quarta-feira, 31 de março de 2021

Um Bragança fora de todas as séries!!!...


Um regalo para os olhos dos verdadeiros amantes do futebol, uma quase "divinal graça" para os companheiros de equipa, um conforto sem peso nem medida para quem o seleccionou e uma orgulhosa e legítima vaidade para quem, no Sporting, entendeu não permitir que o mundo não o pudesse conhecer!...

Um Bragança fora de  todas as séries!!!...

Leoninamente,
Até à próxima

O Sporting está bem na defesa e recomenda-se!...


Dele disse em finais do ano de 2019 o ex-capitão do Sporting, Bruno Fernandes, sem hesitar sequer em compará-lo com... Mathieu: “Há um central nos juniores de quem eu gosto muito. Esquerdino… Gonçalo Inácio. É isso! O estilo de jogo é idêntico ao de Mathieu!...”

Quem havia de dizer que se haveria de confirmar essa verdadeira premonição de Bruno Fernandes?! No arranque da presente temporada e numa equipa onde a juventude já se tornara de certo modo sensível e evidente, Rúben Amorim sempre se mostrou reticente a abdicar da experiência do sector recuado com que iniciou a época, composto então por Adán, Neto, Coates e Feddal. Porém, guardado estaria o bocado para surgir ainda mais um miúdo a provar-lhe que nenhuma regra vive sem excepção: Gonçalo Inácio. O jovem central, de 19 anos, saltou para a titularidade no início de Fevereiro, ao substituir o castigado Neto, e todo este tempo volvido, será seguro dizer que conseguiu conquistar em definitivo a confiança do técnico, dos companheiros e... dos adeptos, reforçando até aquilo que Amorim havia dito na recta final da temporada anterior sobre ele: "Tem de atingir um nível que lhe permita bater os outros na concorrência por um lugar. Quando isso acontecer, ganha"! Terá então rubricado a "escritura" que acabaria por revolucionar a carreira de Inácio. Em menos de um ano e numa ascensão feita na sombra e com especial relevo nos meses de Verão, através do fortalecimento físico - dentro e fora do Clube - do acompanhamento psicológico e com muita paciência, capacidade de trabalho e esbanjando sacrifício na espera de uma oportunidade que sempre chega e que acabou por chegar mais rápida até do que o próprio imaginaria, para agradável e inusitada surpresa do próprio treinador.

Neste momento Gonçalo Inácio vai contabilizando já 18 partidas entre Liga, Allianz Cup e Taça de Portugal, 15 delas como titular, e desde o início de 2021 já viveu três jogos de elevada dificuldade: FC Porto e Sp. Braga, respectivamente nas meias-finais e na final da Allianz Cup, além do mais recente reencontro com os dragões, no clássico do Dragão, para a Liga. A despeito do nulo, as estatísticas deste jogo comprovam que o central de 19 anos não só não acusou a pressão, como se superiorizou em relação aos companheiros de sector, Coates e Feddal, em diversas áreas: foi o central com menos passes falhados (7) e com melhor eficácia neste capítulo (79,41%), seja nos passes no próprio meio-campo (86,96%), no do adversário ( 63,64%) e, ainda, no último terço (60%). Além da qualidade técnica, Inácio foi o central que mais duelos ganhou aos dragões (5) e que menos vezes perdeu a posse (7), sendo de sublinhar ainda que, a este propósito, com Inácio em campo o Sporting apenas concedeu um golo nos últimos nove jogos.

Depois desta trajecto na equipa principal do Sporting, o batismo a marcar ou a renovação até 2025 assinada em Novembro passado, Gonçalo Inácio terá outro objectivo em mente que, dada a subida a pulso no Sporting, poderá estar um passo mais perto: a chamada aos Sub-21 de Portugal e ao Europeu da categoria. Com efeito, com o apuramento para os quartos de final hoje alcançado ante a Suiça, Inácio alimentará, naturalmente,  a esperança de que possa constar na futura lista de Rui Jorge, ainda que consciente que é uma meta difícil, dado que não constou nas últimas convocatórias e pelo facto de Rui Jorge poder manter o seu ‘núcleo de confiança’. Mas, como em tudo, a esperança é a última a morrer...

Nestas circunstâncias, nada de surpreendente terá sido a decisão da estrutura leonina de fazer passar a mensagem para todas as redacções, à revelia das várias especulações a que, ultimamente, vínhamos assistindo nos diversos orgãos de comunicação desportivos, de não constar minimamente dos seus planos para a próxima época a contratação de qualquer central para reforçar a menos batida defesa da Europa. De facto e ainda que seja de admitir a saída de Nuno Mendes - há números que ninguém poderá escamotear! -, com Matheus Reis a caminho da adaptação total ao Clube e aos processos do treinador e Eduardo Quaresma a merecer o voto de confiança de se poder mostrar capaz de repetir o trajecto do seu companheiro Inácio, mais centrais no Sporting para quê?!...

O Sporting está bem na defesa e recomenda-se!...

Leoninamente,
Até à próxima

Um duro sofrimento para os adeptos!!!...


Para Jogar tens de a roubar – João Palhinha
31 Março, 2021 Lateral Esquerdo

«Os criativos e audazes, eficientes e eficazes fazem valer o bilhete. Mas, num jogo em que o metro quadrado cada vez parece estar mais caro, roubar a bola é o que permite jogar. Sem a recuperar não há jogo por mais que tenhamos uma equipa com características predominantemente ofensivas. E para recuperar a posse não precisas necessariamente de tamanho e força física – Quantas bolas roubavam Xavi e Iniesta pela agressividade do seu jogo defensivo e destreza motora?

Contudo, continuam a haver jogadores que pelos seus traços suportam todo o futebol de uma equipa. Há mais de um ano – por alturas de Braga – que por cá se refere João Palhinha como o melhor médio do campeonato português. Chegou agora à selecção e a marcar. Mas é a roubar que faz jogar e permite possibilidades à sua equipa. Não é só os caminhos que fecha, mas os que abre.

"On this team, we fight for that inch
On this team, we tear ourselves, and everyone around us
to pieces for that inch.
We CLAW with our finger nails for that inch.
Cause we know
when we add up all those inches
that’s going to make the fucking difference
between WINNING and LOSING
between LIVING and DYING."

