quarta-feira, 17 de abril de 2024

E quem vier que feche a porta!...



Parecia estar escrtito nas estrelas! Quase desde o arranque da conpetição desta época que o mote do treinador do Sporting deixou o famoso "jogo a jogo" do anterior título para fazer o necessário e justificado 'upgrade', "sem títulos termina o ciclo"!...

Desta vez com um mote bem mais consolidado que "obrigou" a generalidads da crítica a enaltecer uma boa mão-cheia de patamares competitivos com que a equipa de Rúben Amorim "brindou" a concorrência. Tanto assim que o jogo de atraso ontem ralizado no Minho,mais nao terá sido que o corolário do que há muito vinha afirmando o técnico mais pragmático que o futebol português terá produzido nos últimos largos anos.

Mas o mais curioso entre os dois discursos tão diferentes de Amorim, terá sido a sua contundente eficácia: aos primeiros, ainda loiros e imberbes, convenceu-os com a realidade competitiva; aos de agora, mais traquejados e feitos homens, deu-lhes a escolher, ou eu, que já me conhecem de ginjeira ou um  desconhecido quaquer, com quem tudo pode correr bem quanto pode correr mal!...

E nem um daquele tão restrito plantel teve dúvidas!...

Todos deram o "litro" por ele, Amorim!...

Esta é a minha história, que até pode acaber num bi,  num tri, ou até num tetra, se Varandas, desta vez, souber ouvir...

E quem vier que feche a porta!...

Leoninamente,
Até á próxima

terça-feira, 16 de abril de 2024

E ficamos agora por aqui!!!...


E ficamos agora por aqui!!!...

Leoninamente,
Até à próxima


 













CURIOSIDADES LEONINAS!!!...

«Enquanto o coro de vozes que aprova a transferência de Rúben Amorim para Inglaterra vai ganhando volume – Pedro Caixinha também o vê "preparado para o Liverpool" –, o técnico colecciona argumentos para tomar uma decisão final sobre o seu futuro, dentro de pouco mais de um mês.

Conquistar troféus, já se sabe, é um dos pontos prévios ao debate, pois Amorim já deixou bem claro que, se terminar a segunda época seguida no Sporting de mãos a abanar, o seu caminho será a porta da rua, a despeito de ter contrato até 2026.

O cenário que está desenhado ao dia de hoje, porém, é bem diferente deste desfecho mais catastrofista e não é difícil encontrar sinais disso mesmo. Basta, aliás, olhar para a classificação, e mais ainda num dia em que os leões vão acertar o calendário, em Famalicão e podem, tirando partido do bom momento, aumentar a vantagem sobre o Benfica para 7 pontos.

O que a actual tabela, por si só, não mostra, contudo, é uma realidade que está mais enraizada no tempo e que, indo para lá desta Liga, ajuda a perceber o impacto de Amorim nestes 4 anos de leão ao peito. E é dessa realidade que falamos de seguida, baseada num facto menos óbvio e talvez, até, surpreendente para uma grande parte dos leitores: desde a estreia de Rúben Amorim no banco dos leões, a 8 de Março de 2020, nenhum clube fez mais pontos na Liga do que o Sporting!


«A vitória frente ao Gil Vicente (4-0) conjugada com o empate do FC Porto diante do Famalicão (2-2) permitiram ao emblema de Alvalade isolar-se no topo deste campeonato virtual que, não tendo o valor de um troféu, naturalmente, reflecte com autoridade... matemática a consistência das equipas que Amorim, Hugo Viana e Frederico Varandas foram construindo ao longo do seu consulado. Contas feitas, pois, a partir da jornada 24 da Liga 2019/20 (aquela que assinalou a entrada de Amorim), o Sporting tem 339 pontos somados contra 338 do FC Porto, 326 do Benfica e 283 do Sp. Braga.

O estatuto pode ser meramente simbólico, na medida em que nada garante para os objectivos imediatos, mas nem por isso perde significado e, nesse sentido, estará à prova já esta noite, em Famalicão, e daqui até Maio. Para ser campeão em 2023/24, como foi em 2020/21, não bastará ao Sporting ser o mais regular da era Amorim, mas é quase certo que uma coisa levará à outra. Assim as próximas jornadas confirmem o que está para trás.»
*Por Nuno Barbosa e Vítor Almeida Gonçalves


CURIOSIDADES LEONINAS!!!...

Leoninamente,
Até à próxima

Sete pontos, sete pontos, sete pontos!!!!...


Vitória, vitória, vitória!...

Sete pontos, sete pontos, sete pontos!!!!...

Leoninamente,
Até à próxima

domingo, 14 de abril de 2024

ÚNICO!!!...


ÚNICO!!!...
Leoninamente,
Até à próxima

Na hora certa e mesmo no local onde dói!!!...

