos prémios em função dos resultados.
    Isto embora eu tenha para mim que certos funcionários do Clube que auferem vencimentos (como é o caso, e digo-o abertamente, do treinador principal e do Presidente do Clube, que são públicos), muito superiores ao que considero adequado às funções que desempenham.
    No entanto, nesta manhã tive que reverter a minha atitude.
    Na verdade, esta manã um senhor, que nos calhou em sorte como director de comunicação, veio fazer o papel que um seu homólogo até há bem pouco tempo fazia no nosso rival da cidade em que vivemos, e desatou a tecer considerações não só sobre o Dr. Nicolau Santos, como sobre todos os "Nicolaus Santos" que, segundo a luminária criatura, não alinham pela atitude que ele (e penso que o seu patrão) considera ser a mais adequada.
    Não deixa de ser curioso isto do unanimismo quando o agora Presidente do Clube durante vários anos criticou onde e sempre que podia, a anterior gestão do Clube. Daí creio não ter vindo mal ao mundo, tanto que até acabou por chegar a Presidente do Clube.
    Tenho a dizer, neste pequeno espaço que o Álamo nos concede, ao Sr. Nuno Saraiva, o seguinte:
    - o Sr. Nuno Saraiva, ao que creio, não trabalha graciosamente no Sporting Clube de Portugal; aufere um vencimento, que não deve ser propriamente diminuto; como tal, cai-lhe mal criticar pessoas que até fizeram parte de Orgãos Sociais do Clube, onde não se aufere qualquer vencimento, como creio ter sido o caso do Dr. Nicolau Santos;
    - O Sr. Nuno Saraiva esteve também, na minha opinião, muito mal ao ir comparar-nos exactamente com quem normalmente mais critica, o Sport Lisboa e Benfica, dizendo que aí todos motivam, todos puxam para o mesmo lado, ninguém critica;

    Ensina-nos a história que os regimes unanimistas não prometem nada de bom;
    Ensinou-nos o Dr. Charles Darwin que é a diversidade que está na base da evolução e do sucesso das espécies;
    Devia ensinar-lhe a sua experiência de vida que não se responde a críticas, que são feitas de modo educado e mostrando uma opinião que é tão válida como a sua, embora diversa, criticando a pessoa, mas sim as ideias. Muito menos fazendo generalizações.
    Para terminar, fica subjacente a mais uma declaração do Sr. Nuno Saraiva, que nem sei se é sócio do Sporting Clube de Portugal, nem se é o Clube que lhe paga as quotas, que se compara exactamente com quem não se devia comparar, ainda para mais citando essa instituição como exemplo.
    Sugiro ao Sr. Nuno Saraiva ir bater à porta do Sport Lisboa e Benfica a pedir emprego, já que os admira tanto.
    Como dizia a minha saudosa avó: "Ó senhor, desampare-me a loja!"
    Ah, e não dê lições de sportinguismo a ninguém. Vindo de um funcionário, cheira sempre a esturro.

    Um Abraço, Grande Álamo,

    José Lopes

    ResponderEliminar

  9. Calma,ninguém gostou do jogo mas estamos a falar das segundas linhas que começaram a jogar este ano juntos e estamos a falar de uma nova táctica alternativa para alguns jogos.Se a isto juntarmos uma expulsão aos 20minutos..
    Contra o Mónaco vimos mais o real valor deste plantel.Precisa de limar arestas,DDireito e P.Lança.Não sei o que se passa com os centrais mas se calhar mais valia termos ficado com o P.Oliveira.E temos de ver quem vai sair ainda também..
    Gosto do Doumbia mas acho que ele rende mais no apoio do que como ultimo homem no sistema de JJ.

    SL

    ResponderEliminar

PUBLICIDADE