quarta-feira, 31 de outubro de 2018

Ó PEZERO, vai dar uma volta até ao Bugio!!!...


Vitória?! Qual vitória?! Derrota, clara e categórica. E, com o Sporting no fundo, o que mais nos irá acontecer?!...

Ó PEZERO, vai dar uma volta até ao Bugio!!!...

Leoninamente,
Até à próxima

Bas Dost resolve!!!...


Ora aí vai o Sporting de José Peseiro e que eu aplaudo - que mais hei-de fazer? -, para uma vitória clara, categórica e sem espinhas!...

Bas Dost resolve!!!...

Leoninamente,
Até à próxima

Só se for a Judiciária, o Ministério Público e os Tribunais!!!...




"Se Varandas olhar para o vizinho do lado, não deverá ficar muito tempo"

(Luís Filipe Vieira ontem na TVI)


É preciso ter uma grande lata naquelas trombas de toupeira!...

Mas quem é que a criatura pensa que consegue endrominar?!...

Só se for a Judiciária, o Ministério Público e os Tribunais!!!...

Leoninamente,
Até à próxima

Deseja-se uma vitória clara e categórica!...


A convocatória para o jogo de mais logo frente ao Estoril não surpreenderá ninguém. O que poderá surprender será o onze inicial com que José Peseiro poderá avançar...

Para o treinador de bancada que sou, poderá ser assim: Salin; Bruno Gaspar, Marcelo, André Pinto e Jefferson; Petrovic e Gudelj; Diaby, Bruno Fernandes e Jovane; Castaignos.

Deseja-se uma vitória clara e categórica!...

Leoninamente,
Até à próxima

Tornar o nosso Sporting cada vez maior e diferente!...




Leandro, rei  da Helíria (resumo) 

Alice Vieira

«Um rei bondoso, duas filhas más, uma filha boa e um bobo fiel. É assim o reino de Helíria! Tudo está em paz até ao dia em que o Rei tem um sonho muito estranho, que o leva a crer que está na altura de abandonar o trono. Como não tem filho varão decide entregar o reino à filha que mais o amar. Para isso, cada uma deve exprimir, por palavras, os seus sentimentos. Amarílis e Hortênsia fazem um lindo discurso comparando o seu amor ao Sol, ao ar e a todos os elementos vitais. Viloleta, a filha mais nova, não encontra outra comparação senão a de que quer ao pai tanto como a comida quer ao sal. O Rei não entende esta medida de amor e, furioso, expulsa a filha, para sempre, e entrega metade do reino a cada uma das outras filhas. Mais tarde, as filhas más acabam por expulsar o pai, que caminha durante anos com o seu bobo fiel por terras desconhecidas. Já velho, cansado e cego, encontra, sem saber, o reino de sua filha Violeta. Esta serve-lhe um manjar de comida sem sal. O pai compreende, então, a falta de um bem tão essencial e pede perdão a Violeta por não ter percebido que ela era a única filha honesta e que realmente o amava.»

Em verdade vos digo, caríssimos leitores e amigos, depois de mais de sete longos, esforçados e por vezes difíceis anos de publicação de Leoninamente, que um qualquer blog sem comentários será, assim o entendo hoje, "como a comida sem sal"!...

Acontece porém que, ao contrário do que muitos poderão julgar e tal como acontece com a comida, se excessivamente condimentada de sal e outros aditivos alimentares, este vosso modesto escriba, muito particularmente desde que o Sporting Clube de Portugal foi colocado perante aquela que terá sido a maior crise da sua história centenária,  foi confrontado na caixa de comentários de Leoninamente, com tão inenarráveis e inqualificáveis excessos que se viu empurrado para a única via que o seu conhecimento de então lhe aconselhou: o radical corte de todos os comentários.

Duas semanas foram contudo suficientes para que este vosso amigo concluísse o mesmo que o rei da Helíria! Duas semanas de tanto desconsolo e decepção, quanto qualquer prato de comida sem sal. E  depois de algumas noites de sonos  curtos e confusos, a almofada e as regras do servidor do blog, permitiram vislumbrar a solução capaz de ultrapassar tamanho destempero.

Com a solução que em boa hora fui capaz de engendrar, a criação do Núcleo dos Amigos de Leoninamente, creio ter encontrado a resposta que tanto me preocupou nessas duas longas semanas. De imediato avancei para o convite dos sete únicos leitores de Leoninamente de quem tinha endereço electrónico, deixando a porta aberta para que a multidão de muitos outros que considero e estimo também o possa fazer, bastando para isso que, caso o desejem, o venham a solicitar.

Tudo leva o seu tempo a alcançar: Roma e Pavia não se fizeram num dia. Mas os três primeiros amigos que aderiram à minha iniciativa, José Lopes, Vitor Cruz e 8, aí estão eles a encabeçar este meu postal de hoje, sendo que já constam da respectiva janela à esquerda do blog. Para eles o meu bem hajam e o desafio de, mesmo poucos, façam por ora, o que muitos outros hão-de por certo fazer amanhã.

E que tudo isto, resultando para já numa atmosfera despoluída e saudável como a que agora envolve Leoninamente, possa contribuir para...

Tornar o nosso Sporting cada vez maior e diferente!...

Leoninamente,
Até à próxima 

Qual será a visão das grades da Carregueira?!...


E depois do julgamento dos processos judiciais todos...

Qual será a visão das grades da Carregueira?!...

Leoninamente,
Até à próxima

terça-feira, 30 de outubro de 2018

Estes gajos são do melhor!...


Depois do porco a andar de bicicleta...

Estes gajos são do melhor!...

Leoninamente,
Até à próxima

Não há limites para CR7!...


