quinta-feira, 27 de março de 2014

Sorriam, está aí a colonização americana da Nike !...



Pode a Nike contar as histórias que quiser, sobre o azul que introduziu no equipamento alternativo da nossa selecção. Nenhum português será capaz de estabelecer qualquer relação entre esta cor e os Descobrimentos portugueses, argumento capcioso e estúpido para enganar papalvos, utilizado pela marca americana. Nem com qualquer outro período da nossa história, recente ou remota.

O que os colonizadores americanos fizeram foi, pura e simplesmente, sem pudor e respeito pelos nossos valores e tradições, ir ao fundo do baú dos equipamentos da selecção do seu país, escolherem aquele que estava mais à mão, trocarem as 50 estrelas do símbolo do seu umbigo, pelo emblema de FPF e... já está: tomem lá "tugas" de merda, que não merecem mais!




Este azul, à semelhança do vermelho escolhido antes, para o equipamento principal, fedem a uma descarada e idiota exportação das cores da bandeira do seu país, para um país do terceiro mundo, exactamente o que eles pensam de Portugal!




Por cá, perdida a dignidade, já ninguém se incomoda com mais um acto nojento de tão descarada colonização americana.

Leoninamente,
Até á próxima  

18 comentários:

  1. Se não tiverem ido à escola ou não souberem olhar para a bandeira de Portugal não pois as quinas da bandeira de portugal são a azul e branco para além de que a nossa bandeira de portugal já foi azul e branca, sempre tem mais a haver do que com o preto do ano passado. SL

    JJ

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ao caro JJ, direi que até aqueles que não tiveram o privilégio de ir à escola, sabem que o azul onde estão inscritas as cinco chagas de Cristo da nossa bandeira, não têm NADA A VER, com o azul do equipamento alternativo da nossa selecção agora proposto pela Nike. Terá MAIS A VER, com o azul onde estão inscritas as 50 estrelas da bandeira americana. Também o azul da bandeira portuguesa antes da instauração da república, NÃO TEM NADA A VER com o azul que a Nike agora estará a tentar impor, se é que não impôs já.

      Quanto ao preto do ano passado, concordarei em absoluto consigo. Mas deixe que lhe ponha uma questão, que entendo pertinente: que diabo de ódio a Nike terá ao verde da nossa bandeira, para não ter preferido colocá-lo neste equipamento alternativo no lugar deste azul americano?! Será que o equipamento, além de ser bem mais representativo das nossas cores, não ficaria bem mais bonito?!...

      SL

      Eliminar
    2. Já percebi agora o teu ponto de vista, de facto o azul da bandeira dos EUA não tem nada a ver com o azul empregue na nossa bandeira em vários períodos da nossa história. ;)

      É um azul mais escuro, mais... marinho. Má escolha de tom, sem dúvidas.

      Eliminar
  2. Todos sabemos que a bandeira actual, tem as quinas azuis ponteadas a branco...
    Mas pese embora toda a nossa história passada e eu tenho muito respeito por aqueles que se dizem e defendem a Monarquia...mas eu nasci na Republica e sou por isso, republicano...
    Ora a bandeira da Republica (que apesar de eu respeitar, acho de muito mau gosto...) tem como cores principais o verde e o azul, depois alguns resquícios de amarelo e azul...

    Eu não entendo porque se escolhe o equipamento principal totalmente em cor vermelha...
    E o alternativo...em branco e uns resquícios de azul, baseado julgo, na cor da referidas quinas...
    Já agora poderiam ter escolhido também ...o amarelo da esfera armilar...!!

    Enfim...como não podemos fazer nada...

    É comer e...refilar...!!

    SL

    ResponderEliminar
  3. Animem-se, podia ser pior. Pensando bem nas cores já usadas em bandeiras portuguesas, algum federativo (da FPF, por via das dúvidas...) poderia ter sugerido a ideia de jerseys tricolores, em pinceladas largas de preto, vermelho e amarelo...
    Assim, vindo da Nike, pelo menos ficamos a saber que mais algumas dezenas de orientais irão ter trabalho garantido durante uns tempos. Seria arrepiante, mas é o que está a dar -e talvez até, quem sabe, o sr Durão, ou o nosso 1º Passos, nos conseguisse um subsídiozinho do BCE, que nos ajudasse na excursão aos brasis...

    Peço-vos desculpa pela acidez, mas, vindo dos steites e da Nike, aceitaria melhor se fossem obrigados a entregar a confecção a fábricas portuguesas e os tecidos só se aceitariam importados se fosse de todo impossível confeccioná-los em Portugal.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Liondamaia, como eu compreendo a sua acidez. Assim como compreendo e subscrevo a sugestão final. Porém no mundo globalizado em que vivemos, manda quem tem dinheiro, que o mesmo será dizer a Goldman & Sachs!

      SL

      Eliminar
  4. Tanta azia com as cores do equipamento... Mandem isso às malvas... Afinal está tudo condizente com a (ainda para alguns) Selecção Nacional... Se até esta já não é genuína... Como diria uma tia minha... (e peço desculpa pelo vernáculo) Cagüei...
    Assim mesmo, com trema no u !

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A Águia Preocupada parece confundir azia com outra coisa bem mais importante, que ainda vou conseguindo manter: dignidade!

      Quanto ao costumeiro desabafo da sua tia, talvez seja por ter milhões de seguidores em Portugal, que temos o governo que temos, os deputados que temos, um PR como temos, uma justiça como temos e até, veja bem, o futebol que temos!... E, naturalmente, toda essa gente vai albardando os "burros" à vontade dos donos!...