"Sabemos que chegando a esta recta final do campeonato, há dois tipos de ruído, sobre quem está muito bem colocado e de quem muito dificilmente pode vencer ou já não pode vencer. Estou muito contente por o Sporting estar a sofrer o ruído de quem pode vencer. Sabemos muito bem que daqui para a frente vamos perder jogadores, roupeiros, treinadores e etc. O clube está 100% imune a qualquer tipo de ruído e focado em conquistar os dois títulos que vamos disputar".


Na hora certa e mesmo no local onde dói!!!...


Leoninamente,
Até à próxima

sábado, 13 de abril de 2024

Nós merecemos!!!...


     Record ouviu conhecidos adeptos do Sporting após vitória frente ao Gil Vicente

Isabel Trigo de Mira, ex-dirigente: "O Sporting entrou como um leão. Aquela 1ª parte foi espectacular. Na 2ª parte o Gil Vicente entrou melhor, mas jogou aquilo que o Sporting deixou. Temos uma grande equipa, um grande treinador e um grande presidente. É uma equipa muito alegre!"

Nós merecemos!!!...

Leoninamente,
Até à próxima

Perto, cada vez mais perto!!!...


Perto, cada vez mais perto!!!...

Leoninamente,
Até à próxima

sexta-feira, 12 de abril de 2024

Uma camuflagem que deu um jeitão!!!...


Apenas uma antecipação superlativa absoluta sintética e justa do que muito provavelmente acontecerá em breve, depois do serôdio acerto do calendário!...

Uma camuflagem que deu um jeitão!!!...

Leoninamente,
Até à próxima

"E se corre bem???!!!...”


O trunfo Amorim

«A saída do treinador parece uma inevitabilidade em Alvalade, mas o seu eventual adeus não significa, necessariamente, o fim de um ciclo. Frederico Varandas pode manter o projecto mesmo sem um dos seus pilares.

O Sporting pode ter respirado de alívio com os desmentidos que travam alguma expectativa em torno de uma eventual saída de Rúben Amorim para o Liverpool mas o problema permanece.

A saída de Amorim parece ser uma inevitabilidade, ditada, desde logo, por um critério de racionalidade na gestão da sua própria carreira. Se for campeão, o treinador do Sporting tem uma nova e irresistível chance de sair em alta, pela porta grande e para um projecto aliciante, seja o Liverpool ou outro grande clube europeu.

Rúben Amorim é um dos maiores trunfos da gestão de Frederico Varandas. Criou uma equipa ganhadora, valorizou jogadores com inegável vantagem para os cofres do clube, recolocou o Sporting num caminho desportivo de primeira grandeza, onde não só vence como joga um futebol de primeira água. Tem ainda de ser campeão, é certo, e faltam jogos muito difíceis, que vão ser jogados, dentro e fora do relvado, com um misto de ansiedade e ímpeto ganhador.

Se Amorim sair o Sporting perde um dos seus pilares mas não significa, necessariamente, o fim de um ciclo. Para lá de Amorim, a gestão de Frederico Varandas e da sua equipa tem sido, em si, um enorme activo, tanto no plano das contas e da saúde financeira do clube , como no que representa de uma viragem de página no futebol português.

O Sporting tem sido o pivot de uma necessária mudança de ciclo, num tempo em que se vão apagando velhas lideranças, velhos métodos de controlo e de vitórias nos bastidores. Varandas tem conseguido demonstrar que é possível ganhar e perder com honra. Que é possível reconduzir o futebol e a sua gestão à essência de uma certa pureza original, dando espaço à comunidade de jogadores, técnicos, adeptos e simpatizantes, ao diálogo institucional entre rivais e à eliminação da lógica tribal que tem dominando excessivamente no futebol.

Todos terão a ganhar, no Benfica, no FCPorto e em todos os outros clubes, se forem trilhando um caminho que aproxime os adeptos dos estádios, sem medo da violência e do poder das guardas pretorianas, onde medram todo o tipo de comportamentos criminosos. A eventual saída de Rúben Amorim pode ser complicada e difícil de preencher mas não é uma machadada no projecto do Sporting e em tudo o que ele simboliza.

Ele é o resultado de uma gestão e de uma pacificação que tem vindo a produzir inequívocos resultados.»

E se Rúben Amorim conseguir fazer a "dobradinha" e pretender depois levar o seu contrato até ao fim, ou seja até 2026?!...

"E se corre bem???!!!...”

Leoninamente,
Até à próxima

quinta-feira, 11 de abril de 2024

quarta-feira, 10 de abril de 2024

Amorim continua e Viktor Gyökeres também!!!...


Se vier a ser alcançada a "dobradinha", ninguém arreda pé como rezam os contratos!...

Amorim continua e Viktor Gyökeres também!!!...

