segunda-feira, 31 de julho de 2017

O arrepio daquela noite em Alvalade será irrepetível!...



Muito dificilmente encontraremos dentro da actividade e criatividade humanas dois factores que mais estimulem a sensibilidade e os afectos que o desporto, nomeadamente o futebol, e a música. E se acontece juntarem-se, a mistura é explosivamente arrepiante!...

Do futebol, desde Alfredo Di Stefano, Ferenc Puskás e Fernando Peyroteo, passando por Edson Arantes do Nascimento (Pelé) e Eusébio da Silva Ferreira e desaguando nos tempos actuais em que pontificam Messi e Cristiano Ronaldo, a mensagem que neste blog tem sido passada nos seus mais de seis anos de existência, fala por si.

A música, não sendo propriamente o "leitmotiv" de Leoninamente, surge sempre por aqui, espaçadamente e por motivos muito especiais. Hoje, o motivo que me empurrou para este postal, foi o facto de mão amiga, através da sua página do facebook, me ter voltado a provocar uma levíssima "pele de galinha", de algum modo semelhante à que me inundou o corpo na noite de 06 de Agosto de 2003. Mas já lá iremos...

Começo por apresentar quem todos nós conhecemos, desde os gloriosos tempos dos anos 90, em que Júlio Isidro colocou de pé e nos ofereceu o seu "Regresso ao Passado", um dos mais bem conseguidos programas de televisão de sempre e onde despontou entre um valioso naipe de talentos, Dulce Pontes, uma das vozes mais prodigiosas que Portugal até agora conheceu e Ennio Morricone, um celebrado e universalmente reconhecido e premiado compositor, nascido em Itália em 1928, maestro e orquestrador, repartido entre áreas tão complexas e difíceis como serão a trilha sonora, músicas clássica e pop, jazz e easy listening.

Da extensa e fabulosa obra de Morricone, destacarei por razões que se prendem com o tema central deste postal, da trilha sonora da obra cinematográfica "Once upon a time in West", de 1968, uma das mais belas composições, intitulada "Deborah's theme".




Não poderei afirmá-lo com segurança, mas suponho que os caminhos de Ennio Morricone e Dulces Pontes se terão cruzado algures nos finais do milénio passado e terá nascido entre ambos o desejo de cimentarem e até eternizarem esse conhecimento e assim terá nascido "Your Love" que, juntamente com outras composições, deram origem ao álbum e DVD de Dulce Pontes, "Focus".

Para mim que apenas aprecio a música "de ouvido" julgo encontrar em "Your Love", algumas "estrofes" de "Deborah's Theme". Os "experts" dirão se estarei ou não errado, mas daquilo que entre parêntesis aparece a seguir ao título, quase sou obrigado a reconhecer razão ao meu pensamento.





Your Love


Dulce Pontes
2003

I woke and you were there
Beside me in the night.
You touched me and calmed my fear,
Turned darkness into light.


I woke and saw you there
Beside me as before
My heart leapt to find you near
To feel you close once more
To feel your love once more.


Your strength has made me strong
Though life tore us apart
And now when the night seems long
Your love shines in my heart...
Your love shines in my heart.


Corria ainda o ano de 2003, quando alguém responsável pela concepção e organização do espectáculo de inauguração do Estádio José Alvalade se terá lembrado de Dulce Pontes, Ennio Morricone e "Your Love" e daí à excelência do que todos nós tivemos o privilégio de assistir nessa inesquecível noite foi apenas o "pequeno passo" para que a mais bela prenda da festa  nos fosse oferecida.

Sentado na bancada entre os restantes mais de cinquenta mil leões, embevecido e transportado para um mundo que nunca julgara ser possível desfrutar, enquanto aquela voz nos oferecia o talento de uma dupla porventura irrepetível, pela única vez na minha vida senti-me galinha, pelo menos na pele, enquanto o meu coração voava alto, muito alto, num dos momentos mais felizes de toda a minha vida.




Amor A Portugal

Dulce Pontes
2003
O dia há de nascer
Rasgar a escuridão
Fazer o sonho amanhecer
Ao som da canção

E então:O amor há de vencer
E a alma libertar
Mil fogos ardem sem se ver
Na luz do nosso olhar
Na luz do nosso olhar

Um dia há de se ouvir
O cântico final
Porque afinal falta cumprir
O amor a Portugal


André Rieu - O amor a Portugal! DVD - Romantic Paradise (Live in Cortona, Italy) (2003)

Nunca serei capaz de colocar em causa a beleza do espectáculo (imagem acima) que a tal "mão amiga" me fez chegar pelo facebook, mas...

O arrepio daquela noite em Alvalade será irrepetível!...

Leoninamente,
Até à próxima

1 comentário:

PUBLICIDADE