Al Pacino’s Inch By Inch speech from Any Given Sunday»

Um longo caminho ainda até Fernando Santos chegar aqui!...

Um duro sofrimento para os adeptos!!!...

Leoninamente,
Até à próxima

Chiça que é demais!!!...



Por amor de todos os "santinhos"...

Chiça que é demais!!!...

Leoninamente,
Até à próxima

terça-feira, 30 de março de 2021

Que aprendam os "burros" que restam!!!...


Sporting: sucesso conjuntural ou estrutural?

«No dia 11 de Novembro de 2020, decorridas apenas 7 jornadas da Liga NOS 2020/21, sob o título "Pode ter saído melhor a emenda que o soneto?" (pode ainda ser lido online em https://www.record.pt/opiniao/cronistas/luis-miguel-henrique), arrisquei afirmar nesta coluna de opinião, que estavam reunidas condições únicas para que o Sporting Clube de Portugal (SCP) pudesse vir a sagrar-se campeão nacional de futebol, decorrentes de um alinhamento excepcional de factores endógenos e exógenos.

Desde que houvesse uma correcta gestão de expectativas em que o discurso moderado do treinador do "viver jogo a jogo" se sobrepusesse ao do Presidente de "entrar em todas as competições para ganhar", aliado à precoce eliminação das competições europeias, à ausência de públicos e claques (à data em guerra aberta com Frederico Varandas) do estádio, conjugando isso com um menor desempenho desportivo interno de Futebol Clube do Porto (FCP) e Sport Lisboa e Benfica (SLB), o SCP poderia de facto voltar a ser campeão nacional de futebol.

Pois bem, agora que tudo leva a crer que tal irá mesmo acontecer, a pergunta que emerge como sendo estrategicamente a mais importante no universo sportinguista, é o que fazer com esse êxito imediato?

Pretendem os sportinguistas apenas um sucesso meramente esporádico e conjuntural ou aproveitar o mérito e trabalho árduo da estrutura, bem como a fortuna que protege os audazes (lembram-se dos 15 milhões que custou o Rúben Amorim?), com vista a serem criadas as condições necessárias para que o SCP volte a ser de facto, no tempo e no espaço, um verdadeiro e contínuo rival de SLB e FCP, dentro e fora de campo, no que ao futebol profissional diz respeito?

Para tal será necessário primeiro do que nada estabilidade. Estabilidade desportiva (manutenção da estrutura e em particular do treinador), financeira (nos próximos meses muitos milhões irão entrar nos cofres de Alvalade mas são preciso muitos mais nos próximos anos) e principalmente política (sim, porque a oposição interna além de adormecida, está vencida mas não convencida).

A isto, o SCP terá que aliar uma contínua e correcta gestão de expectativas e performance desportiva.

Se tudo correr dentro do expectável, na próxima época os adeptos estarão de volta ao estádio, pelo que a cobrança e impaciência nos momentos menos bons, voltarão.

Tal como "Roma e Pavia não se fizeram num dia" como reza o conhecido provérbio, a recuperação desportiva e financeira do SCP não acontecerá de uma época para a outra.

As coisas grandiosas não são fáceis nem rápidas de fazer, requerem tempo e esforço… e a verdadeira recuperação do SCP para o mais alto nível competitivo e financeiro será não menos que isso mesmo – um trabalho verdadeiramente grandioso.»

Que aprendam os "burros" que restam!!!...

Leoninamente,
Até à próxima

Casmurro, casmurro!!!...

 


Melhorou cerca de 30 minutos! Mas ainda continua...

Casmurro, casmurro!!!...

Leoninamente,
Até à próxima

Confiança absoluta nos nossos Leões!...


As duas faces do Sporting: entre o 3x4x3 e o ‘novo’ 3x1x4x2
Estatísticas mostram que novo sistema deu frutos. Amorim ganha opções para surpreender na reta final do campeonato

«O Sporting parte para a recta final da temporada com uma faceta mais imprevisível. Depois de ter visto a equipa dar boa resposta ao novo sistema táctico no triunfo frente ao V. Guimarães (1-0), Rúben Amorim passa a ter várias opções em cima da mesa para surpreender os adversários, a começar já pelo Moreirense, na segunda-feira, em Moreira de Cónegos. O treinador pode repetir o 3x1x4x2 da última ronda ou voltar ao habitual 3x4x3. Aliás, o plantel deverá mesmo preparar ambos os sistemas ao longo da próxima semana, precisamente como aconteceu antes da recepção aos vimaranenses, até porque, sabe Record, o técnico ficou agradado com aquilo que viu.

“Chegámos à frente com maior facilidade, o Daniel Bragança deu-nos isso. É mais difícil marcar golos, as equipas fecham-se bem, temos de arranjar soluções, mas não sofrendo estamos mais perto de ganhar”, frisou, depois da partida. E os números corroboram a tese.

Como pode verificar na infografia acima, a equipa nunca tinha trocado tantas vezes a bola no próprio meio-campo e fez a partida com mais toques na bola. Mas há mais bons sinais. O líder da Liga teve mais posse, fez mais passes em todas as áreas do campo e alcançou uma eficácia superior nesse capítulo em comparação com a média da temporada.

De resto, segundo os dados da Opta, os leões remataram menos e criaram um número mais reduzido de oportunidades do que o habitual, mas também concederam menos disparos.

Muito por onde escolher

Na última jornada, Daniel Bragança foi a novidade. Após ter sido elogiado por Amorim, o médio, que está ao serviço dos Sub-21, foi titular pela primeira vez na Liga e ganha invariavelmente mais espaço com a abertura de uma vaga para o miolo, em conjunto com Palhinha e João Mário.

No entanto, desta vez, o leão tem mais armas à disposição e ganha margem para voltar ao habitual 3x4x3. É que Nuno Santos, lesionado à data do jogo com o V. Guimarães, e Paulinho, que entrou na 2ª parte desse jogo, estão de regresso. O ex-avançado do Sp. Braga até parte para o jogo com o Moreirense com ‘fome’ de golo. Ainda procura estrear-se a marcar em partidas oficiais de leão ao peito, mas já festejou no jogo-treino de anteontem, frente à U. Leiria (1-1).