Juve, insaziabile Cristiano: gol da record per i bianconeri

Da Trezeguet a Higuain, nessun grande attaccante ha fatto 7 reti in 10 gare al primo anno. Solo Charles segnò quanto Ronaldo (LINK)



«Essere il numero uno per lui non è solo un obiettivo, con gli anni è diventata una filosofia di vita. Ciò che distingue Cristiano Ronaldo dai comuni mortali è la voglia di essere sempre un passo avanti agli altri, di arrivare dove nessuno aveva mai posato piede prima. CR7 vive ogni partita come un atterraggio sulla luna: c’è sempre un obiettivo da raggiungere, un record da superare, una vetrina da conquistare. La doppietta di Empoli è stata una doppia dimostrazione, della sua forza e della sua grandezza: Ronaldo ha segnato 7 gol nelle prime 10 giornate di campionato alla Juventus, una cifra che nessuno dei grandi attaccanti della storia recente era riuscito a toccare nel primo anno in bianconero. Da Trezeguet a Ibrahimovic, il penta pallone d’Oro si è lasciato tutti alle spalle. Solo John Charles aveva segnato quanto lui nella prima decina del debutto, ma erano altri tempi, un altro calcio...»

Mais um recorde de 60 anos, batido pelo nosso indomável e insaciável LEÃO...

Não há limites para CR7!...


Leoninamente,
Até à próxima

Diz-me quando, quando, quando?!...



«SOMOS DETENTORES DO TROFÉU, TEMOS RESPONSABILIDADES»

José Peseiro mostrou-se confiante na antevisão do jogo com o Estoril (4ª feira às 21:15, em Alvalade), a contar a segunda jornada da Taça da Liga. Os leões, actuais detentores do troféu, somaram uma vitória na primeira partida frente ao Marítimo (3-1) e lideram o grupo D a par do Feirense:

«É um jogo no qual queremos alcançar a segunda vitória na competição. Sendo detentores do troféu, isso dá-nos tanta ou mais responsabilidade...»

O restante do discurso de Peseiro é o lugar comum a que já nos habituou em todas as suas antevisões de jogos: hipervalorização do adversário, "não vai ser um jogo fácil" e mais blá-blá-blá... A soda de sempre!...

Claro que para os adeptos de uma equipa candidata ao título da competição máxima cá do burgo, recebendo em casa uma equipa do segundo escalão, onde ocupa ao fim de sete jornadas o quarto lugar, a cinco pontos do líder e com o ataque mais realizador mas, em contraste, uma das piores defesas da competição, terá de ser sempre um discurso que o técnico leonino deveria utilizar no balneário para os seus pupilos e jamais quando no canal televisivo do Clube se dirige aos adeptos sportinguistas. Mas José Peseiro nunca será homem para afirmar, seguro e frontal:

Estamos a trabalhar para alcançar o único resultado que consideramos admissível: uma vitória clara e categórica!...



Diz-me quando, quando, quando?!...

Leoninamente,
Até à próxima

Cá fico à espera do amor maior: Sporting!...



Sporting é bem-vindo à Liga de Basquetebol... mas há dúvidas

Alguns clubes querem ver esclarecidos certos pontos quanto à forma de ingresso na Liga Placard

Tudo aponta para que o Sporting esteja bem perto de ver reconhecido o seu desejo de voltar a estar representado com uma equipa sénior masculina na Liga Placard, a principal competição de clubes de Portugal.

A maioria dos clubes da Liga parece disposta a não inviabilizar a entrada directa da equipa leonina já na edição 2019/20, matéria que será analisada na reunião agendada com a Federação Portuguesa de Basquetebol (FPB) para o próximo dia 9 de Novembro. Estará prestes a cumprir-se assim um dos pontos fortes da campanha eleitoral liderada pelo actual presidente leonino, Frederico Varandas, o qual já reuniu com Manuel Fernandes e Pinto Alberto, respectivamente presidente da FPB e director das competições da mesma instituição.

O tema vai ser debatido na reunião da próxima semana, mas conforme as posições dos clubes, o nome Sporting tem um grande peso e poderá ajudar a elevar a competição ao nível que já atingiu no passado recente, para além de atrair mais investidores, que acabarão por beneficiar, não só a FPB, como os próprios clubes.

Caso seja aprovado o ingresso dos leões já na época 2019/20, o campeonato deverá ser alargado a 14 equipas, em vez das 12 actuais e, nesse caso, apenas o último classificado da Liga Placard seria despromovido à Proliga. 

Com o Benfica e o FC Porto a recusarem emitir neste momento qualquer parecer oficial, embora seja pública a sua disposição de não colocar entraves à entrada directa dos leões, os restantes clubes, embora manifestando alguns leves reservas quanto à ‘moralidade’ do regresso directo do Sporting à competição maior do basquetebol português, parece haver um sentimento generalizado de aceitação, que certamente concorrerá para que assistamos na próxima época a uma competição com todas as probabilidades de colocar o basquetebol como segunda modalidade do país em importância desportiva e económica, apenas ultrpassada pelo futebol. 

Recorde-se que o basquetebol foi extinto em Alvalade em 1995, após referendo aos sócios, que preferiram a continuidade do andebol.

Eis uma súmula de opiniões dos principais responsáveis da modalidade nos restantes clubes, recolhida e hoje publicada pelo jornal Record:


A REACÇÃO DOS CLUBES

Illiabum - José Rafeiro (director desportivo)

"Estamos plenamente de acordo. É salutar para a modalidade a entrada do Sporting. Todos os clubes estão de acordo. É uma mais-valia para o basquetebol e que está acima dos interesses particulares dos clubes. Reforça a imagem da modalidade que está de novo numa fase de crescimento". 

V. Guimarães - Pedro Guerreiro (director desportivo) 

"É bem-vindo. É mais uma televisão a transmitir jogos de basquetebol, o que é muito bom para os clubes pequenos. Agora vamos ver como é que isso vai suceder, se desportivamente ou de outra forma. Dá ideia de que quem tem dinheiro é fácil entrar. Mas, repito, é bem-vindo para a Liga". 

