domingo, 23 de julho de 2017

Poderão os exorcistas continuar a receber emails?!...



Quantos golos já foram validados em situações ainda mais "abençoadas" do que esta?! Quantos títulos "caíram dos céus aos trambolhões" em "santas eucaristias" rezadas por "padres de tal paróquia", enquanto entre os fiéis, uns batiam com as mãos no peito e outros arrepelavam os cabelos, como que possuídos pelo demónio?! Sem que alguma vez alguém ousasse falar em exorcismo?!...

Finalmente, os "bispos" autorizaram o "exorcismo" e os diabos tremeram nas profundezas dos infernos, sabendo que a partir de agora, não sendo impossível, já não possuirão com tanta facilidade os "espíritos mais fracos"!...

Mas subsistirá por muito tempo ainda, no seio da comunidade dos crentes, uma dúvida terrível e atroz, acerca das capacidades tecnológicas instaladas nas "carrinhas VAR"...




Poderão os exorcistas continuar a receber emails?!...

Leoninamente,
Até à próxima

6 comentários:

  1. Com um pequenitozito mas... E quando só os olhos escarlatados deste paisinho tiverem com atenção??? Serão as decisões tão magnânimas??? Terá sido este um "bom" exemplo a... não fazer...??? Foi só esta vez para aprendermos o que não vamos ter...??? Espero que não... mas uma vez mais... SIM... Vou esperar sentado... que os joelhitos já não dão para muitas horas em pé...

    SAUDAÇÕES LEONINAS

    ResponderEliminar
  2. Grande foto esta, caro Álamo! O segredo não é ter os padres na mão, é ter na mão quem tem mão nos padres. Agora, e referindo-me ao exemplo que foi dado ontem nesta jogada, e assinalando ser de tal ordem que arrisco dizer que, sem repetição e VAR, ninguém arriscaria invalidar o golo, se isto servir para acabar com um terço que seja das bençãos com que uns eram sistematicamente brindados e com as penitências que sobre os mesmos sempre caíam, ah!, aí, se calhar temos algo mais próximo de um campeonato.

    E já agora, se tivermos um onze em que uma boa parte parece estar disposta a dar aquele extra que tanto nos tem faltado (Coates, BAtaglia, Bruno F, Gelson, Acuña, Podence, Bas Dost), então pode ser que não cheguem as penas de galinha para tanto bruxedo!

    Do que mais gostei ontem foi certamente a atitude. E é SÓ isto que é preciso. O resto virá.

    ResponderEliminar
  3. Lembro-me logo de um Benfica-Boavista, no início do ano de 2016...
    Ai se houvesse VAR...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obviamente que J.P. Gonçalves, como pessoa séria, íntegra e de carácter, mas levemente "encartilhado" por Aloysius Alzheimer, esqueceu entre muitos e muitos e ainda muitos e muito mais que muitos, o golo que deu o título ao Benfica, com Luisão a empurrar o leão Ricardo e a bola pela baliza dentro, com Paulo Paraty, que ninguém chamou a contas na ocasião e que agora, depois da sua partida, ninguém deseja chamar, a esfregar as pálpebras, depois de lhe ter entrado um milhafre pelos olhos dentro...

      Ó J.P. Gonçalves, olhe que a doença tem tratamento se for detectada a tempo! É o máximo que posso fazer por si: avisá-lo!...

      Eliminar
    2. Não se preocupe. Alzheimer ainda não é comigo. Mas não brinque com isso porque pode tocar a qualquer um, até a si. Com isso não se deve brincar.
      Nestes casos das clubites, o Alzheimer é selectivo. Só nos lembramos quando somos prejudicados. Quando nos beneficiam, esquecemos.
      Ah! É verdade! Peço desculpa... O Sporting nunca foi beneficiado nos últimos 15 anos...

      Eliminar
    3. Um livro aberto, o discurso do J.P. Gonçalves! Quanto não vale a leitura da "cartilha"! É só cultura e cultura da boa, acumulada!...
      Bem aventurados os pobres de espírito!...

      Eliminar

PUBLICIDADE