Parecem abertas novas perspectivas para o jogo da próxima segunda-feira em Moreira de Cónegos. De facto nos últimos jogos disputados pelo Sporting vinha sendo patente uma certa previsibilidade de processos que estaria na origem das dificuldades sentidas pelos leões na perfuração das defesas cada vez mais baixas e numerosas apresentadas pelas equipas adversárias. Com os vimaranenses o jogo dos leões pareceu mais fluído e só o preciosismo do VAR em lance ocorrido "quase um ano" antes do golo de Tiago Tomás e que nem conterá argumentos contrários, permitiu a escassez do resultado final. Os números estatísticos apresentados neste excelente trabalho de Rafael Soares e Ricardo Granada aí estão para o demonstrar.

Aquilo de que os adeptos leoninos se vinham apercebendo, parece ter sido antecipado por Rúben Amorim e do treino terá decorrido o antídoto que até a crítica acabou por confirmar. Agora, com mais duas semanas de trabalho e a disponibilidade de Nuno Santos, Paulinho e até Matheus Nunes, tudo se conjuga para que os leões alcancem nesta sua deslocação ao Minho, um resultado compatível com as suas mais fundadas aspirações.

Confiança absoluta nos nossos Leões!...

Leoninamente,
Até à próxima 

"Quien todo lo quiere, todo lo pierde"!...

O centro do plano de Amorim para a próxima época passa por Palhinha e Pote 
Os dois médios afiguram-se peças nucleares na estratégia do treinador do Sporting


Com a época 2021/22 já no estirador, reforça-se em cada jogo deste último terço da presente temporada, a ideia de que Palhinha e Pote serão peças nucleares para Amorim que, naturalmente, há-de desejar e gostar de manter a todo o custo. Será obviamente o mercado a ditar as suas leis, pois os dois médios, respectivamente ao serviço das Selecções Nacionais A e Sub-21, estão por demais referenciados no estrangeiro: Palhinha tem mercado em Inglaterra, campeonato que já assumiu ser o seu predilecto e Pote tem vindo a estar nas cogitações de alguns clubes em Itália.

Ironicamente, algo mais parece ligar estes dois imprescindíveis de Rúben Amorim. Todos nos recordaremos de que, muito provavelmente, o maior obstáculo à saída de João Palhinha no último defeso terá sido uma famigerada e afinal abençoada cláusula que continha o acordo de empréstimo ao SP. Braga. Ora com Pedro Gonçalves parece estar a acontecer algo de muito semelhante. Ao transferi-lo para Alvalade, o Famalicão reservou 50 por cento de uma futura venda e a  sua muito anunciada irredutibilidade em negociar agora com o Sporting essa prerrogativa, com o pensamento nos milhões que poderá vir a receber, até poderá vir a constituir, tal como aconteceu há pouco menos de um ano com Palhinha, a inviabilização pura e dura de uma eventual saída do 28, na medida em que qualquer montante, normal ou avultado que se venha a revelar, obrigaria os leões a ter de dividi-lo em partes iguais com o ex-clube do jogador. E isto, sendo à partida "cortar as pernas ao jogador", afigura-se um tremendo erro estratégico do presidente famalicense, Jorge Silva. Foi isso que aconteceu ao "trolha"!...

"Quien todo lo quiere, todo lo pierde"!...

Leoninamente,
Até à próxima

segunda-feira, 29 de março de 2021

Os recordes existem para serem batidos!!!...


Os recordes existem para serem batidos!!!...

Leoninamente,
Até à próxima

Está muito bem entregue o futebol do Sporting!...


Parece ter resultado em pleno com Gonzalo Plata o "plano de Rúben Amorim" para retirar as "teias de aranha" que andariam a perturbar o pensamento do jogador equatoriano. Ou alguém lhe terá traduzido em bom castelhano a mensagem do seu treinador, ou então até terá sido mesmo este a "hablar-lhe" directamente ao ouvido o que pretendia. Claro que, ao que se sabe, mensagem parecida terá sido transmitida, desta vez em português escorreito, a Eduardo Quaresma, que parecia padecer de mal semelhante, muito bem acentuado pelo Capitão Sebastian Coates na recente entrevista concedida ao jornal Record.

Seja como tiver sido, o importante é que os dois jogadores tenham compreendido que, fazendo parte do plantel principal do Sporting, lhes estará sempre proibido o "dolce fare niente" que haviam adoptado nos treinos, se calhar à espera que o sucesso lhes viesse bater, cândida e milagrosamente, ao ferrolho da sua porta...

Já quanto à contratação de um "pretenso agitador ou lança-chamas que acrescente criatividade e poder de fogo à linha avançada do Sporting", as coisas parecem estar a merecer a atenção do "triunvirato" que tem vindo a definir e a colmatar com saber e eficácia as carências e/ou debilidades que nós, os adeptos sportinguistas, também vamos dando conta e que, oportunamente e sem hipotecar o futuro, haverão de vir a ser resolvidas.

Está muito bem entregue o futebol do Sporting!...

Leoninamente,
Até à próxima

Ora tomem lá, que já almoçaram!!!...


Atirou com a braçadeira e fez ele bem
 
«Ao cair do pano, a pressão era muita e o remate de difícil execução, sem hipótese de preparação e de ângulo reduzido – na sequência de um portentoso passe longo de Nuno Mendes. Mas Cristiano esteve ao seu nível, enviou a bola para a baliza e fê-la ultrapassar claramente a linha final, logrando aquilo que daria a vitória a Portugal. Com régua e esquadro não se faria melhor! Só que o jogo era da FIFA e de qualificação para o Mundial, pormenor de somenos, pelo que nem tinha um árbitro assistente capaz – o homem correu até à bandeirola de canto e fechou os olhos… – nem VAR, nem sequer a já vetusta tecnologia da linha de golo. Como é possível? E o juiz da partida, que não era português – ai se fosse! – fez igualmente vista grossa e evitou o meio apuramento que a derradeira proeza de CR7 nos daria. Se a palavra "roubo" se pode aplicar no futebol, e não se devia, é numa situação tão escandalosa como esta.