Oliveirense - Hélder Albergaria (director desportivo)

"Até agora ainda não sabemos como se vai processar. Nós queremos o melhor para nós e para todos os clubes, mas ainda não temos opinião formada. Vamos esperar pelo que nos tem a dizer a Federação. Como está a pensar processar a entrada na Liga. Aguardamos pelos esclarecimentos na reunião". 

CAB Madeira - Pedro Freitas (presidente) 

"É bom que haja clubes interessados em candidatar-se à Liga. Também percebo o mediatismo que alguns clubes têm para levar a comunicação social a contactar os outros. Agora, um clube que não tem equipa sénior a competir, a dúvida que se me coloca é como vai integrar a Liga. Esperamos por esclarecimentos da FPB". 

Lusitânia - Luís Veríssimo (dirigente) 

"Apoiamos a 100% a entrada do Sporting na Liga. Nós somos a 14.ª filial dele e só vemos com bons olhos a vinda do clube para a principal competição nacional. É bom para a modalidade e é importante a visibilidade que vai trazer. Vamos arrancar aqui com a Academia de Basquetebol e o Sporting vai ajudar". 

Imortal - Rui Gago (dirigente) 

"Na perspectiva de um clube como o nosso, que chegou à Liga vindo de baixo, é difícil aceitar. Do ponto de vista de colocar o basquetebol no lugar que já ocupou, como segunda modalidade do país, e do retorno que advém da presença de um clube como o Sporting, temos de aceitar. É um assunto a ser discutido na FPB".

Galitos - Carlos Guerreiro (presidente)

"No início das épocas há sempre várias situações. Agora não há dúvida de que o Sporting vai trazer mais visibilidade, mas não deixa de ser injusto para outras equipas, por exemplo o 3.º da Proliga. Não temos nada contra, mas seria aceitável um alargamento do número de equipas e que fossem analisadas outras candidaturas". 

Ovarense - João Candeias (director desportivo)

"Compete à FPB decidir, pelo que sendo relevante a opinião que os clubes possam ter, não está ao seu alcance influenciar a decisão. A eventual entrada do Sporting tem aspectos positivos e negativos. Haverá uma reunião para abordar o assunto, sendo por isso prematuro a Ovarense assumir uma posição pública" .

Esgueira - Jorge Caetano (director desportivo)

"Desportivamente, parece ser injusto para uma equipa que levou anos a fio para subir à Liga. Reconheço que seja possível o Sporting entrar directamente, mas temos de rever todo o processo. No aspecto do mediatismo e visibilidade não há dúvida de que a modalidade fica a ganhar".

Terceira Basket - Hugo Salgado (treinador) 

"Ao nível de imagem, a entrada do Sporting vem engrandecer o basquetebol nacional. Agora resta saber como se vai dar essa entrada e com que bases. Será com o aumento do número de clubes para 14? Mas vai sem dúvida trazer espetáculo com os 3 grandes na mesma competição".

Como amante de longa data desta fantástica e espectacular modalidade, não vejo a hora de poder assistir na terra que me adoptou, à reedição de confrontos antigos entre os meus dois grandes amores: Illiabum vs Sporting sempre foi algo de me partir o coração!... 

Cá fico à espera do amor maior: Sporting!...

Leoninamente,
Até à próxima

segunda-feira, 29 de outubro de 2018

Apostar na inovação para recuperar o atraso!...



Sporting com 'reforço' para a área da recuperação e prevenção de lesões
Francisco Tavares assina nos próximos dias

Dando seguimento a uma promessa eleitoral de Frederico Varandas, que apontava para a criação de um Departamento de Performance Desportiva, notícias recentes dão conta de que o Sporting terá acabado de garantir a contratação de Francisco Tavares, especialista na parte física do treino, que assumirá o cargo de coordenador desse mesmo departamento.

Francisco Tavares deverá assinar nos próximos dias a sua vinculação ao Sporting, embora apenas possa abandonar o clube que actualmente representa na modalidade de râguebi - o Glasgow Warriors -, no final do ano, pelo que só em Janeiro chegará a Alvalade para coordenar uma importantíssima área relacionada com a recuperação e prevenção de lesões. 

Longe parece ir já o tempo em que tanto se pedia que "cessassem as palavras e falassem as obras"! O Sporting aparece agora decidido, firme, inflexível, determinado e finalmente em silêncio, a... 

Apostar na inovação para recuperar o atraso!...

Leoninamente,
Até à próxima

Acautelando o presente com o olhar no futuro!...



José Peseiro chama Thierry após vitória sobre o Boavista
Lateral-direito da equipa de sub-23 integrou a sessão matinal do plantel principal do Sporting.

O lateral direito da equipa S23 do Sporting, Thierry Correia, de 19 anos, integrou esta segunda-feira o treino do plantel principal do Sporting, um dia depois da vitória por 3-0 na recepção ao Boavista, para a oitava jornada da I Liga.

O internacional sub-20, habitual titular na equipa liderada por José Lima, que se encontra na quinta posição da Liga Revelação após duas vitórias consecutivas, foi chamado por José Peseiro para participar nos trabalhos do plantel sénior. Os titulares do jogo com o Boavista realizaram trabalho de recuperação, à excepção do guarda-redes Renan Ribeiro, que subiu ao relvado para efectuar treino normal junto dos restantes jogadores que não alinharam de início no domingo.

Recorde-se que no departamento clínico do clube, permanecem o avançado brasileiro Raphinha e o lateral-direito macedónio Ristovski, sendo o caso deste último, cuja recuperação aponta para quase um mês, a razão para esta chamada de Thierry aos treinos da equipa principal, sob orientação próxima de José Peseiro, cujo papel terá de ser de importância decisiva na evolução de um jovem a quem é apontado o elevado potencial que terá justificado a renovação recente do seu vínculo com o Clube. 

O Sporting regressa aos treinos amanhã, para preparar a recepção ao Estoril, a contar para a segunda jornada do grupo D da Taça da Liga, marcado para quarta-feira, às 21h15. Um encontro ideal para a consolidação do bom futebol apresentado com os axadrezados mas que, simultaneamente, permitirá a José Peseiro aliviar a elevada carga competitiva do período que a equipa terá pela frente até ao Natal.