Leoninamente,
Até à próxima

terça-feira, 9 de abril de 2024

E vai continuar!!!...


Humildade, saldos e cartilhada

«Durante 26 jornadas, o Sporting foi – consistentemente - superior a todos os seus adversários, quer em qualidade de jogo, quer em entrega competitiva. Não obstante, porque o imponderável é o segredo mais bem-escondido da análise futebolística, até ao passado sábado, apenas um ponto e um jogo em atraso o separavam do seu mais directo perseguidor.

Entre azares de último minuto, prejuízos mais ou menos flagrantes e adiamentos por falta de policiamento, tudo parecia alinhar-se para que a classificação não espelhasse a realidade e a incerteza perdurasse.

No reverso do dérbi da primeira volta, com remontada encarnada assinada aos 94’ e 97 minutos, em contra-corrente, contra dez e contra todas as expectativas, deste feita, em Alvalade, Catamo assinou volte-face ao cair do pano. Com cruel ironia, nos dois únicos jogos em que foi superior, o Benfica parece ter sido condenado à sentença que a sua frágil época fazia prever.

Aqui chegados, são indispensáveis três notas: de contraditório, de alerta e de humor avisado.

A "contra-cartilhada": O Benfica não foi prejudicado. Dos três erros graves disciplinares, a não expulsão de Ángel Di María por esmurrar Pote, de punho fechado, configura um dos erros mais graves do ano. Em justiça, o Sporting ter-se-ia visto em vantagem numérica e no marcador pelo menos durante 40 minutos e o astro argentino não teria assistido Bah para golo do empate. Existem erros que se compreendem, outros que são inexplicáveis e, numa última categoria, episódios do além. O VAR não viu? Viu, mas não comunicou? Comunicou, mas não foi ouvido? Lastimavelmente, nunca teremos resposta.

O alerta contra a soberba: "Tudo se perde em quem se coroa Rei antes do tempo". Nesta matéria, é escusado aconselhar o mais sábio gestor de egos em Portugal, mas vale a pena alertar. Amorim é sábio neste capítulo e saberá que a soberba seria o único adversário capaz de travar a caminhada da sua equipa até ao Marquês.

A terceira janela de mercado: Como por geração espontânea, equipa técnica e todo plantel parecem ter entrado em saldos súbitos, com clubes interessados por todo o globo e negociações decretadas por administração alheia. As notícias e os desmentidos são quase tão rápidos quanto Gyökeres a explodir redes ou Hjulmand a conquistar terreno. Ficamos lisonjeados com tanto interesse, porém já estamos comprometidos com as nossas metas. Pelo sim, pelo não, o melhor é fechar as bolas a cadeado em Alchochete, não queira um qualquer sultão levar os equipamentos.

Como canta Luís Severo - no single "Planície" – seguimos focados "de um lugar onde nada se parecia, com o passo calmo de Alvalade, ao fim do dia" e, se assim continuar, vai correr bem.»

E vai continuar!!!...

Leoninamente,
Até à próxima

Adivinhem que será este leão aderente à nova vaga!...


O jogador de futebol sempre foi campo fértil para se transformar em montra apetecível de inovações nas imagens de cada um, mais ou menos imbecis mas sempre capazes de lhes alimentar os egos que, tendencialmente superiores ao talento que nem a todos caracteriza, nos deixava capazes de separar o trigo do jóio com algumas honrosas excepções!...

Agora que parece estar a cair em desuso a imbecil utilização da máquina zero nas zonas adjacentes da nuca e das orelhas e porventura a reboque de uma geração de imberbes que continua a preferir gangas coçadas, esburacadas ou mesmo rasgadas, em clara relação indirecta com o estatuto cultural, o jogador da bola parece ter acampado nos buracos que consegue "inventar" nas meias às quais  os regulamentos exigem estado e formas de calçar irrepreensíveis. 

E a luta com os juízes de campo parece adivinhar-se! A fazer fé no que terá acontecido recentemente a um jogador do Casa Pia, prevêm-se intervenções drásticas por parte dos apitadores, cujos vencedores até serão fáceis de adivinhar!...

Nas imagens que acima publico aparecem umas pernas que todos os Sportinguistas conhecerão, também já "ornamentadas" com sofisticados buracos!...

Adivinhem que será este leão aderente à nova vaga!...

Leoninamente,
Até à próxima

Os mesmos "filmes" de sempre!!!...


Em Alvalade respira-se inteligência e coerência, enquanto noutros lugares...

Os mesmos "filmes" de sempre!!!...

Leoninamente,
Até à próxima

segunda-feira, 8 de abril de 2024

Obviamente: até 2030 ou mais!!!...




Renovação para ambos no final da época?!...

Obviamente: até 2030 ou mais!!!...

