quarta-feira, 9 de julho de 2014

E os burros somos nós ?!...




Ainda Luís Felipe Scolari era seleccionador nacional de Portugal e ficou célebre a questão que um dia colocou aos jornalistas portugueses, para sacudir a água do seu capote, dada a ineficácia da equipa lusa perante a Finlândia, com quem acabara de empatar: "E o burro sou eu"?!...

Agora, perante a hecatombe da equipa brasileira, que ontem sucumbiu ante a Alemanha, por concludente 7-1, na pior derrota da sua história, passaram a ser os adeptos do futebol a colocar a questão: E os burros somos nós?!...

Não, de novo, terá sido apenas ele e só ele, Luis Felipe Scolari, porque casmurro, cego e surdo, como sempre foi seu apanágio, insistiu em jogadores sem a mínima qualidade para envergar a prestigiada camisola canarinha, e aos quais só a sua teimosia abriu caminho para poderem ter a honra de representar um país com tantas tradições no futebol, que colocou sobre si próprio, o anátema que um dia pretendeu endossar aos jornalistas portugueses!...

Esse terá sido o seu primeiro acto ASININO! Mas cometeu outro, com rótulo igual ou tremendamente parecido, mercê da sua manifesta incapacidade nos planos estratégicos e tácticos, já antes exaustivamente manifestada, tanto nos tempos em que liderou a selecção nacional, quanto nos tempos da sua fugaz passagem pelo Chelsea!

Ninguém lhe negará a posse dos excelentes atributos que lhe permitem armar as suas equipas, no plano da galvanização mental e anímica. Mas continua a evidenciar uma pobreza confrangedora quando se trata de conseguir que as suas equipas sejam equilibradas e harmoniosas a defender e demolidoras e letais no ataque. Scolari é um desastre táctico! A equipa brasileira não fez um único remate na primeira parte e foi praticamente inofensiva na segunda, cobrindo-se ela própria de vergonha e humilhando e fazendo o seu povo, verter lágrimas de decepção e tristeza.

Naturalmente que será muito pouco provável que, em quatro dias apenas, Scolari, independentemente do adversário que o jogo da outra meia-final hoje venha a determinar, consiga alterar tudo o que tem estado mal na selecção brasileira e não volte, no próximo sábado, a sofrer nova humilhação. E esse será, o ainda mais provável fim de linha para ele, à frente da selecção do Brasil.

Curiosamente, terão sido exactamente os mesmo erros cometidos por LUís Felipe Scolari, que todos os adeptos de futebol em Portugal, imputam a Paulo Bento, na triste passagem da nossa selecção pelo Brasil e que, tão natural como com Scolari, o fim de linha já tivesse sido determinado para o actual seleccionador de Portugal. Só que haverá uma grande diferença entre as duas situações: 

O Brasil já deixou de ser um país do terceiro mundo! E o Scolari, sendo burro, não me parece tão asno quanto o Bento!!!...

Leoninamente,
Até à próxima

Sem comentários:

Enviar um comentário

PUBLICIDADE