Acautelando o presente com o olhar no futuro!...

Leoninamente,
Até à próxima

O Sporting está farto de "banha da cobra"! Basta!!!...


Peseiro sobreviveu à primeira ameaça


Sporting respondeu às críticas com a melhor exibição da época e uma vitória que traz espaço para trabalhar com mais tranquilidade

«José Peseiro tem a cabeça a prémio.

Nós sabemo-lo e o próprio Peseiro também o sabe. Provavelmente um mau resultado frente ao Boavista teria significado o fim da linha para o técnico.

Basta olhar para os sinais: para os assobios, para os insultos, para a contestação dos adeptos, mas também para a última entrevista de Frederico Varandas ao Expresso, a anunciar claramente que o Sporting quer os melhores jogadores e o melhor treinador, e Peseiro não é o melhor treinador.

Por isso, repete-se, José Peseiro tem a cabeça a prémio. Cada jogo é um exame final.

Ora perante esta evidência, o Sporting respondeu com uma boa exibição e uma vitória gorda. José Peseiro arriscou, fez algumas alterações, estreou Diaby e devolveu Acuña à lateral, e a verdade é que a equipa respondeu bem: o argentino deu profundidade ao flanco esquerdo, o maliano inventou a jogada do segundo golo, por exemplo, entre mais uma ou outra boa iniciativa.

José Peseiro sobreviveu à primeira ameaça e ganhou espaço para trabalhar com mais tranquilidade: a partir de agora vai preparar a equipa em cima do entusiasmo que traz um triunfo convincente.

Ainda é pouco? É, sim senhor. Mas para já é qualquer coisa.»
(Sérgio Pereira, subdirector MaisFutebol)

A análise de Sérgio Pereira não andará muito distante daquela que uma boa parte dos adeptos sportinguistas partilhará neste momento, porventura aquela faixa que, mesmo continuando muito crítica em relação ao trabalho desenvolvido até agora por Peseiro, ainda consegue ser de algum modo moderada ao ponto de lhe oferecer alguma reserva de benefício da dúvida. Mas isso apenas acontecerá neste momento, tão só porque a vitória frente ao Boavista terá oferecido bem mais do que os três pontos: a equipa terá mostrado, finalmente, ser capaz de produzir "algum futebol"!...

Para mal do Sporting e do próprio José Peseiro e mesmo tendo em conta todas as vicissitudes sobejamente conhecidas e sobre as quais o treinador leonino deveria, rapidamente, colocar um pedra definitiva, em vez de as continuar a recordar permanentemente a quem as deseja esquecer para sempre, ao fim de quatro meses de trabalho, não bastará a "andorinha" que sobrevoou Alvalade no último jogo, para fazer a Primavera que os adeptos tanto desejam. Os adeptos e até o presidente Frederico Varandas, como muito bem sublinha Sérgio Pereira, não comerão gelados com a testa, para estarem dispostos a continuar a ouvir os chavões e os farrapos de desculpas vomitados e bem mal alinhavados no final de cada jogo, como se só ele e apenas ele o tivesse visto. Peseiro tem obrigação, com a cultura e a visão que lhe impôem o seu trajecto académico e a sua experiência profissional e de vida, de poupar os adeptos sportinguistas à vulgaridade e às imprecisões de uma tão confrangedora comunicação como aquela com que os vem brindando há demasiado tempo. Estará chegada a hora de renunciar definitivamente a vender aos adeptos a sua "banha da cobra"!...

Os últimos cinco anos, chegaram e sobraram...

O Sporting está farto de "banha da cobra"! Basta!!!...

Leoninamente,
Até à próxima

Rui Derrotas há muito que dorme sem lençóis!...


Os treinadores também não são para sempre

«Imagem muito própria do futebol português aquela que a TV nos deu no sábado: Silas e o adjunto Zé Pedro, técnicos sem carimbo oficial, a trocarem pontos de vista no Jamor, dentro da cabina de acrílico do banco de suplentes. Cá fora, o porta-voz autorizado, Tiago Teixeira, treinador principal faz de conta, transmitia para o campo as instruções do boss. Foi este trio de raposas de currículo ainda modesto que montou a teia táctica em que o Belenenses SAD – hoje, por respeito à fantástica atitude dos jogadores de cruz ao peito, esqueço que se trata, de facto, do Codecity FC – enredou, de forma inesperada mas perfeita, Rui Vitória e o Benfica.

Sente-se bastante nos encarnados a não titularidade de Jonas. E levanta-se uma dúvida: está ou não em condições físicas para integrar o onze inicial? Se está, pois que jogue quanto antes – só assim poderá voltar ao que foi. Se não está, então o que faz no Benfica? Nada inocente foi a resposta que deu ao repórter que lhe perguntou se não gostaria de jogar mais: "Estou à disposição", uma frase seca e curta que surgiu como uma crítica às opções do treinador.

A realidade encosta, na verdade, Rui Vitória às cordas. A equipa perde duas partidas consecutivas em que não consegue marcar. Onde está o temível caudal ofensivo do Benfica? A desculpa da falta de sorte, que existiu mas que evitou também que os azuis chegassem ao 3-0… – e disso ninguém fala – conta pouco para os adeptos, que já compreenderam que o ciclo de Vitória se aproxima do fim, amanhã, talvez em Janeiro, se calhar só em Maio. Daí se passou à feia fase dos assobios e insultos a um homem que tem trabalhado com entrega e obtido excelentes resultados. Mas nada dura para sempre e a sina de um treinador é por vezes maldita.