Leoninamente,
Até à próxima

domingo, 7 de abril de 2024

Stai correndo un grosso rischio, Fabrizio!!!...



«Fabrizio Romano, conhecido jornalista italiano especialista em transferências, tem abordado nos últimos tempos a possível saída de Rúben Amorim do Sporting - tem sido apontado ao Liverpool - e ainda este domingo fez uma publicação visando o treinador dos leões, que mereceu especial atenção por parte dos adeptos leoninos.

Romano explica no seu post que Amorim pode sair de Alvalade por 10 milhões - uma informação que Record sabe não ser verdadeira - e rapidamente surgiram no seu Instagram mensagens, em inglês e em português, de sportinguistas a dizer o que pensam da informação.

"Deixa o nosso mister em paz, c...", "o futuro de Amorim é no Sporting, cala a boca", "cala-te, por favor, deixa-nos em paz", "bué chato, está calado" e "eu até gostava de ver as tuas notícias, mas já chega não?", são algumas das mensagens que os adeptos deixaram na página de Instagram de Romano.

"Preocupa-te com o Xabi Alonso, deixa o Amorim em paz. Não fechas o bico um minuto, cala-te". E há até quem prometa algo mais: "Se vieres um dia a Portugal faço-te uma espera."»

Stai correndo un grosso rischio, Fabrizio!!!...

Leoninamente, 
Até à próxima

Vamos Leões: é proibido vacilar!!!...


«O Sporting saiu vencedor do dérbi de Lisboa e, com isso, conseguiu fugir do principal perseguidor na corrida pelo tão desejado título de campeão nacional. Com o resultado de ontem, sobem para 4 os pontos de avanço que os comandados de Rúben Amorim passam a ter em relação ao Benfica, mas é preciso não esquecer que os leões ainda têm um jogo em atraso por cumprir, diante do Famalicão, referente à jornada 20. 

Em caso de triunfo nesse compromisso, o Sporting dilatará a distância para os 7 pontos, o que se pode tornar amplamente determinante quando se aproximam as últimas jornadas do campeonato. A via verde para o título está a abrir-se para os de Alvalade, apesar destes ainda terem no cartaz um encontro com o FC Porto, no Estádio do Dragão, no final deste mês, logo no dia seguinte às eleições dos portistas.

Por seu lado, o Benfica não terá mais nenhum clássico até ao fim do campeonato, ainda que a agenda encarnada contemple um encontro com o Sp. Braga na mesma jornada do embate entre leões e dragões.

Estes últimos, refira-se, poderão ter visto renascer uma ponta de esperança em relação ao objectivo do acesso à Liga dos Campeões – apenas os dois primeiros classificados terão acesso à prova milionária da UEFA em 2024/25 –, tendo em conta que em caso de triunfo do FC Porto sobre o V. Guimarães, logo à noite, no Dragão, a equipa de Sérgio Conceição colocar-se-á a seis pontos do emblema da Luz. Ainda assim, continua a ser um objectivo de difícil concretização para os portistas.»


O fabuloso golo de Geny Catamo ficará para sempre como marco histórico desta que se pretende gloriosa época do Sporting de 2023/24!...

Mas quanta água ainda há-de passar sob as pontes até ao anoitecer de 26 de Maio?! Quantas alegrias, tristezas e decepções?! Quantas lágrimas e gritos de júbilo e alegria incontida?!...

Rúben Amorim ainda terá de "inventar" nervos de aço nunca usados para que os seus Leões possam ir felizes para as tão merecidas e retemperadoras férias!...

Vamos Leões: é proibido vacilar!!!...

Leoninamente,
Até à próxima

O que vais fazer???!!!...


E agora Amorim?! E se em vez de um título forem dois?!...

O que vais fazer???!!!...

Leoninamente,
Até à próxima

sábado, 6 de abril de 2024

O prognóstico cá do "je" é que estava certo!!!...


Com os nervos no bolso, seremos campeões!...

O prognóstico cá do "je" é que estava certo!!!...

Leoninamente,
Até à próxima



 

Em Alvalade, só a vitória é bom resultado!!!...


Metam os nervos no bolso!...

Em Alvalade, só a vitória é bom resultado!!!...

Leoninamente,
Até à próxima

sexta-feira, 5 de abril de 2024

O pêndulo que garante o equilíbrio do Sporting!!!...


Os segredos de um médio completo: Hjulmand saiu do casulo
No Sporting ganhou dimensão ofensiva e marca como nunca. Mérito do treino e do... ‘TPC’

«A 12 de Agosto, um dia antes de Hjulmand ser oficializado como reforço do Sporting, Rúben Amorim admitiu que via no médio "um misto de Palhinha e Ugarte". Só que o tempo veio surpreender o técnico, já que desde então o dinamarquês revelou apetência para a chegada à área adversária e faro pelo golo, faceta que nenhum dos dois ex-leões tem e que poucos lhe conheciam – até chegar a Alvalade tinha apontado... um golo em cinco anos como profissional. Oito meses volvidos da sua contratação, já vão quatro tiros certeiros, dos quais três resultantes de remates de longa distância, o mais recente fulcral para a chegada à final da Taça de Portugal, no empate com o Benfica (2-2) da 2ª mão das meias-finais da prova, além de quatro assistências.