Pois apesar de tamanha evidência, os "gremlins" das redes sociais, apoiados nalguns comentadores frustrados por não viverem em Turim, condenaram sem a berraria que os distingue a asneira do apitador, criticaram mansamente as opções de Fernando Santos – a entrada de Renato Sanches brada aos céus, é certo, mas depois de vencer o Europeu o engenheiro silenciou para a eternidade os ignorantes – e centraram-se em quê? Isso mesmo: na irritada saída de campo do capitão da Selecção! Como se ele não tivesse razão ao ver-se esportulado de mais um golo histórico, obtido fora de casa e num momento decisivo da contenda. Ou como se lhe corresse nas veias sangue de barata e não interpretasse o sentimento de revolta que se apoderara da imensa maioria dos seus compatriotas.

Temendo que a gritaria não fosse suficiente, os invejosos da rede não se ficaram por aí, ampliando a sua indignação pelo facto de Cristiano, com o jogo terminado e à entrada dos balneários, ter atirado ao chão a braçadeira de capitão, esse glorioso e acrisolado símbolo da Pátria, que faz do Hino e da Bandeira simples apêndices da nacionalidade... Que falta de noção!

Perseguir Cristiano Ronaldo por atravessar uma fase menos feliz de forma, em boa parte devido aos deprimentes insucessos da Juventus, sublinhando que não marca pela Selecção há quatro jogos – que são realmente três porque no sábado fez o que lhe competia – é o passatempo preferido dos idiotas que sempre anunciam a morte sabendo que algum dia ela virá. Com a vacinação a correr bem, os novos casos de covid em queda e o desconfinamento progressivo a avançar, este pequeno tropeção da Selecção vem mesmo a calhar à cambada. E se amanhã não ganharmos ao Luxemburgo? Por esta altura, deve haver por aí muitos grunhos em oração.

A terminar, um aceno para Rui Jorge e para o trabalho modelar que desenvolve nos Sub-21. Sim, não é só a selecção principal que tem aquele que é, talvez, o melhor plantel de equipas nacionais do Mundo. Também nos mais novos essa qualidade está presente, como se confirmou ontem com o belo triunfo sobre os ingleses, que nos últimos anos vêm somando êxitos nos escalões jovens. Chapeau!»

Ora tomem lá, que já almoçaram!!!...

Leoninamente,
Até à próxima

É cá uma fezada que tenho!!!...


Paulinho dá a ideia de começar a ter a alça quase afinada! E ainda terá uma semana para melhorar e chegar a Moreira dos Cónegos e fazer a estreia oficial que todos desejamos! O sorriso parece confirmá-lo...

É cá uma fezada que tenho!!!...

Leoninamente,
Até à próxima

domingo, 28 de março de 2021

Mais um para o Museu Sporting!...



Com uma goleada das antigas o Sporting "despachou" o Benfica na final da Taça da Liga de Futsal e alcançou o seu terceiro troféu dos seis até agora disputados.

Mais um para o Museu Sporting!...

Leoninamente,
Até à próxima

Um abraço fraterno e solidário para Moçambique!...



Augusto volta a emocionar os adeptos do Sporting: a história que se tornou viral
Moçambicano de 18 anos partilhou nova fotografia nas redes sociais, agora com o lema 'Onde vai um, vão todos'

«É uma daquelas histórias que ultrapassam fronteiras e que têm a capacidade de unir e inspirar a tribo do futebol.

Augusto, um moçambicano de 18 anos, adepto do Sporting, partilhou quinta-feira no Twitter uma mensagem: “Pessoal, eu preciso de ajuda. O meu sonho é jogar no clube que eu sempre amei , o Sporting Clube de Portugal.” No dia seguinte, na mesma rede social, o jovem residente no bairro de Cariacó, em Pemba, partilhou uma imagem onde mostrava um pé descalço, um par de chuteiras desfeitas por 3 anos de uso e repetia o apelo. “Ajude-me a realizar o meu sonho.” O pedido acabou por ser ouvido em Lisboa: Edson Silva, médio dos Sub-23 dos leões, prontificou-se a enviar-lhe botas novas. E seguiu-se nova publicação: uma fotografia do próprio Augusto a empunhar um cartaz com o lema criado por Rúben Amorim – ‘Onde vai um, vão todos’ – a que juntou a expressão “Amo vós.” A história tornou-se viral e está a emocionar sportinguistas de todos os quadrantes.»










Um abraço fraterno e solidário para Moçambique!...

Leoninamente,
Até à próxima

E vamos lá pensar em Moreira dos Cónegos!...


Será muito provável que na manhã hoje, na Academia, Matheus Nunes já integre a equipa que irá defrontar em jogo treino a União de Leiria. Uma boa notícia para o Sporting e, muito particularmente, para Rúben Amorim que todos sabemos muito aprecia as qualidades do jovem médio leonino.

E vamos lá pensar em Moreira dos Cónegos!...

Leoninamente,
Até à próxima

sábado, 27 de março de 2021

Casmurro, casmurro, casmurro!!!...


A vencer por 2-0 ao intervalo, é preciso ser...

Casmurro, casmurro, casmurro!!!... 

Leoninamente,
Até à próxima

Quem sabe nunca esquece!...


Futuro risonho para Tiago Tomás

«O Tiago Tomás tem tido uma evolução notável. Onde achas que pode chegar?
Diogo Génio, Aveiro

A semana passada, na pergunta que me fizeram sobre o Gonçalo Ramos, respondi que as duas posições de campo mais difíceis para os jovens da formação terem minutos nas grandes equipas são as dos guarda-redes e dos pontas-de-lança. Historicamente, Diogo, se olharmos para trás, vemos que poucos goleadores tiveram minutos e foram titulares aos 18 anos nos grandes clubes onde fizeram a formação. Seja em Portugal ou nas grandes ligas da Europa. O Tiago Tomás, com esta idade, já fez 31 jogos esta época, 21 deles a titular e entrou para este grupo muito reduzido de pontas-de-lança que conseguiram este grande feito. Se os médios, defesas e extremos que jogaram mais de 25 jogos na primeira equipa do Sporting, com os seus 17 e 18 anos, tiveram um mérito enorme, imagina o que é um ponta-de-lança jogar 31 jogos com 18 anos, como é o caso do TT. Só um historiador do futebol poderá saber, mas duvido muito que nos 114 anos de vida deste gigante clube chamado Sporting Clube de Portugal outro jovem ponta-de-lança ( saído da formação) tenha feito 31 jogos na primeira equipa até 28 de Março na época em que se estreou, com 18 anos. Este miúdo está a ter uma evolução espectacular de jogo para jogo, já fez 6 golos, mas por este caminho vai fazer muitos mais e ele é daqueles pontas-de-lança que eu sempre gostei de ter na minha equipa, porque é muito solidário com os seus companheiros e trabalha como ninguém. Por todas estas razões, Diogo, e se esta evolução não parar, o Tiago Tomás, dentro de pouco tempo. poderá ser o ponta-de-lança titular da nossa Selecção.