Os dias seguem difíceis igualmente para o Real Madrid, goleado em Camp Nou e já a sete pontos da liderança. Ontem, tudo aconteceu com "normalidade": Marcelo tornou a marcar – são dele três (!) dos últimos quatro golos dos madridistas – e lesionou-se, Varane somou asneiras à gorda colecção da época e saiu com "moléstias" (uma novidade!), Bale – "um zero à esquerda" como se escreveu na "Marca" – passeou-se de novo em campo até alguém se lembrar de o substituir, Courtois transformou-se num saco de golos, Ramos, o chefe dos donos do balneário, não pode com uma gata pelo rabo, e Lopetegui enterrou os pregos que lhe faltavam no caixão – o seu rosto, no início do clássico, era já o de um derrotado. Ou seja, não devia sequer lá estar.

Melhor não corre a vida a José Peseiro no Sporting. Regressei a Alvalade para ver o duelo com o Arsenal e tive duas meias-surpresas. Uma foi a forma fenomenal como as claques leoninas continuam a apoiar a equipa, independentemente do que esteja a ser o desempenho – daí a sua indiscutível importância. A outra foi a animosidade contra Peseiro e todas as decisões que tome, certas ou erradas. Quando, em cima do intervalo, Ristovski se magoou e se arrastou para fora do terreno – o Sporting carregava sobre a baliza adversária e ia ser marcado um canto a seu favor – o treinador saltou do banco e mandou o jogador reentrar em campo. Ouviu então uma enorme assobiadela, que mais não foi do que o aproveitamento da oportunidade para a plateia descarregar sobre ele a sua frustração. Ora, o que temos no reino do leão é um conjunto arrumado, que luta muito e não consegue dar mais – basta para o Boavista, não chega para o Arsenal. A culpa será de Peseiro ou do Nero que incendiou Roma?»
(Alexandre Pais, Outra vez segunda-feira, in Record)

Tirando o Real Madrid e Lopetegui deste filme que Alexandre Pais hoje entendeu por bem mostrar-nos, porque se poucos de nós por cá acreditamos que de Espanha  possam vir bons ventos ou bons casamentos, o melhor será esperar pela "morte anunciada" do Julen, que por todo o seu comportamento bem a merecerá. Pena que ao seu sedutor, injustamente, ninguém se lembre de o empurrar para o mesmo buraco, despejando-lhe depois meia dúzia de pazadas de terra por cima, mesmo sem lhe encomendar a alma...

É que por cá, quer-me parecer que nos dois quadros que Alexandre Pais tentou pintar, terá recorrido a pincéis  de dimensões substancialmente diferentes. Se bem me lembro, no final da 7ª jornada, Belenenses e Boavista estavam exactamente na mesma situação na tabela classificativa, com 7 pontos e, respectivamente, com 4/7 e 8/11 de golos marcados/sofridos. Nesta condição e uma vez que cada um destes dois clubes tiveram de defrontar na 8ª jornada, respectivamente, o Benfica e o Sporting fora de casa - não me contem histórias dizendo que o Benfica jogou na casa do Belenenses, que eu tenho os lábios gretados e não me posso rir! -, haverá uma grande diferença entre a vitória clara e insofismável por 2-0 do Belenenses sobre o Benfica e a derrota clara e insofismável por 3-0 com que o Boavista saiu vergado de Alvalade. E já agora, será melhor também não compararmos o Ajax com o Arsenal, não acha Alexandre Pais?!...

Postas as coisas em pratos limpos e apesar de Alexandre Pais ter usado para pintar o quadro da merda que Rui Vitória fez no Jamor, um pincel bem mais avantajado que aquele com que pintou o quadro do Peseiro em Alvalade, quer-me parecer que os quadros não terão comparação possível, a não ser que todos teremos de reconhecer que tanto Vitória como Peseiro estarão a pagar os erros que ambos cometeram, ao abandonarem o silêncio a que se deveriam ter remetido. É que salvo muito poucas e muitíssimo raras excepções, os treinadores pouco se distinguem da maior parte dos jogadores: quando abrem a boca, ou entra mosca ou sai asneira!...

Agora se o Pezeiro está em maus lençóis, forçoso será reconhecer que...

Rui Derrotas há muito que dorme sem lençóis!...

Leoninamente,
Até à próxima 

domingo, 28 de outubro de 2018

Se a entenderes e o permitires!...



Vitória folgada do Sporting naquela que terá sido, no meu modesto endender de adepto leonino, a melhor exibição da presente temporada. Os leões venceram e convenceram, adversários e adeptos, com estes a poderem exibir no final do encontro "aquele sorriso" que antecipei por aqui, não apenas por uma vitória que desde cedo se anunciou no horizonte, mas por vários outros e bons motivos.

Os regressos de Mathieu, Bas Dost e Bruno César, a estreia a titular de Diaby com um surpreendente desempenho que por certo não deixará de abrir novas perspectivas à produção do ataque leonino, o regresso de Bruno Fernandes, já bem próximo do nível a que nos tinha habituado na época passada, a subida paulatina de produção de Gudelj que começa a dar origem ao bom entendimento, que parecia tardar, com Battaglia sobre a complementaridade da missão que cada um deverá ter no terreno e, "last but not least", o regresso de Nani ao bom desempenho que sempre soubemos estar ao seu alcance, esquecidos que tentamos estar de outros desnecessários malabarismos, e aos golos, esses sim, absolutamente necessários, importantes e que aplaudimos com intensos júbilo e satisfação.

E cá estamos nós, finalmente, a começar a jogar futebol, a apenas dois pontos dos dois líderes e a um dos dois segundos classificados, já não somos a pior defesa nem o pior ataque desse quinteto e sendo de sublinhar que até já defrontámos metade dessa concorrência nos seus próprios redutos, enquanto com os restantes dois, ainda teremos quatro jogos pela frente.

Afinal a crítica pode sempre ajudar-te...

Se a entenderes e o permitires!...

Leoninamente,
Até à próxima

Nem será preciso "martini" ou "porto seco"!...


Ora aí está Abdoulaye Diaby, titular pela primeira vez...

