quinta-feira, 18 de outubro de 2018

Calem-se para sempre os detractores!...


Rui Patrício abdicou de 5 milhões de euros para viabilizar acordo entre Sporting e Wolves
Guarda-redes 'dispensou' prémio de assinatura contratualizado (LINK)

«Negócio fechado e novela terminada. O dia de ontem marcou o capítulo final do imbróglio que envolveu o Sporting, Rui Patrício e o Wolverhampton nos últimos meses. Frederico Varandas (com a ajuda de Jorge Mendes) fechou as negociações por 18 milhões de euros, a SAD leonina encaixa no imediato 14,85 milhões – referentes aos 82,5 por cento dos direitos económicos que detinha do jogador (os restantes 17,5 % pertenciam à Gestifute de Jorge Mendes) – e o guarda-redes encerra, finalmente, um capítulo difícil na sua já longa carreira.

Aliás, o papel desempenhado por Rui Patrício em todo este processo revelou-se absolutamente fundamental para que o Sporting pudesse encaixar uma verba considerável com a saída do antigo capitão: o guarda-redes abdicou dos 5 milhões de euros contratualizados como prémio de assinatura com o Wolverhampton (independentemente de ser uma transferência entre clubes ou uma negociação enquanto jogador livre), de forma a viabilizar o negócio entre as restantes partes envolvidas neste dossiê.

Apesar de entender que as razões invocadas na justa causa se mantinham válidas – e até reforçadas com o recente depoimento de Bruno Jacinto –, o internacional português, de 30 anos, mostrou-se sempre disponível para ajudar o clube verde e branco. Em total sintonia com Frederico Varandas e Jorge Mendes, esta foi a alternativa encontrada para convencer os responsáveis do Wolverhampton, de forma a que os leões encaixassem um valor importante para o futuro a curto/médio prazo.

Rui Patrício sempre quis evitar que o Sporting fosse prejudicado com a sua saída, e ficou extremamente aliviado com o acordo alcançado. Recorde-se que o internacional português só avançou para a rescisão unilateral de contrato depois de ter visto Bruno de Carvalho vetar a sua saída, quando já havia um contrato alinhavado, e o próprio estava em Inglaterra para fazer os exames médicos. O antigo capitão evita assim uma guerra judicial que podia manchar a imagem que construiu em Alvalade.»

Apetece perguntar se, não fora a profunda relação de amizade com Rui Patrício e a imagem de respeitabilidade com que representou o Sporting perante todas as partes envolvidas e todos os compromissos assumidos pelo Clube, incluindo Jorge Mendes, quem teria conseguido neste imbróglio negocial de imprevisíveis consequências, uma tão importantíssima vitória como a que alcançou Frederico Varandas?!...

Calem-se para sempre os detractores!...

Leoninamente,
Até à próxima

17 comentários:

  1. Os detractores são uma espécie de bonecos sempre-em-pé: por mais voltas que se lhes dê, retomam sempre a posição original-o boneco neles pintado fica sempre de pé!
    Por aquilo que vou lendo em blogues diferentes, eles sentem necessidade de serem "do contra", apaixonados que ficaram que feitio guerreiro do seu ídolo, BdC.
    Por isso, por mais disparates que o homem tenha feito e que se vão começando a conhecer melhor, para eles "tudo bem" - que a paixão é assim mesmo.

    Dos que vou lendo, fica-me a convicç~~ao de que a maioria nem é sócia do Clube, uns serão simples adeptos e, alguns, nem sportinguistas serão.
    Mas como o que importa é insultar e criticar Frederico Varandas...

    ResponderEliminar
  2. Já tinha ficado profundamente desiludido no anterior post.
    Agora começa a ser preocupante, e questiono-me do sportinguismo do autor.

    Relembro: falamos de um ser repugnante que se aproveitou da atrocidade que fizeram aos seus colegas para tentar chantagear o clube a dar 7M ao mendes.
    Nunca nenhum jogador fez nada tão execrável, em todo o futebol mundial, que me lembre.