Faz sentido o Benfica deixar sair Gabriel?
Pedro Pinto, Damaia

Gosto muito do Gabriel, mas esta época – pelos motivos que sejam – não está a ser feliz e ainda não atingiu o seu melhor nível como há duas épocas. Estamos em finais de Março, Pedro, e se o Gabriel não melhora o seu rendimento nestes últimos meses dificilmente pode continuar na próxima época... Estas são as ‘regras’ nos grandes clubes e o Gabriel e todos os jogadores do Benfica conhecem melhor que ninguém as regras do jogo. Se têm bom rendimento melhoram os respectivos contratos e podem ser negociados por um grande tubarão da Europa. Contudo, se têm uma má época podem estar na lista das saídas. E aí tanto poderão ser vendidos, normalmente por um preço muito inferior ao valor que tinham há dois anos, ou emprestados. As regras do jogo, Pedro, são assim.

Muitos treinadores estão a voltar ao sistema de três centrais. É um bom sistema táctico?
Diogo Génio, Aveiro

Joguei com vários treinadores neste sistema e, por exemplo, o mítico Luis Aragonés utilizava durante a época dois sistemas tácticos. Este que tu referes, Diogo, com três centrais e também o 4x4x2. Durante a semana treinávamos tacticamente consoante a equipa adversária, mas logo na pré-época já tínhamos ensaiado muitas vezes (nos treinos e nos jogos particulares) as duas versões. Basicamente alternávamos os sistemas, por isso era mais fácil assimilar as mudanças de uma semana para a outra, como aconteceu várias vezes. Um dos melhores momentos que tive na carreira foi na final da Taça do Rei, em 1992, onde vencemos o nosso rival Real Madrid, no seu Santiago Bernabéu, por 2-0 e com este sistema táctico de três centrais. Essa vitória, para todos os colchoneros, foi como ganhar a Liga dos Campeões. E nunca me esquecerei daquele 11 titular: Abel Resino na baliza; os dois ‘carrilleros’ (como chamam os espanhóis aos laterais largos) foram o Tomás do lado direito e o Toni no esquerdo; os três centrais eram Donato no meio, Solazabal e Lopez; o trinco era o enorme Vizcaino; a ‘8’ o mítico Schuster (fez um golo de livre do outro mundo); o terceiro médio era o Moya e depois na frente, com liberdade de movimentos em todo o ataque, eu e Manolo... Com este sistema de três centrais, defensivamente é muito mais difícil que a equipa cometa erros atrás, mas também não podemos esquecer que uma grande equipa tem de atacar porque joga sempre para ganhar e por esta razão, Diogo, este sistema táctico é bom se tiveres os jogadores adequados.

Quem é o favorito à vitória na Liga dos Campeões? Bayern Munique? Manchester City? FC Porto?
Marta Machado, Espinho

Os grandes tubarões da Europa são sempre favoritos a ganhar a Champions League, mas como português cada vez que uma equipa portuguesa passa a fase de grupos e mete-se nos ‘oitavos’ sonho sempre que pode ganhar. Porque sonhar não custa nada. Penso assim, Marta, desde as 23 horas do dia 27 de Maio de 1987, quando acabou a final da Taça dos Campeões Europeus entre o Bayern de Munique e o FC Porto, em Viena. Porque ninguém acreditava que aquela equipa portuguesa pudesse estar nos ‘oitavos’ daquela edição da mais importante competição europeia de clubes, quanto mais chegar à final e ganhar justamente contra todos os prognósticos a um enorme tubarão como era aquela equipa do Bayern Munique. Joguei aquela final e desde daquela noite penso sempre assim, Marta. E depois de ver o apuramento histórico e épico dos jogadores do FC Porto em Turim muito mais confiante estou de que o Sérgio Conceição e os seus craques vão continuar a fazer história. Desde o último sorteio que sonho que vamos passar o Chelsea, depois o Real Madrid e ganhar novamente a final ao Bayern de Munique, como em 1987. Estou a sonhar acordado desde o momento do sorteio. E sonhar é grátis, Marta!»

Valerá sempre a pena estar atento às palavras de um grande jogador de futebol como foi Paulo Futre!...

Quem sabe nunca esquece!...

Leoninamente,
Até à próxima

Leão uma vez, Leão para Sempre!...


Apesar de ainda contar pelos dedos os meses que leva com o leão rampante ao peito, Bruno Tabata já conseguiu aperceber-se da grandeza do Sporting e interiorizar o sucesso da forte mensagem de Rúben Amorim. Dois factores decisivos para o sucesso na carreira com que legitimamente sonhará, a par de outros sonhos que decerto terá reservado para si, por enquanto, e nos quais estará acompanhado por todos nós, adeptos sportinguistas!...

Leão uma vez, Leão para Sempre!...

Leoninamente,
Até à próxima

Que se passa Eduardo?!...


Alguma coisa Eduardo Quaresma não estará a fazer bem nos treinos, para o Capitão Coates ter mencionado o facto na sua entrevista de hoje, associando o seu nome ao de Gonzalo Plata, que parecia não ter compreendido ainda que "diz-me como treinas e dir-te-ei como jogas"!...

Que se passa Eduardo?!...

Leoninamente,
Até à próxima

Não se há-de "esfarrapar toda" nos treinos?!...