ONZE DO SPORTING: Renan; Bruno Gaspar, Coates, Mathieu e Acuña; Battaglia, Gudelj e Bruno Fernandes; Nani, Montero e Diaby

Nem será preciso "martini" ou "porto seco"!...

Leoninamente,
Até à próxima

"Só ficamos felizes por vencer. Sempre"!...


A fazer fé na convocatória do "ainda nosso Pezero" para o jogo desta noite, as suas dúvidas sobre a condição física de Bas Dost, aparentemente, estarão dissipadas, embora ninguém me convença que venha a ser lançado como titular. Quando muito entrará para o lugar de Montero lá para os 70 e tal minutos de jogo, se porventura a ineficácia atacante se estiver a revelar tão confrangedora quanto aquela que ultimamente tem feito os nervos dos adeptos em franja. Aqui para nós, se tal não se verificar, será sinal de que todos nós e o "Pezero" também, poderemos exibir "aquele sorriso"!...

Com a velinha acesa e já colocada sobre altar do meu cepticismo, julgo que os titulares de mais logo em Alvalade não andarão muito distantes destes que por aqui vos deixo:

Renan; Bruno Gaspar, Coates, Mathieu e Acuña; Battaglia e Gudelj; Nani, Bruno Fernandes e Jovane; Montero.

Nesta condição e parafraseando o "ainda nosso Pezero"...

"Só ficamos felizes por vencer. Sempre"!...

Leoninamente,
Até à próxima

Desta vez o "crime" chama-se plágio!!!...



Recolha de assinaturas para AG destitutiva no Benfica
Promovida por uma conta no Facebook intitulada ‘Assembleia-Geral Destitutiva’

"Batemos no fundo. Sexta-feira antes da hora do jogo contra o Moreirense estaremos a recolher as assinaturas presencialmente. Avisámos várias vezes Luís Filipe Vieira. O Benfica vive do futebol e esse está morto e enterrado pelo incapacitado que está à frente da equipa de futebol do Benfica. Há apenas uma hipótese de não avançarmos: a demissão de Rui Vitória nas próximas 48h. Caso contrário, a AG vai mesmo avançar. Pelo Benfica. Para o Benfica. Com o Benfica!"

Estes vermelhos habituaram-se de tal modo ao "crime", que não haverá dia em que não cometam um...

Desta vez o "crime" chama-se plágio!!!...

Leoninamente,
Até à próxima

Na corda bamba outra vez!...



Hoje o cartoonista do Sapo, ainda a curar a ressaca pela derrota do seu "dono", fez greve: não houve cartoons para ninguém!...

O que nos vai valendo é o facto da nossa memória não ser curta. Bastou recuarmos a 29 de Agosto último e aí temos o Derrotas, sem necessidade de actualização. O homem insiste em ser "chico esperto"! Diz que está "de cabeça levantada e o seu valor não abana", mas volta a estar... 

Na corda bamba outra vez!...

Leoninamente,
Até à próxima 

Basta dizeres a frase ao contrário!!!...


«Treinador com mais vitórias na Champions em menos jogos? Sou eu!»

- Eh pá, o Silas diz que não acredita! E agora?!...

- Não precisas chorar, Rui Derrotas...

Basta dizeres a frase ao contrário!!!...


Leoninamente,
Até à próxima

sábado, 27 de outubro de 2018

Pastéis estragados, pela certa!!!...



Coitada da galinha! Então a ASAE andará a dormir?!...

Pastéis estragados, pela certa!!!...

Leoninamente,
Até à próxima

Era capaz de ser melhor opção!!!...



«A convocatória só sai amanhã (domingo). Mathieu e Bas Dost são jogadores importantes que trazem qualidade, mas nunca nos queixamos disso. Bas Dost e Mathieu estão melhores. Mathieu já foi convocado e Bas Dost deu boas indicações, mas vamos ver se ele vai ser convocado. Tenho dúvidas...»

Já dizia a "múmia do poço de boliqueime", bem antes de lhe dar para escrever livros de mentiras, que "nunca se enganava e raramente tinha dúvidas"!...

Ó Presidente, talvez fosse de levar em conta o que dizia esse esqueleto algarvio! Olhe que múmia por múmia, essa do poço, talvez tenha menos dúvidas do que a nossa tem a toda a hora...

Era capaz de ser melhor opção!!!...

Leoninamente,
Até à próxima

Bem hajas Carlos Ruesga!!!...


O Sporting anunciou ontem a renovação do vínculo contratual com central espanhol Carlos Ruesga. Embora até ao momento não tenha sido revelada a duração do novo vínculo, fontes geralmente bem informadas apontam para que tenha sido estendida até 2022, facto que, a confirmar-se, constituirá indiscutivelmente, uma excelente notícia e um motivo de grande satisfação e orgulho para os adeptos sportinguistas. O grande andebolista espanhol será, desde que chegou a Alvalade, um exemplo de tudo o que deve ser um atleta do Sporting: um fenomenal craque dentro de campo e um autêntico e verdadeiro senhor fora das quadras.

Se há casos em que fará sempre todo o sentido desejar e apelar a que um atleta fique no Sporting até ao final da carreira, Carlos Ruesga será, indiscutivelmente, um desses singulares casos. Contar com um tão notável atleta nos nossos quadros será sempre um motivo de orgulho sem conta nem medida.

Se Carlos Ruesga afirma, com um brilhozinho nos olhos, que é feliz no seio da "família sportinguista", que também não tenha dúvidas de que o sentimento da "família sportinguista" é recíproco!...

Bem hajas Carlos Ruesga!!!...

Leoninamente,
Até à próxima

Responda quem souber?!...



Sporting: oito lesões musculares após 12 jogos
Ristovski foi o último a cair

O plantel do Sporting terá sido construído para fazer face a estes problemas mas não deixa de ser pertinente assinalar o elevado número de mazelas de índole muscular que se têm verificado nesta primeira fase da temporada pois, em três meses, com doze jogos oficiais disputados, o departamento clínico já se viu obrigado a tratar oito casos com estas características. A saber: Bas Dost, Mathieu (parou duas vezes com problemas musculares distintos), Nani, Wendel, Battaglia, Raphinha e, agora, Ristovski.