    Cuspiu em todos nós. Deveria ser o capitão, mas foi o nosso maior inimigo.


    "Recorde-se que o internacional português só avançou para a rescisão unilateral de contrato depois de ter visto Bruno de Carvalho vetar a sua saída" - Falso.
    Jorge Mendes decidiu exigir 7M para ele não rescindir. Bruno - e bem - recusou. Ele rescindiu. Tanto que, posteriormente, voltou a exigir-se 7M, já com Cintra que - mais uma vez bem - recusou.

    "Rui Patrício sempre quis evitar que o Sporting fosse prejudicado com a sua saída," - FALSO
    Rui Patrício virou a cara aos adeptos (até empurrou Montero, quando este lhe chamou à atenção), foi o primeiro a abandonar o barco, e pôs os interesses de jorge mendes à frente dos dele e dos do clube. A sua intenção sempre foi a de prejudicar o clube, e NUNCA poderemos esquecer isso, e não será um energúmeno qualquer a escrever o contrário num pasquim e a tentar pateticamente fazer isso passar por jornalismo que irá mudar algo.

    "O antigo capitão evita assim uma guerra judicial que podia manchar a imagem que construiu em Alvalade" -> FALSO
    A sua imagem será a do maior monte de esterco da história do clube. Ele não fez acordo nenhum, simplesmente rescindiu (relembro: APROVEITOU-SE DO QUE FIZERAM AOS COLEGAS DELE PARA CHANTAGEAR O CLUBE EM 7M PARA O MENDES).
    Isso é o OPOSTO de fazer um acordo.

    "Rui Patrício em todo este processo revelou-se absolutamente fundamental para que o Sporting pudesse encaixar uma verba considerável com a saída do antigo capitão" -> FALSO

    isto não é uma verba considerável. é uma verba paupérrima, que lhe alivia de pagar milhões de euros ao clube em que ele cuspiu.

    "o guarda-redes abdicou dos 5 milhões de euros contratualizados como prémio de assinatura com o Wolverhampton (independentemente de ser uma transferência entre clubes ou uma negociação enquanto jogador livre), de forma a viabilizar o negócio entre as restantes partes envolvidas neste dossiê." -> FALSO
    Quando ele cuspiu no Sporting para tentar extorquir 7M para o mendes, é óbvio que o Sporting deixou de ter algo a ver com qualquer prémio ou contracto que ele fizesse com Wolverhampton ou outro clube qualquer.
    Se ele recebe 5M ou 5€ deles é absolutamente indiferente ao Sporting. A negociação é entre o clube que tudo lhe deu e onde ele cuspiu (a cujos adeptos ele virou a cara), e o clube que o Jorge Mendes lhe arranjou.

    Este post é altamente repugnante. Um insulto ao Sporting.
    Consegue insultar o Sporting e ainda estar a acreditar numa retorcidíssima teoria da conspiração mal retalhada pela imprensa afecta a Jorge Mendes e elogiar talvez os dois maiores inimigos do Sporting da actualidade: mendes e patrício.
    Dois que tentam activamente fazer mal ao clube, como fizeram nesta DERROTA (não vitória) de dr varandas.

    Peço que se retrate, o que disse é muito, muito grave.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ó Bruno, a tua nova profissão de DJ não te ocupa o tempo?! Deixa Leoninamente e os sportinguistas em paz!!!...

      Eliminar
    2. És um triste - mesmo palhaço, és um triste.

      Eliminar
  3. Não me irei calar, como detrator de Patricio. A atitude da rescisão foi deplorável e essa não perdoarei (só aos que voltaram). No entanto o sentimento de ódio que nutro por Patricio fica bastante diminuido.

    Desejo-lhe um bom resto de carreira no poderoso Wolverhamptom.