Ao que Record apurou, esta metamorfose é reflexo de trabalho específico que tem desenvolvido, já que desde início da época Amorim pretendia que o médio com funções mais defensivas no 3x4x3 tivesse, também, maior dimensão ofensiva. A aliar a isto há o trabalho de casa (TPC) do ‘47’, ávido fã de futebol, que entre as suas referências tem Brozovic, todo-o-terreno do Al Nassr que defrontou no Lecce quando este jogava no Inter. "Admiro o estilo dele. Analiso os jogadores da minha posição para aprender e ver o que fazem e no que posso melhorar. Evoluí física e tecnicamente", disse o nórdico, de 24 anos, à Sporting TV, a 1 de Janeiro.

Por aqui se explica o contraste do jogador que a estrutura viu no Lecce em 2022/23 para aquele que é hoje no Sporting: menos interventivo atrás, em recuperações, intercepções ou duelos, mas muito mais em foco à frente, na construção (passe e toques) e conclusão de jogadas (remates).

O ‘trauma’ com o VAR

Não fosse o golo anulado contra o Sp. Braga, na 4ª jornada, e outro na selecção, ambos por intervenção do VAR, e Hjulmand podia ter mais na conta. Algo que ainda o atormenta, como brincou a sua namorada, Emilie Nissen, ao comentar o seu festejo na Luz. "Adoro que o Matheus (Reis) pareça mais feliz do que tu. O que faz o medo do VAR", escreveu.

"Muito feliz" no clube apesar do assédio

Em pouco tempo, Hjulmand conquistou os adeptos e entrou na lista de jogadores referenciados pelos tubarões europeus. Tottenham, Manchester United ou Barcelona foram alguns dos emblemas que o observaram ao longo dos últimos meses, ainda que a SAD não tenha intenção de vendê-lo na reabertura do mercado. Até porque o nórdico está bem no clube, dentro e fora de campo. "Alvalade é um lugar muito especial para jogar. Sinto-me em casa. Sabia da importância do clube em Portugal e também na Europa, porque o Sporting joga muitas vezes na Liga dos Campeões e na Liga Europa. Senti a importância do clube em Portugal. Foi o passo certo. Estou muito feliz por estar aqui", vincou, em entrevista à BetanoMag, hoje disponível na íntegra.»
Por Ricardo Granada

O pêndulo que garante o equilíbrio do Sporting!!!...

Leoninamente,
Até à próxima

quinta-feira, 4 de abril de 2024

A liderança com quatro pontos de avanço!!!...


Para todos os Sportinguistas só haverá uma forma de compensar a decepção pelo incompreensível e inaudito deslize daqueles minutos finais da 1ª volta...

A liderança com quatro pontos de avanço!!!...

Leoninamente,
Até à próxima

quarta-feira, 3 de abril de 2024

E os Sportinguistas ainda mais!!!...


Glória aos apurados e honra aos eliminados

«O Sporting merece estar no Jamor?

Mereciam os dois, mas só um pode lá estar. O Sporting foi melhor na primeira mão e o Benfica ontem, na Luz. Neste caso, não terá sido suficientemente melhor, pois não conseguiu operar a reviravolta na eliminatória.

Notou-se, no jogo de ontem, diferenças em relação ao futebol produzido pelas duas equipas ao longo da época?

O Sporting mostrou sempre uma dinâmica que o Benfica nunca teve. Chegámos ao princípio de Abril e, enquanto os leões apresentavam princípios de jogo bem definidos e um sistema táctico absorvido, as águias estiveram sempre às apalpadelas. A dupla ideal de médios-centro só agora foi encontrada, ao contrário, por exemplo, do ponta-de-lança, em que nenhum dos jogadores do trio disponível se conseguiu impor de forma inequívoca.

Mas ontem foi diferente?

O Sporting jogou o habitual. O Benfica terá apresentado, muito provavelmente, o melhor futebol da temporada, principalmente na primeira parte. Ou seja, com o Sporting a jogar bem como sempre e o Benfica no seu melhor, assistimos a um magnífico jogo de futebol. Foi intenso, com ritmo elevado, soberbo do ponto de vista técnico-táctico, teve emoção, golos e jogadas de fino recorte técnico. Foi um regalo para quem assistiu e só é pena que um dos rivais tenha ficado pelo caminho.