      Eliminar
    2. Bolas! Tentei ser mordaz e caustico mas não consegui! Nem sei o que é que a minha tia, uma senhora com 95 anos, terá a ver com os tais milhões de seguidores.
      Só quis minorar a importância dum equipamento, comparando com a pouca vergonha a que chegou a dita Selecção Nacional.
      Sinceramente, desgosta-me mais a mistura de nacionalidades do que o equpamento ainda que não goste de nenhum deles!

      Eliminar
    3. Eu apercebi-me da ironia da Águia Preocupada. Só não gostei de palavra "azia". Perdoar-me-à, mas os benfiquistas tanto gritam que vem lobo, que a reacção de sportinguistas como eu, é deixarem de dar importância ao grito, que quando o lobo vem mesmo, já não acodem.

      Sobre o valor estético e cores utilizadas, estarei sintonizado consigo: encolho os ombros, não me galvanizam. Já a colonização da Nike me parece evidente. Uma coisa sei, quando defrontarmos o tio Sam, o alternativo com certeza não será utilizado. Porém, desde que sejamos capazes de lhes dar uma trepa, tudo bem...

      Eliminar
  5. «Pode a Nike contar as histórias que quiser, sobre o azul que introduziu no equipamento alternativo da nossa selecção. Nenhum português será capaz de estabelecer qualquer relação entre esta cor e os Descobrimentos portugueses, argumento capcioso e estúpido para enganar papalvos, utilizado pela marca americana. Nem com qualquer outro período da nossa história, recente ou remota.»

    As duas primeiras bandeiras dos nossos primeiros dois reis foram azuis e brancas... Mais tarde, a cor encarnada ou vermelha passou a estar presente, e com Dom João IV, o azul esteve de volta à bandeira de Portugal.

    E também apareceu o verde, como estandarte de guerra, mas nunca tivemos uma bandeira como a actual, pois nunca dois "esmaltes" devem estar juntos sem a devida "separação".

    Com o Liberalismo, a bandeira passou a ser azul e branca, com os estandartes reais a vermelho, o que não deixa de ser irónico, pois se havia coisa que os reis "liberais" não tinham em comparação com os reis "absolutistas", era poder... ;)

    Só depois, com a república, é que a actual bandeira passou a ser usada, adoptando as cores da bandeira Carbonária.


    O erro da Nike nem foi o de adoptar o azul, que como foi demonstrado acima, já esteve presente nas cores de várias bandeiras nacionais, o erro foi em não ter mantido o mesmo equipamento, mas com o alternativo em branco com a "cruz" em azul.

    Aliás, erro mesmo é termos quem aceita equipamentos da Nike como aquele todo a vermelho... ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Colonização, nada mais. Parece já não restar nos dirigentes federativos uma pinga de bom senso e dignidade. Como aliás acontece noutros sectores da sociedade portuguesa.

      Acrescentarei que naturalmente concordarei que o azul tenha estado presente desde sempre na nossa bandeira, desde o berço da nacionalidade. Só que nunca foi o tom AMERICANO que agora vai ser utilizado...

      Eliminar
  6. Durante 900 anos a nossa bandeira era Azul e Branca.. Nos ultimos 114 passou a ser vermelha e verde.. Eu concordo com estas cores para o alternativo.. Muito melhor do que ter um equipamento só vermelho (que nao representa nada por si)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É uma questão de gosto pessoal, gostar ou não destes equipamentos. Mas a minha abordagem vai numa direcção diferente, a rejeição do sentimento colonizador que os americanos, se em que campo for, sempre exibem! Conheço-os demasiado bem, já andei durante muito tempo na terra deles e no meio deles, para perceber que nada do que fazem no sentido de depreciar tudo o que não está situado à volta do seu umbigo, será por acaso...

      Quanto aos azuis, meu caro, haverá milhjares de tons de azul. Não me parece que o tom agora utilizado alguma vez tivesse estado presente na nossa bandeira.

      Eliminar
  7. Caríssimo Álamo:

    Depois de um afastamento destas lides por motivos profissionais, que me levaram para longe, volto ao convívio deste grande blogue.
    Como já sou entradote, lembro-me do tempo em que o equipamento da nossa selecção era exactamente assim. Se era alternativo ou não, não sei.
    Penso que teria a ver com a cor tradicional (pré-republicana) da nossa bandeira.
    Já agora, deixe-me dizer que partilho de algumas opiniões que já aqui li, quanto ao progressivo acentuar do vermelho nos nossos equipamentos nacionais. Esta última camisola, que já vi ao vivo numa loja da marca, então, é abusiva, tem dois tons de vermelho.
    Lembra, dos meus tempos de criança, o equipamento da URSS.
    É claro que branco e verde é a Bulgária (alternativo, mas às vezes usam-no por rotina), como vermelho e verde é também a Bulgária e os Camarões.
    Todo verdinho é que era lindo, mas lá tinhamos a rapaziada da Selecção(Paulo Bento, Humberto Coelho, João Pinto, Fernando Gomes) toda nalguma urgência hospitalar com urticária grave.
    É que nem camisola verde com calção vermelho alguma vez tentaram...

    Um Leonino Abraço,

    José Lopes

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bem vindo amigo José Lopes. Sobre as famigeradas camisolas da selecção, pouco mais haverá a dizer, do que já por aqui foi dito. E sobre dignidade dos agentes federativos, estamos conversados.

      Abraço e SL

      Eliminar
  8. O meu ponto de vista sobre o novo equipamento:
    http://furialeonina.blogspot.pt/2014/03/porque-nao.html

    SL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Copiei para o meu arquivo! Pode ser que um dia eu precise, para chamar o PB à ordem...

      Eliminar

PUBLICIDADE