DETALHE DOS CASOS

Bas Dost. Lesão muscular na coxa direita, sofrida no aquecimento para o jogo da 2ª jornada, frente ao V. Setúbal, agravada por uma tentativa de regresso antecipado. Já se treina, mas não joga há dois meses e meio.

Mathieu. Na véspera do dérbi lesionou-se na coxa direita e só regressou em meados de Setembro, diante do Qarabag, voltando a lesionar-se no gémeo da perna esquerda. Está treinar-se há uma semana e pronto para voltar à competição.

Nani. Acusou mialgias de esforço após o jogo com o Feirense e acabou por ser gerido pela equipa técnica, que prescindiu do seu contributo nos dois jogos diante do Marítimo (campeonato e Allianz Cup). Desde então tem treinado e jogado sem qualquer condicionalismo.

Wendel. Logo no início da temporada parou devido a uma tendinite e, quando se preparava para ter uma oportunidade de ser titular em Braga após ter jogado com o Marítimo, sofreu uma lesão muscular no reto anterior da coxa direita.

Battaglia. Após o jogo da Allianz Cup, parou devido a queixas musculares que acabaram por ditar a sua gestão. Falhou a deslocação a Poltava e a partida com o Marítimo, para o campeonato. É um dos atletas que não fez pré-época.

Raphinha. Estava a atravessar um excelente momento de forma quando sofreu uma lesão muscular na coxa direita, frente ao Portimonense. Continua entregue ao departamento clínico do clube leonino e está fora do leque de opções para o jogo de amanhã.

Ristovski. É última baixa, com uma lesão na coxa direita sofrida no encontro com o Arsenal. O internacional macedónio ainda vai fazer mais exames para se ter uma ideia mais precisa do tempo de paragem a que poderá estar sujeito, mas é carta fora do baralho para os próximos jogos.

Sporting será uma equipa de futebol ou uma enfermaria?!...

Responda quem souber?!...

Leoninamente,
Até à próxima

sexta-feira, 26 de outubro de 2018

De hoje a um mês haverá Taça na Beira Alta!...


O sorteio hoje realizado ditou que voltasse a caber ao Sporting Clube de Portugal a responsabilidade de levar a Taça de Portugal ao interior tantas vezes esquecido deste Portugal de flagrantes e pouco justos contrastes!...

Os leões viajarão até Vildemoinhos, a terra que viu nascer e onde viveu uma parte importante da sua vida, o nosso grande e inesquecível campeão olímpico, Carlos Lopes, para defrontar o tomba-gigantes da eliminatória anterior, o Lusitano de Vildemoinhos, equipa do Campeonato de Portugal, que afastou da competição, no seu estádio dos Trambelos, o Nacional da Madeira da I Liga, com vitória por 4-3, no prolongamento, após empate 2-2 no tempo regulamentar.

De hoje a um mês haverá Taça na Beira Alta!...

Leoninamente,
Até à próxima

Estarão a ser ultrapassadas as raias do ridículo!...



O segundo tempo do jogo de ontem ao fim da tarde em Alvalade, voltou mais uma vez a provar a profunda "décalage" actualmente existente entre a preparação física administrada pelos principais treinadores da escola portuguesa, colocada nos cornos da Lua por todos os media portugueses, tendo em conta, falaciosamente, aquilo que apenas aos termos tácticos possa dizer respeito,  e as escolas dos cinco países que dominam de modo quase assustador o futebol europeu.

Foi terrífico, avassalador e desmotivante para o comum dos mais de 40 mil adeptos presentes em Alvalade, assistir ao monumental estouro físico evidenciado pelos leões na segunda parte, em contraste com a frescura física que os "gunners" apresentaram ao longo de quase todos os 90 minutos.

Indiscutíveis para uns ou virtuais para outros, os argumentos de maior ou menor - sagaz, fino, acidental ou cauteloso? - recorte táctico apresentados ontem em Alvalade por José Peseiro, ao conseguir que a sua equipa manietasse quase completamente os pupilos de Unai Emery nos primeiros 45 minutos. Porém, e porque muito dificilmente haverá bela sem senão, seria necessário que o técnico leonino tivesse administrado desde os primeiros dias de Julho aos seus comandados, a preparação física adequada à implementação de tão exigentes dispositivos tácticos que, nomeadamente, foi capaz de engendrar para o confronto com a super preparada equipa inglesa. E o resultado foi aquilo que todos pudemos constatar: com o completo e altitroante estrondo do fôlego dos leões desde o seu regresso do balneário, a vitória dos "gunners" só terá pecado por defeito e não terá atingido proporções de goleada, porventura devido a uma surpreendente  exibição do guarda- redes Renan Ribeiro, batido apenas e sem culpas próprias, num único lance em que se terá começado a evidenciar o défice físico de Coates que, rapidamente, todos vimos estender-se à generalidade dos seus companheiros.

Em situação semelhante, o falhanço técnico de Coates aos 77 minutos, muito dificilmente teria acontecido nos primeiros 45 minutos. Assim como a inoperância do estafado e impreparado onze leonino ao longo de toda a segunda parte, diz bem do inadmissível e quase caricato défice de capacidade física revelado por toda a equipa liderada por José Peseiro. Haverá uma desastrada, incompreensível e inadmissível incompatibilidade entre a carga de esforço que  exigem os esquemas tácticos  pensados pelo técnico leonino para este  e outros exigentes jogos, e os argumentos, em tempo e no modo, da disponibilidade física que de um modo geral todo o plantel evidencia. Em última e derradeira análise, bastar-nos-à pensar nas sucessivas e recorrentes lesões musculares que, quase desde o início da época e ontem mais uma vez verificadas, tendo como protagonista Ristovski,  têm vindo a afectar as peças mais importantes do plantel leonino. Não há departamento médico que consiga resistir e sobreviver quando a falha gritante deverá ser atribuída a quem continua a serpentear por entre os pingos da chuva: os agentes da preparação física ministrada, nomeadamente e sobretudo no período sacramental da preparação: a pré-época! Mas, obviamente, que não só...


