sábado, 12 de julho de 2014

A persistência de Ramy Rabia e do Sporting!...



DADOS PESSOAIS

Nome:
Ramy Hesham Abdel Aziz Rabia
Nacionalidade: Egito
Nascimento: 1993-05-20 (21 anos)
Naturalidade: Cairo - Egito
Posição: Defesa Central/ Médio defensivo (Líbero)
Pé preferencial: Direito
Altura: 186 cm
Peso: 86 kg
Internacional A: 8 Jogos / 2 Golos


Como os cogumelos depois das primeiras chuvas, têm surgido neste confuso defeso e nos mais diversos OCS - particularmente nos pasquins da Cofina e no que lá pelo Norte veste a pele dos andrades - dezenas e dezenas de potenciais "reforços" para o Sporting. Parafraseando o eterno e saudoso Vasco Santana, salvo erro no Pátio das Cantigas, aparecem, desaparecem, são uns ilusionistas!... 

Mas há um nome que tem sobrevivido a todas as normais especulações deste interregno competitivo e que, regularmente, volta às primeiras páginas, consubstanciando um processo negocial complexo, mas que a vontade do jogador em vir para Alvalade, tem mantido actual. Claro que haverá notórios indícios sobre o interesse leonino, sendo que, paralelamente, tem-se evidenciado a determinação negocial implacável da estrutura leonina: Ramy Rabia, o jovem, possante e prometedor central egípcio, a quem o seu clube de sempre, o Al-Ahly, tem feito comer o pão que o diabo amassou.

O facto de entre o jogador e o clube egípcio apenas faltar um ano para a extinção do contrato que os liga e de a relação laboral poder ser extinta de imediato, por via do facto de se poder inequivocamente enquadrar no estabelecido pela Lei Webster, parece ter levado o Al-Ahly a baixar as exigências anteriores e a ter tentado uma reaproximação ao Sporting, no sentido de salvaguardar o que para si poderá ser o mal menor.

Segundo o que hoje é anunciado em A Bola, a parada egípcia terá baixado substancialmente e a última proposta leonina de 650 mil euros, poderá agora ser aceite, o que se traduzirá no acordo iminente entre os clubes, sendo que há muito se verifica total sintonia entre o jogador e o Sporting.

A acompanhar com atenção mas sem surpresa, conhecidas que são as tradicionais dificuldades negociais com os clubes daquela região. Porém, e por via do ocorrido com a contratação de Shikabala, à estrutura leonina parece não faltar inflexibilidade, muito bem temperada com uma surprendente e eficaz paciência oriental. 

Quando é necessário contar os tostões disponíveis, não se podem cometer as loucuras a que vamos assistindo por aí. Fazer mais com menos, parece ser lema que veio mesmo para ficar em Alvalade !...

Leoninamente,
Até á próxima

Sem comentários:

Enviar um comentário

PUBLICIDADE