terça-feira, 18 de março de 2014

Jorge Sousa no Funchal, com escrutínio severo!...



Depois da inacreditável nomeação de Benquerença para o clássico, Vitor Pereira, sejam quais tenham sido as razões que provocaram a alteração, acabou por escrever direito por linhas tortas. Terá sido um "insignificante" devaneio, de que se redimiu a tempo, por obra dos deuses, que em boa hora o terão acompanhado.

Talvez pelo estado de graça em que se encontra, hoje voltou a surpreender com uma nomeação aparentemente pacífica. Jorge Sousa será um árbitro razoável, sem tiques de vedetismo e suficientemente equilibrado. É da A.F. do Porto? É, mas será que nessa associação residirão os juízes de que o Sporting terá mais razão de queixa?! Sempre ouvi dizer que "santos do pé da porta não fazem milagres" !...

Já por aqui deixei claro, que o "sistema" parece ultimamente vir a fazer incidir sobre os árbitros auxiliares, as suas maiores preocupações e influências. Será uma estratégia curiosa, já que as nódoas das bandeirinhas serão de mais fácil lavagem. Mas também acredito que, com os holofotes leoninos bem colocados nos Barreiros, muito dificilmente passará incólume qualquer tentativa de cometimento dos erros grosseiros que vinham sendo perpetrados contra os leões.

Aguardemos, na certeza de que o escrutínio será severo e que a palavra BASTA, gritada aos quatro ventos por mais de 3 milhões de adeptos, poderá revelar-se decisiva na "coragem" até há pouco evidenciada pela "famiglia APAF".

Leoninamente,
Até à próxima 

2 comentários:

  1. Se me permite, amigo Álamo, subscrevo por baixo, sem quaisquer reticências.

    A ideia que tenho de Jorge de Sousa é a de que é um bom árbitro, equilibrado, dos que acerta muito mais do que erra. Dizem que fez parte de uma claque do focuporto -se fez, não consta que ainda por lá tenha "raízes". E o que conta é que seja competente -o que parece ser o caso- e que tenha sorte: sorte para que a arbitragem lhe corra de feição e muita, muita sorte, para que os assistentes, sejam eles quem forem, estejam à altura do seu chefe de equipa.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Confesso-lhe amigo Alberto Bastos, que as minhas dúvidas estarão mais focadas nos auxiliares, do que em Jorge Sousa, de quem tenho opinião igual à sua. Não tendo, de momento, memória do nome deles, bem tentei procurar, mas não encontrei. Oxalá o seu nome continue apagado da minha memória por muito tempo. Será bom sinal...

      Eliminar

PUBLICIDADE