    ResponderEliminar
  4. Até fiquei com uma lágrima no canto do olho com tamanha genetosidade

    ResponderEliminar
  5. Rescinde o contrato e ainda tínhamos de pagar 5 milhões. Estamos a brincar ou quê? Que palhaçada de notícia é esta. Era por isso que nunca saia do Sporting. Temos de pagar ao Mendes, temos de pagar ao Rui patricio e o Sporting nada. Dos vinte milhões, paga 7 milhões ao mendes, 5 ao rui patricio, 1 milhão que desaparece e o Sporting só recebia 7 milhões. Belos negócios que se fazem neste Sporting. Cambada de ladrões.

    ResponderEliminar
  6. Abdicou de 5 milhões!... Deixem-me rir... Irá ganhá-lo a dobrar de outra forma.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem todos dormirão com os três olhos abertos como o Helder Mestre!!!...

      Eliminar
  7. Lamentável este pseudo grande negócio do Dr. Fivelas.
    Ceder às exigências dum escroque da sociedade como Jorge Mendes, a propósito duma suposta dúvida que o SCP nunca reconheceu, a não ser, talvez o Dr: Fivelas?
    Haver alguém, dito Sportinguista, que o aplauda?
    Quo Vadis SCP?

    Regressa BdC.

    ResponderEliminar
  8. Lamentável este negócio do Dr. Fivelas!
    Pagar a um escroque da sociedade como Jorge Mendes 7 milhões por uma suposta comissão que o SCP nunca reconheceu, a não ser, talvez, o Dr. Fivelas?
    Haver alguém que aplauda este negócio é, simplesmente, lamentável, para não utilizar outro adjectivo mais penalizador!

    ResponderEliminar
  9. A anterior direcção do SCP PRESIDIDA por BC tinha uma norma informática interna,e muito bem, de validação de actos de gestão extraordinários que obrigava a várias confirmações. A autorização para Rui Patrício poder ir fazer testes médicos a Inglaterra não cumpriu essas regras. A partir desse momento começou a bola de neve.A verdade SEMPRE acima de tudo .forte abraço a todos os sportinguistas.

    ResponderEliminar
  10. O resultado é excelente! Proponho substituir a Estátua do Leão por três bustos de Varandas, Cintra e Patrício.
    Aceitamos um negócio de 18 milhões recusado por Bruno e Cintra, recebemos um valor inferior à venda de Rúben Semedo(os 80% que detinhamos), e continuamos a dever 6 milhões à Jorge Mendes que irá cobra-los noutra ocasião. E para fechar temos toda a comunicação social em uníssono e alegremente a elogiar o Sporting neste grande gelado na testa.
    Se me disserem que Varandas fez o possível nas actuais circunstâncias, aceito porque é uma realidade.
    Mas não aceito que um negócio de merda nos seja vendido como uma vitória do sportinguismo. Poupem-nos.

    SL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Entendendo como infeliz a ironia utilizada na sugestão das estátuas, perdoar-me-à o JHC que o informe que ela jaz na sargeta do meu desprezo: quem não se sente nunca será boa gente!...
      Tem o JHC todo o legítimo direito de aceitar como verdades absolutas, todas as cartilhas que lhe colocarem à frente. Poupe-me no entanto de me continuar a repetir pela enésima vez histórias sem qualquer fundamento e números falaciosos, completamente diferentes daquelas que por vária vias me têm chegado...

      Se aceita ou não o negócio que designa como "negócio de merda", o problema será seu e estará no seu pleno direito de o entender como quiser do mesmo modo que me assiste a mim o direito de o classificar como um "negócio possível e satisfatório" face às terríveis circunstâncias em que foi realizado...

      O tempo há-de dizer-nos quem estará mais perto de acertar, muito particularmente com os desenvolvimentos e surpresas - quiçá grandes e estrondosas surpresas e detenções e condenações e longas penas de prisão! - que ainda nos chegarão sobre o processo judicial do assalto à Academia!...

      E mais não digo, enquanto em mim houver a esperança de Varandas conseguir chegar a acordo por Gelson. O Sporting já terá gente suficiente a fazer permanente e quase diariamente, estúpidos "haraquiris"...

      Eliminar

PUBLICIDADE