terça-feira, 11 de julho de 2017

Um dos grandes talentos que passou por Alvalade!...


Aquele fatídico minuto 72, no dia 5 de Março de 2016, em Alvalade, contra o Benfica, ficará incontornavelmente ligado ao começo do fim da carreira de Bryan Ruiz. O próprio jogador reconheceu ser "muito triste falhar uma oportunidade daquelas", mas o que é facto é que esse deslize impediu o Sporting de se tornar campeão e ofereceu em bandeja de prata o tri ao rival de sempre.

A partir daí, foi sempre a descer: na imagem e consideração junto dos adeptos, do treinador, dos companheiros, dos dirigentes e, arriscarei dizer, na auto-estima do próprio! E o declínio físico apresentando pelo costa-riquenho na última temporada acabou por ser o minúsculo e azedo limão colocado no topo de um bolo apanhado pelo forno! Se a isso somarmos o astronómico salário que aufere, estarão encontradas todas as razões necessárias e suficientes para o inexorável adeus a Alvalade.

Ficará a pena de Bryan Ruiz não ter vestido a gloriosa verde e branca um bom par de anos antes e agora a saudade de ver partir...

Um dos grandes talentos que passou por Alvalade!...

Leoninamente,
Até à próxima

4 comentários:

  1. Alamo,
    Recorrentemente quando via este homem a jogar a minha mente pensava, " Jogava o dobro se tivesse sido formado em alcochete".
    O Bryan sofre da "Doença do canhoto", ou seja, o direito só em último recurso e para andar.
    No futebol moderno meio segundo pode ser uma eternidade, recepcão,passe,drible, fluidez e velocidade obrigam a que os grandes jogadores frequentemente usem o seu pé menos bom.
    Em alcochete teria levado umas valentes tareias no destro para ganhar confiança. Pena..talento tá lá todo.
    Bom profissional,sério e respeitou o clube por isso felicidades bryan!!!
    Abraco

    ResponderEliminar
  2. Não discordando do descrito... considero que o grande ..., mas mesmo grande, problema do Bryan Ruiz é não ter descanso... Há quanto tempo este gajo não tem umas férias dignas desse nome...??? Mesmo agora, para variar..., lá anda o motor a rodar a sua selecção...

    É brutal... e com o, inexorável, passar dos anos... o ritmo, o físico, e por consequência a mente, não tende a melhorar, antes pelo contrário...

    É uma pena...!!! Tornar-se-à no próximo, talento (daqueles grandes, mesmo grandes...) que passou por cá sem a devida, e mais que merecida, coroação...

    (É só mais uma trafulhice e canalhice que devíamos apontar a esta corja que não nos permite sermos ainda maiores e continuarmos a ver, noutras paragens, perfeitos medíocres a serem 'elevados até à quinta casa')

    É uma pena...!!!

    Toda a sorte do mundo para 'um dos melhores pares de pézinhos' que me lembro de ver jogar ao vivo e a cores...

    SAUDAÇÕES LEONINAS

    ResponderEliminar
  3. Já fiz uma apreciação a esta última época de Bryan Ruiz e na minha opinião BR foi vítima da instabilidade apresentada nas laterais e meio-campo(lesão de Adrien) e da saída de João Mário que era muito inteligente a ocupar espaços e a abrir linhas de passe.
    Esta época vimos BR a receber a bola e não ter a quem passá-la, rodopiar sobre a bola e a correr para as linhas a procura de alguém para jogar. Isto quando não se prendia a bola e sofria empurrões pelas costas...
    Penso que JJ terá outras soluções agora. E se realmente se concretizarem as contratações de Acuna e Martinez, cuidado!

    ResponderEliminar
  4. O Bryan Ruiz deveria ter vindo cinco anos antes,
    teria sido um Rei em Alvalade.
    Tinha tudo, mas mesmo tudo para isso.
    O seu futebol tinha pormenores absolutamente deliciosos.
    Agora, espero eu, deverá ceder o lugar à potência do Acuna..

    ResponderEliminar

PUBLICIDADE