terça-feira, 25 de março de 2014

Com Carlos Mané a 10, o leão foi outro !



A vitória alcançada nos Barreiros, talvez tenha dissipado em definitivo as dúvidas de Leonardo Jardim e da grande maioria dos adeptos sportinguistas: a colocação de Carlos Mané no lugar que vinha sendo ocupado desdo o início da temporada por André Martins, abriu novos horizontes ao ataque do Sporting. A tão propalada previsibilidade que o ataque leonino vinha manifestando, resultante da falta de intensidade e quantas vezes de objectividade de André Martins, poderoso trunfo com que "os autocarros" adversários vinham manietando o esforço ofensivo leonino, foi pura e simplesmente estilhaçada por Carlos Mané.

Leonardo Jardim já vinha dando indicações claras de que o problema tinha sido perfeitamente identificado e que se estaria a tornar urgente baralhar os processos tácticos de quem nos defrontava. A contratação de Shikabala, terá sido o primeiro sinal, mas a lenta recuperação dos índices físicos do egípcio, não lhe terá permitido avançar mais cedo. A lesão de André Martins ter-lhe-à permitido fazer novo ensaio, tendo como protagonista o jovem talento da Academia. Com o sucesso a que todos pudemos assistir.

Há muito admirador do talento e visão de jogo de André Martins, já por aqui deixei bem explícita a opinião de que, a meu ver, estará a atravessar um doloroso processo de estagnação, tanto em termos de aprimoramento da sua compleição física, quanto de uma incontornável evolução da sua mentalidade competitiva. Temo que, a não alterar o seu próprio grau de exigência em termos de trabalho e dedicação à  profissão que escolheu, dificilmente alcançará o patamor com que talvez tenha sonhado e que todos lhe augurávamos.

Carlos Mané, trouxe à equipa uma pequena amostra daquilo que ela precisava como de pão para a boca, uma autêntica reinvenção"oferecendo maior verticalidade e volume ofensivo ao ataque dos leões, o futebolista torna-se também importante nas transições rápidas encetadas pela equipa, deixando as questões de desarme e de contenção a cargo de William Carvalho e Adrien.".

Seria estulto, descabido e extemporâneo, presumir que estará encontrado o 10 pelo qual todos clamamos desde que Krassimir Balakov partiu. Carlos Mané será uma pérola de talento, mas ainda lhe faltarão galgar mais alguns degraus numa carreira que não será difícil adivinhar. Com pragmatismo e esperança, creio que antes da sua afirmação, Shikabala poderá muito bem preencher esse intervalo, com as vantagens que lhe advêm da sua maturidade e experiência. De qualquer forma, e esse será o ponto mais importante, quem sairá sempre a ganhar será, naturalmente, o Sporting Clube de Portugal!...

Leoninamente,
Até à próxima

2 comentários:

  1. O André Martins quando acabar o aprimoramento da sua compleição física aparece aí com 2 mt e 90 kg. Só este álamo, gostaste da palavra aprimoramento?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aprimoramento, acto ou desenvolvimento que consiste em tornar-se melhor; fazer com que fique perfeito, esmerado ou apurado.

      O aprimoramento intelectual será sempre um acto impossível para o "anónimo das 16.42". Que os deuses lhe valham e que dele seja o reino dos céus!...

      Eliminar

PUBLICIDADE