segunda-feira, 17 de março de 2014

Não foram mais porque não calhou !...



Com este erro de Tiago Trigo,  a cor dos "kalimeros" virou azul! E que gozo que me dão as lágrimas dos "chorões", a começar por Luís Castro. Ninguém ouviu este novel e interino treinador da agremiação das Antas, dizer que a sua equipa produziu apenas a exibição que o Sporting lhe permitiu. Ninguém lhe ouviu uma palavra sobre o descalabro da sua defesa, a inoperância da sua linha média e a ineficácia do seu ataque. Nada, apenas falou da arbitragem. Não há dúvidas absolutamente nenhumas, de que a vingança se deve servir... bem fria!

Será muito fácil aos "kalimeros azuis" virem dizer que Cedric Soares deveria ter estendido a passadeira azul a Jackson Martinez, para ele fazer o golo a seu belo prazer. Mas o jovem leão preferiu e bem, lutar para o impedir. Dentro do que as leis do futebol prescrevem, tendo sido esse o correcto entendimento de Pedro Proença. O penalti resumiu-se às lágrimas dos "novos kalimeros"! 

E será também muito fácil apontar o dedo a Tiago Trigo no lance que antecedeu o sublime centro de André Martins, que o melhor cabeceador do campeonato converteu de forma magistral. Esquecem apenas que o médio leonino partiu para a jogada como um tiro, adivinhando o pensamento de William Carvalho e lembrando-se das dezenas de ensaios semelhantes que Jardim leva a cabo em cada treino. Não será nunca humanamente possível a um árbitro auxiliar ajuizar este tipo de lances. A imagem acima é suficientemente esclarecedora, para concluir que não se tratou, ao contrário do que tem acontecido com o Sporting, de um erro grosseiro e muito menos premeditado. Apenas o recurso às novas tecnologias de imagem o permite. E para essas, ainda não chegou o tempo, com culpas flagrantes para quem, desde o International Board, Blatters e Platinis e a acabar no próprio D. Bufas Pinto da Costa, continua a fazer a obstrução que convém aos seus interesses e ao seu imobilismo.  

No meio do rescaldo deste clássico, as palavras que melhor me soaram e reflectem a verdade do jogo, foram as de Adrien Silva:

«Não foram mais porque não calhou!...»

Leoninamente,
Até à próxima

Sem comentários:

Publicar um comentário

PUBLICIDADE