Como é que esta "miudagem" ao sentir-se assim tratada como "gente grande" por um treinador que permanentemente lhes abre a porta a todos os seus sonhos...

Não se há-de "esfarrapar toda" nos treinos?!...

Leoninamente,
Até à próxima

"Quem não quer ser lobo, que não lhe vista a pele"!...


Palavras de capitão

«Lê-se a entrevista de Coates a Record e percebe-se o porquê de o uruguaio ser capitão de equipa. Não há declarações bombásticas. Não há tiradas para irritar. Há um discurso consciente, sem fugir às perguntas, mas de homem feito e que sabe o que pretende dizer. Faz títulos menos sonantes, mas ganha o respeito de quem o lê. Porque está ali, de facto, um capitão.

Hoje joga a nossa selecção. Após uma estreia sensaborona frente ao Azerbaijão, claro que esperamos mais e melhor frente à Sérvia. Mesmo que Fernando Santos, no seu estilo resultadista, avise já que prefere ganhar do que ter nota artística. Por muito que ter ido de empate em empate até à vitória final em França tenha sido uma das maiores alegrias da minha vida, confesso que sinto alguma vergonha alheia deste discurso quando olho ao ‘plantel’ nacional. Erro meu, certamente.

Parabéns a Joana Ramos. Mais uma medalha aos 39 anos. Um exemplo de vida desportiva. Em tempos de pandemia, bem precisamos de quem nos aponte o caminho. Que retire do léxico a palavra desistir das mais utilizadas. Obrigado pelo exemplo, Joana.

Deixem-me terminar com um abraço ao meu camarada João Lopes. Estamos contigo. Força!»

Impossível não subscrever inteiramente esta crónica de Bernardo Ribeiro!...

"Quem não quer ser lobo, que não lhe vista a pele"!...

Leoninamente,
Até à próxima

Não o manda dizer por ninguém!!!...


É o Capitão quem o diz!... 

Não o manda dizer por ninguém!!!...

Leoninamente,
Até à próxima

Desenganem-se os "achistas"!!!...


Até a matemática dá razão a Rúben Amorim! Dizem os "achistas", como por exemplo Rui Santos, para já não falar de Carlos Carvalhal - "só uma hecatombe retiraria o título ao Sporting"! -, que "acham" que faltam 10 finais ao Sporting!...

Até um razoável número de adeptos sportinguistas, também "acham" que faltam apenas 7 vitórias, ou 6 e mais 3 empates, ou outros, algo mais pragmáticos, dizem "achar" que faltarão alcançar apenas 21 pontos e já está!...

Rúben Amorim apoia-se simplesmente na matemática e desde o ínício do campeonato tem dito o que diz agora: se pensarmos em 10 finais, teremos que repartir por 10 o foco de todo vasto plantel leonino, cabendo 10% a cada um desses jogos, donde resultaria um rotundo prejuízo, com zero de benefício! Nada disso, meus amigos...


Vamos "jogo a jogo" e em vez de 10% de foco em cada um dos 10 jogos, vamos dirigir todo o nosso foco - 100%! - no próximo jogo em Moreira de Cónegos e apenas no seu final e logo depois de celebrarmos mais uma vitória, passaremos a dirigir - de novo 100% do nosso foco! - no jogo que vier a seguir!...

E não me sobra a mais leve dúvida de que na próxima época, já acondicionada na sua "arca de troféus" bem envolta em bolas de naftalina - não vá a "traça da inveja" dar cabo dela! -, a faixa de campeão, debruçando-se então sobre a parafernália de jogos que o Sporting deverá passar a ter pela frente - Liga, Taça da Liga, Taça de Portugal e, porventura, Champions League, o seu discurso continuará, incontornavelmente, a ser "jogo a jogo e 100% de foco em cada um"!...

Desenganem-se os "achistas"!!!...

Leoninamente,
Até à próxima

sexta-feira, 26 de março de 2021

Alguém me explica?!...


Carlos Carvalhal: «Só uma hecatombe fará com que o Sporting não seja campeão»
Treinador do Sp. Braga fala em "muito mérito" dos leões ao longo de todo o campeonato

«A dez jornadas do fim da Liga NOS, o Sporting lidera com 10 pontos de vantagem para o 2.º classificado, o FC Porto, e Carlos Carvalhal, técnico da equipa que ocupa o 4.º posto, acredita que só acontecendo algo muito anormal no que falta jogar tirará o título aos comandados de Rúben Amorim.

"Só uma hecatombe vai fazer com que o Sporting não seja campeão. Tem muito mérito no que tem feito, é uma equipa sólida, ainda não perdeu e tem ganho os seus jogos. Em todos os jogos, de uma forma ou de outra, dá sempre a ideia que vão ganhar", considerou Carlos Carvalhal, em declarações à RTP 3»

Mas onde será que este agora quer chegar?!...

Alguém me explica?!...

Leoninamente,
Até à próxima

Esperavam tosquiar, foram tosquiados!...


Talvez animados pelos ventos de feição que nos últimos tempos se vinham fazendo sentir, vindos do quadrante de um Conselho de Disciplina da FPF demasiado ou exclusivamente preocupado com matérias que de alguma forma, directa ou indirecta, dissessem respeito ao Sporting CP, os dirigentes do Estrela da Amadora e do Oriental Dragon, entenderam por bem "atirar o barro à parede", para ver se colava!...

Esperavam tosquiar, foram tosquiados!...

Leoninamente,
Até à próxima

Irá agora o Sporting CP ser tratado como merece?!...


«Nicolau Santos, actual presidente da Lusa, e Hugo Figueiredo, actual administrador da RTP, foram convidados pelo Conselho Geral Independente (CGI) do grupo público de rádio e televisão a apresentarem um projecto estratégico para a empresa para os próximos três anos. O primeiro será presidente e o segundo será o vogal da administração responsável pela área de conteúdos - como já é, aliás, desde 2018.

O objectivo é serem indigitados como membros do conselho de administração da RTP, anunciou o CGI em comunicado, que salientou que a dupla foi escolhida por unanimidade. Entretanto, será também designado pelo CGI um vogal responsável pela área financeira, mas esse nome - que será uma mulher por causa da lei das quotas de género - tem que ter o aval prévio e vinculativo do accionista Estado através do Ministério das Finanças...»