Mesmo assim, ninguém fez um jogo perfeito?...

Claro, o Benfica não teve, uma vez mais, um guarda-redes à altura. Trubin falhou (no segundo golo), tal como já tinha acontecidos nos jogos com Salzburgo, Casa Pia, Estrela da Amadora e FC Porto, por exemplo. No processo ofensivo, por outro lado, a equipa continua excessivamente dependente de Di María. Tem de haver outro padrão de jogo no momento de atacar o último terço do terreno. Colocar invariavelmente a bola nos pés do argentino e esperar que ele resolva, ou através de dribles sucessivos ou pelo cruzamento em trivela para a grande área, não parece o método mais eficaz.

O Sporting também tem lacunas?...

Claro. Rúben Amorim detectou-as, mas não as resolveu por completo. As substituições ao intervalo (saíram Esgaio, Diomande e Nuno Santos e entraram Geny Catamo, St. Juste e Matheus Reis, respetivamente) permitiram equilibrar um pouco o jogo. Por exemplo, o lado direito da defesa continuou permissivo, embora tenha, na sua faceta ofensiva, colocado em sentido Aursnes e seus pares.

Há novo dérbi no sábado. O que esperar dele?

Se tiver 50 por cento do espectáculo ontem proporcionado, já nos podemos dar por felizes. Apesar de o jogo ser, desta feita, em Alvalade, está em causa algo semelhante. O empate interessa ao Sporting e o Benfica tem de ganhar. No que à Liga diz respeito, os leões dependem apenas de si próprios. As águias, mesmo vencendo o próximo dérbi, vão precisar sempre de uma escorregadela do rival para alcançarem o primeiro lugar.»

Depois do dérbi de ontem, Amorim acredita na dobradinha...

E os Sportinguistas ainda mais!!!...

Leoninamente,
Até à próxima

terça-feira, 2 de abril de 2024

O Sporting no Jamor com toda a justiça!!!...

Terminou na Luz com um empate a dois golos, um resultado que garante ao Sporting um lugar na final da Taça de Portugal. Depois de um primeiro tempo sem golos, um dérbi com uma segunda parte frenética. Os leões estiveram por duas vezes à frente do marcador com o Benfica a conseguir igualar, mas a turma de Rúben Amorim acabou por conseguir rentabilizar a vantagem de um golo que trouxe de Alvalade.

O Sporting no Jamor com toda a justiça!!!...

Leoninamente,
Até à próxima

sábado, 30 de março de 2024

A inteligência!!!...


Há muito que deixou de ser possível folhear um qualquer jornal em Portugal, muito especialmente os de vocação essencialmente desportiva, e não encontrar um vaticínio, opinião, tese ou inocente alarme, acerca da "evidente" e mais do que "iminente" saída de Rúben Amorim do Sporting Clube de Portugal!...

Vem isto a propósito de um artigo de opinião que acabo de ler na edição online do jornal Record e que amanhã será publicado na respectiva edição em papel. Encontra-se de tudo: desde despudoradas manifestações de rivalidade e clubismo doentio, até às mais baixas e reles demonstrações de estratégia tendente a depreciar o trabalho que, nos últimos quatro anos, tem vindo a ser desenvovido pelo fabuloso "terno de ouros" leonino - Varandas, Viana e Amorim!...

E parece que muito poucos ou nenhuns desses tão prolíferos escribas, se terão dado ao cuidado de saber escutar tudo o que Rúben Amorim amiúde tem vindo a dizer, acerca de tão atraente e desafiadora matéria e mais, tardam em conseguir compreender três pontos fundamentais que este dossier encerra:

1 - As características de personalidade e carácter de Rúben Amorim;
2 - As condições de singular excelência que o Sporting lhe oferece, tanto em termos operacionais quanto da necessária e imprescindível rectaguarda, técnica, clínica e não só; 
3 - O salário que o Sporting paga a Amorim. Apesar da nossa liga não ser a que mais paga aos treinadores, no caso particular dos “três grandes” nenhum fica muito atrás das principais ligas europeias! Sabe-se que tanto Sérgio Conceição, quanto Rúben Amorim e até mesmo Roger Schmidt, ainda que distante dos dois primeiros, recebem verdadeiros combóios de milhões por cada ano de trabalho, sem contar com os chorudos prémios que cada título acrescenta.

Nesta condição dá ideia que poucos reconhecerão a Rúben Amorim, a mais extraordinária qualidade que quase diariamente evidencia...

A inteligência!!!...

Leoninamente,
Até à próxima

Acordaram a tempo!!!...


«O Sporting recebeu e venceu este sábado o Leixões, por 3-1, no arranque das meias-finais do playoff do título, numa série disputada à melhor cinco jogos.