Com o devido respeito por todas as opiniões que por aí possam ser expressas, esta é a minha modesta opinião: qualquer treinador das equipas do meio da tabela das ligas inglesa, alemã, espanhola, italiana e mesmo francesa, dará actualmente cartas ao "collegium Pontificum" que, nas mais importantes equipas protuguesas, os media portugueses continuam teimando em colocar nos "cornos da Lua", quando os resultados internacionais alcançados, em cada dia o desmentem categoricamente, através da inexorável e inapelável descida do futebol português no ranking da UEFA...

É tempo de aprender os novos segredos do treino físico! É que o futebol português, estupidamente, teima em ir a passo, enquanto a Europa galopa!...

Por cá, sob o manto diáfano do aplauso e do incenso dos acríticos OCS, os nossos treinadores vão mergulhando a mão na pia da água benta e continuando a reduzir o treino a "corridas a passo carregadas de risos, gargalhadas e boa disposição" em volta do rectângulo, intercalados, não vão os "artistas" mergulhar numa onda de silenciosos ou nada recomendáveis e ruidosos protestos, por "meinhos, muitos meinhos e ainda mais divertidos e lúdicos meinhos"! Em particular em Alvalade onde, pelo que depois se constata nos jogos, ao fim de meia hora nem o peso das botas conseguem carregar...

Estarão a ser ultrapassadas as raias do ridículo!...

Leoninamente,
Até à próxima

quinta-feira, 25 de outubro de 2018

Interessante este "afago" de um dragão ao Brás (ou será Braz?)!!!...


rpb

Rui Pedro (vermelho) Brás (ou será Braz?)

«Em muitas páginas de facebook e nalguns blogues ligados ao meu clube, o FC Porto, são muitos os que atacam o jornalista/paineleiro Rui Pedro Brás (ou será Braz?). Estão a ser injustos. Passo a explicar:

O Sr. Rui Pedro Brás (ou será Braz?) é um conhecido benfiquista. Daqueles ferrenhos como o nosso Nabais. Bem, o nosso Nabais não merece, antes pelo contrário, que o insulte com semelhante comparação. Desculpa.

Continuando, o paineleiro/jornalista em causa, anda pela TVI a oferecer as suas doutas opiniões. A opinião de quem, em 2013, escreveu o seguinte comentário nas redes sociais: "Mas o que eu quero mesmo é que o Benfica ganhe! Sempre! Com ou sem Aimar!" - 16 Janeiro de 2013. A opinião de quem foi secretário técnico do futsal do Benfica durante dois anos. Ou seja, o que o distingue, por exemplo, de um Pedro Guerra? Nada. Só se for o tamanho da cintura.

Ora, atacar a personagem é injusto. Todos sabem que é um benfiquista. Quem deve ser o alvo do ataque é a TVI. Sim, a TVI. Por o ter como paineleiro? Nem pensar. Por estar a vender gato por lebre. É a TVI que passa (ou deixa passar) a imagem que o senhor é um paineleiro/comentador independente. É a TVI que dá tempo de antena a um suposto especialista em futebol que ontem, em directo e a cores, explica que o braço de Danilo (jogador do FC Porto) coloca em jogo o Éder (jogador do Lokomotiv) e por isso o golo não deveria ter sido invalidado. Upss, a lei do fora de jogo, no seu artigo 11, explica que, "As mãos/braços de todos os jogadores não são considerados para a marcação de um fora de jogo". Ou seja, a culpa não é do rapaz, é de quem o escolheu, de quem lhe dá tempo de antena e de quem o vende como "independente"...»
(Fernando Moreira de Sá, in Aventar)

Interessante este "afago" de um dragão ao Brás (ou será Braz?)!!!...

Leoninamente,
Até à próxima

Já comprei uma velinha!...


Não fora a "traição" de Coates e "Pezero" quase teria alcançado o tal pontinho com que jamais em tempo algum deixou de sonhar! Mas os deuses e o árbitro que a UEFA há muito tem reservado na Eslovénia para satisfazer uns certos "clientes", acabaram por escrever torto por linhas direitas. Com uma vitória justa para o futebol que se viu em Alvalade, triunfou a melhor equipa e quando assim é, nada a dizer!... 

Como o "Pezero" terá conseguido endrominar a sua gente para que fosse capaz de disfarçar a realidade durante os primeiros 45 minutos, ninguém saberá ao certo, nem os próprios endrominados! O facto é que os leões durante o primeiro tempo foram capazes de equilibrar a contenda e a contribuição de Renan não terá sido despicienda. O técnico leonino, além de ter encontrado eventual e finalmente o titular da baliza do Sporting - veremos se não continuará como sempre no "um-dó-li-tá" entre Salin, Renan e Viviano! - parece ter conseguido insuflar a agressividade e o compromisso na sua gente, necessários à sua periclitante sobrevivência. Mas, como ele próprio já terá concluído embora tenha afirmado o contrário no lançamento deste jogo, a vitória no grupo terá sido antecipadamente atribuída no sorteio e o segundo lugar estará perfeitamente ao alcance do Sporting, por maior ou menor displicência que a equipa venha a apresentar nos jogos que faltam e pesem todas as dúvidas e invenções que "Pezero" ainda venha a protagonizar até lá!... 

Onde a porca poderá torcer o rabo, será a nível doméstico, com o Boavista a visitar Alvalade já no próximo domingo e, com pouco mais de 72 horas de descanso, sei não! Pelo sim e por esse eventual não...

Já comprei uma velinha!...

Leoninamente,
Até à próxima

PUBLICIDADE