Um dos nossos vai ser presidente do Conselho de Administração da RTP, o homem forte dos canais públicos de rádio e televisão!...

Irá agora o Sporting CP ser tratado como merece?!...

Leoninamente,
Até à próxima

Agora sim, vamos ter Plata!!!...


Alguém deve ter traduzido para Gonzalo Plata a mensagem que Rúben Amorim lhe dirigiu no passado dia 4 do corrente mês. A tese que aqui defendemos estava afinal certa...

Agora sim, vamos ter Plata!!!...

Leoninamente,
Até à próxima

Também a ele o Sporting incomoda!!!...

 



Não, a capa de A Bola de hoje não deverá ser entendida e ouvida pelos adeptos sportinguistas como sendo a sempre fabulosa canção, Unchained Melody, de Righteous Brothers,  na interpretação do eterno Elvis Presley. Antes nos deverá sugerir a "Melodia do Desespero" interpretada pelo ainda director do jornal, Vitor Serpa.

O "tiozinho" em vez de chamar para a primeira página do jornal que dirige as duas tímidas e sofridas vitórias das selecções de Fernando Santos e Rui Jorge, o espectro de um Sporting Campeão, porventura envolvido em mirabolantes vendas dos leões no próximo Verão, não o abandona, nem lhe mitiga a dor que lhe causará o previsível fracasso na temporada do seu "eterno amor"!...

Também a ele o Sporting incomoda!!!...

Leoninamente,
Até à próxima

quinta-feira, 25 de março de 2021

A usar "sapatos de salto alto"!...


Rúben Amorim recebeu, esta quinta-feira, na Academia do Sporting, em Alcochete, o Prémio Vítor Oliveira – Treinador do Mês da Liga, relativo a fevereiro.

O treinador do Sporting Clube de Portugal reuniu 36,6 por cento das preferências dos seus homólogos da Liga, superando as votações de Carlos Carvalhal, do SC Braga, e Daniel Ramos, do Santa Clara, que completaram o pódio.

No site oficial do Sporting o técnico leonino começou por agradecer a todos os treinadores que o elegeram como o melhor do mês passado, dedicando a distinção aos jogadores, staff e equipa técnica do Sporting, uma vez que estes terão sido, em seu entender, a verdadeira razão do prémio que lhe foi conferido.

Continua Amorim a recusar-se liminarmente, reforçando cada vez mais a imagem de marca que o mundo já  lhe reconhece... 

A usar "sapatos de salto alto"!...

Leoninamente,
Até à próxima

Que Paulinho não deixe os seus créditos por mãos alheias!...


Importantíssimo que o regresso de Paulinho seja celebrado em Moreira dos Cónegos daqui a pouco mais de uma semana, no sábado dia 3 de Abril, com golos, muitos golos e com uma excelente exibição, tanto dele quanto de toda a equipa!...

Será muito provavelmente a única confirmação que faltará a Rúben Amorim para ver justificadas todas a recomendações do técnico leonino no que diz respeito a contratações e que envolveu um extraordinário esforço financeiro do Clube. É por isso aguardado com enorme expectativa o "regresso" de Paulinho aos golos e apreciar no terreno a evolução daquele que Rúben Amorim classifica como o melhor ponta de lança português a actuar em Portugal.

Que Paulinho não deixe os seus créditos por mãos alheias!...

Leoninamente,
Até à próxima

quarta-feira, 24 de março de 2021

Haja alguém que lhe traduza a mensagem do treinador!...


Gonzalo Plata à chegada ao seu país depois de nova convocatória do seleccionador Gustavo Alfaro, terá sido confrontado pelos meios de comunicação locais sobre a sua situação no Sporting, onde de momento está fora das opções de Rúben Amorim na primeira equipa, tendo afirmado:

"A verdade é que não faço ideia, sabes? Tenho trabalhado como sempre por lá. Agora venho à selecção, continuo a fazer o meu trabalho. Demonstrei-o a cada jogo e não sei o que se está a passar, de verdade."

O mais curioso será ter em conta as afirmações produzidas por Rúben Amorim há cerca de três semanas sobre a situação de Plata que, no seu entender, extravasava os relvados: 

"Temos muitas esperanças no Plata mas ele tem de crescer, não só como jogador e atleta. Aqui na formação estão habituados a ser mais profissionais desde pequenos, o Plata nem tanto..."

Será que não haverá ninguém na estrutura do futebol do Sporting, capaz de transmitir ao jogador, na sua língua materna, aquilo que Rúben Amorim então disse?!...

Se já com mais de dois anos em Portugal, Gonzalo Plata, parece ainda não dominar suficientemente a língua portuguesa para compreender a mensagem do seu treinador...

Haja alguém que lhe traduza a mensagem do treinador!...

Leoninamente,
Até à próxima

Mais palavras para quê?!...


Aurélio Pereira: «Estamos à frente na formação»
O histórico olheiro e detector de talentos aplaude a aposta de Frederico Varandas e a coragem do treinador. “Com a quantidade de jogadores que estão na equipa principal, quem mais faz isso!?”

«RECORD - Dário Essugo é o mais jovem de sempre a jogar na equipa principal do Sporting. Já o conhecia?

AURÉLIO PEREIRA – Sim. Qualquer jogador que chega ao Sporting passa por um crivo que consiste em três fases: a detecção, a selecção e a contratação. Funcionou o trabalho conjunto do departamento de recrutamento, nesse caso concreto do coordenador de Lisboa, o Akil, e da área técnica, então na pessoa do Luís Dias, responsável pelo Polo do Estádio Universitário de Lisboa. Ele veio para o Sporting com 9 anos. Todos os clubes apostam no recrutamento hoje em dia. É de tal maneira importante que, se não se conseguir trazer um jogador entre os 7 e os 10 anos, já nunca mais se traz esse jogador, tamanha é a concorrência. O mercado é isto hoje em dia. Se não trouxermos os miúdos com 7-10 anos, acabou! Nunca mais se pode. O Sporting ao longo do tempo tem feito isso, tem procurado chegar primeiro e, depois, avaliar. Esse miúdo tinha 9 anos quando veio para o Estádio Universitário. Foi sempre um miúdo bem comportado. É um miúdo que tem qualidade suficiente. Com o cunho do Rúben Amorim, se ele não tivesse qualidade logicamente não estava ali, naquela posição. O recrutamento é peça importante nisto. Agradeço ao dr. Frederico Varandas e à sua direcção porque fizeram uma aposta forte na formação. A formação é a nossa bandeira e estamos todos satisfeitos com isso. O presidente sempre teve apetência para a formação. Já enquanto médico do Sporting eu trocava muitas vezes impressões com ele. Tenho de lhe dar o meu abraço pelo trabalho que estão a desenvolver.