No Pavilhão João Rocha, os leões entraram fortes e motivados devido à recente conquista da Taça de Portugal, mas depararam-se com um competitivo Leixões, que ganhou o primeiro set por 26-24. A reacção da equipa de João Coelho surgiu de imediato, com o Sporting a dominar os parciais seguintes, por 25-15, 25-20 e 25-13.

O próximo jogo desta eliminatória está agendado para 6 de Abril, agora em casa do Leixões.

A outra meia-final é disputada entre Benfica e Académica de Espinho.»
Por Diogo Jesus

Até pareceu que os leões não tinham aprendido rigorosamente nada na final da Taça de Portugal, mas...

Acordaram a tempo!!!...

Leoninamente,
Até à próxima

sexta-feira, 29 de março de 2024

Faltam apenas oito finais!!!...


«Sporting ganha na Reboleira com reviravolta e mantém-se líder isolado! Os leões até começaram a perder, quando Leonardo Bucca colocou o Estrela da Amadora em vantagem no marcador, mas operaram a reviravolta ainda na 1ª parte com golos de Paulinho e Nuno Santos. Na 2ª parte o Sporting teve oportunidades para matar o jogo, o Estrela também ameaçou o empate mas foi a equipa de Rúben Amorim a ficar com os 3 pontos e continua com 1 de vantagem sobre o Benfica (2º), mas a turma de leonina tem ainda um jogo em atraso para cumprir diante do Famalicão. Na próxima semana há dérbi em Alvalade para o campeonato, mas 3ª feira os rivais vão encontrar-se para a 2ª mão das ‘meias’ da Taça de Portugal.»

O melhor em campo

Faltam apenas oito finais!!!...

Leoninamente,
Até à próxima

quinta-feira, 28 de março de 2024

Como um livro aberto!!!...


«Rúben Amorim fez esta quinta-feira a antevisão ao jogo com o E. Amadora, partida da 27.ª jornada da Liga Betclic agendada para amanhã às 20H30.

Como está a equipa depois da paragem? Jogo com o Estrela na 1ª mão foi difícil… "A equipa está bem, deu para recuperar alguns jogadores, para descansar. Outros jogadores foram para as selecções. Apenas o [Gonçalo] Inácio fez os 90 minutos no último jogo e devido ao período de recuperação e o historial dele, por ter tido uma lesão no isquiotibial, poderá ter de haver uma gestão. O resto está pronto o jogo. Tivemos um percalço com o Seba [Coates], que recuperou; o Marcus [Edwards] fez dois treinos, também o vamos levar. E com o Trincão recuperámos atá ao último minuto a lesão que teve no pé e também o vamos levar. Temos de levar toda a gente, porque sabemos que é um jogo difícil. O Estrela é sempre difícil, tem jogadores rápidos na frente. Tivemos problemas no primeiro jogo. Foi muito pela colocação de alguns jogadores nossos, não vou dizer quem. Olhando para a imagem do jogo, acho que vamos melhorar nesse aspecto. Temos de estar precavidos e ser tão fortes como fomos por exemplo com o Moreirense a parar as transições e em estar muito concentrados. Também há a bola parada, há um jogador especifico no Estrela que se jogar torna a bola parada ainda mais importante. Sabemos o que temos de fazer. É voltar à mentalidade de ‘sabemos que não podemos perder pontos, temos de ganhar, está a acabar’."

Vêm aí dois dérbis. O Pote já contará nesses jogos? Preocupa-o ter 7 jogadores em risco de suspensão? "Queremos sempre ter o maior número possível de jogadores, não pelos dois dérbis, mas porque são muitos jogadores que podem ficar de fora do próximo jogo. Não sabemos qual será o jogo mais importante do campeonato. Temos de jogar todos os jogos a 100 por cento. A única gestão que vamos fazer é ver quem está melhor para este jogo ou a parte de que já falei do Inácio, o Morten [Hjulmand] fez 45 minutos [na selecção]… Só nesse aspecto é que poderemos alterar alguma coisa. É uma gestão táctica e física, como sempre. Quanto à gestão de cartões amarelos, não estamos em condições disso, porque não sabemos qual será o jogo mais importante. O Pote não vai estar para este jogo. Vamos fazer o máximo para que recupere para a próxima semana."

Fala-se do interesse de estrangeiros em jogadores do Sporting. Que efeito pode ter? "Neste momento nenhum. Está tudo focado no campeonato. Eles sabem que o mercado está fechado e só na próxima época poderá haver mudanças. Não altera nada na mentalidade dos jogadores, estão muito focados no que têm de fazer. Queremos muito todos ganhar títulos. Sabemos da importância dos jogos que vêm aí. Está tudo focado no que temos pela frente e não a pensar na próxima época."

Como espera contrariar o Estrela? Quenda terá espaço na equipa A? Nos sub-17 de Portugal esteve bem. "O Quenda também foi pedido pela equipa B. Pensava que era para o período todo, mas foi pela equipa B e depois juntou-se à selecção, foi essa a confusão. O Quenda é um miúdo em quem acreditamos muito. Poderá estar junto da equipa principal para o ano. Não fazer as comparações de um jogo de sub-17 de selecções com o nível em que estamos aqui. É muito óbvio que é um dos jogadores que olhamos como um grande projecto. Devagarinho, poderá ser uma das opções para o próximo ano. Os centrais rápidos ou mais lentos, obviamente que as características dos adversários contam. Mas também existe a bola parada. Se olharmos ao jogo com o Benfica, jogámos contra uma linha sem avançados, só com jogadores rápidos, e tivemos por exemplo o Seba, que não é o mais rápido. Às vezes tem a ver com a inteligência. O facto de estarmos muitas vezes 3 para 3 é o futuro. Temos de jogar como equipa grande sempre homem para homem cá atrás para fazer pressão alta. Temos de melhorar nos pormenores, quer com ou sem bola. Não fizemos um grande jogo nesse dia, conseguimos vencer, foi justo. Acho que vamos estar melhor neste jogo."

Dérbi em Alvalade é o xeque-mate? "Não acho. Já vivemos isso no último título. Quando menos se espera, perdemos 6 pontos em 4 jornadas. Tudo pode acontecer. Acho que este jogo com o Estrela ainda é mais importante porque é um preparar para um jogo especial, diferente, pela envolvência que tem. Este é o jogo mais importante, até mais decisivo do que o do Benfica."

Contas do título? Fresneda? "O Ivan teve muito tempo parado, foram três meses, veio com um problema no ombro. Tentámos tratar de outra forma. Com a adaptação e crescimento do Geny, o Esgaio, são todos da mesma posição, torna difícil. Cada época tem a sua historia. Até ao fim do campeonato todos podem jogar, depende dos treinos, jogos, lesões. Teve uma azar muito grande numa equipa nova. É sempre difícil entrar só com treinos. Faz parte da vida de um jogador. Estamos a falar de uma vantagem de um ponto. Temos um jogo na mão [Famalicão], mas esse não está ganho. Se me perguntarem mais para a frente, se tudo correr bem daqui a umas semanas, poderei responder. Lembro-me que no primeiro ano quando me perguntaram isso tínhamos 8 ou 10 pontos de vantagem. E na altura disse que só nós podíamos perder o campeonato e que na altura seria o único treinador em Portugal a perder com uma vantagem tão grande. Estamos a falar de um ponto, que não é nada, e o outro jogo ainda não foi ganho, que é uma deslocação difícil. Todos podem ganhar ou perder. Quando uma equipa grande perde um campeonato não só o adversário ganha como nós perdemos."

Vamos entrar em etapa crucial em duas provas. Consegue ainda passar a totalidade da mensagem aos jogadores ou precisa de truques? "Não, era mais difícil por exemplo no ano passado, quando estávamos em 4º lugar. Se sentisse que não conseguia passar a mensagem era sinal que me tinha de afastar como treinador. É nessas fases que é difícil passar a mensagem, fazê-los acreditar no projecto, na ideia. E eles sempre acreditaram. Desta vez não, estamos a 9 jornadas de podermos ser campeões, num clube que não ganha assim tantos títulos seguidos, é um aliciante grande. A mensagem está lá sempre. O mais difícil é os jogadores não pensarem tanto nisso, no que pode ou não acontecer, e pensarem na tarefa. Na qualidade do Leo Jabá, do Ronaldo, dos centrais. O facto de o Miguel Lopes poder jogar a central e depois ir para médio centro. A minha mensagem é: preocupem-se com o jogo, o resto depois aparece. Nesta fase é mais fácil passar a mensagem."

Hjulmand está em risco, fez os dois jogos na seleção e apenas um treino. Por outro lado tem Bragança em boa forma. Vai gerir o dinamarquês? "Tudo isso tem muita lógica, não vos vou dizer aqui, mas tudo isso tem muita lógica para o jogo de amanhã".

Por esta altura já se começa a preparar o mercado. Como faz essa gestão de preparar o plantel da próxima época mas não ter o próprio futuro definido? "Este ano acho que até é mais fácil, só planeio a próxima época com o dinheiro da Liga dos Campeões. Essa é a mais fácil. O clube é muito maior do que o treinador. Já estamos a fazer o planeamento, a pré-epoca, onde é, que jogadores podem sair e ficar. Está tudo a ser planeado. Temos de esperar um bocadinho mais porque envolve isso da Liga dos Campeões. Esse factor e o vencer títulos tem muita influência. Isto é muito maior do que o treinador."»

Como um livro aberto!!!...

Leoninamente,
Até à próxima