+ O Sporting há três anos tinha perdido terreno na área da formação, nomeadamente para o Benfica, quer na região de Lisboa, quer a nível nacional. O que mudou entretanto? Qual é a sua análise?

AP – Mudaram as pessoas. A direcção é outra. Sempre houve aposta na formação, e o recrutamento é uma peça fundamental. Este miúdo, como dizia, está connosco desde os 9 anos (2014). Ou seja, o Sporting estava atento. O que aconteceu foi que os outros clubes fizeram grandes investimentos. E isso levou-nos a tentar revitalizar o departamento de recrutamento, como foi feito. Esta direcção do Sporting investiu outra vez muito no recrutamento e os resultados estão à vista de todos. É, para mim, um sentimento de gratidão imensa.

+ Por aquilo que observa, acha que o Sporting, se perdeu esse estatuto, já é outra vez líder da formação em Portugal?

AP – Nós temos de trabalhar muito para continuarmos com o nosso projecto. É difícil neste momento a qualquer clube ter a liderança da formação porquanto todos eles apostam na formação. Por isso, temos de desbravar caminhos. Temos de ser muito trabalhadores. Agora, esta direcção do Sporting impôs o seu percurso. E, se olharmos para os números que estão em cima da mesa, é evidente que neste momento nós estamos à frente da formação. Com a quantidade de jogadores que estão na equipa principal, quem mais é que faz isso?! A liderança mede-se por aí, através da presença de jogadores na primeira equipa. O Sporting acabou de estrear um miúdo com 16 anos. É preciso coragem, não é? E só é possível porque os miúdos vêm para cá muito cedo. Habituam-se a estar num clube de topo e, quando chegam aos 16/17 anos, já os conhecemos bem. E eles já não tremem. Não tremem! Nenhum jogador que entre na equipa pela mão do Rúben Amorim treme. Não há um que trema. Chegam ali e encaixam. E isso é fantástico.» 

Mais palavras para quê?!...

Leoninamente,
Até à próxima

Em boa hora a excelência voltou ao Sporting!!!...

 


Amorim ultrapassa Jorge Jesus e já é o segundo treinador que mais jovens lançou no Sporting
Actual técnico dá bola à prata da casa: já lançou mais miúdos (7) em 43 jogos do que o antecessor (6) em 154

«No jogo com o V. Guimarães, 12 dos 20 convocados eram formados na Academia. Desses 12, seis foram titulares e mais dois saltaram do banco. No total, Rúben Amorim utilizou 8 jogadores da formação. E um deles, Dário Essugo, tornou-se o mais jovem de sempre a jogar na equipa principal do Sporting (e na Liga), aos 16 anos e seis dias. Dos números para os factos, o lance do golo leonino teve assinatura exclusiva da prata da casa: livre de João Mário, passes de Tiago Tomás e João Palhinha e finalização de cabeça de Gonçalo Inácio...

Após anos de crise e até de decadência, bem traduzida no onze que subiu ao relvado do Bonfim a 30 de Janeiro de 2019, sem qualquer representante da ‘cantera’, a formação do Sporting renasceu das cinzas e atravessa uma nova era dourada. Com impacto directo na equipa principal. A chegada de Rúben Amorim foi o ponto de viragem na recuperação que Frederico Varandas iniciou em Setembro de 2018 e que começou a ganhar forma em Abril de 2019. Foi por essa altura que Varandas anunciou um investimento de 12 milhões de euros em Alcochete até ao fim do mandato, em 2022.

Um ano depois, com a entrada de Amorim, foi possível potenciar o trabalho desenvolvido na sombra. E até, não sem surpresa, conjugar essa estratégia com o... 1º lugar da Liga. O plano passou à prática quando a Liga parou devido à pandemia, através da promoção e avaliação de jovens, que passou a ser permanente.

Comparativo


Um a um, o treinador foi concedendo oportunidades e hoje, ao cabo de 12 meses, Amorim já conseguiu, por exemplo, superar o legado de Jorge Jesus em Alvalade: em 43 jogos, desde Março de 2018, lançou sete jogadores formados no Sporting (Eduardo Quaresma, Nuno Mendes, Tiago Tomás, Joelson, Daniel Bragança, Gonçalo Inácio e Dário Essugo). JJ, em 154 partidas entre 2015 e 2018, promoveu seis leõezinhos (Matheus Pereira, Palhinha, Iuri Medeiros, Francisco Geraldes, Rafael Leão e Jovane). A análise compreende futebolistas com o mínimo de três épocas no clube até à passagem a sénior, desde a inauguração da Academia, a 21 de Junho de 2002. A estreia na primeira equipa, usada aqui como referência, nem sempre significou continuidade nas opções. Com Amorim, no entanto, a regra tem sido essa, e até Dário Essugo é candidato a mais minutos no imediato, pois continua a trabalhar com o plantel.

Paulo Bento, que estreou 11 ‘filhos’ da Academia, continua a ser o recordista. Mas cada vez mais ao alcance de Amorim.»

Um trabalho de excelência do jornalista do jornal Record, Vitor Almeida Gonçalves, que nos permite a nós, adeptos sportinguistas, avaliar a verdadeira dimensão de uma outra excelência: a do "triunvirato" que tem conduzido o Sporting Clube de Portugal à invejável posição que, hoje por hoje, é motivo de justo orgulho e da satisfação e alegria sem limites que varrem todo o admirável universo leonino!...

Em boa hora a excelência voltou ao Sporting!!!...

Leoninamente,
 Até à próxima

PUBLICIDADE